Você está na página 1de 33

| 

 |


|
  
     

 

  

à   à

 àà 

à
 àà
 à

a 
        



0 à      !" # "$%& $" '  (( ')*+


 '"! ! !,         ' -  '"  $. '
&)&'!-  ' !  /  0"&&' # "' ' &)&' !  
$!) $"1
0 "$    '"!  "2 $ '- "",-  !"#- "'$ 
')%"- ! $.&  !"!'!  $"&#1
0 + /  !"0 ' $"  )!"  !")   '!" "  # 
  '" $"&)  32 + /   &- )  
"'! !  %4  $!%&)1 '% *4   4)'"# ')"1  $
5'  0 " !#  6    )*1
0 7 ) !'!2 $"  6 # $!1 )! $0) 
''! %"1 # !" /   " $"! '  ' #
/  !  !#  !"!'!  /  $"%! ' !%" # /  
$"8 - " )!!  " $$ )"- $' '$)"  $"0)'  "1
0  5&  ''!  ' ! &9 ' $"4 '0+1
0 !"  !")- $"%! )'!" !      0!! !  )! '!"
0 !"!,4!9"' '!-"!"!5!)/ )
&)&'1')*""'!!$"%!"!:'.)
:' -/ !!#$"!!"&,!'6-0 
$"$"":"$"! ""*4"" )! %&
$" !&;à  -(<<=>



ù !"0 " $"  " #  '"0  '"!)


 : $"$     ' " '
'     
ù !" 9" '  $"'#  $"&#  "! 
!'!  "1
ù à'$*"  "'!  &)&'!  "?
ù ')*""  / )  !# /  )* , $"! 
"&  6   )"?
"$'$!

‡ Acolhimento;
‡ Melhoria no manejo e tratamento de casos:
- Identificação de sinais clínicos que permitem a
avaliação e classificação adequada do quadro,
triando rapidamente a situação de risco:

Encaminhamento urgente ao hospital


Tratamento ambulatorial
Orientação para cuidados e vigilância no domicílio
"$'$!
‡ Melhoria no manejo e tratamento de casos:
> O uso racional de drogas;
> O uso racional de tecnologias para o diagnóstico.
‡ Reorganização dos serviços de saúde:
> Organização da porta de entrada dos pacientes;
> Garantia da consulta de retorno quando necessário;
> Disponibilidade de medicamentos;
> Implementação do sistema de referência e contra referência;
‡ Introdução de medidas de promoção e prevenção na rotina
de atendimento das crianças;
‡ Melhoria das práticas familiares e comunitárias em relação à
saúde
Etapas da Estrat,gia

Avaliar e Classificar a Criança Doente de 2 meses a


5 anos

Identificar o tratamento

Tratar a criança

Aconselhar a mãe ou o acompanhante

Atenção à criança doente de 1


semana e a menos de 2 meses

Consulta de retorno
 !"# 

0 $"!"#
0 ""$"4
0 @ )$""$""
0 "",
0 0"
0 "0)' &
0 à' !"#
0 !&#
ETAPA I - Perguntar a Mãe que
problemas a criana apresenta

0  %&!"#?
Motivo da visita

-Acolhimento do profissional de
Verificar peso e temperatura e anotar no
saúde
cartão da criança
- Verificar a idade da criança Se de 1 semana até 2 meses
Se de 2 meses à 5 anos
-Perguntar a mãe sobre o
problema da criança

-Determinar se é a primeira
consulta ou consulta de retorno. Objetivo da consulta de retorno: verificar
se o tratamento que a criança recebeu na
primeira consulta foi útil.
ETAPA II  Sinais de Perigo

Não consegue beber


ou mamar no peito

Sinais Gerais Está letárgica ou


Vomita tudo que ingere
de Perigo inconsciente

Apresentou convulsões
ETAPA III  Avaliar a TOSSE ou a Dificuldade
de Respirar

A SEGUIR PERGUNTAR SOBRE OS PRINCIPAIS SINTOMAS


A criança está com tosse ou dificuldade de respirar?
SE A RESPOSTA FOR SIM, OBSERVAR, AUSCULTAR

PERGUNTAR: - Contar a freqüência respiratório em 1 minuto.


- A criança tem que estar tranqüila.
Há quanto tempo? - Verificar se há tiragem subcostal: quando a
criança INSPIRA se a parede torácica inferior retrai-se
- Verificar e escutar se há estridor ou sibilância.

