DITADURA MILITAR 1964-1985

31/03/1964 - O Golpe Militar de 1964 no Brasil derruba o presidente João Goulart dando lugar ao regime militar de Humberto de Alencar Castelo Branco. Nas ruas protestos!

A CRISE DA REPÚBLICA POPULISTA
A CARACTERIZAÇÃO DA REPÚBLICA POPULISTA. POLÍTICA INTERNA Fenômeno urbano, típico da transição de uma sociedade rural para a sociedade urbana e industrial, a política populista era caracterizada pelo aliciamento e manipulação das massas populares urbanas.

A POLÍTICA DOS GOVERNOS POPULISTAS
A ação industrializadora e modernizadora desses governos foi o fator mais efetivo e o Estado passou a investir na indústria de base - siderurgia, petróleo, eletricidade - como forma de promover o desenvolvimento industrial. - Porém, nenhum dos governos populistas procurou ampliar o mercado interno mediante uma reforma agrária ou uma justa política fiscal e tributária.

CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DO POPULISMO
Era a ideologia das baixas classes médias urbanas. Essas camadas aspiravam a um melhor nível de vida. O que só a industrialização poderia dar através de um Estado forte, centralizador e antioligárquico. - Os trabalhadores urbanos foram, então incorporados à vida política através da criação da legislação trabalhista e do sindicalismo controlado pelo Estado.

FATORES DA CRISE GOVERNO JÂNIO ‡ A Política interna de Jânio. ‡ A Política externa independente. ‡ A Renúncia. ‡ A Implementação do Parlamentarismo.

JÂNIO E ERNESTO GUEVARA

FATORES DA CRISE GOVERNO JANGO ‡ A herança de Jânio. ‡ O plano Trienal. ‡ O nacionalismo radical e a polarização política. ‡ A conspiração e os aliados do governo. ‡ O golpe militar de 31 de março de 64. - Tem início em Minas com a mobilização da tropas comandadas pelos generais Olímpio Mourão Filho e Carlos Luís Guedes com o apoio do governador Magalhães Pinto.

OS MILITARES NO PODER
O golpe militar de 1964 foi uma obra militar. Os grupos civis de oposição a Goulart eram relativamente fracos. Por isso, a cúpula das forças armadas optou por um golpe militar, pois achavam que essa seria a única forma de salvar o país de uma longa guerra civil.

A ASCENSÃO DOS MILITARES AO PODER
‡ Colapso do Pacto Populista. ‡ A Guerra Fria e a Revolução Cubana. ‡ Os militares e a Doutrina de Segurança Nacional.

Exercícios
1) Explique a afirmativa: Líderes carismáticos eram mais importantes que o partido, pois controlavam pessoalmente o movimento populista. 2) Por que durante o guerra fria os EUA não apoiaram os movimentos populistas na América Latina? 3) Caracterize a política dos governos populistas. 4) O governo Jango nasceu, viveu e morreu sob a ameaça de golpe militar. Explique a afirmação. 5) Renunciando apenas sete meses depois de eleito, Jânio deixou uma herança nefasta para o próximo presidente. Caracterize sua política externa. 6) Os militares sempre tiveram participação política importante no Brasil independente? Justifique sua resposta. 7) A Revolução Cubana teve alguma relação com o golpe militar no Brasil? Justifique sua resposta.

A MONTAGEM DO ESTADO AUTORITÁRIO
Com a deposição de João Goulart, assumiu a presidência Ranieri Mazzilli (presidente da Câmara dos Deputados). ‡ Em 9 de abril de 1964 foi decretado o AI-1 que estabelecia eleições indiretas para o próximo Presidente e dava ao Executivo Federal, durante seis meses, poderes para cassar mandatos, suspender direitos políticos, modificar a constituição e decretar o estado de sítio. ‡ No dia 10 de abril, pressionado, o Congresso Nacional elegeu o marechal Castelo Branco,

PRESIDENTES
‡ Marechal

Humberto de Alencar CASTELO BRANCO 64 a 67

‡ Marechal Artur da COSTA E SILVA 67 a 68 ‡ Junta MILITAR (Período 08/69 a 10/69) *Augusto Rademaker Marinha *Aurélio Lira Tavares Exército *Marcio de Souza Melo Aeronáutica ‡ General Emílio Garrastazu MÉDICI 69 a 74 ‡ General Ernesto GEISEL 74 a 79 ‡ General João Batista FIGUEIREDO 79 a 85

O GOVERNO CASTELO BRANCO 1964-1967
A MONTAGEM DO GOVERNO Dos partidos que compunham o Congresso, apenas o Partido Trabalhista Brasileiro e o Partido Socialista se opuseram ao golpe; a União Democrática Nacional, o Partido Social Democrático e os pequenos partidos aderiram, ao golpe militar. ‡ Grupo da Sorbonne intelectuais golpistas com ligação com a UDN. ‡ Grupo Linha Dura nacionalistas e anticomunistas.

