Você está na página 1de 187

ÍNDICE MOTORES DIESEL

LIEBHERR
1 - ILUSTRAÇÃO DOS MOTORES
2 - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS MOTORES DIESEL LIEBHERR
3 - DADOS DO MOTOR, REG. , PRESSÃO E TEMP. DE TRAB. E QUANT. FLUÍDO
4 - ESPECIFICAÇÃO DE TORQUE NOS PARAFUSOS
5 - ESPECIF. DOS CILINDROS, SENTIDO DE GIRO, SÉRIE E Nº DO MOTOR.
6 - REGULAGEM DE VÁLVULA
7 - CABEÇOTE
8 - CAMISA DO PISTÃO
9 - PISTÃO E BIELA
10 - CONTROLE DO NIVELAMENTO DOS PISTÕES
11 - GIRABREQUIM E MANCAIS
12 - COMANDO DE VÁLVULA
13 - CIRCUITO DE ÓLEO LUBRIFICANTE
14 – CÁRTER
15 - BOMBA DE ÓLEO LUBRIFICANTE
ÍNDICE MOTORES DIESEL
LIEBHERR
16 - FILTRO DE ÓLEO LUBRIF. E TROCADOR DE CALOR ( Resfriador de Óleo )
17 - CIRCUITO DE LÍQUIDO REFRIGERANTE
18 - SUPORTE DA HÉLICE
19 - SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
20 - FILTRO DE COMBUSTÍVEL
21 - BOMBA INJETORA
22 - MECANISMO DA BOMBA INJET. , REG. DO PONTO DE INÍCIO DE INJEÇÃO
23 - BICO INJETOR
24 - RESPIRO DO ÓLEO DO MOTOR
25 - LADO DO VOLANTE E DO VENTIL. PARA VED. DO EIXO GIRABREQUIM
26 - MOTOR DE ARRANQUE
27 - TURBO COMPRESSOR
28 - TREM DE ENGRENAGENS DO LADO DO VENTILADOR
29 - MANUTENÇÃO E CONTROLE
30 - IDENTIFICAÇÃO DE ERROS
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
MOTOR EM “V”

-Robustez
-Baixo Ruído
-Economia
-Versatilidade LIEBHERR

índice
Vista do motor – Lado do ventilador

Item 1 – Tubo de admissão


Item 2 – Motor de arranque
Item 3 – Tubo de escape a esquerda
Item 4 – Saída para o radiador
Item 5 – Alojamento das válvulas termostáticas - tampa
Item 6 – Entrada de água destinada do radiador
Item 7 – Cárter
Item 8 – Bomba de fluidos refrigerante ( bomba d’água )
Item 9 – Dumper
Item 10 - Ventilador

Componentes do
Motor em V

índice
Componentes do Vista do motor – Lado do volante

Motor em V Item 11 – Conexão para compressor como por exemplo


para bomba hidráulica
Item 12 – Conexão para bomba hidráulica, como por
exemplo para o compressor
Item 13 – Respiro de óleo lubrificante
Item 14 – Vela incandescente para partida a frio
Item 15 – Bomba injetora
Item 16 – Alternador
Item 17 – Vareta de óleo
Item 18 – Entrada de óleo lubrificante
Item 19 – Bico injetor
Item 20 – Tubo de admissão direito
Item 21 – Tubo de escape direito
Item 22 – Tampa do cabeçote
Item 23 – Cabeçote
Item 24 – Carcaça do volante
Item 25 – Volante
Item 26 – Turbo compressor

índice
MOTOR EM “V”

LIEBHERR

índice
MOTOR EM LINHA
MOTOR EM LINHA

-Robustez
-Baixo Ruído
-Economia
-Versatilidade
índice
Vista do motor – Lado do Ventilador
Item 1 – Compressor de ar
Item 2 – Separador de óleo ( respiro )

Item 3 – Correia em V – Girabrequim


Item 4 – Sensor de temperatura da água
Item 5 – Sensor de pressão do óleo ( com contato de advertência )
Item 6 – Motor de arranque
Item 7 – Bomba d’ água
Item 8 – Hélice
Item 9 – Alternador
Item 10 – Termostato do líquido de arrefecimento
Item 11 – Turbo compressor
Item 12 – Filtro d’ água
Item 13 – Compressor do ar condicionado

Componentes do
Motor em Linha
índice
Componentes do
Motor em Linha

Vista do motor – Lado do Volante


Item 14 – Vareta do nível do óleo
Item 15 – Tampa das válvulas

Item 16 – Filtro de óleo


Item 17– Bomba injetora
Item 18 – Tubo de abastecimento de óleo do motor
Item 19 – Tubo de sucção
Item 20 - Filtro de combustível
Item 21 – Bomba de combustível
Item 22 – Válvula solenóide ( vela de partida frio )
Item 23 – Vela de partida frio
Item 24 – Dados do motor
Item 25 – Bomba hidráulica auxiliar
índice
MOTOR EM
LINHA

LIEBHERR
índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Especificações Técnicas dos Motores Diesel Liebherr em V D9306/9308 e D9406/9408

A série de fabricação de motores D9306/9308 e D9406/9408 são refrigerados a água com 6 e 8


cilindros tendo um ângulo entre os pistões de 90º em relação a árvore de manivelas ( girabrequim ).
Abaixo são apresentados dados dos motores, para reconhecimento.

Exemplo: D9406 T - E Ax

•D: Motores DieselDO


ESPECIFICAÇÕES
•94: Cilindros em V e Diâmetro das camisas
MOTOR EM V
•06: Números de cilindros, 6 ou 8
•T: Com Turbo ou
•Ti: Turbo Intercooler
•E: Emissão Otimizada
•Ax: Concepção*

índice
Placa de Dados do Motor
Type = D914T, D926TI etc
Mot. Nr. = Número de motor
Code = Código Liebherr
KW = Perfomance em KW
1/min = Rpm do motor
Lieferumfang = N º de identificação do motor

Placa de Dados Adicionais

Código = Código Liebherr


Campo 1 = EU Número associado
Campo 2 = Número de inspeção por regulagem ECE R24 ou R49
Campo 3 = Número de aprovação

índice
Especificações Técnicas do Motores Diesel Liebherr em Linha
A série de fabricação de motores D 904 T - E A, D 916 T - E A, D 926 TI - E A, são refrigerados a
água com 4 ou 6 cilindros tendo um ângulo entre os pistões de 0º em relação a árvore de
manivelas ( girabrequim ). A denominação da especificação técnica do motor está descrito
abaixo e em seguida temos dados referentes a potência de diversos motores

Exemplo: D924 T - E Ax
•D: Motores Diesel
Especificações •92: Cilindros em Linha e Diâmetro das camisas
Técnicas do •4: Números de cilindros, 4 ou 6
Motores Diesel •T: Com Turbo ou
•Ti: Turbo Intercooler
Liebherr em
•E: Emissão Otimizada
Linha •Ax: Concepção*
Identificação Adicional: NA = Motor naturalmente aspirado, TB = Turbo- compressor do motor
“moderado”, T = Turbo-compressor do motor, TI= Turbo-compressor e intercooler
*Concepção: A1 = Bomba de injeção tipo distribuidor
A2 = MW-/P3000 - Bomba injetora
A3 = P7 100- Bomba injetora
A4 = P7100+ “EDC” ( regulagem eletrônica )
índice
Placa de Dados do Motor

Type = D 904T - E A1, etc


Mot. Nr. = Número de motor
Code = Código Liebherr
KW = Perfomance em KW
1/min = Rotação Nominal
Lieferumfang = N º de identificação do motor

Placa de Dados Adicionais

Código = Código Liebherr


Campo 1 = EU Número associado
Campo 2 = Número de inspeção por regulagem ECE R24 ou R49
Campo 3 = Número de aprovação

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Dados do Motor
Dados do motor em v

índice
Regulagens
Regulagens v

índice
Pressões de Trabalho

índice
Temperatura de Trabalho e
Quantidade de Fluído

índice
Processo de funcionamento : Diesel – 4 tempos
Meio de combustão : Injeção direta
Dados do Motor
Diâmetro da camisa
Curso
Cilindrada

