Você está na página 1de 10

V  


 
  
    

   

 V

  

a 


 


  a 
1. Adjetivo ± é a classe de h   ^ e se caracteriza por constit ir a
ë  
     


ëë
ë

ë


   ë ë        º  
º  ë ë ë w ARA,ANILDO,2008,P.142)
Y  ë   ë  
ëë
ë


     ë
ë ë    !" #$% &$' Y  &()*
+  ë 

   ëë ë


# ,-. #$% Y  &(+/
"ë

ë 0

   
  
    


   ë  ë  ë    ë    ,
ë 1
  2     
ë



ë  




 ë 
3 ë 4
    

 a    aa  
a 
R 
A a baiana velha vendia acarajé. w a baiana  5 5velha)
A a velha baiana vendia acarajé. w a velha  5 5baiana)
M itas vezes a s bdivisão dos no esws bstantivos e adjetivos) e
port  s obedece a critério basica ente sintático, f ncional.
  
O boi alhado cha ava atenção.
O alhado boi cha ava atenção.
Q ando ho ver a ^ alidade referida a ser , objeto o noção for
concebida co rande independncia, o adjetivo ^ e a representa
deixará de ser ter o s bordinado para tornar-se o ter o n clear.
Deno inado, então, co o s bstantivação do adjetivo, fato notado pela
anteposição de deter inativowe eral, o artio ) ao adjetivo.
å
 a a
Loc ção adjetiva é a expressão for ada de d as o ias palavras ,
e^ ivalentes a adjetivo.
Pode ser representada por
Preposição+ S bstantivo:
oração de anjo wanélico )
Preposição +advérbio:
Jornal de hoje whodierno)
á casos ^ e não existe correspondncia entre o s bstantivo da
loc ção adjetiva e o adjetivo e^ ivalente:
arioca da e a wa tentico)
Necio da hina w l crativo)
a     å
 
 a a   a 


   
Derivados dos s bstantivos e c pre o papel de salientar os ^ e se
refere a continentes , países, reiões ,províncias ,estados , cidades ,
vilas e povoados, e ta bé se aplica a raças e povos.
R  
Os adjetivos flexiona -se e n ero e nero a ^ e ele ^ alifica.
   

Dois são os ra s do adjetivo: o co parativo e o s perlativo.

 a a 
A rior ,o adjetivo s existe referido a s bstantivo. onfor e
se estabeleça a relação entre os dois ter os na frase , o adjetivo
dese penhará a f nção sintática de adj nto adno inal o de
predicativo.
Se dissésse os , por exe plo:
    
O adjetivo predicativo não poderia faltar ,poi, sendo ter o
essencial , se ele a oração não teria sentido.
Se dissésse os , no entanto:
       
O adjetivo i enso seria parte do s jeito , a dispensável ^ alificador do
s bstantivo ^ e lhe serve de núcleo , ter o , portanto, acessrio da
oração.
A ^ alidade expressa por adjetivo e f nção de predicativo ve
arcada no te po, relação cronolica. Aora co parando as d as
frases:
  !  ! "
        "
Na pri eira frase não há indicação de te po. Já na se nda os adjetivos
nervoso e cal o são atrib ídos ao s jeito co sit ação arcada pelo
te po do verbo, nervoso no presente; cal o , no passado.
 preo adverbial do adjetivo
eja a se inte oração:
     #! .
O adjetivo e f nção predicativa concorda e nero e n ero co o
s bstantivo s jeito.
Aora na frase a se ir:
     #!   "
A for a adverbial , invariável , i pede a possibilidade de concordância ,
j sta ente o elo ^ e prendia o adjetivo ao s jeito. Por isso aflora a nitidez
de co o se processa a ação indicada pelo verbo dor ir.

!   
  $  "  $%   ! ! "  $ "
aixo , caro e claro são advérbios razão pelas ^ ais fica invariáveis.
olocação do adjetivo adj nto adno inal
Sendo a se^ encia s bstantivo + adjetivo, orde direta, a predo inante no
en nciado lico , deriva daí a noção de ^ e o adjetivo pospostos poss i
valor objetivo:
& !   
Aora sendo a se^ encia adjetivo +s bstantivo ,a orde cha ada inversa,
provocada pela nfase dada ao ^ alificativo , decorre dai a noção de ^ e,
anteposto o adjetivo ass e a valor s bjetivos:
!    
 a
ARA,ANILDO. Moderna ra ática port  esa.37ed.
Rio de Janeiro, editora L cerna,2007.
 !"5 #$%5&$'56ë 5 457 
  Y ë%5
& 5 ë 58 5Y 
# ,-. #$%58 45ë5  
5
   9 Y ë'5ë 5:   5 ë 5 1; Y 
   '