Você está na página 1de 18

Geometria analítica

Cálculo vetorial no plano


Teste 7
Sempre que tiver dúvidas, consulte o Essencial e recorra ao site
http://www.wolframalpha.com/ para testar as suas hipóteses.
Questão 1
Considere a figura ao lado.
1.1 Indique um vetor com a mesma direção e
o mesmo sentido de EI .

1.2 Indique um vetor com a mesma direção


mas sentido contrário a .

1.3 Indique um vetor com o mesmo comprimento


mas direção diferente de DC .

1.4 Complete: EI  .....  FB


1
2 DE  .....  GA
2
.....  EI  H H  .....  C
GC  AB  ..... GC  AI  CA  ..... Ver respostas.
Resolução

1.1 Por exemplo: BF.

1.2 Por exemplo: AB.

1.3 Por exemplo: FA .


IA  FB
1.4 EI  ..... FA  1 GA
2 DE  .....
2
D  EI  H
..... HC C
H  .....
GC  AB  .....
GB GC  AI  AC  .....
GI
Questão 2

Considere dois vetores não nulos, tais que: u  2v .

2.1 O que pode dizer acerca dos dois vetores, relativamente à sua
direção e ao seu sentido?

2.2 E quanto ao seu comprimento?


3
 
2.3 Determine o número real k, tal que: u  2 u  4v  k u .

Ver respostas.
Resolução

2.1 Como u  2v , pode afirmar-se que os vetores são colineares (têm a
mesma direção) e têm sentidos contrários.

2.2 u   2v   2 . v  2 v . Logo, o vetor u tem o dobro do


comprimento (norma) do vetor v .
3
  3
  
2.3 u  2 u  4v  k u  u  2 u  2  2v  k u 
3
2
  9
 u  u  2u  k u  u  u  k u 
2
11 11
 u  ku  k 
2 u 0 2
Questão 3

Sendo PQ  3,  1 e Q (2,-7), determine as coordenadas do ponto P.

Ver resposta.
Resolução

3. Comecemos por observar que:


P  PQ  Q  Q  QP  P
Como:
QP   PQ
obtém-se:
P  Q  PQ   2,  7    3,  1   2  3,  7    1     1,  6  .

Logo, as coordenadas do ponto P são (-1, -6).


Questão 4

 
Considere, num referencial o.n. O, i , j , os pontos A(1,2) e B(-2, 0)
e o vetoru  2 i  j .

4.1 Calcule as coordenadas de u .

4.2 Escreva as componentes do vetor 2u  AB .

4.3 Calcule  3 AB .

4.4 Determine as coordenadas de todos os vetores colineares com


u e norma 5.

Ver respostas.
Resolução

4.1 u  2 i  j  21, 0    0,1   2  1  0, 2  0  1   2,  1

4.2 Como AB  B  A    2, 0   1,2     3,  2   3 i  2 j , então,

4.3  3 AB   3 . AB  3   3 2    2  2  3 13

4.4 Comecemos por determinar a norma de u :

u  2 2    1  5
2

Os vetores colineares com u e de norma 5 são:

v5 
u5
 2,  1  5 5
5
 2,  1  2 5 ,  5   e w  5
u

  2 5, 5 
u 5 u
Questão 5

Num referencial o.n. xOy, considere os pontos de coordenadas A(1, 3)


e B(3, 5) e a reta r de equação reduzida y  2 x  1 .

5.1 Indique o declive e um vetor diretor da reta r.

5.2 Indique as coordenadas de dois pontos pertencentes à reta r. Ver respostas.

5.3 Escreva a equação vetorial da reta r.

5.4 Indique, justificando, a posição relativa das retas r e AB.


Ver respostas.
5.5 Escreva a equação de uma reta paralela à reta r que
contenha o ponto B.
Resolução

5.1 O declive da reta r é m = –2 e um vetor diretor da reta r é (1, –2).

5.2 A ordenada na origem da reta r é b = 1 e, portanto, um ponto da reta


r tem coordenadas (0, 1).
Para descobrir outro ponto, atribui-se um valor a uma das variáveis e
determina-se o valor da outra. Por exemplo, se x = 1:
y  2 1  1  y  2  1  y  1 .

Logo, as coordenadas de outro ponto da reta r são (1, –1).

5.3 Uma equação vetorial da reta r é:  x, y    0,1  k 1,  2  , k  IR.


Resolução
5.4 Comecemos por determinar o declive da reta AB:
AB  B  A   3  1, 5  3   2, 2
2
m
Logo: AB  1
2
Portanto, as retas não são paralelas pois têm declives diferentes. Logo,
são concorrentes.

5.5 A equação vetorial de uma reta paralela à reta r é da forma:


y  2 x  b

A reta contém o ponto B:


5  2  3  b  5  6  b  b  5  6  b  11

Logo, a equação vetorial da reta paralela à reta r que contém o ponto B é:


y  2 x  11
Questão 6

Num referencial o.n. xOy, considere as retas:


r: 3 x  2 y  6 e s: y   x  1 .

6.1 Indique o declive e a ordenada na origem da reta r.


Ver respostas.
6.2 Determine as coordenadas dos pontos de interseção
da reta s com os eixos coordenados.

6.3 Escreva uma equação vetorial da reta r.

6.4 Determine o valor de a de forma que o ponto Ver respostas.


A (a+1, 3a) pertença à reta s.

6.5 As retas r e s são paralelas? Justifique.


Resolução
3
6.1. 3 x  2 y  6  2 y  3 x  6  y  x3
2
3
O declive da reta r é mr  e a ordenada na origem é br  3 .
2

6.2. Interseção com o eixo Oy:


 y   x  1  y  0  1  y  1
  
x  0 x  0 x  0
Ponto (0, -1).
Interseção com o eixo Ox:
 y   x  1 0   x  1  x  1
  
y  0 y  0 y  0
Ponto (-1, 0).
Resolução

6.3 Um vetor diretor da reta r pode ser (2, 3).


Logo, uma equação vetorial da reta r é:
 x, y    0, 3  k  2, 3 , k  IR

6.4 Para que o ponto A (a+1, 3a) pertença à reta s:


2 1
3a   a  1  1  3a  a  1  1  3a  a  2  a  a
4 2

6.5 As retas r e s não são paralelas, pois têm declives diferentes:


3
mr  e ms  1 .
2
Questão 7

Na figura está representado um triângulo [ABC]. Os pontos D e

E são os pontos médios dos lados [AB] e [BC], respetivamente.

Prove que as retas AC e DE são paralelas.

Ver respostas.

(Adaptado de Teste Intermédio 10.º Ano, 2009)


Resolução

7. Comece-se por observar que:AC  AB  BC .

Como D é o ponto médio de [AB]: AB  2 DB .

Como E é o ponto médio de [BC]: BC  2 BE .

Logo,
 
AC  AB  BC  AC  2 DB  2 BE  AC  2 DB  BE  AC  2 DE .

Portanto, como
AC  2 DE , os vetores AC e DE são colineares. Daqui se

conclui que as retas AC e DE são paralelas.

Você também pode gostar