Rotação nominal

Taxa de compressão

Ordem de ignição

Variação em graus no
girabrequim entre
explosões nos cilindros

índice
Regulagem
Início de injeção em graus do : Para dados, ver placa de dados do motor
girabrequim a partir de OT
ou em mm por VE – Bomba injetora

Folga de válvulas : Admissão 0.25 mm


Escape 0.30 mm

Pressões de Trabalho
Pressão de Compressão : D 924 T – E / TI – E = 20-28 bar
D 926 T – E / TI – E = 20-28 bar

Pressão do bico injetor : Novo = 225 +8 bar


Pressão de operação = 217+8 bar
Mínima pressão do óleo
Lubrificante com motor quente : Rotação Nominal = 3.5 bar
a 1400 1/min = 2.5 bar
a 800 1/min = 1.5 bar
Mínima pressão do sistema de refrigeração com motor quente: a RPM nominal = 1.1 bar
( termostato aberto ) medido na saída da bomba de refrigeração ( bomba d’água )

índice
Temperatura de Trabalho
Especificações de temperatura
Condições Temperatura
Temperatura máxima do fluído
refrigerante : 100ºC
Temperatura de abertura do
Termostato : 71ºC, 79ºC, 83ºC
Temperatura máxima do óleo
lubrificante : 115ºC

Quantidade de Fluído
Quantidade de óleo lubrificante no
cárter
Número de
cilindros máx mín
4 cilindros 16 1 10 1
6 cilindros 20 1
22,5
10 1
12 1
} Dependendo do
tipo de cárter

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Tabela de Torques

índice
Tabela de Torques

índice
Torque para Parafusos conforme Tipo de Rosca,
Diâmetro e Qualidade

índice
Torque para Parafusos conforme Tipo de Rosca,
Diâmetro e Qualidade

índice
Tabela de Torques

Descrição Especificações de
Torque
Pré –Torque Nm 30 30 + 30 + 60 + 60 = 180
Parafuso do
cabeçote Quando usando junta convencional

Retorque do
cabeçote Quando usando junta convencional
Pré –Torque Nm 30 Nm 90 + 70 + 70 + 70 + 70 = 280
Parafuso do
cabeçote Quando usando junta de metal elastômero
Parafuso da biela Pré – Torque Nm 30 45 + 30 + 30 = 105

Parafuso do mancal Pré – Torque Nm 30 30 + 30 + 30 = 90


girabrequim
Pré – Torque Nm 30 30 + 35 = 65
Parafuso volante
Nm 180 – 330 = 330

Parafuso da Pré – Torque Nm 30 30


carcaça do volante Nm 80

índice
Tabela de Torques

Descrição Especificações de
Torque

Pré – Torque Nm 30

Parafuso na
Pré – Torque Nm 60
engrenagem
intermediária
Pré – Torque
Parafuso na
engrenagem do
comando de válvula Pré – Torque

Parafuso na Pré – Torque


engrenagem do
comando de válvula
com engrenagem de
Pré – Torque
acionamento do
ventilador

índice
Tabela de Torques
Descrição Especificações de
Torque
Porca do
acoplamento da Pré –Torque Nm 30 Nm 300
bomba injetora
Parafuso na
engrenagem de acion.
da bomba injetora Pré –Torque Nm 30 40
( Acionamento
montado em caixa de
Nm 110
engrenagem )
Porca do eixo da **** Somente VE-P
engrenagem da M 14 x 1,5 M 18 x 1,5 M 20 X 1,5
bomba injetora
+15 +10 +10
Nm 85 Nm 100 Nm 150

Parafuso bico injetor Nm 23


D 904/ 906/ 914/ 916/ 926TI D 924 / 926 T- E/TI- E
Porca do bico injetor
+ 20 +10
Nm 50 Nm 40

índice
Tabela de Torques
Descrição Especificações de
Torque
Tubulação de
Nm 20
injeção

Bico de lubrificação **
do pistão Nm 30
Parafuso da Pré – Torque Nm 30 90
engrenagem da
bomba d’água Nm 115

Porca do rotor da *** Nm 100


bomba d’água
Parafuso para o
cubo da bomba Pré – Torque Nm 30 90
d’água
Nm 115
Porca do rotor da
bomba d’água *
quando integrada +25
em caixa de Pré – Torque Nm 30 Nm 70
engrenagens

índice
Tabela de Torques
Descrição Especificações de
Torque
Parafuso da engrenagem da
*
bomba d’água ( quando
instalado na caixa de
engrenagens ) Pré- Torque Nm 30 Nm 70
+ 25

Parafuso de montagem da
*
bomba d’água ( quando
instalado na caixa de
engrenagens Nm 15

Parafuso para montagem da *


bomba d’água com mancal
de deslizamento Nm 20
Pré – Torque Nm 30 50
Parafuso da engrenagem de
acionamento do ventilador
Nm 120
Pré – Torque Nm 30 M 16 x 1,5 x 80
Parafuso do cubo de
acionamento do ventilador Nm 270

índice
Tabela de Torques
Descrição Especificações de
Torque
Parafuso do cubo de
Pré- Torque Nm 30 M 16 x 1,5 x 110
acionamento do ventilador
com acoplamento Nm 270
( 2 estágios )
Parafuso do cubo de
M 16 x 1,5 x 160
acionamento do ventilador
com acoplamento Nm 180
( 3 estágios )

Parafuso da polia no Pré – Torque Nm 30 30 + 15 = 45


girabrequim
Nm 90 – 140 = 140
( Lucus ) ( Bosch )
Porca da polia do
alternador 5/8-18 UNF-2A 5/8-18 UNF-2A M 14 x 1,5
+3 7 +10
Nm 54 Nm 102 Nm 35
M 16 x 1,5 M 24 x 1,5 M 27 x 1,5
5 15 15
Nm 50 Nm 135 Nm 155

índice
Tabela de Torques

M 18 x 1,5 M 20 x 1,5 M 20 x 1,5


Porca da engrenagem do ( SW = 30mm) ( SW = 27mm)
compressor de ar Nm 80
10
Nm 150 Nm 200

Porca da engrenagem da
+10
bomba hidráulica Nm 50

* Deve ser montado com = Loctite 242 / 243


** Deve ser montado com = Loctite 262
*** Deve ser montado com = Loctite 222
**** Deve ser montado com = Loctite 270

índice
Torque para Parafusos conforme Tipo de Rosca, Diâmetro e
Qualidade

índice
Torque para Parafusos conforme Tipo de Rosca, Diâmetro e
Qualidade

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Disposição dos cilindros, sentido de giro:

O cilindro 1 se dispõe do lado esquerdo do volante. O número dos


cilindros são dispostos no lado de cima do bloco, assim como a ordem
deignição.O sentido de giro é anti-horário, olhando através do volante.

Placa de Identificação
95 11 0030
Ano de 6 cilindros série
Fabricação 12
8 cilindros

índice
Disposição dos cilindros, sentido de giro:
O cilindro 1 está localizado ao lado do volante do motor e a
direção de rotação é anti-horário, visto do volante.

PLACA DE IDENTIFICAÇÃO
99 01 0050
Ano de fabricação 4 cilindros série
02 = 6 cilindros

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Regulagem de Válvula

Válvulas do cilindro Folga de Válvula

D9306/9406 D9308/9408 Admissão Fria 0.25mm


Escape fria 0.30mm
Em balanço Ajusta Em Ajusta
balanço
5 1 7 1
2 6 3 8
4 3 6 4
1 5 5 2
6 2 1 7
3 4 8 3
   
4 6
   
2 5

índice
índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Cabeçote

• 1.      Guia de válvula 6.Prato superior de fixação de mola


• 2.      Sede de válvula 7.Mola da válvula de escape
• 3.      Válvula de admissão 8.Anel trava bipartido
• 4. Válvula de Escape 9. Mola da válvula de admissão
• 5.Prato inferior de fixação de mola 10. Anel de vedação

índice
Junta de Cabeçote

Motores 9277 945 23 91 Motores 9277 662 23

junta convencional de material maleável junta de metal elastômero

índice
Seqüência de torqueamento do cabeçote
Junta convencional de material maleável

Com o motor frio aplicar o seguinte procedimento:


 Torque inicial 30 Nm
seqüência 90 Nm + 60o + 60o + 60o + 60o = 90 Nm + 240o

Junta de material elastômero

Com o motor frio aplicar um torque inicial de 30 Nm e sucessivamente 90Nm


mais torqueamento em ângulo 70o + 70o + 70o + 70o = 280º.
Obs.: para juntas confeccionadas com metal elastômero não há necessidade de
torqueamento subsequente ao primeiro funcionamento.

