Você está na página 1de 25

Processos Construtivos

PROCESSOS

Tipos:

ARTESANAL
I

TRADICIONAL
CIVIL

RACIONALIZADO
CONSTRUÇÃO

INDUSTRIALIZAD

2
Obra depende de
Projeto
Processo Construtivo ARTESANAL
ARTESANAL

Algumas das técnicas são:

Terra: Pau-a-pique, Adobe, Super-Adobe, Cob, Taipa


I

de pilão, Solocimento, Ferrosolocimento


CIVIL

Fibras renováveis: Palha, Fardo Palha, Bambu


CONSTRUÇÃO

Coberturas vegetais

Mosaicos: reutilização de materiais disponíveis


Também conhecidos como bioconstrução

3
Processo Construtivo ARTESANAL
AL
ARTES AN

A parede de taípa ou
pau-a-pique é bem
conhecida, e utiliza
esteio, fundação e
ripa, para a armação.
I

E barro, capim e água,


CIVIL

para a mistura do
pau- a-pique.

Casa de Pau-a-pique
CONSTRUÇÃO

4
Processo Construtivo ARTESANAL
AL
Paredes
de
vem Cob
Cob da
origem
ARTES AN

inglesa, e
sua

tradução é maçaroca.

Essa técnica já
I

foi utilizada em
vários
CIVIL

lugares do e
mundo
usa argila, areia e
palha e utiliza a pá,
enxada, pés e mãos.
CONSTRUÇÃO

Casa de Cob
5
Tijolos de Adobe

ARTES A
Adobes são tijolos de
terra crua, água e
palha e algumas vezes
outras fibras naturais,
moldados em fôrmas
por processo artesanal
I
ou semi-industrial.
CIVIL
Por ser um material
vernacular, utiliza dos
recursos do próprio
ambiente em que é
CONSTRUÇÃO

construído.

Casa de Adobe
6
É o sistema construtivo mais utilizado no Brasil. É formado pela

TRADIC
estrutura de concreto armado, com vigas, pilares e lajes (que
suportam o peso do edifício), preenchido pela alvenaria de
vedação, com tijolos e revestimentos. As paredes não possuem
função estrutural, permitindo alterações no projeto inicial e
I
ampliações dos ambientes.
CIVIL

O ponto fraco da alvenaria tradicional está no longo tempo de


execução, no elevado custo e no impacto ambiental, pois gera
CONSTRUÇÃO

muitos resíduos sólidos (entulho), uma vez que as paredes


precisam ser cortadas depois de prontas para receber instalação
elétrica e hidráulica.

7
TRADIC
brasileira, ainda é
predominante o
sistema convencional

I
caraterizada
CIVIL pela baixa
produtividade e
principalmente
pelo grande
CONSTRUÇÃO

desperdício de
materiais e geração de
resíduos sólidos.

Convencional
8
e Alvenaria de

TRADIC
Vedação
Até hoje a construção
tradicional é utilizada
na grande maioria dos
empreendimentos, até
I
CIVIL mesmo em grandes
obras.
CONSTRUÇÃO

Convencional
9
PEX Drywall, racionalizados

RACIONAL
são
exemplos de sistemas construtivos
utilizados para superar desafios do setor, como a escassez de mão de
I
CIVIL obra.
Com os sistemas construtivos racionalizados, as
empresas
CONSTRUÇÃO

transformam os canteiros em verdadeiras linhas


de montagem,
aumentando a produtividade, diminuindo os resíduos de construção,
reduzindo custos e melhorando a qualidade.

10
concreto armado

RACIO N
é um método
de construção
racionalizado que
oferece produtividade,
qualidade e

I
economia de escala
CIVIL quando o
desafio é a
redução do déficit
habitacional.

Direcional Engenharia
CONSTRUÇÃO

11
Estrut

RACIONAL
uralestrutural é
Alvenaria
um sistema em que
as paredes são feitas
por blocos de
concreto que, além de

I
vedar a casa,
CIVIL formam
a da
construção
estrutura e
suportam a carga do
peso das
CONSTRUÇÃO

paredes,
próprias laje,
da da e
cobertura (pessoas,
ocupação da
móveis, objetos
casa). da

ABCP – Chico Rivers 12


RACIO N
concreto
completamente
substituídas por
estrutura uma de

I
galvanizado
CIVIL revestida comaço leve
placas
(madeira OSB,
cimentícia, drywall)
prontas para receber
CONSTRUÇÃO

pintura ou
revestimentos.

Fastcon
13
RACIO N
É adaptado à forma
arquitetônica moderna
e contemporânea,
permitindo vencer
grandes vãos a um

I
baixo custo.
CIVIL
CONSTRUÇÃO

Fastcon
14
RACIO N
sistema Steel
Frame proporciona
de qualidade e
condições
de iguais

I
habitabilidade,
ou superiores ao
CIVIL
CONSTRUÇÃO sistema tradicional.

