Você está na página 1de 36

Deficiência

O portador de deficiência é um
espírito vivendo sob os imperativos
da lei Divina ou natural
Deficiências do corpo biológico
• Toda a enfermidade, seja física ou mental,
vem como uma oportunidade de aprendizado,
não só para os que a possuem, como para
todos os envolvidos;
• É a Lei do progresso em ação, impulsionando
o espírito para o crescimento;
• As deficiências são instrumentos de evolução
e não de punição.
• Não se rotula a pessoa pela sua característica física,
visual, auditiva ou intelectual, mas reforça-se o
indivíduo acima de suas restrições. A construção de
uma verdadeira sociedade inclusiva passa também
pelo cuidado com a linguagem.( ... ) Por isso, vamos
sempre nos lembrar que a pessoa com deficiência
antes de ter deficiência é, acima de tudo e
simplesmente: pessoa.Maria Isabel da Silva,
jornalista
• Correto para se expressar é a pessoa possui
uma deficiência e não é pessoa é um
deficiente ;
• Doença mental , Deficiência mental e
Deficiência intelectual não são a mesma coisa;
Doença Mental
• Conjunto de comportamentos e atitudes
capazes de produzir danos na performance
global do indivíduo, causando impactos na
vida social, ocupacional, familiar e pessoal.
• Depressão, transtorno afetivo bipolar, a
esquizofrenia, demência, psicoses, síndrome
do Pânico, Síndrome de Tourette, entre
outras.
Deficiências Mentais
• Deficiente mental é definido pelo estado de
redução notável do funcionamento intelectual
inferior a média, associado a limitações de
pelo menos dois aspectos do funcionamento
adaptativo: comunicação, cuidados pessoais,
competências domésticas, habilidades sociais,
utilização dos recursos comunitários,
autonomia, saúde e segurança, aptidões
escolares , lazer e trabalho.
Deficiência Intelectual
• Atraso no desenvolvimento cognitivo;
• QI abaixo de 70;
• Podem processar as informações mais
lentamente;
• Ter mais dificuldade na comunicação;
• Síndrome do X frágil- Mais comum no mundo;
• Síndrome de Down;
• Síndrome de Prader-Willi;
• Síndrome de Angelmans;
• Síndrome de Willians.
• Autismo não é uma doença;
• Autismo não é uma doença mental;
• É TEA( Transtorno do Espectro Autista) é uma
condição relacionada ao desenvoilvimento do
cérebro que afeta a forma como uma pessoa
percebe o mundo e se socializa.
• Síndrome de Down não é uma doença e uma
alteração genética produzida pela presença de
um cromossomo a mais.
• Quem agora te chega ao regaço com
deficiência e limitação, recupera-se no cárcere
corporal das arbitrariedades que
perpetrou."— Divaldo Pereira Franco e Joanna
de Ângelis - Leis Morais da Vida.
• Como deve ser encarado o problema da
doença mental sob a ótica espírita?
• Quais os elementos envolvidos nesse
processo de tanta dor?
• Qual o papel da família que tem em seu seio
um doente?
Visão espírita
• A origem é sempre espiritual, pois o cérebro não
pensa, quem pensa é o espírito. O cérebro
retransmite o que pensamos. O cérebro, também ,
não produz sentimentos, apenas reproduz
sentimentos da alma;
• Nossos arquivos perispirituais contém registros de
inúmeras encarnações  que muitas vezes jazem
adormecidos a espera do estímulo para serem
corrigidos e reorganizados de forma equilibrada.
• Na visão espírita o perispírito traz , de outras encarnações,
alterações energéticas ou desequilíbrios  que vibram em
uma determinada frequência  e por isto, sintonizam,
favorecem, ou atraem estas situações de distúrbios mentais. 
• Há , também, situações decorrentes da atual existência. O
espírito quando  produz, constantemente, pensamentos ou
expressa sentimentos  de baixo nível ou seja , doentios, estes
são veiculados pelo perispírito  e manifestam-se   no corpo
gerando graves  problemas  e alterações no corpo físico
modificando a expressão de idéias, pensamentos e
sentimentos.
• Por que nascem nessas condições enquantos
outros nada tem??