índice
CABEÇOTE
1. Guias das válvulas
2. Sede de válvulas
3. Válvula de admissão
4. Válvula de escape
5. Assento inferior da
mola
6. Assento superior da
mola
7. Mola externa
8. Mola interna
9. Anel trava
10. Anel de vedação

índice
JUNTA DE CABEÇOTE

• Motores D 904 / 906 / 914 / 916 / 926 TI • D 924 / 926 T-E / TI –E


• Junta convencional de material maleável • Juntas de metal elastômero

índice
SEQÜÊNCIA DE TORQUEAMENTO DO CABEÇOTE
Para junta convencional de material maleável:
Com o motor frio aplicar o seguinte procedimento:
Pré-torque 30 Nm 30o + 30o + 60o + 60o = 180o.
Após a conclusão da montagem do motor, deve-se funcionar o sistema (aquecimento do motor), e após
resfriamento, deve-se aplicar um novo torque correspondente a um ângulo de 90o, objetivando melhor
assentamento do cabeçote e junta ao bloco do motor.

Para junta de metal elastômero:


Com o motor frio aplicar um pré-torque de 30 Nm e sucessivamente 90Nm mais torqueamento
em ângulo: 70o + 70o + 70o + 70o = 280º.
Obs.: para juntas confeccionadas com metal elastômero não há necessidade de torqueamento
subsequente ao primeiro funcionamento.

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Camisa do Pistão

1. Camisa do cilindro
2.O-ring (lado de cima)
3.O-rings (lado de baixo)

índice
CAMISA DO PISTÃO
Projeção entre a camisa do cilindro e o bloco
A linha de projeção “A” para o bloco com instalação da junta convencional de material
maleável, é de + 0,03 a +0,08 mm.
Para a instalação de juntas de metal elastômero, a projeção é de +0,05 a +0,1 mm.

1. Camisa do cilindro
 
2. O-ring (lado de cima)
 
3. O-rings (lado de baixo)
 

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO PISTÃO E DA BIELA

1. Pistão
2. Anel de suporte fundido
3. Câmara de combustão
4. Anel trapezoidal duplo
5. Anel de lubrificação
6. Anel raspador de óleo
7. Pino do pistão
8. Biela
9. Bico de lubrificação
10. Parafuso da biela
11. Meio flange do mancal

índice
VERIFICAÇÕES DAS FOLGAS DOS PISTÕES
• A distância entre o pistão e o cabeçote deve situar entre 0,98 a 1,19 mm.

•  Medição
• Utilizar um dispositivo com 2 relógios comparadores, realizando medidas em
posições perpendiculares em relação ao bloco.
• A maior diferença medida do pistão em relação ao bloco deve ser analisada.
• O valor médio (dimensão A) entre duas medições deve ser tomado como referência
para estabelecer considerações e com estas verificar os valores tabelados.

• Tabela de controle de medida do nivelamento dos pistões


• Medida A (mm) Junta do cabeçote Junta do cabeçote
• valor médio (espessura) característica
• de duas medidas
• -0,24 até 0,09 1,3 mm Verificar desenho

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO PISTÃO E DA BIELA

1. Pistão
2. Anel de suporte fundido
3. Câmara de combustão
4. Anel trapezoidal duplo
5. Anel de lubrificação
6. Anel raspador de óleo
7. Pino do pistão
8. Biela
9. Bico de lubrificação
10. Parafuso da biela
11. Meio flange do mancal

índice
VERIFICAÇÕES DAS FOLGAS DOS PISTÕES

A folga entre o pistão e o cabeçote deve situar entre 1,15 a 1,67 mm.
Medição
Os dois pontos de referência para a medição, devem ser tomados no mesmo plano em relação aos diâmetros abaixo:
D 904 / 906 =  do pistão 115 mm =  da ponta de teste 106 mm
D 914 / 916 =  do pistão 120 mm =  da ponta de teste 115 mm
D 924 / 926 =  do pistão 122 mm =  da ponta de teste 115 mm

Apenas para estas considerações de medição podem ser utilizados os valores da tabela abaixo.

Tabela de controle de medida do nivelamento dos pistões


Medida A (mm)
Junta do cabeçote Junta do cabeçote
Valor médio
(espessura) característica
de duas medidas
1,3 mm Junta maleável
-0,24 até +0,09
1,25 mm Junta de metal elastômero

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Controle do nivelamento dos pistões

índice
Controle do nivelamento dos pistões (motores D 904 / 906):

índice
Controle do nivelamento dos pistões (motores D 914 / 916 / 924 / 926):

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
GIRABREQUIM E MANCAIS

Desenho esquemático do girabrequim e do mancal

1. Girabrequim
2. Mancais de biela
3. Contrapeso
4. Casquilho
5. Encostos laterais
6. Mancal fixo

índice
GIRABREQUIM E MANCAIS

Desenho esquemático do girabrequim e do mancal

• 1.  1. Eixo girabrequim


• 2.   2 .Mancal móvel de biela
• 3.  3.    Contrapeso
• 4.  4.    Casquilhos do mancal fixo
• 5.  5.    Encosto para ajuste de folga
axial
• 6. Mancal fixo principal

índice
GIRABREQUIM E MANCAIS

Desenho esquemático do girabrequim e do mancal (motores D 904 / 914 / 924):

1. Girabrequim
2. Mancais de biela
3. Contrapeso
4. Casquilho
5. Encostos laterais
6. Mancal fixo

índice
Desenho esquemático do girabrequim e do mancal (motores D 906 / 916 / 926):

1. Girabrequim
2. Mancais de biela
3. Contrapeso
4. Casquilho
5. Encostos laterais
6. Mancal fixo

índice
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
COMANDO DE VÁLVULA E ACIONAMENTO DE VÁLVULAS

• Assentamento do eixo comando de válvula no bloco


• Motor V6 - 4 mancais
• Motor V8 - 5 mancais

• Altura limite do came de admissão - 8,5 mm


• Altura limite do came de escape - 9,0 mm
•  
•  Tempo de comando
•  Admissão aberta 15o no girabrequim de OT
• Admissão fechada 45o no girabrequim de UT
• Escape aberta 54o no girabrequim de UT
• Escape fachada 14o no girabrequim de OT
•  
• ( OT = Oberer Totpunkt = Ponto morto superior; UT = Unterer Totpunkt = Ponto
morto inferior)

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO COMANDO DE VÁLVULA E
ACIONAMENTO DE VÁLVULA

• 1.Eixo comando de válvula


• 2.Tucho
• 3.Vareta
• 4.Balancim
• 5.Parafusos para o balancim

índice
COMANDO DE VÁLVULA E ACIONAMENTO DE VÁLVULA
Assentamento do eixo comando de válvula no bloco
Motor 4 cilindros - 5 mancais
Motor 6 cilindros - 7 mancais
Altura limite do came de admissão - 8,5 mm
Altura limite do came de escape - 9,0 mm

Tempo de comando
Admissão aberta 15o no girabrequim de OT
Admissão fechada 45o no girabrequim de UT
Escape aberta 54o no girabrequim de UT
Escape fachada 14o no girabrequim de OT

( OT = Oberer Totpunkt = Ponto morto superior; UT = Unterer Totpunkt = Ponto


morto inferior)

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO COMANDO DE VÁLVULA E
ACIONAMENTO DE VÁLVULA

 
1. Comando de válvula
2. Tucho
3. Vareta
4. Balancim

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Circuito de óleo lubrificante
Esquema do circuito de Lubrificação – vista através do volante

índice
Circuito de óleo lubrificante
Esquema do circuito de Lubrificação – vista através do volante

