Você está na página 1de 15

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINASSAU

CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA

A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA DE TREINAMENTO FIFA11+


COMO MEDIDA PREVENTIVA DE LESÕES NO FUTEBOL: UMA
REVISÃO SISTEMÁTICA

ANA JÚLIA PEREIRA PIMENTEL


RAFAELA DA SILVA REIS
ORIENTADOR: DR.CLEBER SOARES PIMENTA COSTA
INTRODUÇÃO

 Constata-se que o futebol se tornou o esporte mais conhecido e prestigiado da


humanidade, com aproximadamente 265 milhões de jogadores no mundo,
entretanto se oficiais forem inclusos, somam-se 270 milhões de pessoas
integradas no futebol (FIFA 2007)
 A prevenção de lesões no esporte visa precaver ou reduzir disfunções que
prejudiquem o atleta no decorrer de sua prática esportiva (SILVA et al.,
2013).
 Ressalta-se que dentre as lesões ocorridas em jogadores de futebol, as
musculares decorrem com maior frequência, com uma incidência de
aproximadamente 35% a 40% (MARGATO et al., 2020), dessa forma, os estudos
a respeito das lesões musculares, vem se tornando mais amplos, em razão ao
alto impacto provocado sob os clubes, tanto na perspectiva esportiva quanto
financeira (Hägglund et al., 2013).
INTRODUÇÃO
Existe uma quantidade relevante de literatura que valida a eficácia de
programas utilizados como medida preventiva que convertem tais fatores de
risco (GELI et al., 2017).
Um desses programas é o programa de treinamento de prevenção
FIFA11+, o programa foi elaborado com a participação de profissionais
experientes nacionais e internacionais, sob a autoridade do Centro Médico e
de Pesquisa da FIFA (F-MARC) com a finalidade de reduzir as lesões mais
frequentes sofridas por jogadores de futebol (BARENGO et al., 2014).
O FIFA11+ é utilizado no início e no final das partidas de futebol, com a
finalidade de ativar o sistema cardiovascular, como também exercícios
preventivos com o foco no equilíbrio, agilidade e força do core e membros
inferiores, especificamente cada um dos três níveis de dificuldade é utilizado
de forma crescente para promover variação e progresso aos jogadores
(BIZZINI; JUNGE; DVORAK., 2013).
OBJETIVO

 O presente estudo, busca avaliar, por meio de uma revisão de literatura, os


resultados obtidos com a aplicação do programa FIFA 11+ em jogadores de
futebol.
METODOLOGIA
TIPO DE ESTUDO CRITÉRIOS DE
CRITÉRIOS DE Revisão de literatura INCLUSÃO
do tipo Sistemática - Artigos
EXCLUSÃO
científicos
-Dissertação integralizados
com alta
- Artigos de
PERÍODO DE relevância
opinião e reflexão LEVANTAMENTO - Estudos
Julho a Outubro de publicados
do autor
2021 entre o ano de
- Estudos sem 2005 a 2021
comprovação
científica e que
DESCRITORES BANCO DE
não estejam de
- FIFA11+ DADOS
acordo com o - Prevenção de - PubMed
lesões -Scielo
objetivo da
- Futebol - PEdro
revisão.
METODOLOGIA
Bases de Dados
PubMed/Scielo/ PEdro

TOTAL DE ARTIGOS: 50
PubMed: 30
Scielo: 15
PEdro:5

Artigos Excluidos pelo Artigos excluidos após ter


objetivo: 19 sido aplicado os critérios de
exclusão: 21

Selecionados para
avaliação de
elegibilidade: 10

Leitura Completa: 10

Artigos selecionados
para revisão: 5
RESULTADOS
TÍTULO AUTOR/ANO AMOSTRA METODOLOGIA RESULTADOS
POPULACIONAL
Prevenção de lesões do Alentorn-Geli et al., Os mecanismos e A ênfase desta pesquisa A identificação dos atletas com
ligamento cruzado 2009 fatores de risco proporcionou um rápido risco aumentado pode ser um
anterior sem contato identificados para influxo de literatura primeiro passo saliente antes de
em jogadores de lesões do LCA sem definindo fatores de projetar e implementar
futebol. Parte 1: contato foram risco modificáveis ​e não programas de treinamento pré-
Mecanismos de lesão e estudados modificáveis ​que temporada e durante a
fatores de risco principalmente em aumentam o risco de temporada específicos com o
subjacentes. jogadoras de lesão objetivo de modificar os fatores
futebol; portanto, mais de risco identificados e diminuir
pesquisas em jogadores as taxas de lesão do LCA.
do sexo masculino são Evidências atuais indicam que
garantidas. esta etapa crucial para prevenir
a lesão do LCA é a única opção
para prevenir efetivamente as
sequelas de osteoartrite
associadas a esta lesão
traumática.
TÍTULO AUTOR/ANO AMOSTRA POPULACIONAL METODOLOGIA RESULTADOS

