CADEIA ALIMENTAR

Deisi Glevinscki Mateus Melo Lempek Pamela Shchimanski

Cadeia alimentar é a continua transferencia de energia entre seres de um ecossistema em função de uns consumirem a matéria de outros com finalidade alimentar num constante reprocessamento molecular.

Pode ser definida também como caminho seguido pela energia no ecossistema desde os vegetais fotossintetizantes até diversos organismos que deles se alimentam e servem de alimento para os outros.



As cadeias alimentares não podem ser vistas como sequências isoladas, mas sim fortemente interligadas formando as redes de teias alimentares, isso por que um determinado produtor pode ser consumido por vários tipos de herbívoros que, por sua vez, podem ser consumidos por outros carnívoros diferentes.



Torna-se importante a definição de nível trófico, que é a posição que é ocupada por todos os organismos que estão em um mesmo patamar de cadeia. Os produtores ocupam o primeiro nível trófico, os consumidores primários segundo nível trófico.

Quanto mais se afasta do primeiro nível mais limitado e menor será o numero de consumidores que podem ser sustentados por um dado numero de produtores. . Os indivíduos podem ocupar mais de um nível trófico em uma rede alimentar podendo um mesmo organismo se alimentar de vegetais quanto de animais.

agrícola. com um combate mais eficiente de pragas por meio da incorporação a cadeia alimentar de predadores naturais.O conhecimento das cadeias alimentares permitira aos seres humanos agir sobre elas em seu beneficio. isso possibilitara o aumento da produtividade.  .

 .A cadeia alimentar ou trófica é uma sequência de seres vivos/populações que se alimentam uns dos outros.  É a maneira de expressar as relações de alimentação entre os organismos de uma comunidade/ecossistema.

Ao longo da cadeia alimentar há uma transferência de energia e de nutrientes.  . sempre no sentido dos produtores para os consumidores. predadores e decompositores. por esta ordem. Iniciando-se nos produtores e passando para os consumidores herbívoros.

 A transferência de nutrientes fecha-se com o retorno dos nutrientes aos produtores. pelo que falamos de um ciclo de transferência de nutrientes. . possibilitado pelos decompositores que transformam a matéria orgânica dos cadáveres e excrementos em compostos mais simples.

não sendo reaproveitável. por outro lado. Esse processo é conhecido como fluxo de energia. . diminuindo ao longo da cadeia alimentar(perde-se na forma de calor). é utilizada por todos os seres que se inserem na cadeia alimentar para sustentar as suas funções. A energia.

Porque frequentemente cada organismo se alimenta de mais de um tipo de animais ou plantas. as relações alimentares. em que as diferentes cadeias alimentares se interrelacionam. tornam-se mais complexas.  . dando origem a redes ou teias alimentares.

 A posição que cada um ocupa na cadeia alimentar é um nível hierárquico que os classifica entre produtores. consumidores e decompositores. .

capazes de sintetizar matéria orgânica a partir de substâncias minerais e fixar a energia luminosa sob a forma de energia química. . O primeiro nível trófico é constituído pelos seres autotróficos. também conhecidos por produtores.

as cianófitas ou cianofíceas e algumas bactérias que. Estes organismos são também conhecidos por produtores primários.  .Os organismos deste nível são as plantas verdes. devido à presença de clorofila. podem realizar a fotossíntese.

 Os níveis seguintes são compostos por organismos heterotróficos. os carnívoros e os decompositores. e este grupo inclui os herbívoros. Todos os animais e fungos são seres heterotróficos. ou seja. aqueles que obtêm a energia de que precisam de substâncias orgânicas produzidas por outros organismos. .

Eles são chamados de consumidores primários. que se alimentam diretamente dos produtores. que se alimentam de outros animais. Os herbívoros são os organismos do segundo nível trófico. . os carnívoros ou predadores são os organismos dos níveis tróficos seguintes.

 O carnívoro.  . e seres herbívoros como a bovinos. como plantas. que come o herbívoro. Existem seres vivos que se alimentam em diferentes níveis tróficos. tal como o Homem que inclui na sua alimentação seres autotróficos. é chamado de consumidor secundário.

O seu papel num ecossistema é muito importante uma vez que transformam as substâncias orgânicas de que se alimentam em substâncias minerais. Este grupo inclui algumas bactérias e fungos.DECOMPOSITORES  são organismos que se alimentam de matéria morta e excrementos. provenientes de todos os outros níveis tróficos. .

