Você está na página 1de 43

Tiro de Guerra 02-010

Araçatuba - SP
CFC
Curso de Formação de Cabos
MATÉRIA

7 - TOPOGRAFIA
Assunto

Cartas Topográficas
Objetivos

1. Identificar as convenções cartográficas.

2. Determinar a distância real entre dois pontos.


Sumário
I. Introdução
II. Desenvolvimento
1. Cartas
2. Cartas topográficas:
a. símbolos e convenções cartográficas;
b. escalas; e
c. distância gráfica e distância real.
III. Conclusão
I. Introdução

Hoje iniciamos a instrução de


Topografia de Campanha com o assunto
Cartas Topográficas. Todos verão, com o
decorrer do ano, que todo militar deve ter
profundos conhecimentos sobre as
convenções que representam o terreno.
II. Desenvolvimento
1. Cartas
a. Definição
É a representação, em escala, sobre um plano,
dos acidentes naturais e artificiais que se
encontram na superfície do solo, bem como da
configuração dessa superfície. Embora desenhada
em escala, não permite sua representação exata
num plano, originando deformações inevitáveis.
b. Classificação
1) Carta topográfica - Reproduz os
acidentes naturais e artificiais da
superfície terrestre de forma
mensurável, mostrando suas posições
horizontais e verticais.
2) Carta planimétrica - representa
apenas a posição horizontal do
acidente reproduzido. Distingui-se da
carta topográfica pela omissão do
relevo em condição de ser medido;
3) Carta fotográfica - é a reprodução de uma
fotografia aérea ou mosaico, constituído de uma
série destas fotografias, que se completou com
uma quadriculação arbitrária, dados marginais,
nomes, numeração de estradas, curvas de nível,
elevações importantes, limites, escala e orientação
aproximadas Normalmente se denomina fotocarta.
O traçado de curvas de nível é excepcional;
4) Carta em relevo - reproduz as diferenças
de níveis por meio de sombreamento colorido,
etc. A carta em relevo plástica é uma carta
topográfica normal, que foi impressa sobre base
de matéria plástica, de maneira que o relevo,
indicado pelas curvas de nível seja efetivamente
reproduzido, em escala aumenta; e
5) Carta especial - é uma carta
destinada para fim particular, como por
exemplo, uma carta de rede de vias de
transporte.
b. Cuidados
1) As cartas devem ser tratadas com cuidado,
dado o fato de seu suprimento ser limitado. Devem
sempre que possível, ser colocadas em um porta-
cartas e cobertas com folha de papel transparente
(papel acetato). Este papel adere facilmente à carta,
protegendo-a contra a umidade e permitindo que se
escreva com grafite ou lápis especial. As anotações
devem ser feitas levemente, de modo a serem
facilmente apagadas com borracha ou algodão com
álcool.
2) Quando empregadas pelas tropas em campanha as
cartas devem ser dobradas em forma de sanfona e,
colocadas no bolso para protegê-las do sol e da
umidade;
3) As fotografias aéreas sem moldura, devem ser
guardadas em um invólucro à prova de umidade e nunca
devem ser enroladas. As fotografias não devem ser
colocadas próximas a aparelhos de aquecimento e,
quando expostas às variações de temperatura, reforçá-
las mediante o emprego de um material apropriado,
tecido ou tela, colado em seu verso.
2. Cartas Topográficas
a. Símbolos e convenções cartográficas
1) Definição - São símbolos empregados
nas cartas para indicar construções e
acidentes existentes no terreno; e
2) Cores utilizadas nas cartas militares:
a) Preto.............. Palpiteira e toda a nomenclatura;
b) Azul............... Hidrografia;
c) Vermelho...... Estradas, rodovias;
d) Castanho....... Curva de nível; e
e) Verde............. Vegetação.
b. Escalas
1) Escala pequena – igual ou inferior a
1/500.000;
2) Escala média - maior que 1/500.000 e
menor que 1/50.000;
3) Escala grande – superior a 1/50.000;
4) É a relação existente entre as dimensões na carta
e seus valores reais correspondentes no terreno. As
cartas trazem, normalmente impressas nas margens, as
suas escalas podendo apresentar-se sob diversas
formas:
a) Escala numérica - representada por uma fração
com o numerador uma Escala ( E ) = grandeza na carta
ou dimensão gráfica ( d ), dividido pela grandeza no
terreno ou dimensão real ( D )
E = d = 0,025m = 25
D 625m 625000
Unidade
Múltiplos Fundamental Submúltiplos
quilometro hectômetro decâmetro metro decímetro milímetro
centímetro 
km hm dam m dm cm mm
1.000m 100m 10m 1m 0,1m 0,01m 0,001m

- Para facilidade de cálculo, as escalas têm sempre


como numerador a unidade, bastando, para tal,
dividirmos ambos os termos da fração pelo numerador.
- A escala será então
E= 25 = 1 ou 1/25000 ou ainda 1 :
25000,
625000 25000
- significando que:

1m na carta corresponde a 25000m ( 25Km ) no terreno.


