Você está na página 1de 8

O POVO

CONTRA A
DEMOCRACIA
YASCHA MOUNK Capítulo 9 – Renovar a fé cívica
DESCONFIANÇA DAS INSTITUIÇÕES
DEMOCRÁTICAS

 A ascensão da comunicação-para-muitos facilitou que informações virais corressem o mundo.


Os guardiões tradicionais perderam boa parte do seu poder.

 Duas alternativas igualmente desagradáveis: de um lado a regulamentação intrusiva (ou a


censura pura e simples); de outro a inércia e o fatalismo
ALTERNATIVAS “MEIO-TERMO”

 Modelo de autorregulamentação que foi adotado na industria do cinema e da televisão

 As próprias plataformas (facebook e twitter) já selecionam informações – e ajudam a tornar


algumas virais e outras não.

 Censurar bots.
RECONSTRUINDO
A CONFIANÇA NA
POLÍTICA
 Fake news e discurso de ódio não são fenômenos novos. A diferença dos nossos tempos é que
antes o governo era mais transparente e digno de confiança.

 “Um meio termo eficaz contra a propagação de teorias da cosnspiração, portanto, é restabelecer
formas tradicionais de boa governança”. Para reconquistar a confiança da população… os
politicos terão de se ater à verdade em suas campanhas, evitar a percepção de conflitos de
interesses e ser transparentes quanto à relação que têm com lobistas no próprio país”

 A sobrevivência de democracias estáveis sempre dependeu da boa vontade dos principais atores
politicos em agir Segundo as regras básicas do jogo
 “Faz tempo que as pessoas comuns sentem que os politicos não lhes dão ovidos ao tomarem as
decisões” (p. 287)

1) Limitar a influência do capital privado sobre as políticas públicas – fazendo isso, terminando
com o lucro de legisladores com suas conexões depois de deixar os cargos – os sistemas
politicos mundo afora começarão a reconstruir a confiança que perderam

1.1.) Restrições e limites a doações de campanha (bem como restrições para os politicos após
deixarem os cargos)
 1.2. aumentar o funcionalismo – para que os legisladores não dependam de lobistas

 1.3. Aumentar os salários dos politicos, para que estes fiquem menos suscetíveis a incentivos
externos
APOSTAR NA
EDUCAÇÃO
CÍVICA
 A educação cívica é um bastião essencial contra tentações autoritárias

 Durante os primeiros séculos da existência da repúglica, essa ênfase na educação cívica


moldou o país. Escolas pelo país for a dedicavam bastante tempo a ensinar aos alunos “como
um projeto de lei se torna lei”
 Educação universitária se tornou utilitária (e não formadora), levando a um desinteresse pela
política. 17% dos estudantes apenas sabiam o século em que a revolução americana ocorreu.
 Uma parte integral dessa educação deveria ser a explosição dos motivos pelos quais os
princípios da democracia liberal mantêm um Encanto especial. As alternativas (fascismo,
comunismo) continuam sendo repugnantes.
BASES
MORAIS
FRÁFEIS
 As mídias sociais só tiveram um impacto tão corrosive na democracia liberal porque as bases
morais do nosso Sistema politico são muito mais frágeis do que imaginavamos. Portanto,
quem quiser contribuir para a revitalização da democracia liberal terá de ajudar a reconstruí-la
sobre akucerces ideológicos mais estáveis

Você também pode gostar