Castello Branco assumindo a Presidência da República após as eleições indiretas de abril de 1964, dando início ao ciclo dos Governos cujos Presidentes eram militares

A ECONOMIA
Criação do Plano de Ação Econômica do Governo (PAEG), que reconheceu a aceleração inflacionária como o principal obstáculo ao crescimento econômico. - As causas da inflação foram identificadas como sendo o déficit público do governo, o excesso de créditos para o setor privado , e os constantes aumentos de salários.

ROBERTO CAMPOS

CARACTERÍSTICAS
‡

Criação do FGTS no lugar na estabilidade decenal ‡ Salários reajustados uma vez por ano ‡ Anulação da Lei de Remessas de Lucros. ‡ Desvalorizações do cruzeiro. ‡ Renegociação da dívida externa com novos empréstimos autorizados pelos EUA. ‡ Favorecimento à entrada do capital estrangeiro. ‡ Criação da EMBRATEL, EMBRATUR e INPS. ‡ Subsídios ao setor agrícola aumentando à produção.

O ENDURECIMENTO DO REGIME
Os militares e civis que tomaram o poder, mesmo não encontrando a resistência que esperavam dos partidários do regime deposto, estavam interessados em liquidar os adversários, os quais chamavam de subversivos e corruptos . ‡ Rompimento das relações diplomáticas com CUBA. ‡ Suspensão dos direitos políticos de 3 presidentes JK, Jango e Jânio. ‡ Criação do SNI e das Leis de Imprensa e de Segurança Nacional. ‡ Vitória da oposição nas eleições estaduais de 65.

Linha Dura no Comando
Rapidamente a ³linha dura´ ia tomando conta do regime. Prorrogou-se por um ano o mandato do presidente, que passou também a ter poder para baixar Decretos-lei, ou seja, aprovar leis sem a autorização do Congresso Nacional ‡ Em razão da vitória da oposição nas eleições estaduais em Minas Gerais e Guanabara, foi decretado o AI-2.

ATOS INSTITUCIONAIS
AI-1: Estabelecia eleições indiretas para o próximo Presidente da República e dava ao Executivo Federal, durante seis meses, poderes para cassar mandatos, suspender direitos políticos, modificar a constituição e decretar o estado de sítio. AI-2: Estabelecimento do bipartidarismo, a Arena de situação, e o MDB de oposição consentida e controlada e fim das eleições diretas para presidente. AI-3: Estabelecendo que os governadores dos estados seriam indicados pelo Presidente da República para aprovação das Assembléias Legislativas, esses indicariam os prefeitos das capitais e cidades de segurança nacional. AI-4: Constituição de 1967 que garantia o controle do Legislativo e Judiciário pelo Executivo e estabelecia o decurso de prazo, além de não permitir que o congresso criasse leis orçamentárias.

A SUCESSÃO PRESIDENCIAL
O governo já era extremamente impopular e Castelo Branco não queria o linha-dura Costa e Silva como sucessor, pensava num militar da ativa ou mesmo da reserva, pertencente ao seu grupo. ‡ Somente oficiais mais graduados participaram do processo de escolha.

GOVERNO COSTA E SILVA ± 67-69
A MONTAGEM DO GOVERNO
O novo governo não incluía nenhum membro do governo anterior. Vários ministérios, mesmo civis, foram entregues aos oficiais de linha dura. - Os grandes nomes da área econômica eram Delfim Netto e Hélio Beltrão, tecnocratas relativamente desconhecidos.

