AFRICA DO SUL

QUALIDADES BÁSICAS DO LÍDER CRISTÃO 
Segundo

Ellen G. White: White:

123456789-

O líder deve estar ligado a DEUS; Deve ser um homem de oração; Deve olhar para Jesus; O líder cristão deve ser bondoso; Mostrar lealdade; Deve ser fiel; Humilde; Integridade; Habilidade .

INTRODUÇÃO
A África é o segundo continente em que o cristianismo foi estabelecido. Como uma religião organizada, a presença do Cristianismo na África começou no final do século I no Egito, e até o fim doséculo II na região em torno de Cartago. Importantes africanos que influenciaram o desenvolvimento precoce do cristianismo incluem Tertuliano, Clemente Alexandria, Orígenes, Cipriano, Atanásio e Agostinho de Hipona. O posterior aumento do Islão no Norte da África reduziu o tamanho e o número de congregações cristãs, deixando só a Igreja Ortodoxa Copta do Egito e a Igreja Ortodoxa Tewahedo Etíope no Corno de África. A última professa o seu próprio distintivo aduaneira, um único cânone da Bíblia, e um distintivo arquitetura ilustrada pelas estruturas de Axum, Debre Damo e Lalibela. Trata-se de uma comunidade de cristãos na África subsaariana que não é o produto do trabalho missionário europeu, mas pode documento antes de sua fundação que, em muitos países europeus.

O Cristianismo é adotado pela maioria da população na maior parte das nações africanas do sul, central e oriente, e, em alguns nações do oeste africano. No Norte de África, cristãos coptas fazem uma significativa minoria no Egipto. Segundo Egipto. a Encyclopedia Britânica, o cristianismo é Britânica, atualmente um dos religiões mais generalizadas da África, com cerca de 40% da população como seus seguidores. A reivindicação por cristãos em África de que eles representam 62,5% da população do continente não pode ser justificada.  

Hinduísmo
ABNÉIA

A história do hinduísmo na África é relativamente recente, em comparação com a história do Islão, o Cristianismo ou Judaísmo. No entanto, a presença de seus praticantes na África remonta aos tempos précoloniais, até a época medieval. Islã tem adeptos em toda a África. É a religião predominante na África do Norte, e também predominante na África Ocidental (sobretudo na Costa do Marfim, Gana norte, sudoeste e norte da Nigéria), no Nordeste de África e ao longo da costa da África Oriental.

Liberdade de cultos é orgulho sulsul-africano
A religião na África do Sul tem nas igrejas cristãs a maior concentração de seguidores, assim como acontece no Brasil. Devido à forte colonização européia, igrejas como a Anglicana (de origem inglesa) e a Reformada Holandesa (símbolo da presença holandesa nos países onde se fez presente a partir do século 16) apresentam números expressivos. A África do Sul também possui diferentes religiões nativas relativas a seus inúmeros grupos étnicos. Muitas pessoas se dividem entre alguma religião cristã e as crenças baseadas nas tradições de seus antepassados, prova da liberdade que o povo sul-africano desfruta ao escolher sua religião.

De acordo com o censo nacional de 2001, os cristãos representavam 79,7% da população do país. Isso inclui Cristãos Zion (11,1%), Pentecostais (Carismáticos) (8,2%), Católicos Romanos (7,1%), Metodistas (6,8%), Holandeses Reformados (6,7%), Anglicanos (3,8%); membros de outras igrejas cristãs representavam outros 36% da população. Os Muçulmanos representam 1,5% da população, Hindus cerca de 1,3%, e Judeus 0,2%. 15,1% não tinha qualquer filiação religiosa, 2,3% tinha outra religião e 1,4% não estavam especificados

Igrejas Indígenas Africanas eram os maiores entre os grupos cristãos. Acredita-se que muitas das pessoas que alegaram ter nenhuma afiliação com qualquer religião organizada, respeitam as religiões tradicionais indígenas. Muitos povos têm práticas religiosas sincréticas, combinando influências cristãs e indígenas.

GUINÉGUINÉ-BISSAU
DARCI Atualmente não existe perseguição do evangelho na Guiné-Bissau Graças a Deus, o que permitiu a Guinépropagação dessa boa nova por toda parte da Guiné-Bissau. Guiné-Bissau. A Guine Bissau conta atualmente com um conselho nacional da Igreja Evangélica, liderado por nacionais, com o objetivo de orientar as Igrejas evangélicas nos seus serviços missionários. missionários.

Na guine Bissau existem muitos missionários vindo de Portugal, Brasil, Argentina, América, nglaterra, etc...,.trabalhando na obra do Senhor. A Guiné-Bissau carece de material evangélico Guinépara ensino dos pastores, e dos membros locais. Na guine existe hoje as seguintes denominações: universal do Reino de Deus, Deus é Amor, Adventista do Sétimo Dia, Testemunha de Jeová, Fé Bahai, Nova Bahai, apostólica, Igreja da Vida Profunda, Assembléia de Deus etc..

EGITO MARTINHO 
O

cristianismo chegou ao Egito logo no primeiro século a.C.. Segundo a tradição foi o apostolo Marcos que fundou a Igreja de Alexandria. Muitos movimentos cristãos importante surgiram no Egito em anos posteriores.  O islamismo só chegou ao país séculos depois, e conversões em massa fizeram dele a religião principal.