Estas substâncias minerais são novamente utilizáveis pelas plantas verdes. que sintetizam de novo matéria orgânica.  . fechando assim o ciclo de utilização da matéria.

ou cadeia trófica. que é possível a transferência de energia entre os seres vivos. É através de a cadeia alimentar.  .Este termo ecológico representa o vínculo existente entre um grupo de organismos presentes em um ecossistema. os quais são regulados pela relação predador-presa.

Existem basicamente dois tipos de cadeia alimentar. As plantas são consumidas por animais herbívoros enquanto que a matéria orgânica morta é consumida pelos animais detritívoros. as que começam a partir das plantas fotossintetizantes e as originadas através da matéria orgânica animal e vegetal morta.  .

A cadeia alimentar é constituída pelos seguintes níveis: .

PRODUTORES Em geral são as plantas que produzem o próprio alimento através da fotossíntese. .

CONSUMIDORES PRIMÁRIOS  São os animais que se alimentam dos produtores. Milhares de espécies que se adaptaram para consumir vegetais. são as espécies herbívoras. pastadores. até grandes mamíferos terrestres como a girafa e o elefante. Os consumidores primários podem ser desde microscópicas larvas planctônicas. . ou seja. invertebrados. sem dúvida a maior fonte de alimento do planeta.

a primeira categoria de animais carnívoros. .CONSUMIDORES SECUNDÁRIOS  São os animais que se alimentam dos herbívoros.

normalmente. Tem como característica. os quais capturam grandes presas. .CONSUMIDORES TERCIÁRIOS São os grandes predadores como os tubarões. orcas e leões. o grande tamanho e menores densidades populacionais. sendo considerados os predadores de topo de cadeia.

DECOMPOSITORES OU BIOREDUTORES  São os organismos responsáveis pela decomposição da matéria orgânica. transformando-a em nutrientes minerais que se tornam novamente disponíveis no ambiente. .

fechando o ciclo. são o último elo da cadeia trófica.Os decompositores. unidirecional e não ramificada.  . A seqüência de organismos relacionados pela predação constitui uma cadeia alimentar. representados pelas bactérias e fungos. cuja estrutura é simples.

cuja complexidade é variável. cada consumidor utiliza como alimento seres vivos de vários níveis tróficos. A transferência do alimento (energia) de nível para nível trófico a partir dos produtores faz-se através de cadeias alimentares. . Na maioria das comunidades.

consumidores. Apresentam sempre vários pontos de cruzamento. formando redes ou teias alimentares.  . decompositores ou microconsumidores são componentes bióticos que integram um ecossistema.Daí resulta que na Natureza não há cadeias alimentares isoladas. geralmente de elevada complexidade  Produtores.

.

. pertencem ao mesmo nível trófico. De modo geral. os organismos cujo alimento é obtido a partir das plantas. através de um número de passagens. podemos afirmar que nos ecossistemas.

Os seres vivos precisam de uma fonte de energia potencial para executar a tarefa de viver: a energia química existente nos compostos orgânicos. apesar de se observarem variações quanto a seus componentes. . Os níveis tróficos são os mesmos nos diversos ecossistemas.

A energia penetra no ecossistema através dos seres autótrofos. pela fotossíntese. os ecossistemas não conseguem manterse. Estes.O Sol representa a fonte de energia para os seres vivos.  . Sem a luz solar. utilizam a energia solar para a síntese de compostos orgânicos.

Nas folhas.a seiva bruta . ocorre a fotossíntese.No xilema (tecido por onde circula a água com sais minerais dissolvidos .desde a raiz até às folhas). da raiz para toda planta. . que é um processo de produção de glicose. É no xilema onde movimenta-se a seiva bruta (água e sais minerais ).

os vegetais. o floema fornece alimento aos demais órgãos.  A seiva elaborada é transportada das folhas para a raiz por um conjunto de vasos chamados de floema. não precisam "comer". principalmente. A glicose produzida compõe a seiva elaborada conhecida como alimento da planta. sendo capazes de sintetizar compostos orgânicos. . Durante a descida.

pois fica armazenada na forma de energia química. conclui-se que. quando a planta produz compostos orgânicos. . armazena e condensa energia.A energia que utilizam nessa síntese não é perdida.

