Você está na página 1de 13

Lesões dos tecidos moles

O que é uma lesão dos tecidos


moles?
As lesões dos tecidos moles podem englobar as
lesões nas estruturas da pele, músculos,
tendões, ligamentos ou nos invólucros de tecidos
que cobrem determinadas articulações.
Distensões, entorses e hematomas

● As distensões são lesões nos ligamentos, os quais são os tecidos que


seguram os ossos.
● As entorses são lesões nos músculos e/ou nos tendões que os ligam
ou fixam. Geralmente, são causadas por um alongamento ou puxão
no músculo ou por uma contracção súbita e forte do músculo.
● Os hematomas são hemorragias num tecido.
● Estes tipos de lesões dos tecidos moles são frequentes. Geralmente,
são ligeiras, embora por vezes possam ser bastante graves. Podem
também ocorrer em conjunto na mesma área lesionada.
Sintomas de uma lesão dos tecidos moles

Um indivíduo com uma lesão dos tecidos moles sente dores e inchaço.
Dependendo da sua gravidade e onde se encontra localizada, a lesão poderá
afetar as atividades que utilizam o membro ou outra parte do corpo
lesionada. As lesões graves dos tecidos moles impedem a criança ou o
adolescente de prosseguir as suas atividades.
Os hematomas junto à superfície da pele, ou por debaixo desta em áreas
onde a pele é mais fina, como o tornozelo, deixarão a pele com uma
coloração azul ou vermelho escuro. Os hematomas mais profundos, como
num músculo, poderão não apresentar nenhumas alterações na cor da pele.
Causas da lesão dos tecidos moles

As distensões e as entorses são causadas por torção súbita


ou acentuada, alongamento ou contracção muscular. Tais
forças distendem ou rasgam mesmo as fibras do músculo,
tendão ou ligamento. Podem mesmo causar a separação do
músculo, tendão ou ligamento do seu ponto de fixação.
Os hematomas são geralmente causados por golpe ou
pressão directos na área lesionada.
Cuidar da criança em casa

A maioria das lesões dos tecidos moles é ligeira e pode


ser tratada pelos pais, treinadores, professores e outros
prestadores de cuidados. Em tais casos, é possível
prosseguir a atividade que causou a lesão. Todavia,
antes de o fazer, a criança deverá consultar os pais ou a
pessoa responsável pela prestação de cuidados e tratar
da lesão mais tarde. Em geral aplicam-se as instruções
seguintes:
●Repousar e manter a área lesionada sossegada. Utilizar talas,
tipóias, pensos ou muletas, conforme instruções do profissional de
saúde.

●No primeiro dia a seguir à lesão, poderá utilizar-se gelo ou


compressas frias. Um saco de legumes congelados ou de gelo
esmagado poderá ser ajustado sobre a área lesionada. Não
aplique o gelo directamente sobre a pele – embrulhe-o primeiro
num pano fino. Aplique a compressa fria durante 10 a 15 minutos,
seis a oito vezes ao dia, ou conforme as instruções recebidas.
● Os pensos elásticos ou as compressas poderão ajudar a
reduzir o inchaço quando a criança estiver em movimento,
embora não providenciem apoio. A criança deverá retirá-los
quando for descansar e dormir. Se a área junto à compressa
ficar dormente, solte-a porque pode estar muito apertada.

● Nos primeiros dois dias a seguir à lesão, levante a área


lesionada o mais que puder, dado que ajudará a reduzir o
inchaço. Utilize almofadas como acessórios de apoio.
● Após o primeiro dia, poderá aplicar-se uma almofada eléctrica ou
uma botija de água quente. Tenha o cuidado de não usar nada que
seja demasiado quente e que possa queimar a pele. Aplique o calor
durante 10 a 15 minutos e seis a oito vezes ao longo do dia,
conforme as instruções recebidas.

● Para reduzir as dores e a inflamação, poderão tomar-se


medicamentos como o ibuprofeno (Advil, Motrin ou outras
marcas). O medicamento deve ser tomado segundo as instruções
do profissional de saúde ou as que constam da embalagem.
O profissional de saúde conversará com os pais sobre o
regresso gradual, ou por fases, da criança à atividade,
dependendo do tipo de lesão. Nos casos de lesões ligeiras
e médias, o movimento inicial e a prática de atividades
ligeiras ajudarão a criança a melhorar mais rapidamente.
As lesões mais graves poderão demorar mais tempo a
recuperar, e a prática de atividades poderá contribuir para
piorar a lesão.
Quando deverá obter assistência médica

Procurar um médico se:


● a criança não conseguir, de maneira nenhuma, utilizar a zona afetada do
organismo num pequeno período de tempo após a lesão
● a criança não melhorar no período de quatro a cinco dias após a lesão
● a criança precisar de um exame médico completo antes de voltar a praticar
esporte e outras atividades
● existir um aumento da vermelhidão ou do inchaço em redor do local da lesão
● surgir febre
● os pais tiverem outras preocupações ou questões a apresentar
Pontos principais

● As lesões dos tecidos moles abrangem tensões, distensões e


hematomas.
● A maioria das lesões dos tecidos moles é ligeira e pode ser
tratada com descanso, compressas frias e levantamento da
parte lesionada do corpo. Os medicamentos de venda livre
para as dores também poderão ajudar.
● O profissional do sector da saúde informará os pais sobre o
retorno da criança às suas actividades normais.
Alunas: Gabriela Rosa e Gabriela Candido

Você também pode gostar