Você está na página 1de 23

1.

Encontro: Apresentação

ENGENHARIA DE TRÁFEGO

Luiz Daniel M. Oliveira

luizdaniel@brick.com.br
Aula 1

ENGENHARIA DE TRÁFEGO
1 DEFINIÇÃO

 TRÁFEGO: afã; trabalho; convivência;


transporte de mercadorias em linhas
férreas; repartição ou pessoal que se ocupa
desses transportes. (Aurélio Buarque)

 TRÂNSITO: ato ou efeito de caminhar;


marcha; passagem; trajeto; o movimento
dos pedestres e dos veículos nas cidades,
considerado em seu conjunto.
1 DEFINIÇÃO

 Para os objetivos desta disciplina, as definições


trazidas pelo Aurélio não são muito esclarecedoras.
Uma distinção mais usual associa a TRÁFEGO o
movimento de veículos e a TRÂNSITO o movimento
de veículos e pessoas (pedestres). De certa forma,
os conceitos assim formulados encontram raízes
etimológicas: TRÂNSITO significa originalmente
passagem, enquanto TRÁFEGO tem a mesma
origem da palavra TRÁFICO, ou seja, comércio,
troca de mercadorias, transporte/circulação de
 Mercadorias.
1 DEFINIÇÃO

A tendência que se observa ultimamente é a


de considerar TRÂNSITO numa definição
abrangente, como o deslocamento em geral
de pessoas e/ou veículos. TRÁFEGO, por
sua vez embute a noção de via; refere-se ao
deslocamento de pessoas, mercadorias ou
veículos através de meios apropriados.
1 DEFINIÇÃO

O DENATRAN vai por este caminho quando


distingue ACIDENTE DE TRÂNSITO DE
ACIDENTE DE TRÁFEGO. Segundo ele,
Acidente de tráfego são perturbações nos
fluxos que provocam consequências
operacionais enquanto Acidente de trânsito
são as ocorrências relacionadas ‘a
segurança dos deslocamentos.
1 DEFINIÇÃO

TRÂNSITO TRÁFEGO

pessoas passeando num parque travessia de pedestres numa faixa

passeio de jet-ski no lago navegação de cabotagem

vôo de ultraleve aviação comercial


1 DEFINIÇÃO

 No decorrer deste curso, será adotado o


termo TRÁFEGO por mera conveniência, já
que não estão satisfatoriamente definidos
os significados das duas palavras.
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

 O QUE É ENGENHARIA DE TRÁFEGO?


1.2.1 NOTAS HISTÓRICAS

Primeiros caminhos:
 • abertura de caminhos pelos assírios e egípicios.

 • caminho de pedras mais antigo foi construído


pelo rei Keops, usado no transporte das imensas
pedras das pirâmides. (historiador Heródoto).

 • primeiro automóvel em 1886 – Alemanha.

 • primeiro motor a gasolina em 1888 – Nova York.


1.2.1 NOTAS HISTÓRICAS

 A engenharia de tráfego surgiu com o advento do


automóvel. O primeiro semáforo foi instalado em
Houston (ITE), Texas, em 1921. E, o primeiro
sistema de semáforo coordenado, também, na
mesma cidade, em 1922.
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

 ENGENHARIA DE TRÁFEGO:
Ramo da engenharia de transportes que se
relaciona com o projeto geométrico, o
planejamento e a operação do tráfego de
estradas e vias urbanas, suas redes, os seus
terminais, o uso do solo adjacente e o seu
inter-relacionamento com os outros meios
de transporte (ITE – Instituto de
Engenheiros de Transporte - EUA).
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

 Diferentemente da maioria das outras áreas


da Engenharia, a ENGENHARIA DE TRÁFEGO
trata de problemas que não dependem
apenas de fatores físicos, mas
freqüentemente incluem o comportamento
humano do motorista e do pedestre e suas
inter-relações com a complexidade do
ambiente.
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

 Neste sentido, a ENGENHARIA DE TRÁFEGO


caracteriza-se como uma área de conhecimento
interdisciplinar (como de resto toda a Engenharia
de Transportes). Uma equipe completa de
projetos de tráfego deve ser composta, segundo
alguns autores, por: engenheiros civis,
engenheiros de estruturas, engenheiros de
tráfego, arquitetos, paisagistas, urbanistas,
planejadores urbanos, sociólogos, geógrafos
urbanos, economistas, matemáticos (matemática
aplicada), advogados e analistas de mercado.
(PIGNATARO, 1973)
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

Classicamente, os sistemas de tráfego são baseados em


três pilares, conhecidos como os três Es, do inglês:
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO
1.2 ENGENHARIA DE TRÁFEGO

 Naturalmente, este curso cuidará dos


aspectos relativos à Engenharia, mas é
fundamental não perder de vista que
qualquer solução de Engenharia só terá
resultado se acompanhada da Educação e
da Fiscalização, assim como a Educação
depende da Fiscalização e da Engenharia e a
Fiscalização depende da Educação e da
Engenharia.
1.2.2 FINALIDADE

 Finalidade:

Visa proporcionar a movimentação segura,


eficiente e conveniente de pessoas e
Mercadorias.
1.2.3 NOSSA CIDADE

 A Prefeitura de Vitória estuda a ampliação da Av.


Adalberto Simão Nader, com a construção de três
faixas por sentido, baias de ônibus, calçada cidadã
e ciclovia com no mínimo 3 m de largura.
1.2.3 NOSSA CIDADE

 Rod. Serafim Derenze (13Km): ampliar a via em 3 fxs. por


sentido da avenida Maruípe até a Ped. Rio Doce, e, a partir
desse ponto, seriam 2 fxs. por sentido. Os estudos
apontaram a criação de dois túneis (500m cada) por sentido a
fim de reduzir o trajeto em um 1 km e melhorar a fluidez do
tráfego. Também integra a proposta: a construção de baias
para ônibus, ciclovia e calçada de 3m de largura.
1.2.3 NOSSA CIDADE
 A avenida Leitão da Silva (2,6 km): proposto ciclovia
construída no canteiro central, com largura média de 2,50m.
As faixas de pedestres seriam tratadas de forma a evitar
conflitos com veículos, as baias de ônibus ficariam
equidistantes (em torno de 400 metros), com espaço
suficiente para a parada simultânea de três ônibus.
 Todas as interseções semaforizadas em dois tempos. Dessa
forma vão ser proibidas as conversões à esquerda. A
ampliação proposta será das atuais duas faixas para três
faixas, o que aumentará a capacidade da avenida.
2 ELEMENTOS DO SISTEMA DE TRÁFEGO

 USUÁRIO

 VEÍCULO

 VIA
(próximo encontro)

Você também pode gostar