Você está na página 1de 18

DESENVOLVIMENTO FETAL

E ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL
DOCENTE: DILCELI ROSANA VALÉRIO
DIVIDE-SE EM 3 FASES:

• 1º PERÍODO PRÉ-EMBRIONÁRIO
• 2º PERÍODO EMBRIONÁRIO
• 3º PERÍODO FETAL
1º PERÍODO PRÉ-EMBRIONÁRIO

• INICIA NA FERTILIZAÇÃO E TEM A DURAÇÃO DE 3 SEMANAS


(OCORRE IMPLANTAÇÃO DO OVO, DIVISÃO DAS CÉLULAS, INÍCIO DO
PROCESSO DE DIFERENCIAÇÃO, DESENVOLVENDO A PLACENTA E O
EMBRIÃO).
2º PERÍODO EMBRIONÁRIO

• INÍCIO NA 4ª SEMANA, EMBRIÃO TOMA FORMAS CILÍNDRICAS,


AUMENTANDO TAMANHO NAS PRÓXIMAS 4 SEMANAS. PROCESSO
DE ORGANIZAÇÃO E DIFERENCIAÇÃO CELULAR, CADA CAMADA É
RESPONSÁVEL PELA FORMAÇÃO DE TECIDOS E ÓRGÃOS.
3º PERÍODO FETAL

• INÍCIO NA 8ª SEMANA E SE ESTENDE ATÉ A 42ª SEMANA, QUANDO


OS ÓRGÃOS FETAIS COMEÇAM A FUNCIONAR E ATENDER AS
NECESSIDADES DO FETO. NESSA FASE A PLACENTA CONTINUA EM
DESENVOLVIMENTO E É RESPONSÁVEL POR NUTRIR O FETO ATÉ O
SEU NASCIMENTO.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONADAS A
CADA FASE:
• 2 A 4 SEMANAS: SISTEMA CARDIOVASCULAR (FORMAÇÃO DO CORAÇÃO,
CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA E BATIMENTOS CARDÍACOS 24º DIA).

• 4 SEMANAS: SISTEMA GASTRINTESTINAL, SISTEMA HEPÁTICO, SISTEMA


NERVOSO, SISTEMA ENDÓCRINO E  ASPECTO EXTERNO.

• 4 A 5 SEMANAS: SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO. O FETO ESTÁ SUJEITO A


AÇÃO DOS AGENTES TERATOGÊNICOS.

• 5 A 7 SEMANAS: SISTEMA GENITURINÁRIO, SISTEMA RESPIRATÓRIO, SISTEMA


CARDIOVASCULAR (ÁTRIOS E VENTRÍCULOS)
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONADAS A
CADA FASE:
• 6 A 8 SEMANAS: SISTEMA REPRODUTOR (DIFERENCIAÇÃO ENTRE OVÁRIOS E TESTÍCULOS,
GENITÁLIAS EXTERNAS SEMELHANTES), SISTEMA HEPÁTICO (INÍCIO HEMATOPOIESE).

• 8 SEMANAS: SISTEMA NERVOSO (MENINGES E CÓRTEX CEREBRAL, LÍQUIDO


CEFALORRAQUIDIANO), SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO (OSSIFICAÇÃO, CORAÇÃO
CONCLUÍDO E CIRCULAÇÃO PELO CORDÃO UMBILICAL DEFINIDA). ASPECTOS EXTERNOS COMO
NARIZ, OLHOS, DEDOS, OUVIDO E BOCA.

• 8 A 12 SEMANAS: FORMAM VILOSIDADES INTESTINAIS, BEXIGA E URETRA SE SEPARAM, OS


RINS COMEÇAM À SECRETAR URINA; APARECEM OS BRONQUÍOLOS, CAVIDADE PLEURAL E O
PULMÃO ASSUME O SEU FORMATO.

• 12 SEMANAS: SECREÇÃO DE HORMÔNIOS DA TIREÓIDE E INSULINA NO PÂNCREAS. HÁ


PRESENÇA DE UNHAS, PELE COM ASPECTO RÓSEO E DUCTOS LACRIMAIS.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONADAS A
CADA FASE:
.
• 12 A 16 SEMANAS: LOBOS CEREBRAIS DELINEADOS, FORMA-SE A
PROEMINÊNCIA DO CÉREBRO, O MECÔNIO ESTÁ PRESENTE NO INTESTINO,
OCORRE A ABERTURA DO ÂNUS.

• 20 A 24 SEMANAS: SISTEMA NERVOSO DEFINIDO

• 21 A 28 SEMANAS: SISTEMA RESPIRATÓRIO COM CARACTERÍSTICAS – NARINAS


ABERTAS, ALGUM MOVIMENTO RESPIRATÓRIO, SACOS ALVEOLARES, OLHOS SE
COMPLETAM, ABERTURA DAS PÁLPEBRAS.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONADAS A
CADA FASE:
• 28 A 32 SEMANAS: CONTINUA PROCESSO DE OSSIFICAÇÃO COM MOVIMENTAÇÃO
DA CABEÇA E COMEÇA A APRESENTAR AUMENTO DA GORDURA SUBCUTÂNEA.