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
CÁRTER
• Quantidade de óleo lubrificante no cárter: D9306/D9406
• Máx = 21,0 l
• Mín = 12,0 l
• D9308/D9408
• Máx = 25,5 l
• Mín = 15,5 l
•  Máx = 28,0 l
• Mín = 16,5 l
• Dependendo da forma do cárter
•  
• Inclinação permissível para qualquer lado:
• D9306/9308 = 45o
• D9406/9408 = 45o
• D9308/9408 = 30o com qtd máx de 28,0 l no cárter
•  

índice
Esquema de cárter para motor 6 cilindros em V

•Esquema de cárter para motor 8 cilindros em V

índice
CÁRTER
Quantidade de óleo lubrificante no
cárter:
D 904 / 914 / 924 Máx = 16 L
Mín = 10 L
D 906 / 916 / 926 Máx = 20 L
Mín = 10 L
Dependendo da forma do cárter
Máx = 22 L
Inclinação permissível para qualquer lado:
Mín = 12 L
Cárter com depósito de óleo
D 904 / 914 / 924 = 45o
D 906 / 916 / 926 = 45o
Cárter sem depósito de óleo
D 904 / 914 / 924 = 3o
D 906 / 916 / 926 = 3o

índice
ESQUEMA DE CÁRTER PARA MOTOR 4 CILINDROS EM LINHA

ESQUEMA DE CÁRTER PARA MOTOR 6 CILINDROS EM LINHA

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
BOMBA DE ÓLEO LUBRIFICANTE
D9306/9308/9406/9408 : Bomba de pressão

Rotação nominal (RPM)


Motor Bomba de pressão
1500 2250
1800 2700
1900 2850
2000 3000
2100 3150
 
Espaço para instalação das engrenagens: 27 / 36 mm

índice
ESQUEMA DA BOMBA DE PRESSÃO PARA O ÓLEO LUBRIFICANTE

•1.      Engrenagem da bomba de pressão de óleo lubrificante


•2.      Engrenagem intermediária para instalação da bomba de pressão de óleo lubrificante.
•3.      Flange
•4.      Flange para o elemento sugador de óleo lubrificante
•5.      Parafuso allen de montagem da bomba
•6.      Válvula de segurança
• 
índice
BOMBA DE ÓLEO LUBRIFICANTE

D 926 TI - E: Bomba de pressão + bomba de sucção

Rotação nominal (RPM)

Motor Bomba de pressão Bomba de sucção

1500 2100 2100


1800 2520 2520
2000 2800 2800
2100 2940 2940

Espessura da engrenagen de alimentação (bomba de pressão): 27 mm


Espessura da engrenagen de alimentação (bomba de sucção): 30 mm

índice
ESQUEMA DA BOMBA DE PRESSÃO PARA O ÓLEO LUBRIFICANTE

1. Engrenagem motora
2. Válvula de segurança
3. Parafuso de fixação da bomba
4. Bomba de pressão
5. Bomba de sucção
6. Linha de óleo lubrificante
7. Parafuso de fixação da bomba
8.Engrenagem da bomba de pressão
9. Engrenagem da bomba de sucção

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Filtros de óleo lubrificante na galeria – montado na parte inferior

•1.      Trocador de calor


•2.      Galeria de óleo
•3.      Válvula “by-pass” (pressão de abertura 6 1 bar)
•4.      Bujão do líquido refrigerante
•5.      Filtro do óleo lubrificante

índice
Filtros de óleo lubrificante na galeria – montado a distância da
galeria
• 1.   Trocador de calor
• 2.  Galeria de óleo
• 3. Válvula “by-pass” (pressão de abertura 6 1 bar)
• 4.  Bujão do líquido refrigerante
• 5.Filtro do óleo lubrificante

índice
Filtros de óleo lubrificante na galeria – montado na parte
superior da galeria

•1.      Trocador de calor


•2.      Galeria de óleo
•3.      Válvula “by-pass” (pressão de abertura 6 1
bar)
•4.      Bujão do líquido refrigerante
•5. Filtro do óleo lubrificante
índice
Vias de lubrificação

•Início de abertura da válvula termostática: 71o a 80oC


•1.  Canal de refrigeração (flui para a galeria do trocador de calor)
•2.   Canal de refrigeração (flui para as camisas dos pistões à direita)
•3.   Galeria do trocador de calor
•4.   Trocador de calor
•5.  Canal de lubrificação (flui para as camisas dos pistões à esquerda)
•6.   Canal de lubrificação (retorna na galeria do trocador à esquerda)
•7.   Canal de lubrificação (retorna na galeria do trocador à direita)
• 
índice
FILTROS DE ÓLEO LUBRIFICANTE NA CARCAÇA DO
RADIADOR – MONTADO NA PARTE INFERIOR

1. Radiador
2. Carcaça do radiador
3. Base do filtro de óleo
4. Filtro de óleo
5. Bujão do líquido refrigerante

índice
FILTROS DE ÓLEO LUBRIFICANTE NA CARCAÇA DO
RADIADOR – MONTADO NA PARTE INFERIOR

1. Radiador
2. Carcaça do radiador
3. Base do filtro de óleo
4. Filtro de óleo
5. Bujão do líquido refrigerante

índice
FILTROS DE ÓLEO LUBRIFICANTE MONTADO À DISTÂNCIA DA
CARCAÇA DO RADIADOR

1. Radiador
2. Carcaça do radiador
5. Bujão do líquido
refrigerante

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INSTALADA NA CAIXA DE
ENGRENAGENS

Valores nominaispara a bomba


•Rotação nominal de fluido refrigerante
(RPM)
Vazão(l/min) Rotação(RPM)
•Motor Bomba defluido
• refrigerante 450 2468

•1500 2875 480 2605


•1800 2468 ou 2829 500 2742
•1900 2605 520 2829
•2000 2742 530 2875 ou 2879
•2100 2879 ou 3300
610 3300

índice
ESQUEMA DA BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE

•1.Tampa
•2 Parafuso de trava para a bomba de fluido
refrigerante
•3. O-ring
•4.  Parafuso de posicionamento na galeria da
bomba de fluido refrigerante
•5. O-ring
•6. Rotor
•7. Junta flexível
•8. Retentor
•9. Contra-porca
•10. Arruela
•11. Anilha

Torque para parafuso (2): 20 Nm


Folga entre o rotor da bomba e o suporte agregado: 0,35 a 0,6 mm

índice
CIRCUITO DO LÍQUIDO REFRIGERANTE

1. Bomba de fluido refrigerante


2. Linha para aquecedor
3. Dreno de fluido refrigerante
4. Carcaça do radiador
5. Refrigeração das camisas dos
pistões
6. Conexão para linha de
sangramento
7. Caixa dos termostatos,
termostatos
8. Linha de retorno do aquecedor
9. Radiador de água
10. Filtro de água

Início da abertura da válvula termostática: 71oC, 79oC, 83oC

índice
Instalação do filtro de água, externamente Instalação do filtro de água na caixa do
termostato

1. Válvula de interrupção 1. Válvula de interrupção


2. Válvula de interrupção 3. Filtro de água
3. Filtro de água

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INSTALADA NA CAIXA DE
ENGRENAGENS

Nesta versão, o ventilador está instalado na bomba de fluido refrigerante.

A bomba de fluido refrigerante e o ventilador são movimentados por uma engrenagem.

Rotação nominal (RPM)

motor Bomba de fluido refrigerante

2000 2312

2100 2428

Valores nominais
para a bomba de fluido refrigerante

Vazão (l/min) Rotação (RPM)

270 2312

284 2428

índice
ESQUEMA DA BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE

1.Parafude fixação
2.Caixa do termostato
3.Conector
4.O-rings
5.O-ring
6.Engrenagem
7.Ventilador
8.Cubo do ventilador
9.Retentor
10.Vedação Lifetime
11.Engrenagem intermediária
12.Termostato

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INTEGRADA NA CAIXA DE
ENGRENAGEM PARA MOTORES NO 93 01 1641

Torque de aperto para o parafuso (2): Nm 15


Folga entre o rotor e a caixa de engrenagens: 0,9 a 1,113 mm
Checando a folga axial

A folga axial da bomba de fluido refrigerante deve ser checada pela primeira vez às 6000 horas e então,
depois disso, a cada 3000 horas.
Drene o líquido refrigerante, remova a tampa (1).
Instale o calibrador de ensaio ao eixo da bomba de fluido refrigerante (veja as setas na ilustração) e mova
o rotor (6) soltando o parafuso uma de duas voltas, axialmente ao rotor.
Vide folga axial.
Folga axial permissível = 0,1 mm
Valor limite = 0,12 mm
Se o valor limite for excedido, a bomba de fluido refrigerante deve ser substituída.