• A causa sendo sempre anterior ao efeito, e desde
que não se encontra na vida atual, é que pertence a
uma existência precedente. Por outro lado, Deus
não podendo punir pelo bem o que se fez, nem
pelo mal que não se fez, se somos punidos, é que
fizemos o mal. E se não fizemos o mal nesta vida, é
que o fizemos em outra. Esta é uma alternativa a
que não podemos escapar, e na qual a lógica nos diz
de que lado está à justiça de Deus. O Evangelho
Segundo o Espiritismo, Cap. V).
• No livro "Recordações da Mediunidade" ditado
pelo espírito do Dr. Bezerra de Menezes, o
ilustre médico nos mostra que muitos casos de
deficiências mentais e problemas epilépticos
profundos são ocasionados, por exemplo, pelo
suicídio em encarnação anterior, não como
castigo, mas pelo traumatismo violento que
lesa o perispírito ( desquilibrio que não
permite ao espírito regenerar seu perispírito).
• Dr. Jorge Andrea (médico psiquiatra), no livro
"Psicologia Espírita I", aborda a temática do
deficiente mental no capítulo "Dinâmica Espiritual
do Excepcional", mostrando participação do espírito
na formação do seu próprio corpo, e diz: "Os genes
cromossomiais responsáveis pelos fatores da
herançateriam em seu íntimo as influências das
vértices do psiquismo profundo a comandar,
orientar e ditar normas no mecanismo da vida".
• Outro ponto importante é quando Dr. Jorge
Andréa diz: "O espírito reencarnante com suas
deficiências, buscando a futura mãe, sintoniza,
afiniza-se mais facilmente com as células
sexuais que carregam deficiências e desajustes
com suas estruturas íntimas; isto é um
aproveitamento da lei de Deus para que o
espírito não escape ao seu destino doloroso,
mas necessário".
• Em "Evolução em Dois Mundos", capítulo sete, diz-nos
André Luiz: "No ser em formação toda permuta entre
os cromossomos é presidida por agentes magnéticos
ordinários (lei de hereditariedade) ou extraordinários
(pela intenção dos Organizadores Espirituais do
Progresso). Em razão disso e atendendo-se aos
objetivos finalistas do Universo, não será possível
esquecer o plano Divino, quando se trata de qualquer
intenção mais profundada da Genética, ainda que isso
contrarie aos cultores da ciência materialista"
Sindrome de Down
• A causa da Síndrome de Down no corpo físico,
resulta daquilo que os cientistas chamam de
“acidente genético”, devido á presença de um
cromossomo 21 a mais nas células. É chamada
de trissomia do cromossomo 21.
• Uma das possíveis explicações , é o uso da
inteligência de forma mal direcionada em
encarnações anteriores;
• Espíritos que se valeram do brilho intelectual
para prejudicar em demasia outras pessoas, ou
abreviaram suas próprias vidas por não
suportarem suas dores, gerando como
consequência, distúrbios energéticos no
perispírito.
• Como nada acontece sem uma razão, os pais escolhidos para
essa difícil missão, em razão de compromissos assumidos
anteriormente ou por amor, recebem como “joalheiros da
vida” o papel de transformar uma pedra bruta em jóia
preciosa;
• Como lembra o título do livro As Aves Feridas na Terra Voam,
de autoria de Nancy Pullman, que aborda a trajetória dos
deficientes intelectuais como espíritos encarnados no plano
Terrestre. Esses espíritos precisam voltar a voar, mesmo com
as asas quebradas na atual encarnação. Seus mais altos vôos
dependerão daqueles que o receberem em seus ninhos.
Autismo(TEA)
• O autismo se caracteriza por um grave
transtorno do desenvolvimento da
personalidade, revelando uma perturbação
característica das interações sociais,
comunicação e comportamento. De uma
maneira geral, a pessoa tem tendência ao
isolamento, olhando de forma dispersa, sem
responder satisfatoriamente aos chamados e
demonstrando desinteresse pelas pessoas.
• Divaldo Pereira Franco fala: No fenômeno do autismo
estamos diante de um ex-suicida a qual, desejando fugir
à responsabilidade dos delitos cometidos, envereda
pela porta falsa da autodestruição. Posteriormente,
reencarna com o drama na consciência por não ter
conseguido libertar-se deles. São, também, os
criminosos não justiçados pelas leis humanas ou
Espíritos que dissimularam muito bem suas tragédias.
Assim, retornam à Terra escondendo-se da consciência
nas várias patologias dos fenômenos esquizofrênicos.
