Você está na página 1de 24

A COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

• Linguagem ;
• Elementos constitutivos da comunicação;
• Elementos da comunicação pessoal e organizacional.
CONCEITUAÇÃO

LINGUAGEM é todo conjunto


organizado de sinais pelos quais o
homem expressa os seus
pensamentos.
Comunicação é a troca de informações
entre emissor e receptor e a percepção do
significado entre os envolvidos.
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO
• EMISSOR (ou remetente): é o elemento que emite
uma mensagem;
• RECEPTOR (ou destinatário): alguém que recebe a
mensagem;
• MENSAGEM: tudo o que foi transmitido pelo emissor
ao receptor;
• CÓDIGO: a convenção social, na maioria das vezes a
língua, que possibilita a compreensão da mensagem;
• CANAL: o meio utilizado para se transmitir a
mensagem (voz, livro/revista, emissora de TV, corpo,
etc.)
• CONTEXTO (ou referente): a situação a que se refere
à mensagem;
• TEMA: é a razão última da comunicação.
FATORES CONDICIONANTES
• Papel do transmissor
• Linguagem
• Conteúdo
• Características pessoais
• Contexto
• Ruídos
FUNÇÕES BÁSICAS

• Controlar
• Informar
• Motivar
• Emocionar
TIPOS DE LINGUAGENS

• Verbal - palavras, sons


• Não verbal - gestos,sinais, odores, silêncio,
posição do corpo, sexo, distâncias,
ambiente.
• Paralingüística - tom, cadência,
intensidade, volume da voz
• Simbólica - vestimentas, domicílio, meio de
transporte, gostos, local de encontros,
adornos, layout.
TIPOS DE MENSAGENS
• Emotiva – quando o texto é centrado no emissor.

• Apelativa – quando é centrado no receptor.

• Referencial – quando o texto é centrado na mensagem.


BARREIRAS E DEFENSIVIDADE

• Barreiras:
• sobrecarga, tipos de informação (retenção
seletiva), fontes, localização física,
ambiente.
• Defensividade: - ameaças, julgamentos,
acusações
RUÍDO

Ocorre quando há falha no processo de


comunicação.
Para se reduzir o ruído é preciso
identificar a origem da falha e qual a
melhor forma de eliminá-la.
RUÍDO

Origens:
– Falhas de emissão
– Falha de código
– Falha da mensagem
– Falha de contexto
– Falha de canal
– Falha do receptor
Comunicação

Consistência cognitiva
“Ato ou efeito de emitir, transmitir e
receber mensagens por meio de métodos
e ou processos convencionados.
Capacidade de trocar ou discutir sobre
uma única interpretação, um conjunto de
informações."
Comunicação
DADO
Elemento para formação de um juízo,
parte isolada de um todo.
Ex.: molhado/frio/líquido/vento
INFORMAÇÃO
Conjunto sistêmico de dados, com visão
lógica e global de um todo.
Ex.: chuva (forte/branda)
Princípios da Comunicação
• Oportunidade – é a escolha do momento
oportuno para a transmissão da mensagem. Uma
escolha incorreta do momento pode levar a
distorções e a juízos incorretos de valor;
• Simplicidade – a mensagem deve ser codificada
e modo a proporcionar um entendimento rápido e
permanente por parte do receptor. Isso pode ser
feito com a adoção de símbolos impactantes para
o receptor;
• Capacidade de escuta – saber ouvir é a prova
que a comunicação é uma estrada de mão dupla.
O “feed-back” é um forte instrumento no processo
de comunicação.
Comunicação Organizacional
• Produção e controle - realização de
trabalhos / objetivos
– Ex: Controle de qualidade
• Inovação – novas idéias, mudanças,
procedimentos
– Controles ambientais
• Socialização e manutenção – meios,
envolvimento pessoal, relações,
motivação
Comunicação organizacional

• Tipos de Comunicação - Documentos


oficiais, memorandos, comunicações
internas, contratos, reuniões, atas,
seminários, prestações de contas,
relatórios, cartões de visitas,
comunicados, etc
Meios de comunicação
Formais
Aqueles que são reconhecidos como
legais no universo da empresa e tem seus
modelos aceitos pela alta administração.
Dimensões
– de cima para baixo (top-down)
– de baixo para cima (down-top)
– horizontal
Redes de comunicação
Formais – Determinam como devem fluir as
informações
• “Y” e “cadeia” - Relação hierárquica
tradicional
• Círculos – Interação entre os membros de
cada lado.
• Rodas – O centro se comunica com todos
os outros
• Múltiplos – Interação entre todos os
membros e em todos os sentidos
Redes de Comunicação
Redes de comunicação
Informais
Aqueles que, apesar de não pertencerem
ao universo formal da organização,
impõem-se pelo uso, pelo costume e pela
capacidade de alcance dentro de
determinados grupos sociais.
– Exemplo: Comunicados não-oficiais,
interação entre colegas relacionamento
social.
– Fofocas, antecipações de notícias, rumores,
boatos.
Redes de comunicação
Comunicação Informal
Origens: especulações, imaginações,
desejos, informações limitadas, falhas de
comunicação, distorções, ambigüidades,
ansiedades, malvadezas.
Tratamento: Devem ser combatidos,
quando maléficos, com comunicação
oficial, fatos, clareza, determinação.
SÍMBOLOS E PAPEIS
Símbolos e rituais da organização
• Costumes, cerimônias, histórias,
metáforas, folclore, heróis, mitos,
logotipos
Papéis
• Guardiões (controlam as informações),
Integradores/Ligações (coordenam o
fluxo), Formadores de opiniões
(influenciam informalmente outros),
Participantes/isolados (componentes)
Dicas para melhoria na
comunicação

• Uso de linguagem apropriada (simples,


direta, clara),
• Evitar interferências físicas
(interrupções),
• Usar canais múltiplos (visual, auditivo,
sinestésico), face-a-face.
• Escuta ativa (vontade e capacidade
para escutar)
DICAS PARA MELHORIA NA
COMUNICAÇÃO
• Empatia - colocar-se no lugar do outro
• Reflexão - forma, conteúdo, emoção,
entendimento
• Feedback - redução de distorções e
falhas
Conclusão

Precisamos entender que o grau de


absorção da idéia comunicada está
relacionada ao grau de desenvolvimento
do emissor e receptor. Porém, o contexto
será único. As pessoas são diferentes e
cada uma vive a sua diferença existencial
em constante exposição com outras
pessoas.

Você também pode gostar