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INTEGRADA NA CAIXA DE
ENGRENAGEM PARA MOTORES NO 93 01 1641

1.Tampa
2.Parafuso de fixação
3.Tampa
4.Espaçador
5.O-rings
6.Engrenagem intermediária
7.O-ring
8.Engrenagem
9.Retentor
10. Vedação lifetime

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INTEGRADA NA CAIXA DE ENGRENAGEM -
SOLUÇÃO DE CONSERTO PARA MOTORES NO 93 01 1641

1.Tampa
2.Parafuso de fixação
3.Porca
4.Tampa
5.Espaçador
6.O-rings
7.Engrenagem
intermediária
8.O-ring
9.Engrenagem
10.Retentor
11.Vedação lifetime

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INTEGRADA NA CAIXA DE
ENGRENAGEM PARA MOTORES NO 93 01 1642

1. Tampa
2. Parafuso de fixação
3. Parafuso
4. Tampa
5. Espaçador
6. O-ring
7. Engrenagem intermediária
8. O-ring
9. Engrenagem
10. Retenção
11. Vedação lifetime

índice
BOMBA DE FLUIDO REFRIGERANTE INTEGRADA NA CAIXA DE
ENGRENAGEM COM MANCAL

1.Tampa
2.Parafuso oco
3.Tampa
4.Linha de óleo lubrificante
5.Parafuso de fixação (bocal de
óleo lubrificante)
6.O-ring
7.Engrenagem intermediária
8.O-ring
9.Engrenagem
10.Retentor
11. Vedação lifetime

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
ACIONAMENTO DO VENTILADOR

•1.parafuso para fixação do


mecanismo do ventilador no suporte
agregado
•2 Parafuso para fixação do cubo do
ventilador no eixo de acionamento do
ventilador.
•3.  Cubo do ventilador
•4.   Polia
•5.  Alojamento do mancal (carcaça)
•6.  Eixo de acionamento do ventilador
•7.   Anilha
•8.   O-ring
•9.   O-ring
•10.  Retentor

índice
ACIONAMENTO DO VENTILADOR
1. Porcas
2. Parafuso
3. Arruela
4. Engrenagem
5. Eixo
6. Anel de retenção
7. Anel de retenção
8. Rolamento de esferas
9. Camisa
10. Rolamento de esferas
11. Rolamento de esferas
12. Retentor
13. O-ring

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
Esquema do circuito de combustível

•1.      Tanque de combustível


•2.      Bomba de alimentação
•3.      Filtro de combustível
•4.      Bomba injetora
•5.      Válvula de segurança
• 
• 
•______ Linha de pressão

•--------- Linha sem pressão
• 

índice
BOMBA DE ALIMENTAÇÃO
•1.      Carcaça da bomba
•2.      Válvula de aspiração
•3.      Colar de mola
•4.      O-ring
•5.      Conexão de pressão
•6.      Válvula de pressão
•7.      Mola de pressão
•8.      Colar de mola
•9.      Tucho deslizante
•10.  O-ring
•11.  Corpo do tucho
•12.  O-ring
•13.  Pistão bomba
•14.  Anel distanciador
•15.  Conexão de aspiração

índice
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL (Bomba de injeção em linha)

Linha de pressão

----- Linha de retorno

1. Tanque de combustível
2. Pré-prificador
3. Bomba de alimentação
4. Filtro de combustível
primário
5. Filtro de combustível
secundário
6. Bomba injetora
7. Bico injetor
8. Válvula de segurança

índice
Bomba de injeção distribuidora

_______Linha de pressão
---------- Linha de retorno

1. Tanque de combustível
2. Filtro de combustível primário
3. Bomba de alimentação
4. Filtro de combustível secundário
5. Bomba injetor
6. Bico injetor
7. Linha de retorno de combustível

índice
BOMBA DE ALIMENTAÇÃO
1. Carcaça da bomba
2. Válvula de sucção
3. Prato da mola
4. O-ring
5. Conexão de pressão
6. Válvula de pressão
7. Mola de pressão
8. Prato da mola
9. Tucho de roletes
10. O-ring
11. Corpo do tucho
12. O-ring
13. Pistão da bomba
14. Anel distanciador
15. Conexão de sucção

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
FILTRO DE COMBUSTÍVEL

índice
FILTRO DE COMBUSTÍVEL
Instalação em motores com bomba de injeção em linha

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Bomba Injetora
Desenho esquemático da bomba injetora

índice
INSTALAÇÃO EM MOTORES COM BOMBAS DE INJEÇÃO
DISTRIBUIDORAS
(Motores D 924 / 926 T-E A1)

Desenho esquemático de um filtro de combustível

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Regulagem do ponto de início de injeção – observar dados do motor

• Remover a tampa superior do bloco


referente a região de localização do anel de
acoplamento (2). O cilindro (1) deve ser
colocado em ignição no ponto OT (ponto
morto superior). Gira-se o motor no anel de
acoplamento (2) com todos os parafusos (6)
de aperto soltos, até próximo da marcação V
e furo. Retorna-se a posição d motor e
cilindro 1 em ponto de início de injeção no
valor ajustado.
• 

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO MECANISMO DA BOMBA
INJETORA,REGULAGEM DO PONTO DE INÍCIO DE INJEÇÃO

1. O-ring
2. Eixo de engrenagem
3. Cubo
4. Pino de tensão
5. Parafusos
6. Tampa
7. Parafusos
8. Anel de trava
9. Engrenagem
10. Bucha
11. Arruela de encosto
12. O-ring

índice
AJUSTE DO PONTO DE INÍCIO DE INJEÇÃO (FB):

Retire os parafusos (6) e extraia a tampa (7) da caixa de engrenagem.


Acerte o cilindro (1) exatamente na marca OT.
Gire o motor retornando 30o contra o movimento de direção do OT.
Solte os parafusos (8) e aperte-os novamente com 30 Nm.
Remova a tampa do cabeçote do distribuidor da bomba de injeção e instale um
dispositivo de teste no cabeçote. Insira um relógio comparador e ajuste a um valor
aproximado abaixo de 1 mm para O e aperte.Gire o motor no sentido da direção até que
FB seja atingido pelo calibrador.Solte o parafuso de retenção na bomba de injeção e
remova a placa-suporte. Aperte o parafuso de retenção com 10 – 15 Nm.Não gire mais o
motor. Solte os parafusos (8). Gire o motor aproximadamente 30 o contra o movimento
da direção, então gire o motor no sentido da direção até que a marca OT seja atingida.
Aperte os parafusos (8) com 30 Nm. Solte o parafuso de retenção na bomba de injeção,
coloque a placa-suporte na parte inferior, e aperte o parafuso de retenção com 10 – 15
Nm. Aperte os parafusos (8) de acordo com o torque especificado e verifique o FB
(início de injeção) controlado através do motor.
Se a regulagem estiver correta, reinstale todo o conjunto.
Torqueamento para os parafusos (8): pré-torque 30 Nm 40o + 110Nm

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO MECANISMO DA BOMBA
INJETORA,REGULAGEM DO PONTO DE INÍCIO DE INJEÇÃO ( D
924 / 926 T-E A1)

1. O-ring
2. Eixo de engrenagem
3. Cubo
4. Pino de tensão
5. Furo
6. Parafusos
7. Tampa
8. Parafusos
9. Engrenagem
10. Anel de travamento
11. Bucha
12. Arruela de encosto
13. O-ring

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Bico Injetor
•Torqueamento para parafusos (1) e (6): 23 Nm
• Montar as linhas de combustível e as linhas de fuga de
óleo.

