Você está na página 1de 34

LICENCIATURA EM ENSINO DE BIOLOGIA (2021)

NECESSIDADES EDUCATIVAS
ESPECIAIS
Por: Estevao de Araujo

estaraujo@yahoo.com.br
NA EDUCAÇAO TENHA
SEMPRE ATENÇAO COM AS
DIFERENÇAS!
PROGRAMA
1.Necessidades Educativas Especiais
1.1. Conceitos
1.2- Legislação alusiva as Necessidades Educativas
especiais
1.3-Integração
1.4-Envolvimento dos pais na Educação dos alunos
com Necessidades Educativas Especiais.
1.5-Adaptações Curriculares
1.6-Educação Inclusiva
1.6.1-Porque incluir crianças com Necessidades
Educativas Especiais
 
2. Tipos de Necessidades Educativas
Especiais
2.1-Deficiência Visual
2.2 Deficiência Auditiva
2.3.Deficientes físicos
2.4-Sobredotados
2.5-Autistas
2.6-Dislexia
2.7- Afasia
2.8-Distúrbios por défice de atenção e Hiperactividade
2.9-Deficiência mental
2.10- Síndrome de Down
2.11- Crianças socioculturalmente desfavorecidas
1. Necessidades Educativas Especiais

• Conceitos
• Legislação alusiva as Necessidades Educativas
especiais
• Integração
• Envolvimento dos pais na Educação dos alunos
com Necessidades Educativas Especiais.
Termos associados

Deficiênci
a
Necessidades
Educação Educativas
Especial Especiais

Em que diferem estes termos!


EDUCAÇAO ESPECIAL

• Tipo de educação diferente da praticada no


ensino Regular;
• Uma educação dirigida a um tipo de alunos
com algum defice ou handicap

• Uma educação dirigida a um grupo de alunos


considerados diferentes diferentes dos
restantes alunos considerados normais;
EDUCAÇAO ESPECIAL

UMA VISAO UMA VISAO DE


DESCRIMINAÇAO HOMOGENEIDADE

Separação entre os
normais e os
anormais
EDUCAÇAO VISA: Formação de todos
Pressupõe:

INTEGRAÇAO ESCOLAR
Educação Especial decorre pelas mesmas vias da Educação Normal

Escola Escola de
descriminação homogeneidade deu
da lugar a escola lugar a escola de
de integração diversidade
NECESSIDADE
EDUCATIVAS
ESPECIAIS
NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS
Os alunos com necessidades educativas especiais são aqueles que, por
exibirem determinadas condições específicas, podem necessitar de apoios e
serviços de educação especial durante todo ou parte do seu percurso
escolar, de forma a facilitar o seu desenvolvimento académico, pessoal e
socioemocional.

Ha uma necessidade educativa especial quando o problema afecta a aprendizagem ao


ponto de serem necessários acessos especiais ao currículo ou a condições de
aprendizagem especialmente adaptadas para que o aluno receba uma educação
apropriada.

Há necessidade educativa especial, quando há discrepâncias entre aquilo que a


criança e capaz de aprender com base a sua idade cronologica e aquilo que
realmente aprende.
Características

Educação Especial Necessidades Ed. Especiais


• Termo restritivo carregado de • Termos mais amplo, geral e
múltiplas conotações pejorativas, propicio para integração escolar
• Afasta-se dos alunos • Faz-se eco das NE permanentes
considerados normais, ou temporárias dos alunos.
• Tem implicações educativas de • Não e nada pejorativo para o
carácter marginal e segregador aluno
• Contem implicitamente • As suas implicações educativas
referencia a currículos especiais, tem um caracter marcadamente
por isso, a escolas especiais. positivo
• Refere-se ao currículo normal e
idêntico para todos os alunos.

In: BAUTISTA, 1997


Classificação das NEE
1. Quando ao tipo de problema que a criança apresenta

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

Intelectu Emocionais
Fisicas Sensoriais ais

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
Classificação das NEE
2. Quanto a necessidade de se efectuar a adaptação
curricular

NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

Permanentes Temporárias
• Exige adaptações
generalizadas do
• Exigem modificação parcial
currículo, adaptando-o as do currículo escolar,
características do aluno. adaptando-o as
• As adaptações mantem- características do aluno num
se durante grande parte determinado momento do
ou todo o percurso
escolar do aluno
seu desenvolvimento
TIPOS DE NEE PERMANENTES
• Alterações significativas provocadas por problemas orgânicos,
funcionais ou por défices sócio culturais e econômicos graves.
De Caracter Intelectual
• Deficiência Mental

De caracter processologico
De caracter sensorial
NEE
Traumatismo Craniano
permanente
s De caracter emocional
Outros problemas de
saude De caracter motor
TIPOS DE NEE TEMPORARIAS
• Problemas ligeiros de leitura, escrita ou
cálculo, desenvolvimento das funções
superiores: desenvolvimento motor,
perceptivo, linguístico e sócio emocional.
ACTIVIDADE 1
• Em grupos de 3 estudantes faça uma resenha
historia das Necessidades educativas especiais
( Antecedentes das Necessidades Educativas
Especiais)
Máximo 7 paginas
INTEGRAÇÃO DAS CRIANÇAS COM
NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

• Fundamentos
• Conceitos
• Formas de Integração
• Dificuldades da Integração
• Benefícios da Integração
Fundamentos da integração
• Bases Motivadoras

• Bases Filosóficas
Conceito de Integração escolar
• Processo que pretende unificar a educação regular e
a educação especial.
• Uma filosofia ou principio de oferta de serviços
educativos mediante a provisão de uma variedade de
alternativas de ensino e de aulas adequadas ao plano
educativo de cada aluno, permitindo a máxima
integração educacional, temporal e social entre
alunos deficientes e não deficientes durante o
período normal de escolaridade.
Objectivo: Oferecer um conjunto de serviços a todas as
crianças
Integração significa o estabelecer de
formas comuns de vida, de aprendizagem e
de trabalho entre pessoas deficientes e
não-deficientes.