IDADE DEFINIÇÃO DA RESPIRAÇÃO


RÁPIDA
2 meses a menor de 12 meses 50 ou mais respirações por minuto
1 ano a menor de 5 anos 40 ou mais respirações por minuto
ETAPA III  Avaliar a TOSSE e a Dificuldade de respirar

0 7à
à  à

„  „ „„   



 
 
     

 
   
 ! "

   !"
#  " 

        $     
 %


 
&' (
  !) "  " 
  
 *

 +

  " , ) 
$

'
  




! -"
"!"

 

"
    .


 %  
  
/0 „   +  

  12
 3 +


  &
   
+    +

  " , ) 
$
4' !
  




! -"
"!"

 

 
 1
5

„      5
  '  %
6
ETAPA III  Avaliar e tratar sibilância

 
 !"



)

 

  +

7 

)'$8+

' %

 %

! -"

  9:;"

.2 7



„ 
 
      ' %
; $ 

       %
6
     
ETAPA III  Uso de broncodilatadores

9 „#/< ;  = 

9:     (>6 " 




„
!
 ? @
A26A 

"

1B? A2 
    7 8
 1
 „

9 C„9D;
+ E 

7 
 1
5



     . FG
 .?5
C27A?B? D
.
AA  A?. A?F .75
CHA2BD
 A
F
 A A?. 572
ETAPA IV  Avaliar a Diarr,ia

"
&
  ("
,
I
„ „ 7  
; 9„
>


"&' 

"
&

J(
  I "
&
 " 
3 ;
3 ("
 ""  I
! +
  %  '$ 
$  "  8 4"
&
6
;
J(
 
$ E I 3'"  ! !  ! !   
I
3 9 ! 
+
  7"  I
„

 
;
 +

 


 ;
   
  C
 .  DI
 
  I
ETAPA IV  Estado de desidrataão

 
    ; 3 "
 

+ 

 ("
 ""  3 „  
"
$"
&'  ";
 % $  „ #/ 3  $  

' "  ! !   ! !    
%
6
„

 
;+
   
  3 „ 
"
&
+  .
  



 ' % +  "
  
") 
7
 
 
 !) "


") 
6
 
    ; 3  
 „
 
7

3 $
 !
  

 % $  „ #/    
9 !
+
  7"  3 „      5

„

 
;+

 
 
    ; 3 

    8  




' %( 
  $"   

„„ #/

,
 "

6
"
$"
   

&' 
+ 3 $

'
  

  

&'  

 
3 „      5
  '  %

ETAPA IV  Classificar a Diarr,ia


,
%( 
  AF
  0 „ „ 


 

&'
 
J(  

&'   $  

%


,
%( 
  AF
  0  $

' !

 
' %(  

&' „ „
&'

 +

 

 


"
   "5



,
"
 
  „   !) " 

„%
 

 E  5


"
   "5

ETAPA IV  Classificar a Diarr,ia

Diarréia Líquida Aguda pode causar desidratação e


contribuir para a desnutrição. A morte de uma criança com
diarréia aguda se deve geralmente à desidratação.

Diarréia com Sangue, com ou sem muco, é chamada


DISENTERIA. A causa mais comum da disenteria é
a bactéria Shigella. A disenteria amebiana não é comum
nas crianças pequenas. Uma criança pode ter diarréia
líquida e disenteria associada.
ETAPA V  Avaliar a Febre

"
&
  ("$ ! I

„ 
 
$„ 7  
;

J(
  I
„ %(
 *
7  $ !  
I 9„G 
 
   (";
3  E  "

3  , 

3 !

   $


ETAPA V  Classificar a Febre

A criança tem sintoma principal de febre se:


A criança tiver uma história de febre, ou
A criança está quente ao toque, ou
A criança tem uma temperatura axilar de 37,5º C ou mais

Observe ...
Quanto tempo a criança tem tido febre;
Rigidez da nuca;
Petéquias;
Abaulamento da fontanela;
Coriza.
ETAPA V  Classificar a Febre

Área emr   emalára



 
   DOENÇAEBRIL 
 
  
 !) "
 E  "
 MUITORAVE  " 

 , 
 


"
&


 +

!

   $

% " 

 ! 

3
  ,"
 $ 

%

 % 
  &
$ !   
+ DOENÇAEBRIL  ! 

K 

  ,"
$
! 
 

