Você está na página 1de 27

QUEIMADURAS

Enfª. Celine Matos


ANATOMIA
E
FISIOLOGIA
DA PELE
A pele é o maior órgão do corpo humano,
representando cerca de 15% do peso de
nosso corpo. É formada por três camadas:
Epiderme, Derme e Hipoderme, tendo cada
uma delas, uma ou mais funções específicas,
muitas com papel vital para a manutenção da
saúde.
EPIDERME

É a camada mais externa da pele, cuja função é proteger nosso corpo do meio ambiente em que
vivemos. Com espessuras variáveis, as camadas mais grossas são as que proporcionam maior
atrito, como as palmas das mãos e as plantas dos pés.

A Célula principal da epiderme é o queratinócito que produz a queratina, uma proteína


resistente e impermeável responsável pela proteção da pele. A epiderme não possui vasos
sanguíneos, fazendo com que os nutrientes e o oxigênio cheguem a esta camada por difusão,
através dos vasos sanguíneos da derme.
Derme

 A derme é o “recheio” da pele, encontrando-se debaixo da epiderme e correspondendo a


90% da espessura da pele. É a camada que armazena a maior parte do suprimento corporal
de água e as suas principais funções são a regulação da temperatura do corpo e o
fornecimento de sangue saturado de nutrientes.
Hipoderme (subcutâneo)

 É a camada mais interna da pele formada por colágeno e uma rede de células gordurosas.
Entre suas funções principais, encontra-se a de isolar o calor do corpo, conservando-o para
manutenção do equilíbrio corporal, além de servir para absorver impactos externos, visando
à proteção dos órgãos internos. É nesta camada que está estocada toda a gordura que
funciona como uma reserva de energia para o corpo.
PRINCIPAIS FUNÇÕES DA PELE

Responsável por regular a perda de água do organismo;

Funciona como um isolante térmico, conservando a temperatura corporal;

Age como a primeira barreira contra agressões externas, como traumas ou infecções;

Através de suas terminações nervosas, realiza o primeiro contato de reconhecimento do


ambiente através do toque e;

É um reservatório de tecido gorduroso e de Vitamina D.


O QUE SÃO AS QUEIMADURAS?
As queimaduras são feridas traumáticas causadas, na maioria das
vezes, por agentes térmicos, químicos, elétricos ou radioativos. Esses
fatores atuam nos tecidos de revestimento do corpo humano,
determinando destruição parcial ou total da pele e seus anexos,
podendo atingir camadas mais profundas, como tecido celular
subcutâneo (abaixo da pele), músculos, tendões e ossos.
As queimaduras são classificadas de acordo com a sua profundidade
e tamanho, sendo geralmente mensuradas pelo percentual da
superfície corporal acometida.
TIPOS
■ Queimaduras térmicas: são provocadas por fontes de calor como o fogo, líquidos
ferventes, vapores, objetos quentes, queimadura de sol, exposição ao frio intenso
■ Queimaduras químicas: são provocadas por substâncias químicas em contato com a
pele ou mesmo através das roupas
■ Queimaduras por eletricidade: são provocadas por descargas elétricas.
PROFUNDIDADE
Queimadura de 1º grau
As queimaduras de 1º grau (CID 10 T30.1) também são chamadas de queimadura superficial, são
aquelas que envolvem apenas a epiderme, a camada mais superficial da pele. Os sintomas são
intensa dor e vermelhidão local, mas com palidez na pele quando se toca.
A lesão da queimadura de 1º grau é seca e não produz bolhas. Geralmente melhoram no intervalo
de 3 a 6 dias, podendo descamar e não deixam sequelas. Um exemplo clássico é a 
queimadura de sol.

 SINTOMAS
Provoca intensa dor e vermelhidão local, mas com palidez na pele quando se toca, não produz
bolhas, melhoram de 3 a 6 dias, podendo descamar e não deixam sequelas.
Queimadura de 2º grau
Queimadura de 2º grau superficial

A queimadura de 2º grau superficial é aquela que envolve a epiderme e a porção mais


superficial da derme. Os sintomas são os mesmos da queimadura de 1º grau, incluindo
ainda o aparecimento de bolhas e uma aparência úmida da lesão.
A cura é mais demorada, podendo levar até 3 semanas e não costuma deixar cicatriz.
Queimadura de 2º grau profunda
As queimaduras de 2º grau profundas são aquelas que acometem toda a derme, sendo
semelhantes às queimaduras de 3º grau. Como há risco de destruição das terminações nervosas
da pele, este tipo de queimadura é considerada bem mais grave e também é mais dolorosa que
o primeiro grau.
As glândulas sudoríparas e os folículos capilares também podem ser destruídos, fazendo com a
pele fique seca e perca seus pelos. A cicatrização demora mais que 3 semanas e costuma deixar
cicatrizes.