1.      Parafuso de fixação


2.      Placa simples
3.      Distanciador
Especificação de torque para a
4.      Vedação sobre-porca (9):
5.      O-ring D9306/9308 - 50 +20 Nm
6.      Parafuso de fixação D9406/9408 - 40 +10 Nm
7.      Placa tensora
índice
•1.      Linha de injeção
•2.      Pré-filtro
•3.      Canal de pressão
•4.      Dosador
•5.      Agulha de injeção
•6.      Mola
•7.      Linha de entrada de
óleo
•8.      Disco de ajuste
•9.      Sobre-porca

índice
BICO INJETOR

Torqueamento para parafusos (1): 23 Nm

Observação: Nos motores D 904, 906, 914, 916, 926 TI, as conexões de retorno de Diesel dos bicos
injetores no motor devem apontar para o lado do volante, nos motores D 924, 926 T/ TI – E, estão do
lado da bomba de injeção.

Motores D 904, 906, 914, 916, 926 TI Motores D 924 , 926 T/TI - E

1. Parafuso de fixação
2. Placa simples
3. Distanciador
4. Vedação
5. O-ring

índice
ESPECIFICAÇÃO DE TORQUE PARA A SOBRE-PORCA (9):

D 904, 906, 914, 916, 926 TI = 50 +20 Nm


D 924 / 926 TI-E = 40 +10 Nm

1. Linha de injeção
2. Pré-filtro
3. Canal de pressão
4. Dosador
5. Agulha de injeção
6. Mola
7. Linha de entrada de óleo
8. Disco de ajuste
9. Sobre-porca

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Respiro de óleo do motor

•1   Elemento filtrante


•2.  Membrana
•3. Mola
•4. Membrana de aspiração
•5. Tubo de retorno
•6.  Ponteira

índice
RESPIRO DE ÓLEO DO MOTOR
1. Elemento filtrante
2. Membrana
3. Mola
4. Membrana de ventilação
5. Tampa
6. Linhas de retorno
7. Braçadeira do mangote
8. Mangote
9. Placa simples
10. Braçadeira
11. O-ring

índice
Desenho esquemático do respirador de óleo do motor
(motores D 904, 906, 914, 916, 924, 926)

1. Elemento filtrante
2. Membrana
3. Mola
4. Membrana de ventilação
5. Tampa
6. Linhas de retorno

7. Ponteira
8. Linha de retorno
9. Braçadeira do mangote

10. Mangote
11. Braçadeira
12. 0-ring
índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Lado do volante e do ventilador para a vedação do eixo
girabrequim
•Seqüência de torqueamento para parafusos (3)
• 
•Torque inicial 30 Nm 30o +20o = 50o (90 – 130 Nm = 130 Nm)

Desenho esquemático – vedação do girabrequim do lado do ventilador

1.      Anel de vedação


2.      Retentor
3.      Parafusos para o jumper
4.      Anilha
5.      Jumper
6.      Parafusos para o retentor
7.     O-ring

índice
Desenho esquemático – vedação do girabrequim do lado do
volante

• 1.      Anel de vedação


• 2.      Retentor
• 3.      Parafusos para o volante
• 4.      Volante
• 5.      Pino guia
• 6.      Parafusos para o retentor
• 7.      O-ring

índice
LADO DO VOLANTE E DO VENTILADOR PARA A VEDAÇÃO DO
EIXO GIRABREQUIM
VEDAÇÃO DO GIRABREQUIM DO LADO DO VENTILADOR

Seqüência de torqueamento para parafusos (3)

Pré-torque 30 Nm 45o +45o = 90o (100 – 160 Nm = 160 Nm)

Seqüência de torqueamento para parafusos (6)

Pré-torque 30 Nm 30o +15o = 45o (90 – 140 Nm = 140 Nm)

índice
Desenho esquemático – vedação do girabrequim do lado do ventilador

1. Anel de vedação
2. Retentor
3. Parafusos para a polia da
correia em V
4. Polia da correia em V
5. Damper
6. Parafusos para cubo
7. Cubo
8. Parafusos para o retentor
9. O-ring

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO – VEDAÇÃO DO GIRABREQUIM DO
LADO DO VOLANTE

10. Anel de vedação


11. Retentor
12. Parafusos para o volante
13. Volante
14. Pino guia
15. Parafusos para o retentor
16. O-ring

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Motor de Arranque

•1.Porcas
•2.Arruelas
•3.Motor d Arranque
•4.Pinos Roscados
•5.O-ring

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO MOTOR DE
ARRANQUE

1. Porcas
2. Arruelas
3. Motor de arranque
4. Pinos roscados
5. O-ring

índice
VERIFICAÇÃO DA TENSÃO NA CORREIA EM V

Verificação manual

A correia em V está tencionada corretamente se puder ser puxada para


baixo no ponto de teste determinado com uma força de 120 N por 13 mm.

Verificação com o aparelho de teste “Krikit 2”, Cód. 8042829

Abaixe o braço indicador A na unidade de teste, conecte a unidade aos


pontos de teste. Pressione o botão D, uniformemente, angulando a correia em V até
que a mola solte. Remova cuidadosamente a unidade de teste e leia o valor no ponto
de interseção da escala KG e o braço indicador A.
Compare o valor obtido com o tabelado.

Correia em V Escala KG para Escala KG para


correia em V nova correia em V usada

8 ranhuras 35 30 –35
Largura de 28 mm

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO COMPRESSOR DO AR CONDICIONADO E
ALTERNADOR ( Para motores até o número de série 98 01 0814)

1. Parafuso
2. Rolo tensor
3. Parafuso
4. Rolo tensor

índice
Para motores a partir do número de série 98 01 0815
Verificação da tensão na correia em V

Verificação manual

A correia em V está tencionada corretamente se puder ser puxada para baixo no


ponto de teste determinado com uma força de 120 N por 13 mm.

Verificação com o aparelho de teste “Krikit 2”, Cód. 8042829

Abaixe o braço indicador A na unidade de teste, conecte a unidade aos pontos de


teste. Pressione o botão D, uniformemente, angulando a correia em V até que a mola solte.
Remova cuidadosamente a unidade de teste e leia o valor no ponto de interseção da escala KG e
o braço indicador A.
Compare o valor obtido com o tabelado.
Correia em V Escala KG para Escala KG para
correia em V nova correia em V usada

8 ranhuras 35 30 –35
Largura de 28 mm

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DO COMPRESSOR E ALTERNADOR
DO AR CONDICIONADO

1. Parafuso
2. Rolo tensor
3. Parafuso
4. Rolo tensor

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Turbo Compressor

• 
•.   
•1.carcaça do
compressor
•2.      rotor do
compressor
•3.      anel de vedação
•4.      proteção do óleo
•5.      carcaça da
turbina
•6.      Placa de calor
•7.      anel de vedação
•8.      rotor

índice
Especificação da folga no mancal
•Turbo compressor – KKK
(Kühnle, Kopp & Kausch)

• Medição de folga axial


• Ajustar o relógio comparador
na região do cubo da
engrenagem da turbina.
• Ajustar o relógio comparador
com uma pressão inicial
zerando a escala.
• Anotar o valor marcado no
relógio comparador.
• Verificar os dados obtidos da
folga axial com o valor
especificado.
• 

índice
1.      Medição de folga radial
 Especificação para folga radial apenas para o
lado da turbina é necessário.
 Ajustar o relógio comparador no meio do
cone de absorção no rotor da turbina.
 O cubo da engrenagem da turbina no meio
da mola de tensão para baixo, deve ser
pressionado o apalpador do relógio
comparador com 50 N, zerando a escala.
 O cubo da engrenagem da turbina no meio
da mola de tensão para cima. Pressão
aplicada: 50 N.
 Anotar o valor obtido.
 Repetir este procedimento de medição,
tomando a medida localizada a 90º
 Os valores obtidos para a folga radial devem
ser comparados com o valor especificado na
tabela.

