Você está na página 1de 31

O espaço

geoeconômico
industrial
Profª.
Profª. Thamires
Thamires
Indústria e sociedade do consumo

Atividade industrial: Conjunto de


atividades econômicas que transformam
matérias primas em produtos por meio de
trabalho e do capital e de investimentos
em tecnologia.
1. Foi a primeira etapa de trans­formação da matéria-prima,
sem o uso de máquinas, e sim de ferramentas, no qual o
artesão rea­liza sozinho todas as etapas de transformação:
(A). Agricultura
(B). Artesanato
(C). Manufatura
(D). Indústria
(E). Comércio e Serviços
02. Sobre o Artesanato, assinale a opção incorreta:
(A). Primeira etapa de transformação de matérias-primas.
(B). Nenhuma divisão do trabalho.
(C). O artesão não utiliza ferramentas e também não tem um
ajudante.
(D). Não há o uso de máquinas muito menos de produção em
série
(E). Há apenas o uso de ferramentas
03. Além do trabalho manual, existe, também, o emprego de
máquinas simples, com divisão de trabalho e assalariamento.
(A). Agricultura
(B). Artesanato
(C). Manufatura
(D). Indústria
(E). Comércio e Serviços
I revolução
industrial

II revolução industrial

III revolução
industrial
(FEI-SP) Sobre a Revolução Industrial:
I – Ocorreu principalmente por causa do acúmulo de
enormes capitais provenientes das atividades mercantis.
II – Ocorreu principalmente na Inglaterra (Primeira Revolução
Industrial) e mais tarde em alguns países da Europa
Ocidental e nos EUA (Segunda Revolução Industrial)
III – Trouxe como consequência a abolição da escravidão em
alguns países com objetivo de ampliar os mercados
consumidores mundiais.
Assinale, agora, a alternativa mais adequada:
I e II estão corretas.
III e II estão incorretas.
todas estão incorretas.
todas estão corretas.
I e III estão corretas.
(UFF) Para que o conhecimento tecnológico tivesse o êxito de
hoje foi preciso que ocorressem, no tempo, alterações radicais
que abriram caminho para a introdução de novas relações de
mercado e novas formas de transportes. Assinale a alternativa
que melhor identifica o momento inicial da Revolução
Industrial:
A) a utilização da máquina a vapor que propiciou o
desenvolvimento das ferrovias, integrando áreas de produção
aos mercados, aumentando o consumo e gerando lucros;
B) a revolução política de 1688, que garantiu a vitória dos
interesses dos proprietários agrícolas em aliança com os
trabalhadores urbanos que controlavam as manufaturas;
C) os cercamentos que modificaram as relações sociais no
campo, gerando novas formas de organização da produção
rural e mantendo os vínculos tradicionais de servidão;
D) o desenvolvimento da energia eólica, produzindo um
crescimento industrial que manteve as cidades afastadas do
fantasma das doenças provocadas pelo uso do carvão;
E) a máquina a vapor que promoveu o desenvolvimento de
novas formas de organização da produção agrícola e levou ao
crescimento dos transportes marítimos na Europa Ocidental,
através de investimentos estatais.
EVOLUÇÃO DOS MODELOS DE
SISTEMAS DE PRODUÇÃO
Para preparar uma caixa de telefone celular com carregador de
bateria, fone de ouvido e dois manuais de instrução, o empregado da
fábrica dispõe de apenas seis segundos. Finalizada essa etapa, a
embalagem é repassada ao funcionário seguinte da linha de
montagem, o qual tem a missão de escanear o pacote em dois pontos
diferentes e, em seguida, colar uma etiqueta. Em um único dia, a
tarefa chega a ser repetida até 6 800 vezes pelo mesmo trabalhador

(blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2013/08/12/ Acesso em:


12.08.2013. Adaptado)

Refletindo sobre a situação exposta no texto, é correto afirmar que


essa fábrica se organiza pelo sistema de produção conhecido como

(A) toyotismo, no qual a mecanização do trabalho leva à divisão


equitativa dos lucros entre os operários.
(B) toyotismo, no qual os trabalhadores controlam os meios de
produção e produzem no seu próprio ritmo.
(C) fordismo, no qual cada um dos trabalhadores realiza todas as
etapas do processo produtivo nas fábricas.
(D) fordismo, no qual a livre iniciativa do trabalhador determina o
ritmo das fábricas e o volume da produção
(E) fordismo, no qual há uma divisão do trabalho, e a mecanização da
produção leva à repetição de tarefas
Diversificação da produção- TIPOS DE
INDÚSTRIA

• Indústrias de bens de produção ou de base: São


aquelas que transformam e processam matéria prima
para outras industrias.
Exemplos: metalúrgicas, as siderúrgicas, as
indústrias de cimento e as petroquímicas.

