Você está na página 1de 12

LEIS E

TEORIAS

A supremacia dos fatos


S E M A N A PA S S A D A ,
VIMOS…
O QUE VIMOS?
• Tipos de conhecimentos
• O método científico:
• Objeto e métodos vs. Outros
conhecimentos
• Métodos indutivos
• Associação entre o
conhecimento disponível
• Qualidade desse método
• Método dedutivo
• Regras de raciocínio inferencial
• Falácias, validade e veracidade
TEORIA VS.
PRÁTICA
• O que é a prática?
• Fatos:
• Observações empiricamente
verificadas
• No caso da ciência:
aproximadamente objetivas
• Base no senso comum Vs.
medidas científicas (por
exemplo, nossas patologias).
• O que é teoria?
FATOS, TEORIA E LEIS
• Fatos ocorrem!
• Às vezes, com alguma regularidade.
• Quando essa regularidade pode ser
sistematizada, temos uma lei na
ciência.
• Tipicamente, de modo quantitativo
LEIS NA PSICOLOGIA
• Lei
  do efeito (Thorndike)
• Lei da igualação (Herrnstein, 1970)

• Leis da psicofísica
• Lei de Weber (sensitividade é inversamente proporcional à diferença dos estímulos)
• Lei de Fechner (a relação entre a sensitividade e o aumento da magnitude da
estimulação segue uma padrão logaritmo)
• Lei de Stevens (a relação da magnitude proposta por Fechner seria melhor descrita
por uma relação de potencia)
PADR ÃO SO ZINH O N ÃO
EX PL ICA NA DA.
• Lei como sistematização de fatos
• Logo, não é superior à teoria.
• Teoria busca explicar tal regularidade de
fenômenos.
• Além de outras coisas.
• Teorias e fatos são indissociáveis, logo teoria e
prática estão divididas, apenas, quando alguém
não sabe o que está fazendo e apenas repete um
comando.
PAR A QUE SE RV E UMA
T EO RIA?
• Previsão/Organização do mundo
• Competência e experiência sistematizada

• Lente e foco:
• Organizar a realidade
• Definição do objeto de análise

• Sistemas de conceitos e linguagem


• Relação entre fatos e o que já foi estudado
• Classificação e resumo dos fatos já estudados
• Lacunas e Evolução do corpo teórico
• Novos fatos, melhores teorias
MELHORES, NÃO QUER
DIZER, NECESSARIAMENTE,
N O VA S !

• Três gerações de pesquisas


èm psicologia (Zanna e Fazio,
1982 –)
• 1ª Relação construto –
comportamento existe?
• 2ª Quanto a relação construto-
comportamento existe?
• 3ª Qual o mecanismo que faz
tal relação existir.
HORA DOS
MARSHMALLOWS!!!!

s e g uiria
oc ê con ?
V ti r
resis
MARSHMALLOWS, AUTOCONTROLE E
REALIZAÇÕES!
Primeira Geração: Existe efeito?

Capacidade de esperar/preferir uma gratificação de longo prazo em detrimento de uma imediata ligado a maior desempenho
acadêmico e profissional no futuro (Mischel e Raskoff, 1972).
Segunda Geração: Em que contexto o efeito existe?

Tal efeito é mais comum quando a criança vem de um ambiente mais confiável (Kidd, Palmeri e Aslin, 2013).
Terceira Geração: Qual o mecanismo que faz com que o efeito exista?

A escassez, a formação dos pais e outros fatores ambientais tornam a confiança na gratificação maior ou menor e essas
variáveis explicam melhor o desempenho acadêmico e profissional do que a mera espera na gratificação (Watts, Duncan e
Quan, 2018).
Mischel, W. E. E. B., Raskoff, Z. A. (1972). Cognitive and attentional mechanisms in delay of gratification. Journal of Personality and Social Psychology, 21(2), 204-218.

Kidd, C., Palmeri, H., Aslin, R. N. (2013). Rational snacking: Young children’s decision-making on the marshmallow task is moderated by beliefs about environmental reliability, Cognition, 126(1), 109-114.

Watts, T. W., Duncan, G. J., Quan, H. (2018). Revisiting the Marshmallow Test: A Conceptual Replication Investigating Links Between Early Delay of Gratification and Later Outcomes. Psychological Science, 29(7), 1159-1177.
POR QUE HÁ • Fatos iniciam teorias
UMA • Fatos mantém teorias
SUPREMACI • Fatos esclarecem teorias
A D O S FATO S
SE A TEORIA • Fatos validam teoria
É TUDO • Fatos tornam teorias
ISSO? inválidas/desatualizadas

Você também pode gostar