Você está na página 1de 22

MODELAGEM

MATEMÁTICA II
EQUILÍBRIO DE FORÇAS

Prof. Daniela Wollmann, PhD


Daniela.wollmann@up.edu.br
FORÇA
SE REMAMOS EM ÁGUAS CALMAS, SÓ NOS MOVIMENTAMOS PORQUE A ÁGUA EXERCE FORÇA
SOBRE OS REMOS.

O que pode influenciar o movimento de um corpo?


O que poderia fazer com que um corpo permanecesse em repouso e outro acelerasse?
Por que é geralmente mais fácil mover um corpo pequeno do que um grande?
2
IDEIA INTUITIVA DE FORÇA
 INTERAÇÃO ENTRE DOIS OU MAIS CORPOS;
 NEM SEMPRE AS FORÇAS CAUSAM MOVIMENTO;
 1ª LEI DE NEWTON;
 FORÇAS SÃO GRANDEZAS VETORIAIS.

3
FORÇA
 EFEITOS DE UMA FORÇA: Alteração no vetor velocidade e/ou deformação.

 TIPOS DE FORÇAS:
 FORÇAS DE CONTATO
 FORÇAS DE CAMPO

4
NATUREZA VETORIAL DAS
FORÇAS

5
2ª LEI DE NEWTON
 FORÇAS  MUDANÇAS NO VETOR VELOCIDADE  ACELERAÇÃO

 
Quando vista de um referencial inercial, a aceleração de um corpo é diretamente proporcional à força
resultante que age sobre ele e inversamente proporcional à sua massa.

 
COM = FORÇA RESULTANTE. LOGO:

Componentes:

6
EXEMPLO 1
Um disco de hóquei com massa de 300 g desliza sobre uma superfície horizontal de atrito desprezível. Dois bastões batem
no disco ao mesmo tempo, exercendo forças sobre ele como ilustra a figura. Sabendo que o módulo da força F 1 = 5, 0 N e

o módulo da força F2 = 8,0 N, determine o módulo e a direção da aceleração adquirida pelo disco.

 Resolução:

7
EXEMPLO 1
Um disco de hóquei com massa de 300 g desliza sobre uma superfície horizontal de atrito desprezível. Dois bastões batem
no disco ao mesmo tempo, exercendo forças sobre ele como ilustra a figura. Sabendo que o módulo da força F 1 = 5, 0 N e

o módulo da força F2 = 8,0 N, determine o módulo e a direção da aceleração adquirida pelo disco.

 Resolução:

8
EQUILÍBRIO DO PONTO
MATERIAL
 Ponto Material ou Partícula: Corpo com massa m e dimensões desprezíveis

9
CONDIÇÃO DE EQUILÍBRIO
DO PONTO MATERIAL
 Um Ponto Material encontra-se em equilíbrio estático desde que esteja em

repouso ou com velocidade constante e aceleração nula.

 Para que essa condição ocorra, a soma de todas as forças que atuam sobre o

Ponto Material deve ser nula.

∑ 𝐹 =0

10
EXEMPLO 2
Quatro forças atuam sobre uma partícula A conforme ilustra a figura. Verifique se a
partícula está em equilíbrio.
 Resolução:
As condições necessárias e suficientes para o equilíbrio são:

11
DIAGRAMA DE CORPO
LIVRE
 O diagrama de corpo livre representa um esboço do ponto material que mostra
todas as forças que atuam sobre ele.

𝑊

 

⃗𝑇  𝐵 ⃗𝑇  𝐶

12
DIAGRAMA DE CORPO
 Cabos e Polias:
LIVRE
Cabos suportam apenas forças de tração que atuam na direção do mesmo.

13
EXEMPLO 3
Um semáforo pesando 122 N pende de um cabo ligado a dois outros presos a um suporte,
como na Figura. Os cabos superiores formam ângulos de 37,0° e 53,0° com a horizontal.
Estes cabos não são tão fortes quanto o cabo vertical, e se quebrarão se a tensão neles for
maior que 100 N. O semáforo permanecerá pendurado nesta situação, ou um dos cabos
quebrará?
Resolução:
Construímos um diagrama das forças que agem sobre o
semáforo e um diagrama de corpo livre para o nó que
une os três cabos.

 Sobre o semáforo:

14
EXEMPLO 3
 Resolução:
Sobre o nó, considerado uma partícula:

Escrevendo (1) em função de T2:

Substituindo (3) em (2):

Logo:

15
EXEMPLO 4
Um motor de massa 250 kg é mantido em equilíbrio por meio de três cabos, conforme ilustra
a figura. Determine as tensões nos cabos AB e AD.
Resolução:
Construímos um diagrama de corpo livre para o nó que
une os três cabos.
 Neste caso temos:

Resolvendo (2):

Substituindo em (1):

16
EXEMPLO 5
Um caixote de 75 kg é mantido em equilíbrio entre dois edifícios para ser carregado em um
caminhão. É sustentado por um cabo vertical, fixo em A e duas cordas presas aos edifícios
em B e C. Determine as trações nas cordas AB e AC.
Resolução:
O diagrama de corpo livre será:
 Neste caso temos:

Como o ponto A está em equilíbrio, as 3 forças formam


um triângulo fechado:  

 Podemos usar a Lei dos Senos:

17
EXEMPLO 6
Em uma operação de descarregamento de um navio, um carro de 15.750 N é sustentado por um cabo. Uma corda é
amarrada ao cabo em A e puxada para pousar o carro na posição desejada. O ângulo entre o cabo e a vertical é de 2°,
enquanto entre a corda e a horizontal 30°. Quais as trações na corda?

Resolução:
O diagrama de corpo livre e
o triângulo fechado, serão:

 Podemos usar a Lei dos Senos:

18
 
EXEMPLO 7
Em uma indústria, uma caixa deve descer um plano inclinado que faz 15° com a horizontal. Sabendo que a força
exercida pelos roletes na embalagem é perpendicular ao plano inclinado, determine a intensidade e a direção da
menor força que manterá a embalagem em equilíbrio durante a descida.
Resolução:
O diagrama de corpo livre e
o triângulo fechado, serão:

 Como temos um triângulo retângulo:

19
EXEMPLO 8
Dois cabos estão ligados em C e suportam uma massa de 200 kg, como ilustra a figura. Determine as trações nos
cabos AC e BC.
Resolução:
O diagrama de corpo livre e o triângulo fechado, serão:

 Podemos usar a Lei dos Senos:  

20
EXEMPLO 9
Duas forças P e Q são aplicadas tal como mostra a figura a uma conexão de uma aeronave. Sabendo que a
conexão está em equilíbrio e que P = 500 lb e Q = 650 lb, determine as intensidades das forças exercidas nas
barras A e B.

Respostas:

21
EXEMPLO 10
Um marinheiro foi resgatado usando uma cadeira de contramestre suspensa por uma roldana que pode se
movimentar livremente suportada pelo cabo ACB e é puxada com velocidade constante pelo cabo CD.
Sabendo que  = 25° e  = 15° e que a tensão no cabo CD é 80 N, determine a) o peso da cadeira de
contramestre + do marinheiro, b) a tensão suportada pelo cabo ACB.

Respostas:

22

Você também pode gostar