• Indústrias de bens intermediários: responsáveis


pela fabricação dos equipamentos e máquinas
necessárias para a indústria de bens de consumo e de
produção.
Exemplos: indústrias de ferramentas, de autopeças e
lubrificantes.

• Indústrias de bens de consumo ou leves:


responsáveis pela fabricação de bens que são utilizados
diretamente pelos consumidores.
Essas indústrias se dividem em duráveis,
semiduráveis e não-duráveis, isto em função do
“tempo de vida” das mercadorias.
Exemplos: indústria de calçados, de alimentos,
brinquedos e automobilística.
A geografia da Indústria
 As primeiras Indústrias concentravam-se em regiões
tradicinais, normalmente :
 às margens de rios
 nas áreas periféricas das cidades
 nas proximidades de terminais ferroviários e marítmos
 proximas as áreas produtoras de energia (carvão)
 Exemplos: Vale do Ruhr (Alemanha) e a região de
Yorkshire (Inglaterra)
 Após a segunda Guerra mundial os países
subdesenvolvidos começaram a oferecer vantagens para
atrair indústrias estrangeiras para o seu território.
acarretando assim uma transformação na DIT (Nova DIT).
 Ex: Brasil, México e Argentina.
 Desenvolvimento de indústrias transnacinais.

 Indústrialização diferencial:
A produção atende a um mercado mundial e nao mais local é
realizada e, diversas unidades fabris, em diferentes países.
O escoamento é rápido e eficiente.
Divisão internacional do
Trabalho.
Divisão internacional do Trabalho: É o nome que se dá a organização do comércio
mundial no qual cada país produz e exporta determinados tipos de bens ou serviços.
Atividades

Sobre as empresas multinacionais, também chamadas de


transnacionais ou globais, podemos elencar as seguintes
características, exceto:

a) Domínio de tecnologias avançadas

b) Descentralização industrial

c) Procura por mão de obra barata

d) Descentralização científica e administrativa


Fatores locacionais:

Fatores que levam a


escolha de
determinado lugar para
instalação de uma
empresa industrial são
chamados de fatores
loacionais.
•Matérias-primas;

• Disponibilidade de
capital;

• Fontes de energia;
• Mão-de-obra
abundante;
• Mercado consumidor;
• Rede de transportes
eficientes;
Exercício

Tanto se analisarmos o território brasileiro quanto se


levarmos em conta as configurações espaciais do mundo,
podemos perceber que a industrialização não se distribui de
forma homogênea. Os fatores locacionais, que direcionam e
redirecionam a atividade industrial pelas diferentes
localidades, são os principais responsáveis por essa
dinâmica.
Entre esses fatores, podemos considerar:
I. Proximidade dos grandes centros administrativos globais;
II. Presença de mão de obra barata
III. Existência de infraestruturas e meios de transporte;
IV. Fornecimento de incentivos fiscais por parte do governo.
Estão corretas as afirmativas
a). I e II
b) I e III
c) II e IV
d) II e III
e) II, III e IV
ESTRATÉGIA DE CONTROLE DA PRODUÇÃO

Desconcentração- Consiste na remoção de unidades


produtivas de antigas regiões industriais e na instalação de
novas unidades em outras regiões pouco industrializadas
mais atraentes.
Beneficiados : Brasil, Argentina, México Africa do Sul,
Turquia, Índia, Tigres Asiáticos.

Descentralização: Política de desenvolvimento industrial


de um país favorece a implantação de empresas em regiões
periféricas por meio de incentivos fiscais e financeiros e
tambem de investimento em melhoria de infraestrutura.
Ex. Polo tecnológico polo Industrial de Manaus.

