Você está na página 1de 55

Formulações triaxiais

cerÂmicas
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho
Disciplina: Materiais Cerâmicos
Discentes: Jennifer Montenegro e Juliane Teixeira
A indústria cerâmica brasileira
• 3º posição em produção;
• 2º posição em consumo no mundo;
• 6º posição no ranking das exportações.
Em 2018, foram produzidos 871,9 milhões
de metros quadrados. As vendas no mercado
interno atingiram 769,2 milhões de metros
quadrados e 100,5 milhões foram destinados
ao mercado externo.
2
Obter uma composição de massa
cerâmica que resulte num produto
com as propriedades exigidas e dentro
dos custos energéticos se converte em
um processo dinâmico permanente.

3
Formulação dos
materiais cerâmicos
Massa cerâmica

Formular uma massa cerâmica é determinar as


quantidades relativas de cada matéria-prima a ser utilizada
para a obtenção de um produto com propriedades e
características técnicas pré-estabelecidas, a partir da
análise química e cálculos matemáticos.
5
Triaxial cerâmico
O termo “triaxial
cerâmico” refere-se aos
produtos formados
principalmente por três
matérias-primas distintas.
Cada uma concede a peça
uma característica
específica.

E suas formulações são


feitas combinando-se
métodos matemáticos e Triaxial Cerâmico
geométricos.
7
TIPO DE COMPONENTE
FORMULAÇÃO (%)
Caulim
38,5
Argila plástica
22,2
Matérias-primas
Há várias formas de Feldspato
26,2
se expressar o Quartzo
13,1
percentual dos Argilo-mineral
43,04
componentes numa Minerais (fases) Quartzo
26,46
formulação triaxial. Feldspato
30,50
SiO2
3/9/20XX Título da Apresentação 8
66,71
As argilas e os Caulins nas Massas
Cerâmicas
São matérias-primas básicas para todas as
composições de massas cerâmicas, sendo
responsáveis por:

• Na massa triaxial, conferir características


ligantes e plastificantes;
• Conferir coloração à massa cerâmica;
• Facilitar a fluidez da massa;
• Elevar a resistência mecânica após a queima.
9
Os feldspatos nas Massas Cerâmicas

São silicatos de alumínio que podem conter diferentes


proporções de cálcio, potássio e sódio.
Ex: Albita - NaAlSi3O8, anortita - 2SiO2.Al2O3.CaO e
ortoclásio 6SiO2.Al2O3.K2O.
• É usado como fundente;
• Elevada densificação;
• Não apresentam uma temperatura definida de fusão,
mas sim um intervalo de temperatura.

10
Quartzo nas Massas Cerâmicas

• O quartzo é uma das formas polimórficas da sílica e


é responsável pela estrutura do corpo.
• É considerado como carga, por ser um material
abundante e de baixo custo;
• Possui boa estabilidade dimensional a temperaturas
elevadas;
• Reduz a retração de secagem, de queima e
deformação.
• Formação de fases cristalinas (quartzo + mulita)
11
Formulação Triaxial cerâmico
pelo método matemático
Formulação pelo método
matemático
MASSA
Este método é utilizado para resolver sistemas de equações lineares cujas incógnitas são justamente as
ÓXIDOS COMPONENTES
proporções, de cada matéria-prima, que irão compor as massas cerâmicas, deCERÂMICA
maneira que a composição
química desejada possa ser atingida.
X A1 . α + B1 . β + C1 .  X % em massa
Y A2 . α + B2 . β + C2 .  Y % em massa
Z A3 . α + B3 . β + C3 .  Z % em massa

A, B e C = As matérias-primas escolhidas
X, Y e Z = Os óxidos de maior concentração nas MP’s
α, β e  = Proporções dos Óxidos
13
Exemplo 1

Supondo que, a princípio, o conjunto de matérias-primas escolhidas para uma determinada massa
cerâmica seja a combinação de A, B e C, compostos majoritariamente pelos óxidos: SiO 2, Al2O3 e K2O.

