Você está na página 1de 26

QUÍMICA Q6

Estado gasoso
Estado gasoso
Variáveis de estado

No estudo dos gases, vamos admitir que:

 as moléculas movem-se de forma desordenada e


incessante;

 as moléculas ocupam um volume muito pequeno


em relação ao volume da amostra gasosa;
Os gases são compressíveis.
Facilmente expansíveis.
Estado gasoso
Variáveis de estado

No estudo dos gases, vamos admitir que:

 a distância entre as moléculas é tal que podem ser


desprezadas as interações entre elas;

 a pressão que um gás exerce sobre a superfície do


recipiente que o contém, ou sobre os corpos nele
mergulhados, resulta dos choques das moléculas do gás
Os gases são compressíveis.
contra essas superfícies.
Facilmente expansíveis.
Estado gasoso
Variáveis de estado

A expressão estado de um gás designa a situação em que esse gás se encontra.

Especificar o estado de um gás significa dizer qual é o valor:

 da sua pressão, p;
 da sua temperatura, T; Variáveis de estado

 do seu volume, V;
 da quantidade de substância, n.
Estado gasoso
Variáveis de estado
A pressão
Depende das colisões das moléculas do gás com as paredes do
recipiente em que se encontra.

Força exercida por unidade de área de uma dada superfície.


 𝑝= 𝐹
𝑆
Unidade SI Unidades convencionais
1 bar = 10 5 = 100 kPa

pascal (Pa) 1 atm = 1,01 × 105 Pa = 1,013 bar


1 Pa = 1 1 atm = 760 torr = 760 mmHg
1 bar = 750 torr
Estado gasoso
Variáveis de estado
A temperatura

Escala Kelvin T/K Escala Celsius T/°C Escala Fahrenheit T/°F

100 °C 212 °F
373,15 K
100 divisões 100 divisões 180 divisões
0 °C 32 °F
273,15 K

273,15 divisões 273,15 divisões 491,67 divisões

0K −273,15 °C −160 °F
(zero absoluto)
Estado gasoso
Variáveis de estado
A temperatura

A variação de temperatura na escala Kelvin equivale à variação de temperatura na escala Celsius.


 
1K=1
Converter a temperatura na escala Celsius para a escala Kelvin:
  𝑇 ( K )=𝑇 ( ℃ ) +273,15
Verifica-se que 100 divisões da escala Celsius correspondem a 180 divisões da escala Fahrenheit:
  ∆ 𝑇 ( K )=1 ℃ =1,8℉
Converter a temperatura na escala Celsius para a escala Fahrneit:
  𝑇 ( ℉ ) =32+1,8 𝑇 (℃ )
Estado gasoso
Variáveis de estado
Volume molar de gases

O volume ocupado por uma mole de uma dada substância depende naturalmente do estado físico em
que esta se encontra.

Volume molar, Vm - o volume de uma mole de uma substância no estado gasoso.

Vm(PTN) = 22,4 dm3 mol−1

Condições normais de pressão e temperatura (PTN).

Volumes molares de
gases a 1 atm
Estado gasoso
As leis dos gases

Relação entre a pressão de uma dada quantidade de


gás e o volume, a temperatura constante.

Lei de Boyle ou lei de Boyle-Mariotte: para uma


mesma quantidade de gás, a uma dada temperatura, a
pressão é inversamente proporcional ao volume.

 
Estado gasoso
As leis dos gases

Relação entre o volume de uma dada


quantidade de gás e a temperatura, a pressão
constante.

Lei de Charles: para uma mesma quantidade de gás,


a pressão constante, o volume é diretamente
proporcional à temperatura absoluta.

 
Estado gasoso
As leis dos gases

Relação entre a pressão de uma dada


quantidade de gás e a temperatura, a volume
constante.

Lei de Gay-Lussac: para uma mesma quantidade


de gás, num dado volume, a pressão é diretamente
proporcional à temperatura absoluta.

 
Estado gasoso
As leis dos gases

Relação entre a volume de uma dada


quantidade de gás e a sua quantidade química, a
pressão e temperatura constantes.

Lei de Avogadro: nas mesmas condições de pressão e


temperatura, o volume ocupado por um gás é
diretamente proporcional à sua quantidade química
(número de moles).
 
Estado gasoso
As leis dos gases

Avogadro também relacionou, pela primeira vez, o volume de um gás com o seu
número de moléculas:

Volumes iguais de gases diferentes, nas mesmas condições de pressão e


temperatura, contêm o mesmo número de moléculas.

 , se , então .
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais

Gás ideal:

 gás real submetido a condições de baixa pressão e temperatura bastante acima do seu
ponto de liquefação;

 apresenta um comportamento consistente com o de um gás constituído por moléculas


pontuais (que não ocupam volume), entre as quais não existem forcas
intermoleculares.

As moléculas de um gás real ocupam volume diferente de zero e entre elas há forças
atrativas e repulsivas, cuja magnitude depende das condições em que esse gás se encontra.
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais

Para um gás real, à medida que a temperatura baixa, o seu


volume diminui muito mais rapidamente do que para um
gás ideal.

A maioria dos gases sujeitos às condições de


temperatura e pressão usuais nos laboratórios obedece
com bastante aproximação às leis dos
gases ideais.
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais

Equação dos gases ideais

  𝑝 𝑉 =𝑛 𝑅 𝑇
Pressão Temperatura
Constante dos gases ideais ou dos gases perfeitos
Volume
Quantidade de substância

Vm = 22,4 dm3 mol−1 (PTN


  - pressão de 1 atm e temperatura de 0 ou 273,15 K)

Vm = 22,7 dm3 mol−1  (PTP - pressão de 1 bar e temperatura de 0 ou 273,15 K)


Estado gasoso
Gases ideais e gases reais

Grandeza Unidade SI Unidades usuais

Pressão (p) Pa atm bar

Volume (V) m3 dm3 dm3

N.º de moles (n) mol mol mol

Temperatura (T) K K K

R 8,31 J K–1 mol–1 0,082 atm dm3 K–1 mol–1 0,0831 bar dm3 K–1 mol–1
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais

Cálculo da massa volúmica


 

  𝑛 𝑚  
𝑛= → 𝑝= 𝑅𝑇 ;
𝑀 𝑉𝑀

Cálculo da massa molar

  𝑚 𝑚 𝑚 𝑅𝑇
𝑛= → 𝑝𝑉 = 𝑅𝑇 ⟺ 𝑀= ;
𝑀 𝑀 𝜌𝑉
Estado gasoso
Transformações sofridas por um gás
(mantendo-se n constante)

A temperatura constante A volume constante A pressão constante


(isotérmicas) (isocóricas) (isobáricas)

T, n constantes V, n constantes p, n constantes


p, V variam p, T variam V, T variam

Para gases ideais, nas novas condições


mantém-se válida a relação p V = n R T
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais
Mistura de gases
À pressão exercida por cada gás de uma mistura chama-se pressão parcial.

 a quantidade de gás A (número de moles de A);


𝑛
  total =𝑛 A + 𝑛B
a quantidade de gás B (número de moles de B).

 
 𝑝 A  𝑝 B
 𝑝total = 𝑝 A + 𝑝 B

 
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais
Lei das pressões parciais de Dalton
  Lei das pressões parciais de Dalton - numa mistura
de gases, cada gás exerce a mesma pressão que

  Fração molar exerceria se estivesse sozinho e ocupasse o mesmo


do gás A, volume, à mesma temperatura.

 𝑥 = 𝑝 A
Gás A A ou  𝑝 A =𝑥 A × 𝑝 total
𝑝 total
 𝑥 = 𝑝 B
Gás B B ou  𝑝 B=𝑥 B × 𝑝 total
𝑝total
Estado gasoso
Gases ideais e gases reais
Lei das pressões parciais de Dalton

 𝑥 = 𝑝 A
Gás A A ou  𝑝 A =𝑥 A × 𝑝 total
𝑝 total
 𝑥 = 𝑝 B
Gás B B ou  𝑝 B=𝑥 B × 𝑝 total
𝑝total
Estado gasoso
Conceitos fundamentais

Pressão de um gás, p: resulta dos choques das moléculas desse gás com as paredes
do recipiente que o contém. A unidade SI de pressão é o pascal, Pa (1 Pa = 1,0 N m –2).
Outras unidades de pressão são o bar, a atmosfera (atm), o milímetro de Hg (mmHg) e o
torr.

Lei de Boyle: para uma mesma quantidade de gás, a uma dada temperatura, a pressão
é inversamente proporcional ao volume.

Lei de Charles: para uma mesma quantidade de gás, a uma pressão constante, o
volume é diretamente proporcional à temperatura absoluta.
Estado gasoso
Conceitos fundamentais

Lei de Gay-Lussac: para uma mesma quantidade de gás, num dado volume, a pressão
é diretamente proporcional à temperatura absoluta.

Lei de Avogadro: nas mesmas condições de pressão e temperatura, o volume ocupado


por um gás é diretamente proporcional à sua quantidade química (número de moles).

Gás ideal: gás em que as moléculas são pontuais, não ocupam volume e não existem
forças intermoleculares entre elas.

Gás real: gás em que as moléculas ocupam volume e existem forças intermoleculares
entre elas. Para pressões não muito altas e temperaturas não muito baixas, o seu
comportamento assemelha-se ao de um gás ideal.
Estado gasoso
Conceitos fundamentais

Equação de estado dos gases ideais: p V = n R T


em que:
 p : pressão;
 V : volume;
 n : quantidade de matéria;
 T : temperatura absoluta;
 R : constante dos gases ideais.

Lei das pressões parciais de Dalton: numa mistura de gases, cada gás exerce a
mesma pressão que exerceria se estivesse sozinho e ocupasse o mesmo volume, à
mesma temperatura.
Estado gasoso
Atividade
Classifique em Verdadeira ou Falsa cada uma das afirmações seguintes.

A. Nas mesmas condições de pressão e de temperatura, 1 mole de dióxido de carbono gasoso


ocupa o mesmo volume que uma mole de hidrogénio no estado gasoso.
Verdadeira.

B. O volume ocupado por uma mole de oxigénio é 22,4 dm3


Falsa. Isto só se verifica nas condições PTN (1 atm e 0 °C).

C. Nas condições PTN duas moles de amoníaco no estado gasoso ocupam 44,8 dm 3
Verdadeira.

D. Em 22,4 dm3 de O2 existem 6,02×1023 átomos de oxigénio


Falsa. Contém 6,02×1023 × 2 = 1,20×1024 átomos de oxigénio.

E. Quanto maior for a massa molar de um gás maior é a sua densidade


Verdadeira.

Você também pode gostar