Fastcon
15
princípio metálica leve,

RACIONAL
estrutura

revestida com placas de


que
OSB, um contrapiso

I
recebe
armado e o
CIVIL acabamento. A respectivo
lã de
impede que barulhos gerados no
vidro
andar superior causem
desconforto no inferior.
CONSTRUÇÃO

andar Depois de não há


acabada, na laje em relação ao
diferença
sistema convencional. Tanto na
aparência quanto na sensação
(a laje não parece oca, como
muitos podem pensar, parece
uma laje de concreto).
16
RACIO N
hidráulicas prediais
tanto água
para
quente, quanto para a
I
fria, reduz em até dez
CIVIL
vezes o tempo médio
de instalação em
relação ao sistema
convencional de PVC.
CONSTRUÇÃO

Sistema PEX
17
trabalho fixa e
temporária, onde
desenvolvemse
operações de apoio e

I
execução de
CIVIL uma obra.

NBR-1367: áreas
destinadas à
CONSTRUÇÃO

execução e apoio dos


trabalhos da indústria
da
construção,
dividindo-se em áreas
operacionais e áreas
de vivência.
18
Obras
Mecani
O zado
processo de
planejamento do
canteiro de obras,

I
identifica os
CIVIL recursos
necessários para as
operações da
construção,
CONSTRUÇÃO

baseados no
projeto,
localização,
e
organizaçã
forma de produção.
o

19
Obras
O arranjo do canteiro
de obras deve
contemplar todas as

I
fases da obra para
CIVIL operações seguras e
eficientes. Por isso é
tão importante a
elaboração do projeto
CONSTRUÇÃO

do canteiro de obras.
NR-18; NBR-
1367/92.

Canteiro
20
INDUSTRIA
O Manual traz um conjunto de informações
para orientar as práticas de planejamento,
projetos, contratação, fiscalização e aceitação
em obras públicas ou privadas, com aplicação
de componentes, elementos e sistemas
I
CIVIL construtivos industrializados.

Sistemas construtivos Industrializados:


CONSTRUÇÃO

- Construção em aço;
- Light Steel Framing;
- Sistema Drywall;
- Concreto pré-moldado;
- Sistema Wood Frame;
21
INDUSTRIA
Com a industrialização
da construção, já é
possível adquirir, direto
do fornecedor, toda a
casa montada, ou
I
partes da edificação.
CIVIL
CONSTRUÇÃO

Casa pronta
22
INDUSTRIA
I
CIVIL
CONSTRUÇÃO

Banheiro pronto
e Parede pronta

23
CONSTRUÇÃO CIVIL I INDUSTRIA

24
O desenvolvimento de uma obra de construção civil passa, desde o
processo de escolha do terreno e da criação do projeto arquitetônico,
até as etapas de acabamento e limpeza final da obra. Para que tudo
ocorra da melhor maneira possível, é fundamental planejar
adequadamente e ter um conhecimento geral de todo o processo
I
construtivo. Assim, as etapas gerais de uma obra, levam em conta que
CIVIL
elas variam de acordo com o projeto e podem acontecer
simultaneamente.
A definição do processo construtivo depende das características do
CONSTRUÇÃO

projeto de edifício, do tempo para a execução, das tecnologias


disponíveis, do conhecimento das mesmas, e do balanço entre os
recursos necessários e disponíveis (financeiros, materiais, mão-de-obra,
equipamentos e espaço), entre outros fatores.
25
Edgard Blucher, 1997.

REFERÊ
2. BORGES, Alberto de Campos. Prática de pequenas construções. 9. ed.
São Paulo: Edgard Blucher, 2009. v. 1.
3. TISAKA, Maçahico. Orçamento na construção civil: consultoria, projeto
e execução. 2. ed. São Paulo: Pini, 2011.

I
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
CIVIL 1. AZEREDO, Hélio Alves de. O edifício e seu acabamento.
São Paulo:
Edgard Blucher, 1987.
2.PORRE, M.; HUGON, A. Técnicas de construção. São Paulo: Hemus,
CONSTRUÇÃO

2004. v. 2.
3. CHING, Francis D. K. Técnicas de construção ilustradas. 4. ed. Porto
Alegre: Bookman, 2010.
4. GOLDMAN, Pedrinho. Introdução ao planejamento e controle de custos
na construção civil brasileira. 4. ed. São Paulo: Pini, 2008.
View publication stats
5. SOUZA, Ana Lúcia Rocha de; MELHADO, Silvio Burrattino. Preparação da 26
execução de obras. São Paulo: O Nome da Rosa, 2003.

Você também pode gostar