• Os pais devem esperar a criança dormir e
conversar com ela. Pois a conversa é captada
pelo inconsciente (Espírito). Falar devagar,
pausadamente: Estamos contentes por você
estar entre nós; Você tem muito que fazer na
Terra; Você vai ser feliz nesta vida; Nós te
amamos muito; etc.
Nanismo
• A pessoa encarna sob essa condição,
basicamente por duas razões: a primeira
delas, a mais freqüente, porque praticou o
suicídio em outra existência e a segunda por
ter abusado da beleza física, causando a
infelicidade de outras pessoas.
• O nanismo está particularmente ligado ao
suicídio por precipitação de grandes alturas. O
anão revoltado, em geral é o suicida de outra
existência que não se conforma de não ter
morrido, porque constatou que a vida é uma
fatalidade e, mesmo desejando, não consegui-
la.
Alzheimer
• O Alzheimer segundo o Espiritismo pode ter origem em
conflitos do espírito refletidos na matéria, o que a
psicologia chama de somatização. No livro “Nos Domínios
da Mediunidade”, psicografado por Chico Xavier, André Luiz
explica que:
• “assim como o corpo físico pode ingerir alimentos
venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o
organismo perispiritual absorve elementos que lhe
degradam, com reflexos sobre as células materiais”. 
• Existem basicamente duas causas espirituais que podem
estar atreladas ao desenvolvimento do Alzheimer.
• Obsessão- Indivíduos envolvidos em processos obsessivos
graves e por longos períodos podem sofrer consequências
orgânicas. Geralmente elas são provenientes da emanação do
pensamento doentio tanto do obsessor, quanto dele mesmo,
imprimindo na matéria as consequências dessas vibrações. 
• Tal ocorrência poderia explicar a atrofia acentuada no encéfalo
que é uma característica do Alzheimer. Lembramos que o
cérebro é a sede do pensamento e por isso seria a estrutura
material mais prejudicada pelas baixas vibrações espirituais.
• Auto-Obsessão- Esta parece ser a principal causa do Alzheimer
atribuída à origens espirituais. Auto-obsessão é um processo
nocivo desencadeado pelo próprio espírito. É muito comum nas
pessoas com rigidez de caráter, introspectivas, egocêntricas e
portadoras de sentimentos doentios como o desejo de vingança,
o orgulho e a vaidade.
• Invariavelmente o sentimento de culpa incutido
inconscientemente no espírito e que as vezes se arrasta por
várias reencarnações é o fator determinante. O espírito é
chamado à ajustes com a própria consciência, necessitando de
isolamento e esquecimento temporário de suas ações pretéritas.
• As pessoas com Alzheimer podem estar envolvidas nas duas
situações acima, uma vez que o pensamento nocivo atrai
espíritos do mesmo padrão vibratório que acabam por iniciar
um processo de obsessão mútua, uma espécie de simbiose. 
• É evidente que este processo deve se arrastar por muito
tempo até desencadear uma patologia física. É por esse
motivo que o Alzheimer é tão comum na fase senil.
Angústias e tormentos psíquicos que duram uma vida inteira,
muitas vezes com origem em outras existências, sucumbirá
no final da vida física traduzido em doenças diversas da
matéria.
• Independente da origem, a doença constitui grande oportunidade
de aperfeiçoamento moral. Não somente para o paciente, mas
também para todos aqueles que estão diretamente envolvidos com
o processo do cuidar. Os familiares que estão novamente reunidos
para resgatar débitos contraídos entre si enfrentam provações
dolorosas com a doença, porém reparadoras.
• Aquele que cuida hoje, certamente foi algoz no passado e necessita
reajustar sua conduta ou até mesmo desenvolver sentimentos que
ainda não possui. Para os cuidadores terceirizados, o ensejo é de
exercitar a paciência, desenvolver a compaixão e o amor ao
próximo, executando a missão escolhida por ele mesmo na
espiritualidade.
• Do ponto de vista espiritual, orienta-se a
prática da caridade, o desenvolvimento do
amor ao próximo, o exercício incansável do
bem e o trabalho edificante como profilaxia
para doenças do espírito. Retidão de caráter e
elevação de pensamento, contribuem para o
aperfeiçoamento do espírito e evita transtornos
de todas as ordens. Não esqueçamos a
recomendação do Cristo: “Orai e vigiai”..

Você também pode gostar