A ECONOMIA
A nova equipe se propunha a aumentar o consumo, facilitando o crédito ao consumidor e por isso, injetou crédito, mas, para não deixar a inflação subir, controlava os preços ± todo aumento deveria ser aprovado pelo governo, inclusive os salários. ‡ Empréstimos ao setor agrícola. ‡ Desvalorizações do cruzeiro ‡ Desenvolvimento do setor industrial. ‡ Atração de novos empréstimos externos. IMPORTANTE! Esses fatores possibilitaram crescimento da economia brasileira, iniciando ³milagre econômico´. o o

REUNIÃO ECONÔMICA NO GOVERNO COSTA E SILVA

O jovem ministro Delfim Netto ao lado de Costa e Silva, tendo ao fundo Paulo Maluf e, de óculos escuros, o futuro presidente Emílio Garrastazu Médici, em maio de 1969.

O SURGIMENTO DA GUERRILHA
O impedimento das oposições manifestarem suas idéias levou uma parte da esquerda brasileira e do movimento estudantil a pregar a luta armada contra o regime. ‡ Aliança Libertadora Nacional ± ALN. ‡ Vanguarda Popular Revolucionária ± VPR Palmares. ‡ Movimento Revolucionário 8 de outubro ± MR-8.

RIO DE JANEIRO, 26 de junho. Era uma tarde de quarta feira fria e com o sol fraco, quando o movimento estudantil, intelectuais, artistas, padres e mães se reuniram na Candelária, centro do Rio, em resposta à morte de Edson Luís. Os manifestantes davam o ³tom´ do maior protesto contra o regime militar no país, era a Passeata dos Cem Mil.

A RADICALIZAÇÃO POLÍTICA
‡ Passeatas estudantis contra o acordo Brasil-EUA, MEC-Usaid. ‡ Greves operárias em Contagem-MG e Osasco-SP. ‡ Formação da Frente Ampla unindo os adversários JK, Jango e Carlos Lacerda.

Denúncias
‡ CPIs denunciaram de que parte do território brasileiro havia sido vendido a grupos estrangeiros. ‡ Grupo Time-Life havia remetido recursos à Rede Globo, que acabou se transformando na maior emissora do país. Simultaneamente, cresciam os protestos estudantis, apesar da repressão política que serviram para intensificar a ditadura, até que em março de 68, a polícia matou o estudante Edson Luís.

PASSEATA DOS 100 MIL - RJ

Palácio Tiradentes ponto de encontro dos manifestantes da passeata dos Cem Mil, 26 de junho de 1968.

Palácio Tiradentes - ponto de encontro dos manifestantes da passeata dos Cem Mil, 26 de junho de 1968.

REPRESSÃO À GREVE DE OSASCO

CHARLES BURKE ELBRICK

Presos políticos trocados pelo embaixador americano

Recepção dos exilados por Fidel Castro

Carlos Marighella - O líder da ALN era considerado o ³inimigo número um´ da Ditadura«

MARIGHELLA E LAMARCA MORTOS PELA DITADURA

CARLOS MARIGHELLA

AI-5 (dez. 1968) As ordens mandadas cumprir pelo AI-5 : ‡ Fechou o Congresso Nacional e o poder legislativo do Brasil inteiro por prazo indeterminado. ‡ Decretou o recesso dos mandatos de senadores, deputados e vereadores. ‡ Autorizou, a critério do interesse nacional, a intervenção nos estados e municípios.

‡ Autorizou, após investigação, decretar o confisco de bens de todos quantos tenham enriquecido. ‡ O Presidente da República, em qualquer dos casos previstos na Constituição, poderá decretar o estado de sítio.

‡ Suspendeu a possibilidade de qualquer reunião de cunho político; ‡ Recrudesceu a censura, determinando a censura prévia, que se estendia à música, ao teatro e ao cinema. ‡ Suspendeu o habeas corpus para os chamados crimes políticos.

REUNIÃO DO AI-5

A JUNTA MILITAR ± Agosto a Outubro de 1969 Depois do AI -5 foi implantada a censura rigorosa à imprensa, houve cassações e prisões em massa e o vice presidente Pedro Aleixo foi encarregado de redigir uma constituição, pois Costa e Silva pretendia anular o ato. ‡ Em 27 de agosto o presidente foi acometido de uma trombose cerebral e os ministros militares usurparam o poder, Pedro Aleixo foi preso.

EMÍLIO GARRASTAZU MÉDICI ± 69 A 74.
Montagem do Governo
-Delegou excessivamente o poder a seus ministros ‡ Ministro do Exército ± Orlando Geisel. ‡ Ministro da Casa Civil ± Leitão de Abreu. ‡ Ministro da Fazenda ± Delfim Netto.

