Você está na página 1de 10

Divulgação de informações sobre o

programa de segurança da empresa


Chicleteria
Setor de Amassadora e extrusora
Nome do aluno: Icaro Balduino Pereira da Silva
Setor de Amassadora
05 Funcionários trabalham no setor operando os
seguintes equipamentos.

Moinho de açúcar;
Tanque de Aquecimento da Glucose;
Máquina Amassadora; e
Mesa de Recepção da Goma Base.
Setor de Extrusora

03 Funcionários trabalham no setor operando apenas um


equipamento:

Máquina Extrusora.
No setor de Amassadora e Extrusora foram levantados dois agentes de
risco quantitativos conforme os dados apresentados abaixo na tabela:

O levantamento mais recente apresentou os seguintes dados:


Conforme o Anexo I da NR-15, ruídos contínuos ou intermitentes.
Para 8 horas a máxima exposição diária permitida é 85dB(A). Assim sendo o ruido emitido pelo
Moinho excede 2dB(A) além do preconizado da NR.

Persistindo no trabalho exposto além dos limites de tolerância, pode causar a perda ou diminuição da
capacidade auditiva, além de outros efeitos nocivos, como:
• Insônia;
• Dores de cabeça;
• Problemas cardíacos e variações na pressão arterial;
• Vertigens;
• Desmaios;
• Problemas digestivos como gastrite, úlcera. vômito, enjoo;
• Problemas emocionais, como: irritabilidade, estresse, cansaço, ansiedade, redução da libido, oscilações de humor;
• Entre outros.
Conforme o Anexo VIII da NR15, vibrações.
O limite de exposição ocupacional diária á vibração de corpo inteiro corresponde ao:
• valor da aceleração resultante de exposição normalizada (aren) de 1,1 m/s2; ou
• valor da dose de vibração resultante (VDVR) de 21,0 m/s1,75.

• Excedendo o aren em 0,1m/s2 e o VDVR em 2,2/ m/s1,75. Persistindo no trabalho exposto além dos limites de tolerância, é
considerado trabalho insalubre conforme Normativas, e seus efeitos nocivos, podem ser:
• Doenças vasculares;
• Neurológicas;
• Musculares;
• Falta de sensibilidade nos membros;
• Dores de cabeça;
• Desorientação;
• Entre outras.
Além dos 02 agentes de risco avaliados quantitativa, o Ruido do Moinho e a Vibração
de Corpo Inteiro da empilhadeira, vale ressaltar o Checklist do Plano de Ação
existente para as melhorias implantadas ou a serem finalizadas no Setor de
Amassadora e Extrusora.
Foram mantido no Plano de Ação as situações pendentes a serem finalizadas
conforme prazo estipulado no mesmo, para o Setor de Amassadora e Extrusora.
Foram mantido no Plano de Ação as situações pendentes a serem finalizadas
conforme prazo estipulado no mesmo, para o Setor de Amassadora e Extrusora.
Contudo além de todas as melhorias implantadas nos setores para melhor
adequação dos postos de trabalho, proporcionando qualidade e produtividade
dentro dos padrões normativos exigidos, requer que os dois agentes de risco
avaliados quantativamente, o Ruído do Moinho e a Vibração de Corpo Inteiro da
Empilhadeira, no Setor de Amassadora e Extrusora, sejam corrigidos com uso de
EPIs (abafadores ou protetores auriculares), aquisição de equipamentos com baixa
vibração e/ou até mesmo implantação de um rodizio para diminuir o tempo d
exposição ao agente de risco.

Expomos aqui dando ênfase a esta apresentação de dois agentes de risco como o
Ruido e a VCI, mas em cada setor há de ser levantado, bem como as citações de
seus Chefes de setor, todo e qualquer agente de risco podendo ser avaliado e
adotado medidas corretivas cabíveis dentro de especificações normativas com o
uso de EPC, EPI, ferramenteiro, maquinário e métodos de controle.
Muito
obrigada(o)!

Você também pode gostar