Você está na página 1de 15

UNIVERSIDADE PAULISTA

CIÊNCIAS SOCIAIS

Proº. Rogério Gonçalves

1ª SEMESTRE - ADMINISTRAÇÃO
I ISOLAMENTO E CONTATO
O isolamento pode ser entendido como a falta de
contato entre grupos ou indivíduos.

1.1 Tipos de Isolamento


Isolamento espacial – É a ausência de contatos
ocasionada por fatores segregadores de caráter
geofísico, ou seja, montanhas, vales,etc.

Isolamento estrutural – É constituído pelas


diferenças biológicas tais como sexo, raça, idade.

Isolamento funcional – Tem origem nos


defeitos físicos
Isolamento psíquico – Ocasionado por motivos
baseados na própria personalidade, como interesses
diferentes existentes entre indivíduos pertencentes a
mesma cultura.

Isolamento habitudinal – Diz respeito à


separação ocasionada pela diferença de hábitos,
costumes, linguagem, religião e outros fatores.

• O etnocentrismo concorre para o isolamento, pois é


uma atitude de supervalorização das características
do “nosso grupo” e de menosprezo por tudo o que é
do “grupo alheio”.
CONSEQÜÊNCIAS DO ISOLAMENTO

• Antes de ser socializado, se a criança for afastada


inteiramente do convívio de outros seres
humanos, tornar-se-á o chamado homo ferus.

• Se o afastamento for pronunciado, mas não total,


temos uma mentalidade retardada.

• Depois que o indivíduo estiver socializado, o


isolamento prolongado provocará a diminuição
das funções mentais, podendo chegar à loucura.
CONSEQÜÊNCIAS DO ISOLAMENTO

• Quanto ao grupo, o isolamento produz costumes


sedimentados, cristalizados, que praticamente não
se alteram, porque a estrutura da sociedade é
altamente integrada, sendo as atividades dos
indivíduos padronizadas.
II TIPOS DE CONTATO
• Os indivíduos, através das relações sociais, podem aproximar-se ou afastar-se, dando
origem a formas de associação ou dissociação.

• No processo social, podemos ver um aspecto primário, fundamental, que é o contato


social.

• Dependerão do contato todos os outros processos ou relações sociais.


II TIPOS DE CONTATO
• Vejamos como podem ser os contatos:
 Contatos Diretos – ocorrem por meio da percepção física, portanto, realizados face a face.

 Contatos Indiretos - realizados através de intermediários ou meios técnicos de comunicação:


telefone, carta, telegrama, rádio, telex, periódicos, livros e outros.

 Contatos Voluntários – são contatos sociais derivados da vontade própria dos participantes,
de maneira espontânea, sem coação.

 Contatos Involuntários – derivam da imposição de uma das partes sobre a outra.


II TIPOS DE CONTATO
 Contatos Primários – são pessoais, íntimos e espontâneos, em que os indivíduos tendem
a compartilhar de suas experiências particulares.

 Contatos Secundários - formais, interpessoais, racionais e calculados, geralmente


superficiais, envolvendo apenas uma faceta da personalidade

 Contatos Categóricos – resultam da classificação que fazemos de uma pessoa


desconhecida, baseada em sua aparência física, cor da pele, feições, profissão etc, de acordo
com as características atribuídas a ela pelo “nosso grupo”.
III INTERAÇÃO SOCIAL

 É a ação social, mutuamente orientada, de dois ou mais


indivíduos em contato.

 É a reciprocidade de ações sociais.

3.1. Formas de Comunicação

 A comunicação é fundamental para o homem, enquanto


ser social, e para a cultura.
III INTERAÇÃO SOCIAL
Dar-se através de:

 Meios não vocais, com expressões, traços fisionômicos


etc.

 Sons inarticulados, baseados em emoções e inflexões de


voz.

 Palavras e símbolos. Dentre todos os animais, somente o


homem desenvolveu a capacidade de linguagem, isto é,
a atribuição de significados a fonemas, a um conjunto de
sons articulados.
IV PROCESSOS SOCIAIS
• Indica interação social, movimento, mudança
COOPERAÇÃO

ASSOCIATIVOS ACOMODAÇÃO

PROCESSOS
SOCIAIS ASSIMILAÇÃO

COMPETIÇÃO
DISSOCIATIVOS

CONFLITO
4.1 COOPERAÇÃO

A cooperação é o tipo particular de processo social


em que dois ou mais indivíduos ou grupos atuam em
conjunto para a consecução de um objetivo comum.

A cooperação pode ser:


 Temporária – os indivíduos se reúnem para a
execução de uma tarefa durante um período
determinado.
 Contínua – ocorre entre indivíduos ou grupo que,
fixados em determinado local, necessitam sempre da
colaboração uns dos outros.
4.1 COOPERAÇÃO

 Direta – os indivíduos realizam, em conjunto,


coisas semelhantes. Divide-se em:
a) trabalho associado (amigas fazendo compras
juntas em supermercado)
b) trabalho suplementar (mutirão)
c) Integração de trabalhos diversos

 Indireta - é a realização de trabalhos diferentes.

 A cooperação é a solidariedade social em ação.


4.2 ACOMODAÇÃO

 É um processo social com o objetivo de diminuir o


conflito entre indivíduos ou grupos, reduzindo o mesmo e
encontrando um novo modus vivendi.
 Essa forma de processo social, decorrente do conflito,
resulta em mudança de status de indivíduos ou grupos
e/ou numa nova ordem social.

4.3 ASSIMILAÇÃO

 É o processo social em virtude do qual indivíduos e


grupos diferentes aceitam e adquirem padrões
comportamentais, tradição, sentimentos e atitudes da
outra parte.
4.4 COMPETIÇÃO

 A competição é a “forma mais elementar e universal de


interação”, consistindo em luta incessante por coisas
concretas”, se trata de uma contenda “contínua”,
“inconsciente” e “impessoal”.

4.5 CONFLITO

 Quando a competição assume características de


elevada tensão social, sobrevém o conflito.

 O conflito social é um processo social, pois provoca


mudanças na sociedade.

Você também pode gostar