Querendo expressar o percentual do triaxial cerâmico pela análise química dos óxidos e sabendo
que a porcentagem de A, B e C é 20, 30 e 50%, respectivamente, como determinar a composição
química da mistura composta? 14
O sistema de equações lineares será montado
da seguinte forma: PROPORÇÕES CONHECIDAS:

ÓXIDOS A (20%)
A (20%) ++ B
B (30%)
(30%) ++ C
C (50%)
(50%) MASSACERÂMICA
MASSA CERÂMICA
ÓXIDOS A (20%) + B (30%) + C (50%) MASSA CERÂMICA
SiO22
SiO2 19,84
99,2 . 0,2 + 20,1
+ 67,0 . 0,3+ +32,5
A1 . α + B1 . β + C1 . 
65,0 . 0,5 72,44%
____
____ de2 SiO
dedeSiO
SiO 2 %2
%
Al
Al22OO33 A0,0 . 0,2 + 19,5
2 . α 0,0
+B .. β0,3
+ 25,85 ++ + 34,5 . 0,5
C2 . 
17,25 ____
____ dede
23,10%AlAl
de
2O O32%
2Al
3% O3
K222OO
K A0,8
3 . .α
0,2++B
1,6 . .β0,3
13,5
+34,05 ++0,253 .. 
+C0,5 0,5 ____
____ dedeKK
4,46% 2O
2O
de K%2%
O
OBS: Esses cálculos são teóricos e os valores irão compor um sistema de equações para a resolução matemática. 15
Exemplo 2
Muitas vezes se deseja achar a proporção das matérias-primas da massa cerâmica, a
partir da quantidade (em porcentagem) dos óxidos.

Calcule as fases majoritárias do diopsídio, cuja composição química é CaO.MgO.2SiO 2. Supondo


que o conjunto de matérias primas escolhido para compor o sistema triaxial do diopsídio fosse: calcita
porto ferreira, quartzo comercial e a serpentina, como determinar as proporções dos óxidos presentes?

Matérias - primas Óxidos (% em peso)


CaO MgO SiO2
Calcita Porto Ferreira 96,0 0,3 0,0
Quartzo Comercial 1,7 0,3 38,5
Serpentina 2,3 99,4 61,5

OBS: Esses cálculos são teóricos e os valores irão compor um sistema de equações para a resolução matemática. 16
CaO.MgO.2SiO2
1) Calcular o peso dos elementos presentes na composição do diopsídio:

CaO = 40g x 1 +16g x 1 = 56,0g


Massa atômica:
Ca = 40,0g
MgO = 24,3g x 1 + 16g x 1 = 40,3g Mg = 24,3g
Si = 28,0g
O = 16,0g
2 SiO2 = 2 x 28g + 4 x 16g = 120,0g

PESO MOLECULAR TOTAL DO COMPOSTO = 216,3g

2) Aproximar a 100% todas as Matérias-primas majoritárias:


 

  CaO =   MgO =   SiO2 =

17
CaO.MgO.2SiO2
3) Resolver o sistema de equações lineares de acordo com a composição das matérias-primas dada na
tabela:

Matérias - primas Óxidos (% em peso)

CaO MgO SiO2


Calcita Porto Ferreira 96,0 1,7 2,3
Quartzo Comercial 0,3 0,3 38,5
Serpentina 2,3 99,4 61,5

ÓXIDOS
αÓXIDOS Calcita
Calcita
Calcita
= 27% de Calcita Porto ++Quartzo
+Quartzo
FerreiraQuartzo
++Serpentina
β = 26%+Serpentina
deSerpentina
Quartzo ComercialMASSA
MASSA
= 47% CERÂMICA
deCERÂMICA
Serpentina