• 36 SEMANAS: SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO COM FORMAÇÃO DO TÔNUS


MUSCULAR, SISTEMA GENITURINÁRIO COM FORMAÇÃO COMPLETA DOS
NÉFRONS, LÓBULOS DAS ORELHAS MACIOS E REVESTIDOS.

• 38 A 40 SEMANAS: SISTEMA RESPIRATÓRIO PARCIALMENTE COMPLETO, SISTEMA


NERVOSO COM INÍCIO DE MIELINIZAÇÃO DO CÉREBRO, E ASPECTOS EXTERNOS
COMO CABELOS COMPLETOS, LANUGEM PELOS OMBROS, CARTILAGEM PRESENTE
NAS ORELHAS E GRANDE QUANTIDADE DE VÉRNIX CASEOSO.
PLACENTA

• ÓRGÃO DE VITAL IMPORTÂNCIA PARA O FETO, DE ESTRUTURA DISCOIDE, QUE


FUNCIONA COMO UM PULMÃO, NO QUAL SE REALIZAM AS TROCAS DE
NUTRIENTES ENTRE MÃE E FETO.
LÍQUIDO AMNIÓTICO

• ENVOLVE O EMBRIÃO E AUMENTA DE ACORDO COM O DESENVOLVIMENTO. É


FORMADO 98% DE ÁGUA, E NO FINAL DA GESTAÇÃO TEM VOLUME DE 800 A
1000 ML.
• FUNÇÕES: MANTER TEMPERATURA CORPORAL DO FETO, IMPEDIR ADERÊNCIA
DO FETO AO ÂMNIO. O LÍQUIDO DEVE SER CLARO ATÉ LEITOSO.
CIRCULAÇÃO PLACENTÁRIA

• A PRINCIPAL FUNÇÃO É GARANTIR A CIRCULAÇÃO ENTRE MÃE E FETO, ATRAVÉS


DO CORDÃO UMBILICAL QUE POSSUI 2 ARTÉRIAS E 1 VEIA. AS ARTÉRIAS
ACOMPANHAM O CORDÃO DIVIDINDO-SE NA SUPERFÍCIE PLACENTÁRIA; O
SANGUE MATERNO É TRANSPORTADO PELA VEIA UMBILICAL.

• O CORDÃO MEDE CERCA DE 50 CM, CRESCE COM O FETO, E PERDE A FUNÇÃO


AO NASCIMENTO, POIS PERDE A CIRCULAÇÃO PLACENTÁRIA E RECEBE OXIGÊNIO
DIRETO DOS PULMÕES.
ASSISTÊNCIA PRÉ- NATAL
OBJETIVOS:
• - ASSEGURAR BOM DESENVOLVIMENTO FETAL;

• - PROTEGER A SAÚDE MATERNA E FETAL;

• - EVITAR COMPLICAÇÕES TANTO PARA A GESTANTE COMO PARA O FETO;

• - ORIENTAR QUANTO AOS CUIDADOS COM O RN.

• A AVALIAÇÃO DE PRÉ-NATAL DEVE SER CONTÍNUA COM ROTINA MENSAL ATÉ


A 29ª SEMANA; QUINZENAL, DA 29ª SEMANA ATÉ 36ª SEMANA E SEMANAL
ATÉ O PARTO.
EXAMES SOLICITADOS
• HEMOGRAMA COMPLETO, TIPO SANGUÍNEO, SOROLOGIA PARA RUBÉOLA,
VDRL, HIV, SOROLOGIA TOXOPLASMOSE. EXAME DE URINA I E CULTURA.
ULTRASSONOGRAFIA.

• A VACINAÇÃO ANTITETÂNICA É IMPORTANTE NO PERÍODO PRÉ-NATAL.


EXAME CLÍNICO

• AVALIA O PESO DA GESTANTE, ESTATURA, SINAIS VITAIS, MEDIDA DA ALTURA


UTERINA, INSPEÇÃO PARA DETECTAR EDEMA, IDENTIFICAÇÃO DA SITUAÇÃO E
APRESENTAÇÃO FETAL E AUSCULTA DO BCF.

• SITUAÇÃO DO FETO: PODE SER LONGITUDINAL OU TRANSVERSAL.

• APRESENTAÇÃO DO FETO: CEFÁLICA OU PÉLVICA.


REFERÊNCIAS:

• BRANDEN, PENNIE SESSLER – ENFERMAGEM MATERNO-INFANTIL; 4


ED. – RIO DE JANEIRO: REICHMANN & AFFONSO EDITORES, 2016.
• SILVA, JANIZE C. – MANUAL OBSTÉTRICO: GUIA PRÁTICO PARA A
ENFERMAGEM /JANIZE C. SILVA. – 2. ED.REV.E AMPL. – SÃO PAULO:
CORPUS.

Você também pode gostar