Você está na página 1de 22

Poliedros

Arlisson Diego
Rafaela Sanches
Poliedros
Chamamos de poliedro o sólido limitado por quatro ou mais
polígonos planos, pertencentes a planos diferentes e que têm dois a
dois somente uma aresta em comum.
Elementos do Poliedro
• Os polígonos são as faces do poliedro; os lados e os vértices dos
polígonos são as arestas e os vértices do poliedro.
Poliedro convexo e não convexo

• Os poliedros podem ser convexos ou não convexos. Se qualquer segmento


de reta que liga dois pontos de um poliedro estiver totalmente contido nele,
então ele será convexo.
• Uma outra forma de identificar um poliedro convexo é verificar que
qualquer reta não contida em nenhuma das face e nem paralela a elas, corta
os planos das faces em, no máximo, dois pontos.
Classificação dos Poliedros

• Os poliedros convexos possuem nomes especiais de acordo com


o número de faces, como por exemplo:

- Tetraedro: quatro faces;


- Pentaedro: cinco faces;
- Hexaedro: seis faces;
- Heptaedro: sete faces;
- Octaedro: oito faces.
Relação de Euler
A Relação de Euler é válida para todo poliedro convexo e para alguns
poliedros não-convexos e estabelece a seguinte relação entre o
número de faces, vértices e arestas:

V+F-A= 2

Onde,
F: número de faces
V: número de vértices
A: número de arestas

Os poliedros em que a relação de Euler é válida são chamados de eulerianos. É importante notar que
todo poliedro convexo é euleriano, porém nem todo poliedro euleriano é convexo.
Pela Relação de Euler, tem-se que F + V = A + 2, onde F é o número de
faces, V o número de vértices e, A o número de arestas.
Qual é o número de faces de um poliedro convexo, que tem 9 arestas e
6 vértices?
A) 3
B) 4
C) 5
D) 6
E) 7
RESOLVENDO A QUESTÃO

Vamos utilizar a relação de Euler


Temos: A = 9 , V = 6 e F = ?

F + 6 = 9 +2
F + 6 = 11
F = 11 – 6
F = 5
Uma caixa no formato de um poliedro precisa ser reforçada com 3
parafusos em cada vértice, um revestimento de metal nas suas 7
faces e uma aplicação de uma cola especial em todas as 15 arestas.
A quantidade necessária de parafusos será igual a
(A) 72.
(B) 66.
(C) 24.
(D) 30.
(E) 10
RESOLVENDO A QUESTÃO
Primeiramente temos que encontra o número de vértices, para isso
usaremos a relação de Euler
Temos: F = 7, A = 15 e V = ?
V+F=A+2
V + 7 = 15 + 2
V + 7 = 17
V = 17 – 7
V = 10

Como em cada vértice será colocado 3 parafuso temos:


Parafusos = 10 x 3 = 30
(Saresp-2009). Um poliedro convexo tem 20 vértices e 30 arestas.
Lembre-se: V + F = 2 + A
 
Este poliedro é um:
(A) icosaedro (20 faces).
(B) cubo (6 faces).
(C) dodecaedro (12 faces).
(D) octaedro (8 faces).
(E) tetraedro (4 faces).
RESOLVENDO A QUESTÃO

Como temos V = 20 e A = 30, basta utilizar a relação de Euler.


V+F=2+A
20 + F = 2 + 30
20 + F = 32
F = 32 -20
F = 12

Logo temos um dodecaedro.


(SEAPE). Um poliedro convexo possui uma face octogonal e 8
faces triangulares.
Qual é o número de vértices desse poliedro?
Lembre-se: V + F = 2 + A
A) 5
B) 9
C) 16
D) 21
E) 25
RESOLVENDO A QUESTÃO
Vamos determinar o número A de arestas:
• Em uma face octogonal, temos 8 arestas
(1 x 8 = 8)
• Em oito faces triangulares, temos 24 arestas
(3 x 8 = 24)
Como cada aresta é comum a duas faces; cada aresta foi contada duas vezes,
temos:
2A = 8 + 24 Face = 1 Octogonal + 8 triangulares =
2A = 32 9

A = 32/2
V + 9 = 16 + 2
A = 16
V = 18 – 9
V=9
 (Fuvest – SP) O número de faces triangulares de uma pirâmide é
11. Pode-se, então, afirmar que esta pirâmide possui:

a) 33 vértices e 22 arestas.
b) 12 vértices e 11 arestas.
c) 22 vértices e 11 arestas.
d)  11 vértices e 22 arestas.
e) 12 vértices e 22 arestas.
RESOLVENDO A QUESTÃO

Primeiro Passo: Saber que como temos 11 faces triangulares,


juntando a base, teremos 12 faces no total e que também teremos 12
vértices.
Segundo Passo: Devemos substituir o valor das faces e dos vértices
na relação de Euler e descobrir o número de arestas.
V+F–A=2
12 + 12 – A = 2 
24 – A = 2
A = 24 – 2 
A = 22.
(U.F. – RS) Um poliedro convexo tem seis faces triangulares e cinco
faces quadrangulares. O número de arestas e de vértices do poliedro é,
respectivamente:

a) 34 e 10
b) 19 e 10
c) 34 e 20
d) 12 e 10
e) 19 e 12
RESOLVENDO A QUESTÃO

Primeiro Passo: Lembrar que os polígonos convexos possuem uma mesma


aresta compartilhada por dois polígonos, portanto, sendo t o número de faces
triangulares e q o número de faces quadrangulares,
2A = 3t + 4q. Logo:
2A = 3t + 4q
2A = 3.6 + 4. 5
2A = 18 + 20 
2A = 38 
A = 19.
Segundo Passo: Sabendo o número de faces e de arestas, através da
relação de Euler, descobrir a quantidade de vértices.
V – A + F = 2 ⇒ V – 19 + 11 = 2 ⇒ V – 8 = 2 ⇒ V = 2 + 8 ⇒ V = 10.
Raio - x

Você também pode gostar