CaO
CaO 96,0
96,0A..10,27
α. α+ ++0,30
B1 .. β0,26
0,30 +C 0,00. . .0,47
+ 10,00 25,9%
25,9%
25,9%
dedeCaO
deCaO
CaO
%
MgO
MgO 1,70.
A20,27
1,70. α. +
α +0,30
+0,30
B2 .. β0,26
+ 38,5
C . . .0,47
+ 238,5 18,6%
18,6%
18,6%
dedeMgO
deMgO
MgO
%
SiO
SiO22 2,30
2,30A..30,27
α. α+ ++99,4
B3 .. β0,26
99,4 +C 61,5. . .0,47
+ 361,5 55,5%
55,5%
55,5%
dedeSiO
deSiO
SiO
2 2%2
18
GLASSPANACE
A
GLASSPANACEA
O QUE Software para formulação de materiais cerâmicos
É?
Proporcionar flexibilidade na escolha dos reagentes
Qual o de partida, bem como a velocidade e precisão nos
objetivo? cálculos

Quando A primeira versão foi lançada em 2015


surgiu?
COMO FUNCIONA? 20
Como funciona
Os algoritmos elaborados para executar os cálculos estequiométricos tiveram como base
a relação existente entre as frações de massa dos componentes do sistema pretendido e a
massa dos reagentes selecionados para fornecer cada constituinte desejado ao sistema.

mr → massa do reagente (g)


  𝑒𝑚 𝑚𝑎𝑠𝑠𝑎= 𝑚 𝑟 ( 𝑔) × 𝐹 ×100
mp → massa do produto

𝑚 𝑝 ( 𝑔) desejado (g)
F → fator gravimétrico
21
Fator gravimétrico
Quando o constituinte não é pesado na forma química que o resultado será expresso, é
necessário utilizar o fator gravimétrico para forma química desejada

m
  c → massa molar do componente de
interesse (g/mol)
 F = 𝑚 𝑐 × 𝑣 1 mr → massa molar do reagente utilizado
𝑚𝑟 × 𝑣 2
(g/mol)
→ índices para balancear os elementos
envolvidos
22
EXEMPLO
Calcular a massa de nitrato de prata (AgNO3) necessária para suprir o componente
Ag2O na preparação de 250 g de um fosfato de composição 70%P2O5, 15%CaO,
10%Na2O e 5%Ag2O (% em massa).

𝒎( 𝑨 𝒈   231,7358
× 𝒗 𝑨𝒈 𝑔 . 𝑚𝑜𝑙−1 ×1
 𝑭 =
𝒎( 𝑨 𝒈 𝑵𝑶
𝟐
𝑶)

× 𝒗
¿ ( 𝒓)
−1 ¿  0,6820850
𝟑
) 1 69
𝑨𝒈( 𝒄 ) , 8731 𝑔 . 𝑚𝑜𝑙 ×2

23
EXEMPLO
Calcular a massa de nitrato de prata (AgNO3) necessária para suprir o componente
Ag2O na preparação de 250 g de um fosfato de composição 70%P2O5, 15%CaO,
10%Na2O e 5%Ag2O (% em massa).
  𝑒𝑚 𝑚𝑎𝑠𝑠𝑎= 𝑚 𝑟 ( 𝑔) × 𝐹 ×100
 𝑭=𝟎 , 𝟔𝟖𝟐𝟎𝟖𝟓𝟎 → % 
𝑚 𝑝 ( 𝑔)

  𝒎 𝒑 × %  𝒆𝒎 𝒎𝒂𝒔𝒔𝒂
𝒎( 𝑨𝒈𝑵 𝑶 )=
𝟑
𝑭 × 𝟏𝟎𝟎

24
EXEMPLO
Calcular a massa de nitrato de prata (AgNO3) necessária para suprir o componente
Ag2O na preparação de 250 g de um fosfato de composição 70%P2O5, 15%CaO,
10%Na2O e 5%Ag2O (% em massa).