Significado da integração
Integração significa ser participante, ser
considerado, fazer parte de, ser levado
a sério e ser encorajado

Realizar pedagogicamente a integração significa, seja no


jardim de infância, na escola ou no trabalho, que todas as
crianças e adultos (deficientes ou não) brinquem / aprendam /
trabalhem de acordo com o seu próprio nível de
desenvolvimento em cooperação com os outros
Pressupostos da integração escolar
• Uma criança que frequenta pela primeira a escola e eu pelas
suas características poderia estar na escola especial, é acolhida
na escola regular;
• Crianças eu frequentam centros de ensino especial, passam para
ensino regular numa das modalidades de integração;
• Crianças que estão a tempo inteiro numa unidade de educação
especial de uma escolar regular, vão sendo pouco a pouco
incorporadas nas classes regulares;
• Crianças que frequentam classe regular e que noutras
circunstancias passariam para uma classe especial ou
centro especializado, continuarão assim na classe regular.
Fonte: BAUTISTA, 1997

Própria criança

FACTORES DA
A família INTEGRACAO
P
ESCOLAR

A escola

CADA CASO REQUER UM ESTUDO E UM TRATAMENTO DETERMINADO


FORMAS DE INTEGRAÇAO
• Integração Física - eliminação de barreiras
arquitectónicas e arranjos do espaço físico
para permitir os contactos entre os alunos
com deficiências e alunos sem deficiências;
• Integração Funcional –
• Utilização dos mesmos recursos por parte dos
alunos deficientes e dos alunos das escolas
regulares, mas em momentos diferentes;
• Utilização simultânea dos recursos por parte dos
dois grupos;
• Utilização comum de algumas instalações,
• Integração Social – Inclusão de
individual de uma aluno considerado
deficiente num grupo/classe regular

• Integração na comunidade – continuação


durante a juventude e vida adulta, da
integração escolar.
Benefícios da integração escolar
Benefícios para os alunos com deficiências
• modelos adequados nos colegas;
• assistência por parte dos colegas;
• a criança cresce e aprende a viver em ambientes integrados

Benefícios para os alunos que não têm deficiências


• a melhor forma de aprenderem a sensibilidade para as
diferenças individuais;
• oportunidade para participar e partilhar as
aprendizagens;
• diminuição da ansiedade face aos fracassos ou
insucessos
Benefícios para todos os alunos

• compreensão e aceitação dos outros;


• reconhecimento das necessidades e
competências dos colegas;
• respeito por todas as pessoas;
• construção de uma sociedade solitária;
• desenvolvimento de apoio e assistência mútua;
• desenvolvimento de projectos de amizade.
ENVOLVIMENTO DOS PAIS NA
EDUCAÇAO DOS ALUNOS COM NEE
Faz síntese do texto sobre envolvimento
parental na educação do aluno com NEE de
Luís Miranda Correia /Ana Maria Serrano
( CORREIA,1999).
ADAPTAÇÕES CURRICULARES
Conceito
Currículo regular e currículo especial

Âmbito e tipos de adaptações curriculares

Organização do processo de ensino e aprendizagem


Organização ao nível da escola

Organização ao nível do professor da turma


Conceitos
Estratégias e critérios de actuação docente, admitindo
decisões que oportunizam adequar a acção educativa escolar
às maneiras peculiares de aprendizagem dos alunos,
considerando que o processo de ensino-aprendizagem
pressupõe atender à diversificação de necessidades dos
alunos na escola.

Todas as alterações, modificações que a escola e os


professores introduzem nas propostas curriculares
emanadas pelo Ministério de educação convista a
adequar ao contexto local e as necessidades dos
alunos
Níveis de concretização da Adaptação
curricular
• Nivel 1 – Escola

• Nivel 2 – Turma

• Nivel 3 – Aluno
Propostas curriculares para alunos com NEE

• Currículo regular com ou sem apoio;


• Currículo regular com algumas adaptações;
• Currículo regular com reduções significativas;
• Currículo especial com acréscimos;
• Currículo especial
Tipos de adaptações curriculares
• Eliminação, introdução ou modificação de
algum objectivo, conteúdo ou actividade do
currículo regular;
• Priorização de certas áreas curriculares ou
certos blocos de conteúdos dentro duma área,
de acordo com o processo de aprendizagem
do aluno.
• Adaptação na temporalização.
Organização do processo de ensino e aprendizagem

1. Organização ao nível geral da escola

2. Organização ao nível do Professor da turma


1. Actividade em grupo ()
Historial das Necessidades
Educativas Especiais.

• Descriçao das Causas das


deficiências.
• Descriçao dos fundamentos da
Integraçao Escolar ( Bautista,1993)