Você está na página 1de 8

Guerra dos 30

anos
Gabriel Fogaça, João Marcus, Celso,
Augusto, Maria Fernanda e Yan
Quando começou :

 Entre 1618 e 1648, aconteceu na Europa um conflito que marcou a transição do 
feudalismo para a Idade Moderna. A Guerra dos 30 anos envolveu uma série de
países, em volta da região onde hoje está a Alemanha, e teve como elemento
catalisador as disputas religiosas decorrentes das reformas protestantes do
século 16.
 O início da guerra ocorreu na chamada “defenestração de Praga”, ocorrida em
23 de maio de 1618. Nesta ocasião, três representantes do imperador
Fernando II (1578-1637), da Casa Habsburgo, foram jogados pela janela de um
palácio ao tentarem impor o fechamento da assembleia dos estados em
Boêmia. 
 Mas as causas dessa guerra também incluem a
luta pela afirmação do poder de monarquias
europeias, com disputas territoriais e conflitos
Por que pela hegemonia. As causas da Guerra dos
Trinta Anos também passam pelos problemas
começou: da aliança da dinastia dos Habsburgo e do Sacro
Império Romano-Germânico com a Igreja
Católica.
Contexto histórico:
Sacro Império Germânico , tinha uma monarquia católica , está
perseguia os protestantes em seu país , e a parte Checa da Boêmia
também perseguia os protestantes.
Os protestantes desses países se juntaram e declararam guerra , mas
eles não eram muito unidos, o que facilitou sua derrota.
No ano de 1624 a Dinamarca e a Holanda entraram na guerra , mas
também perderam , causando a perda de diversos territórios da sua
parte.
Em 1630 foi a vez da Suécia entrar na guerra , mas ainda não conseguiu
ganhar. Em 1635 a França entrou na guerra sendo apoiada pelos países
baixos , a Suécia e outros países protestantes , a França ganhou a
guerra.
Século 16: Reforma protestante por Lutero. Século da colonização das
Américas.
Século 17, no inicio a religião tinha uma forte participação na politica ,
após o término da guerra isso mudou , enfraquecendo bem sua atuação.
Era o auge do absolutismo , mas também foi o século aonde começa seu
enfraquecimento
Envolvidos Protestantes:

-Reino da França (Família Bourbon)


-Reino da Suécia
-Boêmia
-Reino da Dinamarca e Noruega
-Países Baixos
-Escócia
-Inglaterra
-Saxônia
-Eleitorado do Palatinado
-Prússia dos Brandemburgo
-Brunsvique
-Luneburgo
-Rebeldes Húngaros
Envolvidos Católicos:
-Sacro Império Romano Germânico
Áustria-Baviera
-Reino da Hungria
-Reino da Croácia
-Império Espanhol
-Confederação Polaco-Lituana
-E os cossacos
Como terminou:
 A guerra dos trinta anos só teve fim quando um conjunto de 11 tratados
chamados de Paz de Vestfália foi assinada, e isso durou três anos de negociação,
reunidos em Munster e em Osnabruck, com o final em 1648.
 Além do fim da guerra em si, seria proclamada uma anistia geral, e os vitoriosos
no conflito teriam ganhos políticos ou expansões territoriais.
 Como consequência dessa guerra, pequenas nações germânicas estavam
arrasadas economicamente.  A Europa havia chegado a um dos seus níveis mais
baixos na questão cívica e humana.
 Era o início da hegemonia francesa na Europa e do declínio do poder
dos Habsburgos.
 Os Estados onde hoje se encontra a Alemanha foram os que arcaram com o ônus
da guerra, saíram derrotados, arruinados e devastados dos trinta anos de guerra.
Consequências:
• A igreja e o Estado se separaram, logo, a mesma
não influenciava mais nas decisões políticas.
• França ganhou territórios, além de se consolidar
como o poder militar dominante e impor sua
hegemonia na Europa.
• Independência dos países baixos, a qual antes
estavam sob o domínio espanhol.
• Uso da diplomacia e do direito internacional para
a realização de acordos externos.

Você também pode gostar