  𝒎 𝒑 × %  𝒆𝒎 𝒎𝒂𝒔𝒔𝒂 𝟐𝟓𝟎 𝒈 × 𝟓 %
𝒎( 𝑨𝒈𝑵 𝑶 )= = =𝟏𝟖 , 𝟑𝟐𝟔𝟏𝟔 𝒈
𝟑
𝑭 × 𝟏𝟎𝟎 𝟎 , 𝟔𝟖𝟐𝟎𝟖𝟓𝟎 × 𝟏𝟎𝟎

25
Vamos testar no
GLASSPANACEA
EXEMPLO
Calcular a massa do AgNO3, Na2CO3, CaCO3, NH4H2PO4 necessária para suprir o
componente Ag2O, Na2O, CaO, P2O5, respectivamente, na preparação de 250 g de um
fosfato de composição 70%P2O5, 15%CaO, 10%Na2O e 5%Ag2O (% em massa).
Sistema selecionado: 70%P₂O₅ - 15%CaO - 10%Na₂O - 5%Ag₂O (% em massa)
Quantidade de produto desejado: 250 g

Massa dos reagentes para pesagem:


283,6250 g NH₄H₂PO₄
66,9300 g CaCO₃
42,7518 g Na₂CO₃
18,3262 g AgNO₃ 27
Existe outro software, também Reformulação por definição:
criado pelos discentes em conjunto “Incorporação de uma ou mais
com os docentes da UFSCar, que é matérias primas numa massa
utilizado para cálculos de cerâmica, mantendo suas
reformulação pelo método propriedades de conformação e
geométrico. Esse software é
queima”
conhecido como Reformix 3.0

28
Diagrama de equilíbrio
ternário
diagramas de fase ternário

• Diagrama de equilíbrio de fases é o resultado após a reação, ou seja, é o


equilíbrio termodinâmico de pressão, temperatura e composição do sistema.

• O diagrama de fases ternário é usado para facilitar a leitura da composição do


sistema, uma vez que, em um sistema cartesiano normal, teríamos que usar o eixo
das cotas, por termos 3 componentes.

30
Noções básica de diagrama
ternário
• Número de componentes C=3
Componentes podem ser: três matérias-primas, três óxidos, três fases cerâmicas
• Representado por um triângulo equilátero
• Cada vértice do triângulo representa 100% de um componente puro e pode ser
expressado em % molar ou % em peso
• Através de intervalos de linhas conhecidos pode-se determinar a composição da
mistura em termos dos seus componentes
• Também é possível a partir de uma composição conhecida (em que os três
componentes perfazem 100%) representa-la no diagrama.
31
Como ler um diagramas de fase ternário

Os dados de equilíbrios podem ser representados em diagramas ternários. Os quais são


representados em triângulos retângulos ou equiláteros à pressões e temperaturas
constantes.

32
VÉRTICE

Quando um ponto está sob o


vértice do triângulo, dizemos que
tal substância é pura em A, B ou
C.

33
LADO DO TRIÂNGULO

Quando um ponto está sob um


lado do triângulo, chamamos de
mistura binária.

34
DENTRO DO TRIÂNGULO

Quando o ponto está dentro do


triângulo, chamamos de mistura
ternária.

35
Formulação pelo método
GEOMÉTRICO
• É possível que se tenha a situação em que o sistema não apresente solução
matemática, ou ainda, apresente infinitas soluções. Neste caso, por mais que se
modifiquem as proporções das matérias-primas na composição global da mistura,
a composição desejada não será atingida.

36
Os procedimentos adotados para Formulação
pelo método GEOMÉTRICO

• Colocar em diagrama ternário do sistema as matérias-primas (reduzidas somente


aos três óxidos de interesse) e a composição desejada;
• Verificar visualmente que qualquer composição que se deseja formular deverá estar
contida no triângulo formado pelas matérias-primas. O ponto P representa a
composição desejada. Este ponto deverá estar situado dentro do triângulo.
• O próximo passo será calcular geometricamente as proporções das matérias-primas
através pelo método da alavanca ou de sistemas lineares (contendo as combinação
das m. p.).

37
EXEMPLO

Formular matematicamente e geometricamente a composição CaO.MgO.2SiO2, fase


cerâmica de nome diópsidio a partir das matérias primas dolomita, calcita, quatzo, talco
e serpentina.