que é. Sendo heterótrofos. . vêem-se obrigados a utilizar os compostos orgânicos produzidos pelos vegetais. Uma vez no organismo. assim. os compostos orgânicos chegam às células. ao se alimentarem de vegetais ou de outros animais. O processo da liberação de energia a partir de compostos orgânicos é denominado respiração. onde são degradados. Os animais não são capazes de utilizar diretamente a energia proveniente do Sol. utilizada para realizar trabalho. nessa ocasião liberam energia. então. na verdade estão ingerindo energia química condensada nas ligações dos compostos orgânicos.

portanto. uma grande parte de energia é transformada em calor. podemos ressaltar: Em cada transferência de energia de um organismo para outro ou de um nível tróficos para outro. . a quantidade de energia disponível diminui à medida que é transferida de um nível a outro. As cadeias alimentares são linhas de transferência de energia dos produtores em direção aos consumidores e aos decompositores. no qual.

maior será a energia disponível. ou quanto mais próxima estiver do organismo do início da cadeias. conclui-se que quanto mais curta é a cadeia alimentar. . A partir dessa afirmação.

desde que funcionem como consumidores primários em vez de secundários. a partir dos produtos de uma determinada área. . Pode-se dizer que é possível a sobrevivência de um maior número de seres.

Assim. não é reaproveitada. É importante observar que a energia. a energia gasta não retorna aos produtores para ser novamente utilizada. uma vez utilizada por um organismo em seus processos vitais.  Cada elo da cadeia alimentar recebe aproximadamente 10% da energia que o elo anterior recebeu. isso permite dizer que a energia possui um fluxo unidirecional. .

tem um comportamento cíclico. Portanto. a matéria circula de forma cíclica. Esta. voltando aos produtores e sendo reaproveitada. ao contrário.    O mesmo não ocorre com a matéria. Importante: o A energia é unidirecional o A matéria é cíclica .

.Controle biológico  As medidas naturais utilizadas para o controle de pragas e restabelecimento para de ecossistemas são chamados controles biológicos.

E quando tomadas podem. de forma muito mais barata. controlar um grande número de pragas que são na verdade desequilíbrios de ecossistemas . Todas essas medidas são viáveis economicamente e tecnicamente.

aqueles que se alimentam dos produtores. sendo os carnívoros Após esses existe o 4º nível trófico e assim por diante. Os produtores estão colocados no 1º nível trófico Os consumidores primários.Níveis Tróficos      O conjunto de indivíduos que se nutre no mesmo patamar alimentar. são herbívoros e constituem o 2º nível trófico. ou seja. . alimentam se basicamente dos mesmos nutrientes estão colocados em um mesmo nível trófico. Os consumidores secundários compõe o 3º nível trófico.

 Princípio de Gauss ou princípio da exclusão competitiva.  .Os decompositores ocupam sempre o último nível da transferência de energia formando um grupo especial que degrada tanto produtores quanto consumidores.

uma delas irá sempre prevalecer. O Princípio de Gauss diz respeito ao processo de competição que acontece quando duas espécies diferentes habitam um mesmo ambiente. pois é mais adaptada àquele habitat. . Assim duas espécies não podem ocupar um mesmo nicho por muito tempo.

. Estas transferências têm aspectos semelhantes. uma vez que se realizam sempre dos autotróficos para os níveis tróficos superiores (herbívoros. carnívoros e decompositores). mas existe uma diferença fundamental.Fluxo de matéria e energia em uma teia alimentar  Ao longo da cadeia alimentar há uma transferência de energia e de matéria orgânica.

fechando assim o ciclo da matéria. é parcialmente consumida em cada nível trófico. enquanto a energia. que é utilizada por todos os seres vivos para a manutenção da vida. que os tornam disponíveis para os seres autotróficos sob a forma de minerais. . os nutrientes são reciclados pelos decompositores.

 Assim. todos os seres vivos dependem dessa energia para realizar as suas funções vitais. . a única fonte de energia num ecossistema são os seres autotróficos e. simultaneamente.

 Como apenas uma parte da energia que chega a um determinado nível trófico passa para o nível seguinte: apenas 10% da energia de um nível é produzido a partir do próximo. pois em determinado nível a energia disponível é insuficiente para permitir a subsistência. . o que geralmente restringe o número de níveis a não mais do que cinco.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful