Você está na página 1de 6

Nome: Luís André Telo Jardim

Nº12 11º41
Liceu Jaime Moniz

Jean-Jacques Rousseau

“O homem nasce livre, mas por toda a parte encontra-se a ferros.”


Índice
• 1. Biografia.............................................................................................

• 2. Iluminismo..........................................................................................

• 3. Ideias de Rousseau.............................................................................

• 4. A perseguição e morte.......................................................................
Biografia

• Rousseau nasceu na Suíça, em 1712 e faleceu 66 anos depois, em


1778.
• Foi um filósofo social, teórico político e escritor.
• Foi uma figura importante do Iluminismo e do Romantismo.
• As suas obras desenvolveram a idealização de que a soberania reside
no povo, o que influenciou na Revolução Francesa.
• Teve uma vida conturbada com uma saúde física e psíquica debilitada.
Iluminismo
• O iluminismo foi um movimento que surgiu com novas formas de
pensamento em que o objetivo era defender o uso da razão sobre o da
fé para entender e solucionar os problemas da sociedade.

• Buscavam entender todo o conhecimento de forma racional, assim


destruindo preconceitos e ideologias religiosas.

• Defendeu os princípios do direito natural e apoiou uma sociedade mais


justa, no qual a liberdade se assumiu como um aspeto a respeitar e a
felicidade tornou-se o objetivo principal da vida.
Ideias
• Rousseau defendia que a natureza humana é naturalmente boa e que
a sociedade é o que os corrompe, ou seja, a bondade dos homens é
afetada pela civilização.
• Rousseau afirma que a única esperança de garantir os direitos de cada
um está na organização de uma sociedade civil, na qual esses direitos
sejam cedidos a toda a comunidade de forma igual.
• Através da sua obra “O contrato Social”, no domínio político, a
atividade governativa passou a ser articulada com um contrato social
em que o monarca estabelecia um consenso com os seus súbditos.
Perseguição e morte
• O parlamento de Paris condenou Rousseau pois considerou o contrato
social uma afronta ao governo, para o tempo em que a Europa vivia,
as ideias de Rousseau eram interpretadas como audaciosas.
• Com estas e mais acusações teve de passar o resto da vida em fuga
pois tinha ordem de detenção, o que levou à decadência da sua saúde
mental, começou a sofrer de mania da perseguição e até mesmo de
demência.
• Acabou por morrer em França, de apoplexia na casa de Marquês de
Girardin.

Você também pode gostar