Localização Flexivel: Prevê a dispersão da produção em


várias unidade produtivas, o que repercute em uma
acentuada mobilidae geografia das empresas.

Escala: local, regional e mundial.


Exercício 6: (Enem 2012)
A partir dos anos 70, impõe-se um movimento de
desconcentração da produção industrial, uma das
manifestações do desdobramento da divisão territorial do
trabalho no Brasil. A produção industrial torna-se mais
complexa, estendendo-se, sobretudo, para novas áreas do Sul
e para alguns pontos do Centro-Oeste, do Nordeste e do Norte.
SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no
início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2002 (fragmento).
Um fator geográfico que contribui para o tipo de alteração da
configuração territorial descrito no texto é:
A) Obsolescência dos portos.
B)Estatização de empresas.
C)Eliminação de incentivos fiscais.
D) Ampliação de políticas protecionistas
E) Desenvolvimento dos meios de comunicação.
ESTRATÉGIA DE CONTROLE DA
PRODUÇÃO
Obs.: os centros de P&D continuam
concentrados nas regiões desenvolvidas.
Estratégias de controle de mercado
Holdings- Holding é uma empresa que possui como atividade
principal, a participação acionária majoritária em uma ou mais
empresas. É uma empresa que possui a maior parte das ações de
outras empresas e que detém o controle de sua administração e
políticas.

Truste: É a união de empresas cujo objetivo é controlar as fontes de


matéria prima, fases de produção e distribuição do produto para o
consumidor. Ex: Sadia e a Perdigão, que formaram a Brasil Foods

cartel é um acordo comercial entre empresas que conservam cada


uma sua autonomia, porem dividem o mercado consumidor entre si,
determinando um preço unico para seus produtos. Ex: Posto de
combustível.

Dumping: Vender seus produtos com preços inferiores aos custos


para eliminar os concorrentes.

Monopólio da tecnologia- Através de patentes as grandes empresas


arrrematam e monopolizam as inovações tecnologias
A modernização das economias
Emergentes.
 Países emergentes- Paises em desenvolvimento industrial.
Caracteristicas: Industrialização tardia e incompleta baseada em
intestimentos e tecnologia externa. Tem uma industrialização
tradicional. Com profunda desigualdade de renda e qualidade de
vida.
 Ex: Brics, Tigres Asiáticos, México, Argentina e Chile.

 Mesmo assim a concentração de polos de alta tecnologia


mantém-se nas nações desenvolvidas.

 Situação recente: Com a nova Dit os paises apresentaram um


acelerado crescimento econômico nos utimos anos.

 Situação após 2008: A crise de 2008 provocou uma queda no


ritmo de crescimento dos países emergentes. Para o banco de
investimentos estadunidense a era dos Brics está chegando ao
fim.
Parques tecnológicos ou
tecnopolos
centros tecnológicos de pesquisa e
desenvolvimento que apresentam concentração de
mão de obra qualificada capaz de gerar novos
produtos de alta tecnologia que poderão ser
absorvidos pelas indústrias.

Mão de obra
altamente qualificada

Centros de pesquisa e universidades


Atividades
1) Explique o que é atividade industrial.
2) Reproduza as tabelas completando o que se pede:
3) Faça um comentário comparando os modelos
taylorista, fordista, toyotismo e volvismo. Em sua
resposta apresente as principais diferença entre eles.
4) Explique como estava distribuidas as indústrias no
inicio da revolução industrial.
5) Explique o que é desconcentração, descentralização e
localização flexível.
6) O que são fatores locacionais, quais sãos os principais
fatores locacionais.
7) Como podemos classificar as indústrias de acordo com
o seu foco de produção ? Descreva-os.
8) Diferencie e dê exemplos de Holdings, truste, cartel,
dumping.
9) Normalmente quem detem o monópolio da tecnologia?
Justifique.
10) Explique o que é Industrialização diferencial.
11) Explique o que são economias emergentes e informe
como os processos de desconcentração, descentralização
industrial influenciaram em suas economias.
12) O que são tecnopolos e qual a sua importância para o
desenvolvimento industrial. Dê exemplos de tecnopolos.

Você também pode gostar