Você está na página 1de 21

Disfunção de ATM

Epidemiologia

 Maior incidência em mulheres (5:1).


 Faixa etária entre 20 e 40 anos.
 Pode ocorrer em ambos os sexos e em
qualquer idade.
 Apenas 10% da população acometida
busca ajuda terapêutica.
Biomecânica

Rotação: movimento
do côndilo dentro
da articulação.
Translação: traz a
mandíbula ântero-
posteriormente
para baixo.
Biomecânica

Movimentos do côndilo e disco


Biomecânica

Abertura
Fechamento
Protusão
Retrusão
Lateralidade
Movimentos normais

 Abertura da boca
 Protusão
 Lateralidade
Steenks & Winjer, 1996
Fatores Anatômicos
• Tipologia Facial
• Desordens Oclusais e/ou Articulares

A má-oclusão pode estar relacionada à discrepância


de bases ósseas maxilo-mandibulares ou a
desarmonia dental.
Fatores Neuromusculares

• Fatores posturais e adaptação musculares


• Parafunções: apertamento dental e de lábios, objetos entre
os dentes, apoio de mão na mandíbula, bruxismo, roer
unhas ou remover cutículas, mastigar de um só lado, chupar
o dedo, apoiar a mão sobre o queixo, dormir com
travesseiro muito alto/baixo, stress, apoiar com o ombro o
telefone (BARROS, 1995; STEENKS & WIJER, 1996).
Fatores Psicológicos
• Fatores relacionados com a ansiedade, pressão social,
etc.
• Rollman and Gillespie, 2000 – influências dos fatores
psicossociais nas DTMs.
• Em muitas pessoas o estresse crônico pode tirar os
músculos do estado de repouso para um estado de
contração excessiva. Essa hiperatividade dos músculos
pode fazer com que eles fiquem doloridos.
Postura X ATM

Relações músculo esqueléticas entre cabeça e pescoço.


 Para manter a posição ereta da cabeça sobre a cervical é preciso
que os músculos posteriores compensem o peso da caixa
craniana, mantendo-se em contração.
 Porém para que haja um equilíbrio entre estas cadeias é preciso
que grupos da cadeia anterior se contraiam ou seja, os
antagonistas.
.

É necessário um controle muscular


altamente sincronizado para sustentar o equilíbrio,
por isso caso ele seja afetado na postura estática
ou dinâmica todo sistema será alterado
 Na posição de flexão da cabeça pode-se observar um relaxamento
do esterno-cleido-occipto-mastoideo e demais músculos da cadeia
anterior. A mandíbula e disco articular assumem uma posição
anteriorizada semelhante a da abertura da boca.
 Na extensão observa-se uma contração de esterno-cleido-occipto-
mastoideo e demais músculos cervicais. Neste caso a mandíbula
assume uma posição mais posterior, modificando o contato
oclusal, podendo o côndilo comprimir o tecido retrodiscal.
As alterações posturais da cabeça, do pescoço e dos ombros
podem ser fatores etiológicos da disfunção.
Ex. No plano frontal um desnivelamento do ombro é
freqüentemente observado, com escoliose compensatória da
coluna cervical. Esses problemas podem induzir disfunção
seja favorecendo a fadiga dos músculos cervicais,
aparecimento de trigger points e indução de dores
craniofaciais, seja determinando um deslocamento do osso
hióide e, indiretamente uma alteração de posição postural da
mandíbula. (MONGINI, 1998)
Anteriorização de cabeça

 O abaixamento mandibular, dificulta a oclusão, aumentando tensão


nos músculos mastigatórios.
 Na deglutição a mandíbula sobe, o que pode resultar em sobrecarga
também.
 Os m. posteriores aumentam a contração, comprimindo a inervação
cervical e causando cefaléia.
 O aumento da tensão dos músculos da cadeia anterior aumentam a
tensão na garganta dificultando a deglutição.
 A mandíbula assume uma posição superior e posterior.
 O pterigoideo lateral torna-se alongado, o que por ação reflexa
contrai e desloca o disco anteriormente.
Conclusões

 Toda alteração postural provoca alteração


nas cadeias subjacentes, ou seja, em todo
complexo articular e muscular do corpo.
Qualquer alteração postural pode produzir
uma compensação a distância que pode
influenciar direta ou indiretamente a
função da ATM.
Cadeias Musculares
Sinais e Sintomas
 Ruídos articulares
 Limitação de movimento
 Desvios de movimento
 Dor articular
 Dores referidas
 Cervicalgias
 Cefaléias
 Sintomas de ouvido
 Dificuldade de comer
 Dificuldade dormir
Avaliação
Anamnese:
HMP e HMA.

Exame Físico:
 ADM
 Palpação
 Testes Específicos
 Postura
 Coordenação
Tratamento

 Fatores oclusais
 Fatores emocionais
 Hábitos parafuncionais
 Fatores neuromusculares
 Orientações
Medicação

 Analgésicos
 Antiinflamatórios
 Relaxantes Musculares
 Antidepressivos
Fisioterapia

 TENS, Laser, US, Termoterapia.


 Desativação de Pontos-gatilhos.
 Mioterapia: Relaxamento, Flexibilidade,
Coordenação, Força.
 Mobilizações articulares.
 Correção Postural.
 Reeducação Respiratória.
 Orientações.

Você também pode gostar