Você está na página 1de 21

INTERVENÇÕES

PSICOLÓGICAS
FOCAIS
ACONSELHAMENTO PSICOLÓGICO

ACONSELHAMENTO DIRETIVO:
TEORIA TRAÇO E FATOR

PROF. DR. PAULO BESSA DA SILVA


ACONSELHAMENTO DIRETIVO: TEORIA TRAÇO
E FATOR

• SCHEEFFER, Ruth. Teoria Traço e Fator.


In_____Teorias de aconselhamento.
São Paulo: Atlas, 1976. p. 24-41.
• Caráter distinto do tratamento clínico
• Prioriza a adaptação e o ajustamento do
indivíduo à sociedade, especialmente ao
mundo do trabalho.
• O profissional de AP avalia e julga segundo
valores claramente explicitados como
meta e sustentação de sua prática:
solidariedade social, respeito ao ser
humano, senso estético, conduta ética
Origem e desenvolvimento

• Concomitante à orientação vocacional


• Ênfase no ajustamento educacional
• Capacidades e potencialidades únicas do
indivíduo podem ser identificadas
mediante testes psicológicos e estão
correlacionadas às diferentes profissões.
• O aconselhamento tem abrangência mais
ampla do que a psicoterapia, segundo os
adeptos da Teoria Traço e Fator, por
integrar orientação educacional e
vocacional, dinâmica da personalidade e
de relações interpessoais.
• O aconselhamento tem como objetivo o
ajustamento atual e remoto do indivíduo
ao seu meio, em termos de aprendizagem
Analogias
• Darley (1943) comparava a entrevista de
aconselhamento ao processo de venda de
um produto (pontos de vista, atitudes ou
planos de ação).
• Atualmente, AP está associado ao processo
educativo: o aconselhando é ensinado a
pensar bem para alcançar a excelência em
suas realizações pessoais.
Ponto de vista atual

• Enfatiza o indivíduo na sua totalidade;


• Desenvolvimento dos valores tem tanta
importância quanto do intelecto;
• Inclui aspectos afetivos, além dos
racionais.
Concepção da natureza humana

• Ser humano nasce com potencial para o


bem e para o mal.
• Sentido da vida está em procurar o bem e
rejeitar o mal.
Objetivos
• Autodesenvolvimento das potencialidades
• Melhoramento da sociedade
• Total senso de humanidade
• Decência de conduta e relacionamento
com os outros
• Senso estético
Objetivos

• Conduta ética
• Tratamento das pessoas como fins, não
como meios para atingir fins.
O processo de A.P.

• O aconselhamento representa uma


situação de aprendizagem.
• Aconselhador atua como professor.
Seis passos

• Williamson descreveu o processo de


Aconselhamento como uma sequência de
seis passos: análise, síntese, diagnóstico,
prognóstico, aconselhamento e
acompanhamento.
Análise

• Colheita de todos os dados relevantes


sobre o cliente.
Síntese

• Processo de organização de todos os dados


sobre o cliente.
Diagnóstico

• Síntese da informação que nos indica o


que está impedindo o progresso do
indivíduo ou sua tomada de decisão.
Prognóstico

• Previsão de desenvolvimentos futuros


relacionados com o problema do cliente.
Aconselhamento

• Processo de ajudar o cliente a dar os


passos necessários que irão resultar em
ajustamento ou reajustamento.
Acompanhamento

• Observação do progresso do cliente ou a


repetição de novos casos, se não houver
desenvolvimento positivo.
Próximo encontro
• Aconselhamento Centrado na Pessoa

Leia:
• SCHEEFER, R. Teoria de Aconselhamento Centrado no Cliente. In
___ Teorias de aconselhamento. São Paulo: Atlas, 1976. p. 42-
68.
• MUCCHIELLI, R. A Entrevista Não-Diretiva. São Paulo:
Martins Fontes, 1978. p. 11-51.

Você também pode gostar