Você está na página 1de 20

Ácidos

Graxos
Definição
Ácidos graxos são substâncias orgânicas
encontradas em temperatura ambiente nas
fases sólida e líquida e semissólida.
Pertencem ao grupo dos 
ácidos carboxílicos, compostos que
apresentam a carboxila, carbono ligado a
um oxigênio e a uma hidroxila.
Representação estrutural de uma carboxila
De uma forma geral, os ácidos graxos
apresentam cadeias carbônicas abertas
saturadas (apenas ligações simples) ou
insaturadas (uma ou mais ligações pi entre
carbonos), nas quais o número de
carbonos (R) pode variar entre 4 e 22
átomos.
 Fórmula estrutural geral de um ácido graxo
Parte biológica e química
Os ácidos graxos são estruturas biológicas
do grupo carboxila (carbonila + hidroxila)
formadas por cadeias hidrocarbônicas, ou
seja, integram os ácidos carboxílicos. Na
estrutura molecular dos ácidos graxos
ocorrem ligações simples e ligações duplas
de átomos de carbono e, juntamente com o 
oxigênio (O), a hidroxila (OH) e o grupo
carboxila (–COOH) nas extremidades,
formam a fórmula estrutural dos mesmos.
Dito de outro forma, ácidos graxos são um tipo
de ácido carboxílico que apresenta na sua
fórmula química a carboxila, ligações de
carbonos direcionados a um oxigênio e uma
hidroxila.

A representação da forma dos ácidos graxos é


RCO2H e, por apresentar um único grupo, são
ácidos monocarboxílicos. O grupo carboxila é a
parte polar dos ácidos graxos. Já o grupamento R
é a parte de uma longa cadeia de carbonos, sem
ramificações, com números de átomos pares de
carbonos, podendo realizar ligações simples ou
ligações duplas de carbonos.
As cadeias hidrocarbônicas dos ácidos graxos
podem ter os seguintes comprimentos - curta,
média e longa. Cada uma delas apresentará uma
determinada quantidade de átomos de carbono: a
curta possui de quatro a oito carbonos, a média
tem de oito a doze átomos de carbono, e a longa
tem mais de doze átomos de carbono. Isso é muito
importante para compreender a classificação dos
ácidos graxos.
Os ácidos graxos têm uma grande importância
para o bom funcionamento do 
metabolismo energético dos seres vivos. Isso
porque eles são lipídios, conhecidos
como gorduras, e desempenham atividades
metabólicas importantes como fontes de
energia, além de cofatores de enzimas, e
auxiliam no transporte de elétrons e como
mensageiros intracelulares. Entretanto, o
organismo absorve esses ácidos somente
através da alimentação.
Os ácidos graxos insaturados costumam
ser divididos em monoinsaturados (que
possuem apenas uma insaturação em sua
cadeia carbônica) e poli-insaturados (que
possuem duas ou mais insaturações). O
ácido oleico é insaturado, e os demais
mencionados são poli-insaturados.
Todos os ácidos graxos saturados são de
cadeia linear, enquanto os insaturados não
são, pois conforme se pode observar no nome
oficial deles, eles realizam isomeria cis-
trans nas ligações duplas. Acima temos
apenas os isômeros cis, porque somente eles
são essenciais para a nutrição animal, sendo
predominantes na natureza, pois sua
ocorrência natural é de 90% em relação aos
isômeros trans. Os isômeros trans ocorrem
em pequena quantidade nos animais e não
estão presentes nos vegetais.
A gordura trans, além de não ser essencial
para o organismo, pode causar problemas
de saúde, pois seu consumo pode
aumentar o colesterol no sangue e levar a
doenças coronárias. Por outro lado, o
consumo de alimentos ricos nos isômeros
cis mencionados diminui o risco de
doenças do coração.
Os ácidos graxos com mais de dez
carbonos na cadeia são chamados
de ácidos graxos superiores.
Quando três moléculas de ácidos graxos
superiores ligam-se à glicerina, são
formados os glicerídeos, por serem
triésteres chamados de triglicerídeos e
também são óleos e gorduras de origem
vegetal e animal. A diferença é que
os óleos vêm de ácidos graxos
insaturados e as gorduras de ácidos
graxos saturados.
Tipos de ácidos
 Ácido butírico: chamado de ácido butanóico, pois possui
quatro átomos de carbono.

 Ácido láurico: chamado de ácido dodecanoico,pois tem doze


átomos de carbono.
 Ácido palmítico: chamado de ácido hexadecanoico, pois tem
dezesseis átomos de carbono.

 Ácido esteárico: chamado de ácido octadecanoico, pois tem


dezoito átomos de carbono.

 Ácidos graxos insaturados: são ácidos graxos que apresentam


uma ou várias ligações entre os carbonos de suas estruturas.
Eles podem ser divididos em dois grupos:
 Ácidos graxos monoinsaturados: São os ácidos graxos que
apresentam apenas uma ligação pi entre os átomos de
carbono.

 Ácido oleico: chamado de ácido octadec-9,13-dienoico, pois


apresenta dezoito átomos de carbono e uma ligação dupla no
carbono 9 de sua estrutura.

 Ácidos graxos poli-insaturados: São os ácidos graxos que


apresentam duas ou mais ligações pi entre os átomos de
carbono. Veja a fórmula estrutural dos principais ácidos graxos
poli-insaturados:
 Ácido linoleico: chamado de ácido octadec-9,13-dienoico, pois
apresenta dezoito átomos de carbono e duas ligações duplas
(nos carbonos 9 e 13) em sua estrutura.

 Ácido araquidônico: chamado de ácido eicosa-5,8,11,14-


tetraenoico, pois apresenta vinte átomos de carbono e quatro
ligações duplas (localizadas nos carbonos 5,8,11 e 14) de sua
estrutura.

Você também pode gostar