38
EXEMPLO
MP PF SiO2 Al2O3 Fe2O3 CaO MgO Na2O K2 O Total
1 37,38 8,42 0,95 - 31,55 21,20 0,02 0,02 99,54
2 41,70 1,30 2,28 0,014 54,11 0,95 0,09 0,032 100,47
6
3 0,18 97,86 0,85 0,07 0,15 0,062 0,13 0,21 99,512
4 0,56 96,40 2,066 0,14 0,27 0,35 0,05 0,074 99,93
5 6,39 58,10 2,13 0,32 2,24 31,27 - - 100,45
6 4,85 62,44 3,46 0,09 - 29,46 0,52 0,05 100,87
7 4,12 70,00 3,50 0,56 0,42 20,35 0,08 0,05 99,08
8 5,33 64,00 5,71 1,29 0,21 23,32 0,03 0,086 99,976
9 3,61 57,07 3,14 0,20 - 35,71 0,067 0,03 99,827
39
1° passo
Aproximar a 100% todas as matérias-primas
MP PF SiO2 Al2O3 Fe2O3 CaO MgO Na2O K 2O Total
1 37,55 8,46 0,95 - 31,77 21,30 0,02 0,02 100,00
2 41,50 1,29 2,27 0,01 53,86 0,95 0,09 0,03 100,00
3 0,18 98,34 0,86 0,07 0,15 0,06 0,13 0,21 100,00
4 0,56 96,47 2,09 0,14 0,27 0,35 0,05 0,07 100,00
5 6,36 57,84 2,12 0,32 2,23 31,13 - - 100,00
6 4,81 61,90 3,43 0,09 - 29,20 0,52 0,05 100,00
7 4,16 70,65 3,53 0,57 0,42 20,54 0,08 0,05 100,00
8 5,33 64,01 5,71 1,29 0,21 23,33 0,03 0,09 100,00
9 3,62 57,17 3,14 0,20 - 35,77 0,07 0,03 100,00 40
2° passo
Aproximar a 100% todas as matérias-primas como se houvesse somente CaO, SiO 2, MgO
(óxidos de interesse)
MP PF SiO2 Al2O3 Fe2O3 CaO MgO Na2O K 2O Total
1 - 13,8 - - 51,6 34,6 - - 100,00
2 - 2,3 - - 96,0 1,7 - - 100,00
3 - 99,8 - - 0,1 0,1 - - 100,00
4 - 99,4 - - 0,3 0,3 - - 100,00
5 - 63,4 - - 2,5 34,1 - - 100,00
6 - 68,0 - - - 32,0 - - 100,00
7 - 77,0 - - 0,5 22,5 - - 100,00
8 - 73,1 - - 0,2 26,7 - - 100,00
9 - 61,5 - - - 38,5 - - 100,00
41
3° passo
Colocar em diagrama ternário CaO-MgO-SiO2 as matérias-primas que já foram
reduzidas somente a esses três óxidos de interesse e a composição desejada, foram
calculados.

% Peso CaO= 25,9%; % Peso MgO = 18,6% e % Peso SiO2 = 55,5%

42
SiO2
% Peso CaO
= 25,9%
% Peso MgO
= 18,6%
p
% Peso SiO2
= 55,5%

MgO CaO 43
SiO2 MP PF SiO
2
Al2
O3
Fe2
O3
Ca
O
Mg
O
Na2
O
K2
O
Tot
al
4 3
1 - 13,8 - - 51,6 34,6 - - 100,
00
2 - 2,3 - - 96,0 1,7 - - 100,
00
7
3 - 99,8 - - 0,1 0,1 - - 100,
8 00
6 4 - 99,4 - - 0,3 0,3 - - 100,
5 00
9 p 5 - 63,4 - - 2,5 34,1 - - 100,
00
6 - 68,0 - - - 32,0 - - 100,
00
7 - 77,0 - - 0,5 22,5 - - 100,
00
8 - 73,1 - - 0,2 26,7 - - 100,
00
9 - 61,5 - - - 38,5 - - 100,
1 00

MgO CaO 44
4° passo
Verificar visualmente as possibilidades de formulação a partir do conceito de que as
possibilidades de combinação das matérias-primas devem “abraçar” a composição
desejada.

Lembrando que a composição que se deseja formular deverá estar contida no triângulo
formado pelas matérias-primas

45
SiO2
4 3

7
8
6
5
9 p

MgO CaO 46
Possíveis formulações
• Combinação de duas matérias-primas:
a)2 com 8 (Calcita Porto Ferreira com Talco Porto Ferreira)
• Combinações de três matérias-primas:
c)1 com 2 com 7 (Dolomita -Calcita Porto Ferreira -Talco Gerbi)
d)1 com 3 com 7 (Dolomita -Quartzo Celite-Talco Gerbi)
e)2 com 3 com 6 (Calcita Porto Ferreira -Quartzo Celite-Talco Costalco)
f)2 com 4 com 9 (Calcita Porto Ferreira -Quartzo Comercial -Serpentina)

47
método da alavanca
Combinação de duas matérias-primas: Combinação de três matérias-primas:
• Conhecidas as composições • A composição da mistura resultante
químicas das matérias-primas de pertence ao triângulo formado pelas
interesse e a composição química da três misturas originais.
composição que se deseja obter • Inversamente, quando uma mistura se
pode-se determinar matemática e desdobra em três fases de composições
geometricamente as proporções da diferentes, essas três fases definem um
matérias-primas para que essa triângulo (chamado triangulo
composição (ou fase) seja conjugado), cujo centro de gravidade é
alcançada. ocupado pela mistura original. 48
método da alavanca
Combinação de duas matérias-primas:
• Se
  juntarmos duas misturas A e B (8 e 2
respectivamente), a composição P da mistura
resultante estará sobre o segmento de reta AB e
num ponto tal que divida esse segmento em dois
inversamente proporcionais às quantidades das
misturas originais (regra da alavanca).
% A= (PB/AB) x 100 73,20%
% B= (AP/AB) x 100 26,80% 49
Método de sistemas
lineares
Resolver os sistemas lineares de cada possibilidade de interesse, que podem envolver
características das próprias matérias-primas, disponibilidade, custos, condições de
processamento, etc.
Supondo que o conjunto de matérias primas escolhido fosse a combinação de três
matérias-primas f)2-4-9 ,Calcita Porto Ferreira – Quartzo Comercial – Serpentina.
Compondo o sistema de equações tem-se :
  96
  96
  96
50
Método de sistemas
lineares  
  96 As incógnitas são as quantidades das matérias
Calcita Porto Ferreira, Quartzo Comercial e
  96
Serpentina, respectivamente, que se deseja
  96 descobrir. Resolvendo-se o sistema de equações
para se determinar as incógnitas, teremos:

Calcitas Porto Quartzo ComercialSerpentina = 47%


Ferreira = 27% = 26% 51
Teste
53
Obrigada

Dúvid
as? 54
REFERÊNCIAS
BIBLIOGRÁFICAS
• ANFACER – Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimento. Disponível em:
ANFACER - Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres
• ANICER – Associação Nacional da Indústria Cerâmica. Disponível em: Associação Nacional da Indústria Cerâmica | ANICER
• ARAUJO, J. F. - A influência da adição de caulim, quartzo, feldspato potássico na formulação de massas cerâmicas para telhas.
• BRAGANÇA, S. R. - Desenvolvimento de uma cerâmica triaxial utilizando vidro como fundente e relação entre microestrutura e propriedades tecnológicas.
• Catálogo informativo sobre o Panorama da Indústria Cerâmica Brasileira – ANFACER 2019.
• PICCOLI, R. - Formulação, Preparação e Caracterização de massas porcelânicas baseadas em diopsídio natural.
• SOUZA, J. S. - Desenvolvimento de massas cerâmicas processadas por via seca com matérias-primas do norte fluminense visando aplicação em revestimento
poroso.

18/06/2021 55

Você também pode gostar