índice
DETERMINAÇÃO DE FOLGA NO MANCAL

Turbo Compressor – Schwitzer


Medição de folga axial:
Ajustar o relógio comparador na região do cubo da engrenagem da turbina.
Ajustar o relógio comparador com uma pressão inicial zerando a escala.
Anotar o valor marcado no relógio comparador.
Verificar os dados obtidos da folga axial com o valor especificado

índice
TURBO COMPRESSOR

1. Carcaça do compressor
2. Rotor do compressor
3. Anel de vedação
4. Proteção do óleo
5. Carcaça da turbina
6. Placa de calor
7. Anel de vedação
8. Rotor

índice
DETERMINAÇÃO DA FOLGA NO MANCAL
Turbo compressor – KKK (Kühnle, Kopp e Kausch)

Medição de folga axial

Ajustar o relógio comparador na região do


cubo da engrenagem da turbina. (Fig. 1.1)

Ajustar o relógio comparador com uma


pressão inicial zerando a escala.

Anotar o valor marcado no relógio


comparador.

Verificar os dados obtidos da folga axial


com o valor especificado. (Item 35.2)

índice
MEDIÇÃO DE FOLGA RADIAL
Determinação para folga radial é necessário apenas
para o lado da turbina.

Ajustar o relógio comparador no meio do cone de


absorção no rotor da turbina. (Fig. 2.1, 2.2)

O cubo da engrenagem da turbina no meio da mola


de tensão para baixo, deve ser pressionado o
apalpador do relógio comparador com 50 N, zerando
a escala.

O cubo da engrenagem da turbina no meio da mola


de tensão para cima. Pressão aplicada: 50 N

Anotar o valor obtido.

Repetir este procedimento de medição, tomando a


medida localizada a 90º

Os valores obtidos para a folga radial devem ser


comparados com o valor especificado na tabela. (Item
35.4)

índice
1. Torques de aperto em Nm

Tamanho
K 14/K16 K24 K26 K27 K28 K29
Peça
SW 10/12mm Torque após pré- +2
aquecimento
____ 5 ____
autotravante M6
Torque de aperto ____ 12 +1 ____
SW 10/12mm Torque após pré- +2
____ 7 ____ ____
M6 aquecimento
Torque + ajuste + 60- 5
de ângulo
____ 5 ____ ____
Torque após pré- +2
SW 14 mm M6 aquecimento
____ ____ 7
Torque + ajuste + 60- 5
de ângulo
____ ____ 5
SW 15 mm M6 Torque após pré- +2
____ ____ ____ 7 ____ ____
(esquerda) aquecimento
+ 60- 5
Torque + ajuste 5
____ ____ ____ ____ ____
de ângulo 
Torque após pré- +2
SW 10 mm M5 aquecimento
5 ____ ____ ____ ____
+ 0,5
Torque de aperto 6 ____ ____ ____ ____
Fixação da placa traseira
sem arruela
____ 8 ____
Fixação da placa traseira
com arruela
6 10
Carcaça do compressor 7
____ ____ ____
Carcaça da turbina M6 8
Carcaça da turbina M8 20

índice
2. Folga Axial em mm

Tamanho K 14/K16 K24 K26 K27 K28 K29


Folga máxima 0,10 0,16

3. Folga Radial em mm

Tamanho K 14/K16 K24 K26 K27 K28 K29


Folga máxima 0,35 0,40 0,43

índice
DETERMINAÇÃO DE FOLGA NO MANCAL

Turbo Compressor – Schwitzer

Medição de folga axial:

Ajustar o relógio comparador na região do cubo da engrenagem da


turbina.

Ajustar o relógio comparador com uma pressão inicial zerando a


escala.

Anotar o valor marcado no relógio comparador.

Verificar os dados obtidos da folga axial com o valor especificado.


(item 35.4)

índice
MEDIÇÃO DE FOLGA RADIAL

Determinação para folga radial é necessário apenas para o lado do


compressor.

Ajustar o relógio comparador no meio da porca sextavada do


rotor do compressor.

O cubo da engrenagem da turbina no meio da mola de tensão para


baixo, deve ser pressionado o apalpador do relógio comparador
com 50 N, zerando a escala.

O cubo da engrenagem da turbina no meio da mola de tensão para


cima. Pressão aplicada: 50 N

Anotar o valor obtido.

Repetir este procedimento de medição, tomando a medida


localizada a 90º

Os valores obtidos para a folga radial devem ser comparados com


o valor especificado na tabela. (item 35.4)

índice
índice
DADOS DO TURBO COMPRESSOR - SCHWITZER

1. Folga Axial em mm

Tamanho S 1A S 1B S 2A S 2B S 3A S 4T
Folga máxima 0,14 0,17 0,20

2. Folga Radial em mm

Tamanho S 1A S 1B S 2A S 2B S 3A S 4T
Folga máxima 0,61 0,51 0,82 0,95 0,70 0,72

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Trem de engrenagens do lado do volante

•Sentido de rotação olhando através do motor do lado do volante.


• I – Engrenagem do eixo girabrequim
•II – Engrenagem do eixo comando de válvula
•III – Engrenagem intermediária combinando eixo comando de válvula e
Mecanismo da bomba injetora
•IV – Engrenagem – Mecanismo da bomba injetora
•V - Engrenagem intermediária para o mecanismo da bomba de óleo lubrificante
•VI – Engrenagem da bomba de óleo lubrificante
•VII – Engrenagem do ventilador e sucessivamente mecanismo da bomba
hidráulica
•VIII – Engrenagem da bomba hidráulica e sucessivamente ventilador.
• 
•Atenção
• Para a montagem do trem de engrenagens observar a marcação de montagem. 

índice
Montagem das engrenagens

índice
TREM DE ENGRENAGENS (motores D 904/914/ 906/916)
(Bomba de fluido refrigerante instalada na caixa de engrenagem)
Sentido de rotação olhando através do motor do lado do ventilador

I. Engrenagem do eixo girabrequim


II. Engrenagem intermediária
III. Engrenagem comando de válvula
IV. Engrenagem – Mecanismo da bomba injetora
V. Engrenagem – Mecanismo da bomba de óleo lubrificante
VI. Engrenagem – Bomba de pressão de óleo lubrificante
VII. Engrenagem – Bomba de sucção de óleo lubrificante
VIII. Engrenagem – Bomba de fluido refrigerante
IX. Engrenagem – Compressor de ar
X. Engrenagem – Mecanismo da bomba hidráulica
Atenção
Para a montagem do trem de engrenagens observar a marcação de montagem.

Descrição das marcações de montagem na engrenagem intermediária II

EP = Einspritzpumpe = Bomba de injeção


KW = Kurbelwelle = girabrequim

índice
DESENHO ESQUEMÁTICO DA MONTAGEM DAS
ENGRENAGENS
(Bomba de fluido refrigerante instalada na caixa de engrenagem)

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Manutenção e serviços

índice
índice
índice
índice
índice
Manutenção e Controle
DIARIAM ENTE
EM 50 H-100H
A CADA 500 H
A CADA 1000 H
A CADA 2000 H
A CADA 3000 H
A CADA 2 ANOS

INSPECIONAR
LIM PAR
TROCAR
REGULAR

D904 / 906 / NA / TB
D904 / 906 / 914 / 916 / 926 / T / TI
D924/926/T-E A1
D924/926/TI-E A2 A3 A4
Serviço a ser executado Intervalo item
(horas)

0 Nível de óleo 0 Diária 0 0 0 0


M0 Nível de fluido refrigerante 0 Diária 0 0 0 0
A0 Inspeção visual (contaminação, danos) 0 Diária 0 0 0 0
N0 Filtro de ar - indicador de vácuo 0 Diária 0 0 0 0
U Separador de água no filtro de 0 0 Diária 0 0 0 0 24.24.1
0
T combustível
E 0 tanque de combustível - drenar água e 0 50-100 0 0 0 0
segmentos (ao menos 1X por semana)
N 0 Coletor de poeira no filtro de ar 0 50-100 0 0 0 0
Ç
0 freio motor 0 500 0 0 0
Ã
0 Verificar sistemas de óleo, fluido 0 500 0 0 0 0
O refrigerante combustível, quanto às
condições e fixações