ALIANÇA DE MILITARES E TECNOCRATAS
Os militares não tinham formação técnica pra cuidar com competência dos assuntos administrativos. Portanto passaram a utilizar economistas, administradores e engenheiros, que com base em seus conhecimentos técnicos e racional, passaram a servir ao poder após o movimento de 1964.

REPRESSÃO POLÍTICA
A guerrilha que se desenvolveu podia criar incômodos, mas não oferecia qualquer perigo ao regime. Havia muito sonho e idealismo, porém a luta armada serviu de pretexto para aumentar a repressão e justificar a existência do aparato militar. -DOPS ± Departamento de Operações Políticas e Sociais. - Operação Bandeirantes ± Criada em São Paulo. - Cenimar ± Centro de Informações da Marinha da Marinha. - DOI-CODI ± Departamento de Operações Internas.

PROPAGANDA IDEOLÓGICA
Médici foi o mais popular de todos os militares, embora o seu governo tenha sido o mais fechado e autoritário, sua popularidade deveu-se à censura, a propaganda eficiente e ao crescimento econômico. -Criação da AERP ± Assessoria Especial de Relações Públicas. - Título mundial de futebol em 70. - Marchinhas como Pra Frente, Brasil. - Campanha Ufanista ± ³Ninguém segura este país´ ou ³Brasil, ame-o ou deixe-o. - Músicas como ³Eu te amo meu Brasil´.

O PAPEL DA IGREJA CATÓLICA
A cúpula da igreja católica havia apoiado o movimento de 64. Mas, a progressiva implantação do arbítrio afastou-a do regime e muitos padres e leigos foram presos e torturados. - Grandes vozes da igreja, como dom Hélder Câmara, dom Paulo Arns, dom Pedro Casaldáliga e dom Tomás Balduíno, não podiam ser citados na imprensa nacional.

OCUPAÇÃO DA AMAZÔNIA
Além de servir como questão de segurança nacional, também serviu para resolver os problemas da seca no nordeste e para evitar as migrações para o centro-sul. - Com a descoberta de minerais e o desenvolvimentos de projetos, a região passou a oferecer perspectivas econômicas aos capitalistas estrangeiros e nacionais, e para facilitar a ocupação foi construída a rodovia Transamazônica.

MILAGRE ECONÔMICO
O objetivo fundamental da política econômica era o ingresso do Brasil no bloco dos países desenvolvidos e a meta era obter altas taxas de crescimento, combinadas com a redução da inflação. - De fato até 73, o país cresceu mais de 10% ao ano e a inflação baixou e o setor que mais cresceu foi a indústria, devido às facilidades de crédito e ao financiamento para a compra de bens de consumo.

OBRAS FARAÔNICAS
‡ Hidrelétrica de Itaipu. ‡ Rodovia Transamazônica. ‡ Projeto Rondon. ‡ Projeto Mobral. ‡ Ponte Rio-Niterói.

RODOVIA TRANSAMAZÔNICA INAUGURADA EM 72

ERNESTO GEISEL ± 1974 a 1979
A subida de Geisel ao poder marcou o retorno do grupo castelista e pretendia promover uma lenta e segura distensão do autoritarismo. - Além de controlar a linha dura e afrouxar o regime, o governo tinha como objetivo manter as altas taxas de crescimento que serviam para legitimar o regime.

A CRISE DO MILAGRE ECONÔMICO
A crise do petróleo reduziu a disponibilidade de capitais e provocou uma elevação dos juros internacionais aumentando a dívida externa. - O aumento dos juros e das importações, a diminuição das exportações e da entrada de capitais estrangeiros, levaram o Estado brasileiro à falência.

A ECONOMIA
Modificação das prioridades com a produção de bens de capital e grande investimento estatal. ‡ Programa nacional do Álcool ± Proálcool em 75. ‡ Usinas nucleares de Angra ± 76.

USINA DE ANGRA DOS REIS NO RIO DE JANEIRO

A LUTA CONTRA A LINHA DURA
Depois da vitória da oposição nas eleições legislativas de 74, foi criada a lei Falcão. ‡ Morte de jornalista Wladimir Herzog em 75 e do operário Manuel Fiel filho em 76. ‡ Cassação do deputado paranaense Alencar Furtado em 77, por discurso sobre ³as viúvas e órfãos da repressão´. ‡ Restabelecimento das relações diplomáticas com a China e reconhecimento dos governos socialistas das ex-colônias portuguesas na África. Importante! Esses fatos levaram a demissão dos Generais Ednardo Dávila Melo e Sylvio Frota.