„     
 

$ !   
„ $ ! %(
 *
7
 $ 


+  
&'6
ETAPA V I Avaliar os problemas de ouvido

"
&
  ("! 
  +I

„„„„ 7; 9„

 (" +I ! +


 %( " &'
J( " &' +I   
 +6
„ % + 7%(
  I 



 
 
%(  $
&' 


(
 %
6
ETAPA V I Classificar os problemas de ouvido

  $
&' 

  
(MASTOIDITE 3

 
   !) "

 %
 " 

3 
 
  

,"
3  $ 
J

„ " &'  
+8+  + 3  !) " " 
A2

%(  AF
7 INECÇÃOAUDA 3 


,"


 + DOOUVIDO 3 „ "
 + 
 "%
7
   " &'
3  "5


„ " &'  
 +%( INECÇÃOCRÔNICA 3 „ "
 + 
 "%
6
AF
 
6 DOOUVIDO 3 
"
 "5


'   + '$




 % 
 " &'  
NÃOÁINECÇÃO 3  %  

  
"

NOOUVIDO
ETAPA VII  Avaliar a Desnutrião e a Anemia

„   „J<„ #/ 

9„
! +
 %( 
 "  
" 
7+8+

 $"
 %(  
 
!,

! +
 %(
 E

60
;
3 
 E


+ I
3 
 E

 + I

 
 





+


 + &' "
 '
"
&

ETAPA VII  Classificar o estado Nutricional


 "  
" 
+8+  DESNUTRIÇÃO 
+


 
 
!, RAVE 



 +
% " 



%

"
&
C " 
D
 $ %

   !
>



 +



 
&'  
4

!
> "   1 PESOMUITO ' 6
BAIXO    @  
+





 
&'6  5

 !
>



 PESOBAIXOOU +



 
&'  
4
C    "   A2 1DANOINSUICIENTE '
   @  
+




3
 
&'6 "12
6
 ',!
> ' OPESONÃO +



 
&'  
4
  % 
   &' BAIXO ' 6
ETAPA VII  Classificar a Palidez Palmar


 E


+    $ 

%


 E

 +   
$ 
 ! 
E ;"
&
"A

 
7  ' %
 

 % 
 L @  6
+



 
&'  
4
' ! 
  "  

"
 "AF
6
ETAPA VIII  Verificar o Estado de Vacinaão das
Crianas

0 "")%"0%&#
0 à'!""&!"-"$!
!""!"&)
0  ')!"A+
0 !""+&"

0   à 


BCà7à
 àà
àà à ?
"!""
0 !"/ ''!'!"#")
$"$"$""!-0'' 4'1
0 à'!""''!$"&");'!0D!-
)4,@!!,"'-&!'à-""'09)>"
:'#'/ "!''!'1
0 "!"#));"#$ " )! &>":
'#'/ "''!'1
0 ""'#'$" 1
0 "''!/ #'!" '!"&
61
0 "&"*$4)'1
0 "!""!#1
0 ""?
!$'"%()!%*'

0 à)'!#"
0 à'!"#)./ 
0  4"'"
0 7 "!""'!'!
0 7 "!""$"4 '!
0  0" $"D$"6
E 7 &)!"$"' 9+1
E "9"'$""!#"!&9/ &"
"&?
'":'#0"/ &
"!"""&6
0 " ' )!"!"
0 '!'!-$"'/ $"
0 "$"D5'' 9#"'$*'!"'!
0 
à 


„  
    

     


„  „
„„ !"#$%&!'(
 )„„# "„"$%

 * „„#


 ""$% +„
,",  $ -   ./0

 12„
7à
àC  
à 
C ààC

 0    3.3 0   45

,.3 0  -  4 4  


0 0 .
  06 4

„  „„#"  -70


„      0
6.00  
,.3  . . 

„   08  48 „   6 9


 
6.00 4 4 :
CF
  
à 


0 !"'",$"'" )!  )!"!"


0 "4 !""&)& )4 '&$"0)'
0 ""*%$"4'4")-&)!'
$"$! !")"?
0 à&)"'!&!"!'!2
0 &) 0'-! " '#!,
'$)!"/ '1
0 !* "4&$"0)' !**&
4"&'!/ ")!" !1
 C à GH
  
 Cà
I
 à

0   
C àJ à2
0  '4"& ' !4"&1
0 "!#4"&1
0 "",$"!!4"&1
0 0")' !4"&1
0 C!!1
0  !"#4"&1
0 à'4"&

0
B2" 86)#8  àà
 à-
 "&!&"+$"!"A)*!
%"-)#$""0"4!"'!""
*$!)?
KC
àC IàC

V VV VV
  V

m     


    !"
a #$%
m  &   
'  ()% 
'  ()% 
*+  > )   () ,   ()*-

   ( . "


/0111112
m  3 ) 4 5  &

 -  - 


 
" m> 06!#