Incidência de lesões Barbosa e Carvalho, 2008 A pesquisa foi constituída Os dados desta pesquisa Os atacantes foram os que
traumato-ortopédicas na por 25 atletas do sexo foram coletados mediante sofreram maior número de
equipe do Ipatinga Futebol masculino, idade variando observação dos prontuários lesões, seguidos dos
Clube - MG - Movimentum entre 13 a 18 anos, sendo junto ao Departamento de goleiros e laterais. O
as lesões musculares as Fisioterapia Desportiva da número médio de
mais encontradas seguidas Interclínicas na Faculdade atendimentos de
das contusões e das de Jaguariúna (FAJ) fisioterapia foi de 7,65
entorses sessões com melhora do
quadro e retorno às
atividades

Implementação do Bizzini et al., 2013 Resume 18 anos de trabalho Desde então, a FIFA A prevenção no futebol
científico e de campo na desenvolveu e avaliou seus comunitário não só reduz a
Programa de Aquecimento
prevenção de lesões por uma programas de prevenção de incidência de lesões, mas
FIFA 11+: como abordar e lesões 'The 11' e 'FIFA 11+'
federação esportiva também tem um impacto
e convencer as associações internacional (FIFA), desde a demonstraram em vários
de futebol a investirem na estudos científicos como socioeconômico em termos
formulação do objetivo de
prevenção programas simples baseados de redução de custos com
tornar seu esporte mais
seguro até a disseminação em exercícios podem diminuir saúde.
mundial de seu programa de a incidência de lesões em
prevenção de lesões no jogadores de futebol amador.
futebol amador
TÍTULO AUTOR/ANO AMOSTRA METODOLOGIA RESULTADOS
POPULACIONAL
Estudo prospectivo das Margato et al., 2020 Estudo de coorte Todos os atletas Houve uma incidência
lesões musculares em prospectiva com coleta regularmente inscritos de lesões musculares
três temporadas de dados sobre lesões no Campeonato de 7,7 lesões/1.000 h,
consecutivas do musculares ocorridas Brasileiro das séries A e ocorreram
Campeonato Brasileiro durante as partidas e B de 2016, 2017 e predominantemente
de Futebol oficiais da primeira e 2018, que nos jogos em casa, em
segunda divisões do participaram de pelo defensores (laterais e
Campeonato Brasileiro menos 1 jogo do zagueiros), com idade
de Futebol Masculino torneio, foram média de 28 anos,
nas temporadas de incluídos no trabalho envolvendo
2016, 2017 e 2018 principalmente a
musculatura
isquiotibial, com
tempo médio de
afastamento
moderado (8 a 28 dias)
TÍTULO AUTOR/ANO AMOSTRA METODOLOGIA RESULTADOS
POPULACIONAL

O impacto do programa de Barengo et al., 2014 Um total de 911 estudos Os títulos e resumos foram O FIFA 11+ demonstrou
treinamento Fifa 11+ na foram identificados, dos selecionados por dois como um programa de
prevenção de lesões em quais 12 preencheram os revisores independentes e exercícios simples
jogadores de futebol: Uma critérios de inclusão da os dados foram filtrados por concluído como parte do
revisão sistemática revisão um revisor por meio de um aquecimento pode diminuir
formulário de extração a incidência de lesões em
padronizado e jogadores de futebol
posteriormente verificados amador. Em geral,
por outro. O risco de viés e reduções consideráveis ​no
a qualidade metodológica número de jogadores
dos estudos foram avaliados lesionados, variando entre
por meio do escore PEDro e 30% e 70%, foram
do Critical Appraisal Skills observadas entre as
Program (CASP) equipes que
implementaram o FIFA
11+. Além disso, os
jogadores com alta adesão
ao programa FIFA 11+
tiveram uma redução de
risco estimada de todas as
lesões em 35% e mostram
melhorias significativas nos
componentes do
desempenho neuromuscular
e motor ao participar de
sessões de aquecimento
estruturado pelo menos 1,5
vezes / semana
DISCUSSÃO