A MORTE DE MANUEL FIEL FILHO NA PRISÃO LEVA GEISEL A DEMITIR O GAL. EDNARDO DÁVILA MELO

WLADIMIR HERZOG MORTO NO II EXÉRCITO EM 1975 E SEU ENTERRO

FOTOS E DOCUMENTOS REVELAM QUE O JORNALISTA WLADIMIR HERZOG FOI TORTURADO ANTES DE MORRER NO II EXÉRCITO EM SÃO PAULO.

WLADO MORTO NAS DEPENDÊNCIAS DO II EXÉRCITO EM 1975.

AS FORÇAS DA ABERTURA
Em outubro de 1978 foi revogado o AI-5 devido as pressões de grupos civis: ‡ Igreja católica. ‡ OAB. ‡ Movimento Estudantil. ‡ Sindicalismo independente. ‡ Pressões externas dos EUA com as eleições de Jimmy Carter.

CARTER E GEISEL EM 29 DE MARÇO DE 1978

O PACOTE DE ABRIL DE 1977
‡ Fechamento do congresso. ‡ Eleições indiretas para governador. ‡ Figura do senador biônico. ‡ Alteração das regras para eleição indireta do próximo presidente. ‡ Limitação da representação de deputados federais por Estados.

O NOVO SINDICALISMO
Os sindicalistas queriam a negociação direta dos acordos coletivos entre patrões e empregados, sem interferência do Estado e a estabilidade sindical. ‡ Aparecimento de Lula.

LULA E FHC NA CAMPANHA DESTE PARA O SENADO EM 1978

LULA FALA PARA OS GREVISTAS EM 1978

No dia 19 de abril de 1980, LULA foi preso em sua casa pelo DOPS. Na foto o prontuário de LULA que ficou preso até o dia 20 de maio.

JOÃO BAPTISTA DE OLIVEIRA FIGUEIREDO ± 1979 A 1985
‡ Economia: Crise com aumento da inflação e da divida externa fez o governo assinar um acordo com o FMI. Manifestações da sociedade em favor da abertura política com aumento crescente da oposição civil. Diversos setores da sociedade brasileira (sindicatos de trabalhadores, grupos de empresários, Igreja, associações artísticas e científicas, universidades e imprensa) passaram a reivindicar a redemocratização do país.

A ABERTURA POLÍTICA
Abertura política em 1979, com a Lei da Anistia e a restauração do pluripartidarismo. Novos partidos políticos foram formados como o PMDB, PT, PDS e PDT. - Em 1980 foi anunciada a eleição direta para todos os cargos, menos presidente. As eleições acontecem em 1982 e levam a oposição à vitória. Em 1984 - movimentos para eleições diretas para presidente ± Emenda Dante de Oliveira-Diretas-já é derrotada. Importante! Os militares ainda tentaram fechar o regime com o atentado do Rio-centro e as bombas nas sedes da OAB e ABI.

Movimento ³Diretas Já´ 1984

Movimento ³Diretas Já´ 1984 ± Praça da Sé - SP

O cantor Chico Buarque participou ativamente dos comícios que marcaram o movimento das ³Diretas Já!´.

Cristiane Torloni

Ulysses Guimarães e Tancredo Neves caminham para a então sede do MDB-BA (Movimento Democrático Brasileiro) enfrentando a Policia Armada com fuzis e cães ferozes.

Da sacada da Sede Regional Baiana do MDB, Ulysses bradou uma célebre frase: - Soldados da minha pátria! Baioneta não é voto e cachorro não é urna.

TEOTÔNIO VILELA SENADOR ALAGOANO

Paulo Maluf em charge do cartunista Gilberto Maringoni. Publicada originalmente na Folha de S. Paulo (20/11/83) e reproduzida no livro "Diretas Já - O grito preso na garganta" (pág. 23)

Figueiredo e Tancredo Neves em charge de Chico Caruso. Reprodução do livro "Diretas Já - O grito presgarganta"

SUCESSÃO DE FIGUEIREDO
Vitória da oposição com a chapa vencedora Tancredo Neves e José Sarney ao derrotar o candidato do governo Paulo Maluf. - Com a morte de Tancredo no dia 21 de abril de 1985, Sarney tornava-se definitivamente presidente do Brasil

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful