Você está na página 1de 9

FLUXOS DE CONTROLE

IF
IF...ELSE
IF...ELSE...IF
SWITCH...CASE
WHILE
DO...WHILE
FOR
OPERADOR TERNÁRIO ‘?’
FLUXOS DE CONTROLE
IF
É um controle de fluxo usado para selecionar uma ou mais instruções baseado no
resultado de um teste de comparação. Todas as instruções entre as chaves são
executadas somente se o resultado deste teste for verdadeiro; se não, essas
instruções não são executadas. Verdadeiro é qualquer resultado, mesmo negativo,
diferente de zero. Falso é um resultado zero.
FLUXOS DE CONTROLE
IF...ELS
E
Ao se acrescentar mais um bloco de instruções no loop do comando IF pode-se criar
o comando IF...ELSE, para fazer um teste novo quando o resultado da expressão
for falsa.
FLUXOS DE CONTROLE
IF...ELSE...IF
O IF (se) avalia a primeira expressão se caso ela não resultar verdadeira ele
encontra o ELSE IF (senão se) e avalia esta próxima expressão e assim faz com
todos que tiver, neste caso no fim pode ser usado só um ELSE que se caso nenhum
dos ELSE IF resulte verdadeiro executa o que esta no bloco de comandos do ELSE.
FLUXOS DE CONTROLE
SWITCH...CASE
No caso quando é necessário avaliar uma expressão em que uma mesma variável
inteira, ou uma expressão que retorne um inteiro, com vários valores possíveis,
pode-se usar o SWITCH...CASE onde o SWITCH recebe como parâmetro a variável a
ser verificada e os CASE a ação a ser feita.
FLUXOS DE CONTROLE
WHILE
O laço WHILE é usado quando se faz necessário repetir um grupo de instruções ate
que uma condição inicialmente verdadeira se torne falsa. Caso o WHILE nunca seja
verdadeiro então nunca será executado o que tem dentro do bloco.
FLUXOS DE CONTROLE
DO...WHILE
Diferente do WHILE será executado ao menos uma vez o que tem no bloco do DO e
depois que será avaliado a expressão.
FLUXOS DE CONTROLE
FOR
No FOR geralmente usa uma variável de controle onde passamos o valor de inicio
desta, passamos o valor que queremos até que vai e no terceiro parâmetro
informamos em qual passo ir. Exemplo:
for(variável; expressão; incremento){
//bloco de instruções
}
FLUXOS DE CONTROLE
OPERADOR TERNÁRIO ‘?’
É possível simplificar códigos que usam somente o IF...ELSE em C, com o operador
condicional ‘?’, também chamado de ternário. Ele avalia uma expressão se esta for
verdadeira é executado comando após o ‘?’ se for falsa é executado o comando
após os ‘:’. Exemplo:
(expressão) ? Instrução1 : instrução2

Você também pode gostar