índice
DIARIAMENTE
EM 50 H-100H
A CADA 500 H
A CADA 1000 H
A CADA 2000 H
A CADA 3000 H
A CADA 2 ANOS

INSPECIONAR
LIMPAR
TROCAR
REGULAR

D904 / 906 / NA / TB
D904 / 906 / 914 / 916 / 926 / T / TI
D924/926/T-E A1
D924/926/TI-E A2 A3 A4
Serviço a ser executado Intervalo item
(horas)

I 0 Verificar a tensão e condição da 0 0 0 500 0 0 0 0


N correia V (alternador)
S 0 Verificar a tensão e condição da 0 0 0 500 0 0 33, 33.1
P correia V (compressor do ar
E condicionado)
Ç 0 Verifique a folga das válvulas 0 0 500 0 6
Õ a
x 0 Verifique a folga das válvulas (1 0 0 1000 0 6
E regulagem com 500 h)
S 0 Verifique a folga das válvulas 0 0 1000 0 0 6, 6.1
0 Regulagem do motor 0 0 1000 0 0 0 0
E 0 Verifique o sistema de pré- 0 0 1000 0 0 0 0 34
aquecimento (no início do inverno)
R
0 Verifique bicos injetores ( ou em 0 0 0 3000 0 0 0 0 27, 27.1
E
caso de queda de potência do motor)
G
0 Bomba de refrigeração ( a primeira 0 0 3000 0 0 0 0 20.1, 20.2,
U
em 6000 h) 20.3
L
0 Separador de óleo 0 2 anos 0 0 0 0 28, 28.1
A
G
E
N
S
x  primeiro e único intervalo de manutenção 0  repetir intervalo de manutenção

índice
MOTORES DIESEL
LIEBHERR

Motor em V Motor em Linha

índice
Identificação de Erros

índice
índice
índice
índice
índice
Identificação de Erros
Problema Causa Solução
- abasteça o tanque e faça a
- tanque sem combustível
sangria do sistema
- pré-filtro de combustível
- limpe a tela
obstruído
- limpe o filtro de combustível e
- filtro de combustível obstruído faça a sangria do sistema de
no inverno, devido a depósito de combustível. Utilize
parafina combustível específico para
“Estações frias”
- verifique todas as linhas e
- vazamento nas linhas de
conexões, reapertando-as se
1. O motor não dá combustível
necessário
partida
- retire o motor de arranque e
- defeito no motor de arranque transfira-o para um serviço
autorizado
- verifique a carga da bateria e
- bateria desativada
carregue-a caso necessário
- terminais elétricos entre bateria, - verifique todos os cabos, fios
motor de arranque ou ignição e reaperte os terminais se
desconectados necessário
- sistema auxiliar de partida a frio
- verifique a válvula solenóide,
com defeito (em baixas
e a vela incandescentes
temperaturas)

índice
- verifique todas as causas do item
2. Motor entra em
1, exceto o teste elétrico e sistema - vide item 1
funcionamento,
auxiliar
porém “apaga” em
- respiro na tampa do tanque de
seguida - limpe o respiro
combustível obstruído
- verifique todas as causas do item
1 e 2, exceto teste elétrico e - vide item 1 e 3
sistema auxiliar
- filtro de combustível obstruído - limpe o filtro de combustível
- tampa de saída para o freio do
- verifique a posição da tampa
motor fechada ou engripada
3. Motor funciona - válvula de “excesso” na bomba - verifique e troque caso
irregularmente, injetora não mantém a pressão necessário
“apaga”ou não - verifique a bomba em um
- vazamento na válvula da bomba
atinge potência posto autorizado. Troque se
de combustível
máxima necessário
- compressor obstruído - limpe o compressor
- verifique a saída do turbo
- pressão de carga muito baixa
compressor
- início de injeção irregular da - verifique o ponto de início de
bomba injeção e reajuste se necessário

índice
- verifique todas as causas do item
1 e 2, exceto teste elétrico e - vide item 1 e 3
sistema auxiliar
- filtro de combustível obstruído - limpe o filtro de combustível
- tampa de saída para o freio do
- verifique a posição da tampa
motor fechada ou engripada
- válvula de “excesso” na bomba - verifique e troque caso
injetora não mantém a pressão necessário
- verifique a bomba em um
- vazamento na válvula da bomba
posto autorizado. Troque se
de combustível
necessário
3. Motor funciona
irregularmente, - compressor obstruído - limpe o compressor
“apaga”ou não - verifique a saída do turbo
atinge potência - pressão de carga muito baixa
compressor
máxima - início de injeção irregular da - verifique o ponto de início de
bomba injeção e reajuste se necessário
- bicos injetores não operam - verifique os bicos, ajuste ou
satisfatoriamente troque-os
- bomba injetora, vazão regulada
- verifique a bomba injetora em
insatisfatoriamente, haste de ajuste
um posto autorizado
não desloca livremente
- a alavanca de aceleração não - verifique a alavanca e ajuste
atinge o batente de carga total se necessário
- verifique as válvulas, pistão e
- compressão do motor muito baixa
cilindro. Troque se necessário

índice
- filtro de ar sujo - limpe o filtro de ar
- não estanqueidade no sistema de - verifique as mangueiras ou
admissão de ar linhas, troque se necessário
- tampa de saída para o freio do
- verifique a posição da tampa
motor fechada ou engripada
4. Emissão de gases
- verifique os bicos, ajuste ou
(coloração preta) - bicos injetores obstruídos
troque
- verifique o início de injeção e
- início de injeção desregulada
ajuste se necessário
- vazão excessiva da bomba - verifique a bomba em um
injetora “posto autorizado”
- nível de óleo lubrificante do
- corrija o nível
motor muito alto
- óleo lubrificante penetra na
câmara de combustão. Folga
- faça o reparo ou troque o
5. Emissão de gases excessiva entre o eixo da válvula e
cabeçote. Troque os pistões e
(coloração azul) o guia, anéis do pistão estão gastos
camisas
ou quebrados. Desgaste no pistão e
camisa
- vedação no lado do compressor - verifique o turbo-compressor
(no turbo) com defeito e troque-o caso necessário
- junta do cabeçote com defeito,
6. Emissão de gases permitindo a entrada de água na - troque a junta do cabeçote
(coloração branca) câmara de combustão
- cabeçote trincado ou vazando - troque o cabeçote

índice
- bicos injetores são pulverizados - verifique os bicos, ajuste ou
7. Motor “bate” de regularmente troque
forma acelerada - verifique o início de injeção,
- início de injeção desregulado
reajuste se necessário
- bicos injetores danificados ou - verifique os bicos, ajuste ou
sujos troque
8. Motor “bate” de - anéis do pistão sujos ou - verifique o pistão ou camisa e
forma irregular quebrados, pistão gasto troque caso necessário
- casquilhos dos mancais principais
- instale novos casquilhos
ou das bielas com defeito
- nível baixo de água no radiador - corrija o nível
- ar no sistema de arrefecimento - faça a sangria do sistema
- radiador sujo externamente - limpe o radiador
- radiador obstruído internamente - limpe o radiador
9. Temperatura - verifique os termostatos e
- termostato com defeito
elevada da água troque-os se necessário
- verifique a bomba faça o
- bomba d’água com defeito
reparo ou substitua
- verifique a hélice e troque se
- hélice com defeito
necessário

índice
- nível baixo de óleo no cárter - corrija o nível
- drene o óleo e abasteça
- óleo de baixa viscosidade
conforme especificado
- verifique a pressão de
lubrificação e troque o
- manômetro ou sensor com defeito
10. Baixa pressão de manômetro ou sensor caso
lubrificação necessário
- bomba de óleo com defeito - troque a bomba
- válvula da bomba aberta ou - verifique a válvula na bomba
engripada e troque-a caso necessário
- folga excessiva no rolamento
- troque os rolamentos
devido a danificação
- radiador de óleo ou as placas - remova e troque caso seja
11. Presença de óleo
vazam encontrado vazamento
no sistema de
- vazamento através das juntas do
arrefecimento - troque as juntas do cabeçote
cabeçote
- vazamento através das juntas do
12. Água no sistema - troque as juntas do cabeçote
cabeçote
de lubrificação
- o-rings na camisa vazam - troque os o-rings

índice

Você também pode gostar