 A maioria dos estudos nesta revisão mostram que o programa FIFA 11+ pode
reduzir os riscos de lesões para jogadores de futebol amador do sexo
masculino ou feminino (Alentorn-Geli et al., 2009).
 De acordo com Barengo (2014), as lesões ocorrem porque o grupo ainda não
estabeleceu seu padrão básico de movimento. Portanto, a combinação de
novas habilidades motoras provavelmente ajudará esse tipo de programa a
desempenhar um papel mais importante na população jovem. Pesquisa de
Hammes et al. (2014) descobriram que não houve diferença significativa entre
o grupo de controle e o grupo de intervenção em termos da taxa geral de
lesões em jogadores seniores de futebol. Uma das principais razões para esta
descoberta é que os jogadores praticam o programa apenas uma vez por
semana.
DISCUSSÃO
 Margato et al. (2020) propôs um modelo de prevenção de lesões que com algumas
modificações, incluindo fatores como questões comportamentais e avaliou o
cumprimento do plano de prevenção de lesões. Para o autor, antes de
implementar qualquer medida preventiva, a relação entre as duas partes deve
ser avaliada: por um lado, a federação esportiva, dirigentes de equipes e órgãos
governamentais estão muito preocupados com a eficácia do plano de prevenção,
por outro lado, os próprios atletas, a persistência dele no plano é muito
importante.
 Em contraste, o estudo de Alentorn-Geli et al. (2009) descobriu que, além das
crenças gerais dos jogadores e treinadores, as características pessoais, como
histórico de lesões e planos de prevenção de contato, não afetaram
significativamente o cumprimento do plano. Isso mostra que outros incentivos
devem ser considerados. Além disso, segundo o autor, quanto mais experientes
os treinadores e jogadores são, mais difícil é para eles praticar o programa FIFA
11+. Barengo et al. (2014) executando o programa FIFA 11+ com jovens jogadoras
de futebol descobriu que a taxa de adesão é de cerca de 59,4%, embora a
porcentagem de conclusão do programa durante a temporada seja maior.
DISCUSSÃO

 Consequentemente, Bizzini (2013) recomenda que a equipe de futebol juvenil


masculino não precise de uma adesão tão alta quanto a equipe feminina para
obter o efeito preventivo do FIFA 11+ durante o treinamento. Margato et al.
(2020) descobriram que, em comparação com jogadores com baixa adesão à
prática FIFA 11+, jogadores com alta adesão ao treinamento têm 56% (todas
as lesões) e 48% (lesões nos membros inferiores) reduções no risco de lesões,
embora esta redução no risco de lesões ainda não atingiu o nível sexual
estatisticamente significativo. Além disso, nos seminários que cumprem o
programa FIFA 11+, a preparação dos treinadores foi mais eficaz do que no
grupo sem tal treinamento, mas, novamente, essa diferença não é
estatisticamente significativa.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
 De acordo com os resultados dos estudos revisados, as evidências mostram
que o FIFA 11+, projetado como um programa de aquecimento pré-
treinamento para prevenir lesões no futebol, tem uma incidência de lesões
em jogadores do sexo feminino ou amadores. Isso sugere que pode ser
reduzido. O programa também foi eficaz em melhorar os parâmetros de
desempenho do ganho no controle neuromuscular
 Os resultados encontrados são relevantes pois o futebol é um esporte
amplamente praticado na sociedade e a implantação do programa de
prevenção de lesões irá reduzir o custo da equipe e melhorar
consideravelmente a saúde dos jogadores
 A partir disso, conclui-se que o protocolo de fortalecimento muscular oferece
aos atletas benefícios como melhora dos sistemas cardiopulmonar,
musculoesquelético e metabólico, além do aumento de força, resistência e
performance dentro de campo.
“Dar o melhor de si é mais
importante que ser o melhor”

Muito obrigada!

Você também pode gostar