1cm na carta corresponde a 25000cm ( 250m ) no terreno
1mm na carta corresponde a 25000mm ( 25m ) no terreno

- Uma escala será maior quanto menor for o valor do


denominador da fração que a representa.
5) Instrumentos
a) Curvímetro
É um instrumento que
serve para medir distâncias
na carta em linha reta,
quebrada ou curva;
b) Régua milimetrada
- A distância real entre os dois pontos poderá ser
determinada com auxílio de uma régua graduada em
milímetros, multiplicando-se a leitura feita na régua,
entre os dois pontos na carta, pelo denominador da
escala; e
- Por exemplo, se numa carta de escala E = 1/25000
achamos uma distância gráfica de 3,2 cm entre os dois
pontos, a distância real será:
D = 3,2 cm x 25000 = 80000cm = 800m
c) Régua de escalas
- Existem réguas graduadas com diferentes escalas
gráficas. A de seção triangular, por exemplo, apresenta em seu
conjunto seis diferentes escalas;
- Aplicando-se a régua com a graduação correspondente à
escala da carta, sobre a distância a medir, leremos diretamente o
valor real dessa distância; e
- Caso a régua não possua a graduação para a escala em que
se está trabalhando, utiliza-se outra escala e multiplica-se ou
divide-se a leitura feita pela relação de proporcionalidade entre as
duas escalas. A relação de proporcionalidade sempre que possível
deve ser múltipla ou submúltipla de 10.
c. Distância gráfica e distância real
1) Determinação da escala da carta
a) Se os dados da escala não estiverem
na margem da carta, a escala dessa carta
pode ser determinada partindo-se de uma
medida no terreno, ou por meio da distância
gráfica tomada em outra carta da escala
conhecida;
b) Pela distância real entre dois pontos do
terreno
- A escala de uma carta pode ser determinada
pela comparação da distância real entre dois
pontos do terreno, com a respectiva distância
gráfica na carta. Por exemplo, a distância
gráfica medida na carta é de 40mm e a mesma
distância medida no terreno com trena ou outro
processo razoavelmente preciso, é de 2.000m
ter-se-á:
Distância entre a ponte e a casa na carta = d=
40mm; distância entre a ponte e a casa no terreno
= D= 2000m

1 = d 1 = 0,04 E=
50.000
E D E 2.000

Portanto a escala da carta será de 1/50.000.


c) Pela distância entre dois pontos de uma
carta de escala conhecida
- Para determinar a escala de uma carta
com auxílio de outra carta com escala
conhecida, escolhem-se dois pontos que
estejam representados em ambas as cartas e
mede-se a distância entre eles e aplica-se a
regra de 3.
CARTA A

d 1 6 1
---- = --------- ----- = ---------- = D = 6 X 20.000
= 120.000
D 20.000 D 20.000

CARTA B

3cm 1
E = -------------- = --------------
120.000cm 40.000
d) Coordenadas
- Coordenadas Geográficas;
Latitude e Longitude (mais usado pela aeronáutica)
- Coordenadas Retangulares;
Esquadro de locação Régua de escalas e Régua milimetrada
- Coordenadas Polares;
- Pelo uso da tela código;
- Pelo uso da linha código; e
- Pelo uso do Calco.
e) Coordenadas Retangulares
- As coordenadas retangulares, também
conhecidas por plano-retangulares, ou ainda
planas, são baseadas na quadriculação UTM,
(UNIVERSAL TRANSVERSE MERCARTOR
PROJECTION ). Este sistema é usado no EB por
sua relativa facilidade, portanto, o estudaremos
mais detalhadamente; e
- A quadriculação UTM consiste em dois
grupos de linhas retas paralelas que se interceptam
em ângulos retos formando uma rede de
quadrados, todos do mesmo tamanho, comumente
chamados de quadrícula. O ponto é designado
pelas distâncias lineares que os afastam do eixo. Os
algarismos finais dos valores são omitidos e apenas
dois são impressos em tamanho grande, o qual
são chamados de ALGARISMO PRINCIPAL.
Estes algarismos são importantes pois identificam as
já conhecidas quadrículas.
COORDENADAS DO
TIRO DE GUERRA

(78750 - 98850)
III. Conclusão

EXERCÍCIOS NA CARTA

Você também pode gostar