Você está na página 1de 14

Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher

Prof. Esp. Mariana Camarço


Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher

• Sobre a disciplina
•A disciplina oferece embasamento teórico e prático visando à
instrumentalização do aluno nas avaliações clínicas, biológicas e psicossocial
da mulher, da gestante e o do recém-nascido, fornecendo elementos para o
desenvolvimento de ações e reflexões do cuidado de Enfermagem.
Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher

• Objetivo geral
• Conhecer as características e as necessidades da mulher, da gestante, da
puérpera e do recém-nascido no processo saúde-doença.

• Apresentar os principais aspectos que atualmente são discutidos em relação à


saúde da mulher, no Brasil, a fim de proporcionar ao aluno uma visão ampla
sobre a atuação do enfermeiro, utilizando diretrizes recomendadas pelo
Ministério da Saúde.
Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher
 Objetivos específicos
 Aprender a anatomia e a fisiologia do aparelho reprodutor feminino.
 Compreender as adaptações anatômicas e fisiológicas que ocorrem no organismo da mulher
no transcorrer da gestação.
 Conhecer a assistência de enfermagem no pré-natal de baixo risco.
 Avaliação da mulher, da gestante e do recém-nascido.

 Reconhecer os processos fisiológicos do trabalho de parto e parto normal e a assistência de


enfermagem em cada período.
 Identificar as principais intercorrências clínicas durante o ciclo gravídico-puerperal.
 Descrever a assistência de enfermagem ao recém-nascido.

 Discorrer sobre o processo fisiopatológico das doenças prevalentes na mulher.


Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher
• Conteúdo programático
 Anatomia e fisiologia do sistema reprodutor feminino.

 Gestação e mudanças fisiológicas do organismo materno.

 Assist. de enfermagem no pré-natal de baixo risco e no parto.

 Assist. de enfermagem no parto, cuidados com o recém-nascido e puerpério.

 Assist. de enfermagem em ginecologia.

 Principais doenças crônicas: câncer de colo de útero e mamas.

 Assistência à mulher na terceira idade.

 Atendimento à mulher vítima de violência.


Introdução
Propedêuticas e Processos de Cuidar da Saúde da Mulher

• A atenção à saúde da mulher, prestada pelos enfermeiros e alunos da graduação em


Enfermagem, deve ter como características essenciais a humanização e a qualidade.

• Os enfermeiros e os alunos de graduação em Enfermagem são responsáveis pelo


desenvolvimento de ações preventivas e curativas, baseando-se em protocolos e
diretrizes sobre as melhores práticas de recuperação à saúde, desenvolvendo ações
dirigidas ao pré-natal de baixo risco, ao parto, ao puerpério, ao planejamento familiar,
ao climatério e à menopausa. Além da prevenção e dos cuidados com o câncer de
útero, o câncer de mamas e as DSTs.
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino

• O sistema reprodutor feminino compreende os órgãos responsáveis


pela função de reprodução humana e é constituído externamente de
vulva, monte pubiano, lábios maiores ou grandes lábios, lábios
menores ou pequenos lábios, clitóris, vestíbulo vaginal, introito
vaginal, hímen, meato urinário, glândulas parauretrais, glândulas
vestibulares maiores, períneo e assoalho pélvico.
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino

• O vestíbulo vaginal ou fúrcula fica entre os pequenos lábios


e contém o óstio vaginal, o óstio externo da uretra, as
glândulas parauretrais e as glândulas vestibulares maiores.
O introito vaginal é o orifício externo da vagina e o hímen é
uma membrana situada no óstio da vagina. De cada lado da
vagina, há glândulas vestibulares maiores, ou glândulas de
Bartholin, que secretam um muco amarelado que lubrifica
a vagina, principalmente durante a excitação sexual.
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino

• Já, internamente, o sistema reprodutor feminino é constituído pelos ovários, pelas tubas
uterinas, pelo útero e pela vagina.

• Os ovários são órgãos pares, medindo em média 3 a 4 cm de comprimento, 2 a 2,5 cm de


altura e 1,5 a 2 cm de espessura.

• As tubas uterinas ou ovidutos são órgãos duplos, ocos e alongados.

• O útero apresenta a forma de uma pera, tem aproximadamente 7,5 cm e pesa em torno de
60 g. Na gestação, o seu tamanho aumenta para até 30 a 35 cm e o seu peso altera para
aproximadamente 1000 g.
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino

• O corpo do útero é a porção dilatada cuja parte superior, denominada de fundo


do útero, tem a forma de cúpula. Já a parte estreita que se abre na vagina
denomina-se colo uterino ou cérvix.

• O útero é constituído por três camadas: perimétrio, miométrio e endométrio.

• O endométrio se divide em duas camadas: a basal, que fica em contato com o


miométrio, e a camada funcional, que se refaz periódica e progressivamente
durante os ciclos menstruais, enquanto a basal não se altera.
Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino

Você também pode gostar