Você está na página 1de 47

INVERSOR DE FREQUÊNCIA

INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Conceitos Básicos
• Principio de Funcionamento
• Classificação dos inversores de Frequência
• Descrição de parâmetros
• Características e dimensionamento
• Instalação
• Prática com powerflex4
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• MOTOR CC X MOTOR CA
– Construção
– Controle de velocidade
– Custos
– Rendimento
– Manutenção
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• MOTOR CA

– Síncrono

– Assíncrono
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Motores de Indução (Assíncrono)

– Monofásico

– Trifásico
INVERSOR DE FREQUÊNCIA


INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• O ARRANQUE DO MOTOR
– Quando o motor é energizado exige da rede uma
corrente muito maior do que a nominal, para
poder sair da inércia.
– À medida que o campo girante arrasta o rotor,
aumenta sua velocidade e a corrente diminui até
atingir a corrente nominal
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Rendimento: é a relação entre a potência ativa fornecida
pelo motor e a potência ativa solicitada pelo motor à rede
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Rendimento:
• A medida que é aplicada carga no motor, o rendimento aumenta e
pode chegar a 965 nas máquinas de grande porte
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores


de indução trifásica (MIT)
– Escorregamento: É a diferença
entre a velocidade do rotor e a
velocidade do campo girante.

– Quanto maior a carga maior terá


de ser o conjugado necessário
para acioná-la. (A medida que a
carga aumenta cai a rotação do
motor.)
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica
(MIT)

– Escorregamento:
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução


trifásica (MIT)
– Velocidade:
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Conjugado: Medida de esforço necessário para girar o eixo
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Conjugado:
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Conjugado: Medida de esforço necessário para girar o eixo
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Classe de Isolamento: identifica o tipo de material isolante foi
empregado no isolamento do motor . As classe é indicada por
letras normalizadas de acordo com a NBR 7034.
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Fator de Serviço: Indica a sobrecarga permissível que pode ser
aplicada continuamente ao motor sob condições especificas.
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Tensão múltipla e corrente de partida
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Tensão múltipla e corrente de partida
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Sentido da Rotação
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Grau de Proteção de Motores (IP):
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Grau de Proteção de Motores (IP): A carcaça faz o papel de
proteção do conjunto estator motor.
– A exigência do grau de proteção depende do local em que o
motor foi instalado .
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Grau de Proteção de Motores (IP):
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Grau de Proteção de Motores (IP):
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Características dos motores de indução trifásica (MIT)
– Grau de Proteção de Motores (IP):
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)


– Formas Construtiva: tipo de construção e posição de montagem.
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Características dos motores de indução trifásica (MIT)



INVERSOR DE FREQUÊNCIA


INVERSOR DE FREQUÊNCIA


INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Qual motor utilizar ?


INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Conceitos Básicos
• Principio de Funcionamento
• Classificação dos inversores de Frequência
• Descrição de parâmetros
• Características e dimensionamento
• Instalação
• Prática com powerflex4
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Diagrama de bloco do inversor de frequência
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Unidade de controle de processamento


– Microprocessador ou microcontrolador
– Geração de pulsos de disparo para IGBT’s
– Lógica de controle
– Armazena dados dos parâmetros
– Armazenamento das informações
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Interface Humano Máquina


[IHM]
– Visualização em tempo real
do sistema
– Parametrização
– Principais grandezas :
• Tensão, Corrente, frequência
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Montagem
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Montagem
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Cabos Elétricos
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Cabos Elétricos
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Conceitos Básicos
• Principio de Funcionamento
• Classificação dos inversores de Frequência
• Descrição de parâmetros
• Características e dimensionamento
• Instalação
• Prática com PowerFlex4
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Controle
INVERSOR DE FREQUÊNCIA

• Energização
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
• Energização
– Verifique se chave DIP de configuração do Sink (SNK) /
Source (SRC) está configurada para corresponder ao
esquema de fiação de controle.
– Verifique se há uma entrada de Parada, caso contrário a
operação do inversor não inicializará.

Importante: O esquema de controle de default é Source (SRC). O terminal de Parada é


ligado em ponte (terminais de E/S 01 e 11) para permitir a inicialização a partir do
teclado. Se o esquema de controle for mudado para Sink (SNK), o jumper deve ser
removido dos terminais de E/S 01 e 11 e instalado entre os terminais de E/S 01 e 04.
INVERSOR DE FREQUÊNCIA


INVERSOR DE FREQUÊNCIA
INVERSOR DE FREQUÊNCIA


ACESSEM

• Skype (https://join.skype.com/DxkzggMFADRC)
• APTA (https://www.grautecnico.com.br/portal-academico)
• Moodle (http://graufontenova.com)

Você também pode gostar