Você está na página 1de 24

DIREITO CIVIL VIII

PROFA. CRISTIANE PINTO


PLANO DE AULA

 1. Da liquidação do Dano

12/14/2021
1. DA LIQUIDAÇÃO DO DANO. MODOS DE REPARAÇÃO DO DANO

 Na maior parte dos casos é impossível devolver a vítima o estado anterior


e por isso a decisão em pagamento em dinheiro.

12/14/2021
CASOS ESPECIAIS

1. Em caso de homicídio:
Art. 948. No caso de homicídio, a indenização consiste, sem excluir outras reparações:
I - no pagamento das despesas com o tratamento da vítima, seu funeral e o luto da família;
II - na prestação de alimentos às pessoas a quem o morto os devia, levando-se em conta a duração
provável da vida da vítima

É meramente exemplificativo, devendo ser indenizado todo o prejuízo sofrido.

12/14/2021
2. MORTE DE FILHO MENOR

SÚMULA 491 STF: É indenizável o acidente que cause a morte de filho menor, ainda que não
exerça trabalho remunerado.

Regras:
A) por dano patrimoniais – a sobrevida da vítima representa um valor econômico potencial
B) por danos morais – se não demonstrado que a morte do filho representou a frustação da expectativa de
futura contribuição econômica dos mesmo aos genitores.

12/14/2021
3. MORTE DE CHEFE DE FAMÍLIA

 O autor do homicídio deve pagar às pessoas que eram por ele sustentadas, como ressarcimento do dano
patrimonial, uma indenização sob a forma de pensão mensal.

 Limitações: a) expectativa de vida até os 70 anos; b) viúva ou companheira enquanto remanescerem


nesse estado e c) filhos menores até os 25 anos exceto enfermidade mental

12/14/2021
CÁLCULO DA PENSÃO MENSAL

 A pensão é calculada com base na renda auferida pela vítima descontado um terço (que seriam gastos
com sua própria manutenção) – valor deve ser convertido em salário mínimo. Se a vítima não tinha
salário fixo 2/3 de um salário mínimo.

 Direito de Acrescer: o valor pago para quem atingiu a maioridade acresce aos demais beneficiários

12/14/2021
MORTE DA ESPOSA OU COMPANHEIRA

 Pagamento de 2/3 de sua renda mensal – ao víuvo

 Se a esposa só realiza trabalhos domésticos – igual solução dada ao filho menor que
não exerce trabalho remunerado.

12/14/2021
INDENIZAÇÃO EM CASO DE LESÃO CORPORAL

 Art. 949. No caso de lesão ou outra ofensa à saúde, o ofensor indenizará o ofendido das despesas do tratamento e
dos lucros cessantes até ao fim da convalescença, além de algum outro prejuízo que o ofendido prove haver
sofrido.

 Art. 950. Se da ofensa resultar defeito pelo qual o ofendido não possa exercer o seu ofício ou profissão, ou se lhe
diminua a capacidade de trabalho, a indenização, além das despesas do tratamento e lucros cessantes até ao fim
da convalescença, incluirá pensão correspondente à importância do trabalho para que se inabilitou, ou da
depreciação que ele sofreu.

 Parágrafo único. O prejudicado, se preferir, poderá exigir que a indenização seja arbitrada e paga de uma só vez.

12/14/2021
VALOR PAGO

 Cabe indenização por Dano Emergentes (despesas de tratamento de saúde) e lucros


cessantes além de dano moral.

12/14/2021
INDENIZAÇÃO PRO OFENSA A LIBERDADE PESSOAL

Art. 954. A indenização por ofensa à liberdade pessoal consistirá no pagamento das perdas e danos que sobrevierem
ao ofendido, e se este não puder provar prejuízo, tem aplicação o disposto no parágrafo único do artigo antecedente.

Parágrafo único. Consideram-se ofensivos da liberdade pessoal:


I - o cárcere privado;
II - a prisão por queixa ou denúncia falsa e de má-fé;
III - a prisão ilegal.
Cabe indenização por Dano Material ou Moral – indenização do Estado por Erro Judiciário

12/14/2021
TESTES:

 O dano só pode gerar responsabilidade ou obrigação de indenizar quando seja possível estabelecer um(a) _________________
entre ele e o seu autor.
 A

 sofrimento

 B

 autonomia

 C

 nexo causal

 D

 conduta ilícita

12/14/2021
 c

12/14/2021
 Situação hipotética: Ao planejar uma cirurgia de joelho, de forma descuidada, o médico não percebeu que a radiografia
estava sendo observada pelo lado contrário e, durante a execução do procedimento, operou o joelho errado. Assertiva:
Nesse caso, cabe sua responsabilização criminal, mas não responsabilização civil.

 Certo

 Errado

12/14/2021
 errado

12/14/2021
 Considere que Matias, com intenção de denegrir a imagem de Valdomiro, um conhecido empresário da cidade, tenha
escrito e feito veicular, em jornal impresso, notícia que fazia referências atentatórias à honra e à imagem do empresário.
Nessa situação hipotética, a responsabilidade civil pelos danos causados com a veiculação da notícia deve recair
unicamente sobre Matias, autor do escrito.

 Certo

 Errado

12/14/2021
 errado

12/14/2021
 Alessandra, ao passar ao lado do prédio em que se encontra estabelecido o Condomínio do Edifício Praia Bonita, é
atingida por um carrinho de brinquedo, proveniente do alto da edificação. Ao olhar para cima, vê crianças saindo da
janela do apartamento 502, mas não pode afirmar ao certo de onde veio o objeto. Nessas circunstâncias, responde pelos
danos sofridos por Alessandra:
 A o síndico do condomínio;

 B o morador do apartamento 502;

 C o responsável pelas crianças do apartamento 502;

 D ninguém, pois inimputáveis os prováveis autores do dano;

 E o condomínio.

12/14/2021
 e

12/14/2021
 A aplicação da teoria da perda da chance pressupõe uma possibilidade concreta, real e com alto grau de probabilidade de
se garantir um benefício ou sofrer um prejuízo, bem como que a ação ou omissão do agente tenha nexo causal com a
perda da oportunidade de exercer a chance.

 Certo

 Errado

12/14/2021
 certo

12/14/2021
 Paulo, cirurgião cardíaco autônomo, realizou cirurgia em José, pai de Kátia, com o objetivo de desobstrução das artérias
coronarianas. O procedimento foi realizado no hospital em que Paulo atuava ligado por convênio e, apesar de terem sido seguidas
as melhores técnicas e recomendações médicas, José faleceu durante o procedimento cirúrgico. Inconformada, Kátia contratou
advogado com o objetivo de ajuizar ação indenizatória em desfavor de Paulo e do hospital onde foi realizada a cirurgia. Em
relação a essa situação hipotética, julgue o item a seguir.

 Por ser profissional autônomo, a responsabilidade de Paulo é do tipo subjetiva, modalidade que exige comprovação de culpa pelo
evento danoso.
 Certo

 Errado

12/14/2021
 certo

12/14/2021
PRÓXIMA AULA

 Os meio de defesa e as excludentes de ilicitude.

12/14/2021

Você também pode gostar