 SINTOMAS
São rosadas ou avermelhadas, apresentam inchaço e causam dor intensa. No prazo de 24 horas
(frequentemente dentro de pouco tempo após a queimadura), surgem bolhas que liberam um
líquido transparente. A superfície queimada pode ficar pálida com a pressão do toque.
Queimadura de 3º grau
Queimaduras de 3º grau (CID 10 - T30.3) são profundas que acometem toda a derme e atinge
tecidos subcutâneos, com destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas
e capilares sanguíneos, podendo inclusive atingir músculos e estruturas ósseas.
São lesões esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes que não curam sem
apoio cirúrgico, necessitando de enxertos de pele (ou seja, a retirada de pele saudável de
outra região do corpo ou através de doação).
 SINTOMAS
São queimaduras profundas que acometem toda a derme e atingem tecidos subcutâneos, com
destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas e capilares sanguíneos,
podendo inclusive atingir músculos e estruturas ósseas. São lesões
esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes que não curam sem cirurgias.
CLASSIFICAÇÃO

As queimaduras podem também ser classificadas como leves, moderadas e graves. A


gravidade determina o prognóstico de cura e a probabilidade de complicações.
Os médicos determinam a gravidade da queimadura pela sua profundidade e pela
porcentagem da superfície do corpo afetada por queimaduras de segundo e terceiro graus.
Leves (ou "pequeno queimado"): atingem menos de 10% da superfície corporal.
Médias (ou "médio queimado"): atingem de 10% a 20% da superfície corporal.
Graves (ou "grande queimado"): atingem mais de 20% da área corporal.
REGRA DOS NOVE
É atribuído, a cada segmento corporal, o valor nove (ou múltiplo dele):
cabeça - 9%
tronco frente - 18%
tronco costas - 18%
membros superiores - 9% cada
membros inferiores - 18% cada
genitais - 1%
• Regra da palma da mão: geralmente a palma da mão de um indivíduo representa 1% de sua
superfície corporal. Assim pode ser estimada a extensão de uma queimadura, calculando-se o “número
de palmas”. As queimaduras de mãos, pés, face, períneo, pescoço e olhos, quaisquer que sejam a
profundidade e a extensão, necessitam de tratamento hospitalar. A gravidade da queimadura será
determinada pela profundidade, extensão e a área afetada.
O QUE FAZER?
Queimaduras térmicas

Causadas por líquidos e objetos quentes, vapor e fogo:


• Esfrie a área queimada com água fria (não use gelo, pois pode agravar a queimadura).
• Cubra a área com um pano limpo.
• Remova imediatamente: anéis, pulseiras, relógios, colares, cintos, sapatos e roupas, antes
que a área afetada comece a inchar.
Queimaduras químicas

Causada por contato com produtos químicos, como ácidos:


• Enxágue o local por, pelo menos, 20 minutos em água corrente.
• Remova imediatamente: anéis, pulseiras, relógios, colares, cintos, sapatos e roupas, antes
que a área afetada comece a inchar.
• Remova resíduo de roupa contaminada pelo produto, prevenindo queimadura em outras
áreas.
• No caso dos olhos terem sido afetados: enxágue abundantemente em água corrente até
ajuda médica. Se usar lentes de contato, removê-las imediatamente.
Queimaduras elétricas

Causadas por corrente de baixa voltagem, como eletrodomésticos, alta tensão e raio:
• Não toque na vítima.
• Desligue a corrente elétrica.
O QUE NÃO FAZER
Não use nunca: pasta da dentes, pomadas, clara de ovo, manteiga, óleo de cozinha ou
qualquer outro ingrediente sobre a área queimada.
Não remova tecidos grudados: corte cuidadosamente e retire o que estiver solto.
Não estoure bolhas
Não Colocar manteiga, pó de café, creme dental ou qualquer outra substância que não seja
água sobre
Medicamentos para Queimaduras

■ Acetato de dexametasona
■ Acetato de hidrocortisona
■ Dermazine
■ Fibrase
■ Furacin
■ Hipoderme
■ Rifocina
■ Sulfato de neomicina + bacitracina
■ Trofodermin
Possíveis complicações
■ Infecções
As queimaduras podem deixar a pele vulnerável à infecção bacteriana e aumentar o risco de sepse. Sepse é uma
infecção com risco de vida que viaja através da corrente sanguínea e afeta todo o seu corpo. Ele progride
rapidamente e pode causar falência de órgãos.
■ Volume sanguíneo baixo
Queimaduras podem danificar os vasos sanguíneos e causar perda de fluidos. Isso pode resultar em baixo
volume sanguíneo (hipovolemia). A perda severa de sangue e fluidos impede que o coração bombeie sangue
suficiente para o corpo.
■ Temperatura corporal perigosamente baixa
A pele ajuda a controlar a temperatura do corpo, então quando uma grande parte da pele é ferida, você perde o
calor do corpo. Isso aumenta o risco de uma temperatura corporal perigosamente baixa (hipotermia).
A hipotermia é uma condição na qual o corpo perde calor mais rápido do que pode produzir calor.
■ Problemas respiratórios
Respirar ar quente ou fumar pode queimar as vias aéreas e causar dificuldades respiratórias (respiratórias). A
inalação de fumaça danifica os pulmões e pode causar insuficiência respiratória.