Você está na página 1de 12

MERITOCRACIA

O QUE É MERITOCRACIA?
• O termo Meritocracia, neologismo — do latim mereo ('ser digno, merecer') e do
grego antigo κράτος, transl. krátos ('força, poder') — estabelece uma ligação direta
entre mérito e poder.

• Tanto a palavra mérito quanto a palavra poder têm diversos significados, o que faz
com que o termo meritocracia seja polissémico. Desta maneira o termo pode tanto:
ser interiorizado como um princípio de justiça (às vezes qualificado de utópico), e
ainda, simultaneamente, criticado como um instrumento ideológico voltado para a
manutenção de um sistema político desigual.

• Um modelo meritocrático é um princípio ou ideal de organização social que busca


promover os indivíduos — nos diferentes espaços sociais: escola, universidade,
instituições civis ou militares, trabalho, iniciativa privada, poder público, etc — em
função de seus méritos (aptidão, trabalho, esforços, competências, inteligência,
virtude) e não de sua origem social (sistema de classes), de sua riqueza (reprodução
social) ou de suas relações individuais (fisiologismo, nepotismo ou cooptação).
OPOSICÕES ANTROPOLÓGICAS
INDIVÍDUO(ser pessoa, realização) X
SOCIEDADE(cultura e história)

LIBERDADE(responsabilidade, escolha pessoal)


X
DETERMINISMOS(Ser situado em
determinado tempo e espaço, limitado por forças
psicológicas e biológicas)
De onde vem a Meritocracia?
Individualismo é um conceito político, moral e
social que exprime a afirmação e a liberdade do
indivíduo frente a um grupo, à sociedade e ao
Estado. O Homem do renascimento passou a apoiar
a competição e a desenvolver uma crença baseada
em que o Homem tudo poderia, desde que tivesse
vontade, talento e capacidade de ação individual.
• LIBERALISMO: LIBERDADE INDIVIDUAL/
PROPRIEDADE PRIVADA.
• https://fernandonogueiracosta.wordpress.com/20
13/08/04/sobre-o-individualismo-e-o-liberalismo/
EMICIDA E A MERITOCRACIA
Seguindo o discurso, o rapper usou seu exemplo, de pessoa
que veio da pobreza na periferia de São Paulo, para
esclarecer que ele é uma exceção. Para concluir, ele
declarou:
“Não houve um protocolo, um cadastro que eu assinasse e
dissesse: ‘Eu escolho esse sistema econômico’. Eu nasci
dentro dele e tive que me debruçar. E, infelizmente, pra
cada Emicida que chega até aqui, quantos vão pra vala?”.
https://www.youtube.com/watch?v=pd7554VQUQs&t=65s
• https://youtu.be/gIFypV7kCfo
Iza comenta sobre meritocracia

Referindo-se novamente à posição privilegiada na qual considera


estar, Iza afirmou que fica "muito chateada" quando se fala em
meritocracia. "Os caminhos e as oportunidades nunca foram as
mesmas. Existe uma lacuna social de oportunidades, de
preenchimento de vagas que é muito grande. Então, é até bom
deixar um apelo para as pessoas que contratam, que recrutam
funcionários para empresas, que vocês olhem para nós, não só
para nós, mas para todos, como pessoas capazes de fazer
qualquer coisa", justificou.
https://emais.estadao.com.br/noticias/gente,iza-fala-sobre-
meritocracia-e-se-emociona-com-pedido-de-desculpas-do-
pai,70003156127
Bruna Sena, 17 anos, negra, pobre, estudante de escola pública e
filha de caixa de supermercado foi aprovada em 1º lugar no curso
de Medicina da USP de Ribeirão Preto, o mais concorrido da Fuvest.
Bruna diz que tem sua mãe como principal inspiração e critica a
falácia da meritocracia. “A meritocracia é uma falácia. Eu consegui
porque tive ajuda. Não dá para igualar as pessoas que não tiveram
as mesmas oportunidades. Eu me esforcei muito, sim, mas não
consegui só por causa disso, eu tive apoio. E é isso que a gente tem
que dar para quem não tem oportunidade. A gente perde muitos
gênios por aí, inclusive nas favelas porque não podem estudar
https://cidade.news/jovem-que-passou-em-1o-lugar-na-usp-diz-
que-a-meritocracia-e-uma-falacia/
POLITICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS
• COTAS RACIAIS É PARA INCAPAZES?COTISTA
NÃO TEM MÉRITO?
http://pjpontes.blogspot.com/2014/03/cotas-
raciais-e-sociais.html
RAFAELA, RAISSA E REBECA
CAMPEÃS NAS OLIMPIADAS 2021
Quanto mais nos enxergamos como pessoas que vencem
pelo próprio esforço e que são autossuficientes, menos
provável será que nos preocupemos com o destino de
quem é menos afortunado do que nós. Se meu sucesso é
resultado de minhas próprias ações, o fracasso deles deve
ser culpa deles. Essa lógica faz a meritocracia ser
corrosiva para a comunalidade. Uma noção muito
fervorosa de responsabilidade pessoal em relação ao
nosso destino torna difícil nos colocarmos no lugar de
outras pessoas(Sandel, p.88)

Você também pode gostar