Você está na página 1de 24

FILOSOFIA

3º ANO
FÁBIO OLIVEIRA

Karl Popper e critério de refutabilidade


AULA 09
Aula passada...
Positivismo lógico e o critério
de verificabilidade.
Positivismo lógico e o critério de
verificabilidade.

 Círculo de Viena
 Verificabilidade
Hoje:

Karl Popper e critério de


refutabilidade
Karl Raimund Popper
 Nasceu na Áustria, em 1902.
 1935 publicou “Lógica da
Investigação Científica”.
 1945 - “A sociedade Aberta e
Seus Inimigos”.
 Faleceu em 1994, na
Inglaterra.

britannica.com
O Círculo de Viena
 Lógicos, matemáticos e filósofos
– 1920
 Projeto intelectual de ciência
 Verificação
O Círculo de Viena
“Existe petróleo no meu quintal” – Verificável

“A alma é imortal” – Não verificável


O Princípio da Falseabilidade
 O princípio de verificabilidade dos pensadores do Círculo de
Viena foi um dos principais pontos combatidos por Popper.

Teoria a ser
comprovada Comprovação

Indução
O Princípio da Falseabilidade
Em vez de buscar a verificação
de experiências empíricas,
buscava fatos particulares que,
refutariam a hipótese.
O Princípio da Falseabilidade

 “Todos os corvos são pretos"


Atividade 1:

1) Em seu caderno, estabeleça uma


diferença entre o método proposto
pelo Círculo de Viena e o método
poperiano.
O conceito de ciência
Um dos ingredientes mais importantes da civilização ocidental é o que poderia chamar de
'tradição racionalista', que herdamos dos gregos: a tradição do livre debate – não a
discussão por si mesma, mas na busca da verdade. A ciência e a filosofia helênicas
foram produtos dessa tradição, do esforço para compreender o mundo em que vivemos;
e a tradição estabelecida por Galileu correspondeu ao seu renascimento. Dentro dessa
tradição racionalista, a ciência é estimada, reconhecidamente, pelas suas realizações
práticas, mais ainda, porém, pelo conteúdo informativo e a capacidade de livrar nossas
mentes de velhas crenças e preconceitos, velhas certezas, oferecendo-nos em seu lugar
novas conjecturas e hipóteses ousadas. A ciência é valorizada pela influência
liberalizadora que exerce – uma das forças mais poderosas que contribuiu para
a liberdade humana.(POPPER, 1972, p. 129)

POPPER, K. R. Conjecturas e refutações. Brasília: UNB, 1972.


O conceito de ciência
A ciência é um projeto humano
Passiva de transformação
Racionalidade da ciência
Hipotético-dedutivo
2) Analise o seguinte fragmento de Popper:
Um dos ingredientes mais importantes da civilização ocidental é o que poderia chamar de
'tradição racionalista', que herdamos dos gregos: a tradição do livre debate – não a
discussão por si mesma, mas na busca da verdade. A ciência e a filosofia helênicas
foram produtos dessa tradição, do esforço para compreender o mundo em que vivemos;
e a tradição estabelecida por Galileu correspondeu ao seu renascimento. 
(POPPER, K. R. Conjecturas e refutações. Brasília: UNB, 1972. p. 129)

Qual característica da ciência podemos entender a partir dessa visão de Popper?

a) O caráter racional da ciência;


b) O caráter empírico da ciência;
c) O caráter infalível da ciência;
d) O caráter universal da ciência.
2) Analise o seguinte fragmento de Popper:
Um dos ingredientes mais importantes da civilização ocidental é o que poderia chamar de
'tradição racionalista', que herdamos dos gregos: a tradição do livre debate – não a
discussão por si mesma, mas na busca da verdade. A ciência e a filosofia helênicas
foram produtos dessa tradição, do esforço para compreender o mundo em que vivemos;
e a tradição estabelecida por Galileu correspondeu ao seu renascimento. 
(POPPER, K. R. Conjecturas e refutações. Brasília: UNB, 1972. p. 129)

Qual característica da ciência podemos entender a partir dessa visão de Popper?

a) O caráter racional da ciência;


b) O caráter empírico da ciência;
c) O caráter infalível da ciência;
d) O caráter universal da ciência.
3) (Uel 2005) “As experiências e erros do cientista consistem de hipóteses. Ele as
formula em palavras, e muitas vezes por escrito. Pode então tentar encontrar brechas em
qualquer uma dessas hipóteses, criticando-a experimentalmente, ajudado por seus
colegas cientistas, que ficarão deleitados se puderem encontrar uma brecha nela. Se a
hipótese não suportar essas críticas e esses testes pelo menos tão bem quanto suas
concorrentes, será eliminada”.
(POPPER, Karl. Conhecimento objetivo. Trad. de Milton Amado. São Paulo: Edusp & Itatiaia, 1975. p. 226.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre ciência e método científico, é correto
afirmar:
a) O método científico implica a possibilidade constante de refutações teóricas por meio
de experimentos cruciais.
b) A crítica no meio científico significa o fracasso do cientista que formulou hipóteses
incorretas.
c) O conflito de hipóteses científicas deve ser resolvido por quem as formulou,
sem ajuda de outros cientistas.
d) O método crítico consiste em impedir que as hipóteses científicas tenham
brechas.
3) (Uel 2005) “As experiências e erros do cientista consistem de hipóteses. Ele as
formula em palavras, e muitas vezes por escrito. Pode então tentar encontrar brechas em
qualquer uma dessas hipóteses, criticando-a experimentalmente, ajudado por seus
colegas cientistas, que ficarão deleitados se puderem encontrar uma brecha nela. Se a
hipótese não suportar essas críticas e esses testes pelo menos tão bem quanto suas
concorrentes, será eliminada”.
(POPPER, Karl. Conhecimento objetivo. Trad. de Milton Amado. São Paulo: Edusp & Itatiaia, 1975. p. 226.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre ciência e método científico, é correto
afirmar:
a) O método científico implica a possibilidade constante de refutações teóricas por
meio de experimentos cruciais.
b) A crítica no meio científico significa o fracasso do cientista que formulou hipóteses
incorretas.
c) O conflito de hipóteses científicas deve ser resolvido por quem as formulou,
sem ajuda de outros cientistas.
d) O método crítico consiste em impedir que as hipóteses científicas tenham
brechas.
4) (Uel 2008) Considerando a solução apresentada por Karl
Popper ao problema da indução nos métodos de investigação
científica, é correto afirmar que, para ele,o método científico:

a) é indutivo e racional.
b) é dedutivo e irracional.
c) é indutivo e irracional.
d) não segue os padrões de racionalidade impostos pela
lógica.
e) é dedutivo e racional.
4) (Uel 2008) Considerando a solução apresentada por Karl
Popper ao problema da indução nos métodos de investigação
científica, é correto afirmar que, para ele,o método científico:

a) é indutivo e racional.
b) é dedutivo e irracional.
c) é indutivo e irracional.
d) não segue os padrões de racionalidade impostos pela
lógica.
e) é dedutivo e racional.
Resumo
Popper: critica a verificabilidade
Propõe a falseabilidade
Método hipotético-dedutivo
Obrigado!

Professor Fábio
fabio.oliveira1@escola.pr.gov.br
Referências:

ARANHA, M L; MARTINS, M L. Filosofando:


Introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 2016.

POPPER, K. R. Conjecturas e refutações. Brasília:


UNB, 1972.

Você também pode gostar