O cristianismo abrange torno de 11°/° da 11° população e sua participação percentual está crescendo lentamente, em função dos nascimentos em lares cristãos. A cada ano, o contingente cristão sofre baixas devido à . imigração e â conversão ao islamismo. A igreja evangélica começou há 150 anos, e é ativa na implantação de igrejas na área da educação e saúde.

ARGÉLIA
ROSÉLIA
O cristianismo chegou à Argélia ainda no século I, e alguns dos mais proeminentes teólogos da Igreja primitiva vieram desse país: Tertuliano, Cipriano e país: Agostinho. Agostinho. Disputas, revoltas berberes e ataques dos vândalos enfraqueceram a Igreja argelina no século V. Já no ano 700, a invasão dos exércitos islâmicos 700, reduziu a Igreja de maneira significativa, mas a chegada dos colonizadores franceses, no início do século XIX, permitiu um rápido crescimento. No crescimento. entanto, com a saída dos franceses do país, a Igreja novamente entrou em declínio. declínio. 

Atualmente,

cerca de um terço dos cristãos da Argélia é estrangeiro. estrangeiro. Apesar de haver milhares de cristãos argelinos, eles representam menos que 0,5% da população e organizam cultos em reuniões secretas nos lares.

Por motivos de segurança, principalmente durante a guerra civil, os cristãos se concentraram majoritariamente nas cidades de Oran e Anaba (conhecida como Hipona, cidade Hipona, onde faleceu Santo Agostinho) na metade da década de 1990. O evangelismo fez crescer a 1990. comunidade cristã na Cabília, norte do país. Cabília, país. Notoriamente cresceu o número de igrejas domésticas, casas de membros da comunidade cristã, onde os cristãos se reúnem secretamente, por medo de se expor ou por não possuir dinheiro para construir uma igreja. igreja.

Cobrar Resultados...
Toda vez que existe um contrato entre os líderes e liderados em relação a uma tarefa e responsabilidades ambos devem concordar que deve existir uma avaliação no contrato. O liderado deve saber o que se espera dele, em termos de resultados. O sucesso da organização depende da habilidade de seus líderes em saber distinguir entre o sucesso e o fracasso, em termos de objetivos e alvos.

Os alvos devem ser objetivos, claros e específicos.

ARQUIPÉLAGO
CABO VERDE

A liberdade de religião é garantida pela Constituição e respeitada pelo governo. Há boas relações entre as diversas confissões religiosas.

Os cabo-verdianos são nominalmente de maioria Católica Romana (mais de 90%). Outras denominações cristãs também estão implantadas em Cabo Verde, com destaque para os protestantes da Igreja do Nazareno e da Igreja Adventista do Sétimo Dia Assim como a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mormons). Assembleia de Deus, outros grupos pentecostais e adventista. Há pequenas minorias muçulmanas e da Fé Bahaí.

A Igreja Universal do Reino de Deus também tem seguidores em Cabo Verde. Os rebelados são um pequeno grupo católico tradicionalista específico de Cabo Verde. Embora não se trate de uma religião, a doutrina filosófica do Racionalismo Cristão, com origem no Brasil, tem também adeptos em Cabo Verde, nomeadamente em São Vicente e na Cidade da Praia.

(A Ciência do Bom Viver, 492) 492)

³[Líderes cristãos] não podem debilitar sua própria influência e posição mais do que quando tentam enfraquecer um ao outro.´ (EGW, Carta 16, 1886) 1886)

ANGOLA
O primeiro presidente angolano prometeu erradicar o cristianismo dentro de 20 anos, e realmente houve muitos incidentes pela repressão e ostensiva perseguição aos cristãos. Porém, as duras realidades da guerra e o colapso da ideologia comunista na década de 80 resultou no fim de quase toda discriminação contra os cristãos. Mesmo assim, em 1988 foi promulgada uma lei que permite somente 12 denominações cristãs no país.

Africanos tradicionalistas:13,9% .Não religiosos/outros: 1,5% Cristãos: 84,6%.
Nominais: 16%. Filiados: 68,6%. Crescimento: 4,9%.

IMPORTANTE

Crescimento: 4,3%. Filiados

Católicos Romanos: 59,3%.

14,4%. Crescimento 6,8%.

Protestantes:19,8%.
Evangélicos: 8,4%

Em Angola
os cristãos sofreram ostracismo, abuso, discriminação e perseguição declarada por muitas décadas.

CONCLUSÃO
Terminado o trabalho concluímos que a África do Sul, é um país de culturas, línguas, etnia, religiões e vários outros aspectos variados. E sabemos que Deus ama o povo da África e deseja abençoar essa nação. A igreja está causando impacto na vida do povo africano, mas ainda falta muito para que o povo entenda que precisa encontrar a Cristo como Salvador. Que Deus levante homens e mulheres disposto a entrar nesse projeto de corpo e alma, porque fica evidente que para fazer missões independente do lugar, tem que realmente entender o ³IDE DE JESUS CRISTO´.

Que o avivamento da palavra de Deus, chegue até a África, porque mesmo que sofrendo ou chorando temos que levar a Palavra de Salvação, a todos quanto necessitam, porque com diz o Salmista no Salmo 126 Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.

REFERÊNCIAS
http://www.semipa.org.br/vedeoscampos/angol a/index.shtml http://www.portasabertas.org.br/default.asp http://pt.wikipedia.org/wiki/Cristianismo_na_% C3%81frica

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful