Você está na página 1de 8

Sociedade em

rede.
JAIDER SIERRA
ALDAIR MANJARRES
YESENIA NUÑEZ
Introdução
• Em uma sociedade onde a economia vai de par com os
avanços tecnológicos, é necessário traçar certas fronteiras
do virtual e o humano, além de obter comodidades graças
ao avance tecnológico onde com apenas procurar uma
palavra fundamental em nosso buscador obtenhamos
milhares de respostas e opções a nossas necessidades a
ausência de uma autonomia humana do virtual torna-se
cada vez mais distante, chegando assim a desumanização
do ser humano. E onde nos perguntamo-nos, ¿chegaram os
ser humano, consumidores em grande escala, deixar de ser
humanos e tornar-se autômatos do consumismo eletrônico?
Resumo
• nesta pesquisa, explora-se a visão crítica dos Autores
sobre o tema em questão, para isso, identificamos temas
chaves a desenvolver em relação ao impacto na
sociedade, no educativo, econômico e pessoal. Daremos
uma olhada crítica a suas repercussões depois do abuso
das redes informáticas da era tecnológica que vivemos
na atualidade. Além disso realiza-se uma análise
detalhada do que é, e poderia chagar a ser a tecnologia
além de um benefício, um mal à humanidade, ao
utilizar-se de maneira indiscriminada, sem se aperceber
de que ao introduzir-se mais no mundo digital está-se
deixando de lado a essência do que e ser uma pessoa e
cair numa desumanização.
• As tecnologias da educação e da informação facilitaram a transmissão do
conhecimento entre professor e aluno, mas ao mesmo tempo, a interação
entre aluno e aluno, que contam com opções tanto sincrônicas (em tempo
real) como assíncronas, num lapso mais flexível, no qual o estudante pode,
de acordo com a sua própria agenda, atingir os objetivos traçados.

Benefícios e repercussões
• Esta última característica, a natureza assíncrona da aprendizagem, pode ser
considerada na melhor aliada para que se desenvolva o processo de ensino-
da tecnologia na educação.aprendizagem, que, em muitos casos, está em risco devido aos múltiplos
fatores que afetam os estudantes do contexto nacional, uma vez que
ninguém está isento de falha na conectividade fornecida pelo fornecedor
do serviço de internet, um corte de fluido elétrico que ocorre em diferentes
circunstâncias, muito comumente climáticas, ou simplesmente o fato de
estar localizado em áreas onde a cobertura não é geralmente o mais eficaz.
Impacto das redes na economia global

• A demanda vertiginosa da tecnologia gerou uma


inevitável redução de sua prestação de serviço.
Isto a converteu em uma ferramenta
indispensável nas transações econômicas desde
as mais simples, passando por um pedido de
comida em domicílio através de uma aplicação,
até os mais complexos, tais como a compra e
venda de bens e serviços, tanto nacionais como
internacionais. Um dos efeitos mais notórios é a
homogeneização dos preços e dos custos a nível
global.
Impacto das redes no
estado físico e emocional
das pessoas
• Embora as redes e as tecnologias em geral tenham acelerado os
processos de aquisição de bens e serviços, não devemos ignorar o
impacto negativo dessas redes e tecnologias sobre aqueles que as
utilizam de forma permanente. Parece que o confinamento (outrora
mais notório), não deixou mais alternativas que suprir as
necessidades mais básicas com somente dar um clique ou tocar
uma tela tátil, isto também gerou uma desvantagem em quem
sucumbiu, quase que inevitavelmente ao sedentarismo. A
facilidade de obter o que precisamos, ao alcance de nossas mãos, é
uma doce tentação que se incrementa com a acelerada
implementação dessas ferramentas.
Conclusão
• Concluindo, as redes e as tecnologias
possibilitaram a nossa interação em todas as
nossas esferas como seres humanos. Sem elas, a
nossa interação social, educativa e económica
não seria possível. No entanto, isto traduz-se em
desafios de formação permanente, uma vez que
as redes e a sua forma de utilização variam de
forma vertiginosa, e estar na vanguarda é a
garantia de que o seu impacto não só seja
positivo, mas também coletivo.
Obrigado!!

Você também pode gostar