Você está na página 1de 17

EMPREENDEDORISMO

Prof. Luis Mauricio


Aula 03
EMPREENDEDORISMO
• interpretação ampla, sem um significado
científico definido.
• A maioria das definições evidencia aspectos
voltados ao ensinamento e criação de
comportamentos praticados.
• A palavra vem do verbo francês entreprender,
que significa empreender, ou entrepreneur,
que significa empreendedor.
• No início do século XVIII: empreendedor =
pessoa que assumia riscos numa negociação
de compra de serviços ou mercadorias por
um determinado preço com a intenção de
revendê-los mais tarde por um preço incerto.
EMPREENDEDORISMO


• Albert Shapero (1980) descreveu o
empreendedor como sendo alguém
que toma a iniciativa de reunir
recursos de uma maneira nova ou
para reorganizar recursos de
maneira a gerar uma organização
relativamente independente, cujo
sucesso é incerto.
EMPREENDEDORISMO
 “É uma livre tradução que se faz da palavra
entrepreneurship. Designa uma área de grande
abrangência e trata de outros temas, além da
criação de empresas: geração do auto-
emprego (trabalhador autônomo);
empreendedorismo comunitário (como as
comunidades empreendem); intra-
empreendedorismo (o empregado
empreendedor); políticas públicas (políticas
governamentais para o setor)”.
 DOLABELA (1999, p. 29)
EMPREENDEDORISMO
 “O empreendedor é aquele que faz as
coisas acontecerem, pois além de ser
capaz de identificar oportunidades de
mercado, possui uma aguçada
sensibilidade financeira e de negócios,
para transformar aquela idéia em um
fato econômico em seu benefício. Ele
busca tanto atender os desejos dos
seus futuros consumidores como
satisfazer as suas necessidades de
realização profissional”.
 LEITE (1998, p. 117)

EMPREENDEDORISMO

“Um empreendedor é uma pessoa imaginativa
caracterizada pela capacidade de estabelecer
e atingir objetivos. Esta pessoa mantém um
alto grau de vivacidade de espírito para
detectar oportunidades. Enquanto ele/ela se
mantém aprendendo sobre possíveis
oportunidades e se mantém tomando
decisões de risco moderado dirigidas à
inovação, continua desempenhando um
papel empreendedor”.
 FILION (1988) apud LIMA (2001, p. 4)
 “Nos Estados Unidos, por exemplo, o empreendedor é
freqüentemente definido como aquele que começa o
seu próprio, novo e pequeno negócio”. Mas, por
exemplo: um casal que abre mais uma padaria ou
uma mercearia, certamente estará assumindo riscos.
 Mas, será que eles são empreendedores?
 Tudo que fazem já foi feito muitas vezes antes. Eles
apostam na necessidade de uma nova padaria ou
mercearia.
 Por outro lado, eles não criam uma nova satisfação
para o consumidor, e nem uma nova demanda para
este. Visto sob esta perspectiva, é claro que eles não
são empreendedores, mesmo que o seu negócio seja
novo”
(DRUCKER, 1986, p. 28)
 Analisando as considerações do autor,
fica evidente que não basta apenas ter
um negócio próprio para ser
caracterizado como empreendedor. Há
um conjunto de características
inerentes aos empreendedores que
devem ser desenvolvidas e praticadas.
Criação dos “8 caminhos do
empreendedor”; são eles:
DOLABELA (1999, p. 177)

• Caminho 1 – Desenvolver o conceito de si:


Conhecer a si mesmo com o objetivo de
empreender.
• Caminho 2 – Perfil empreendedor: Conhecer
características do empreendedor de
sucesso e compará-las com as suas
características pessoais.
• Caminho 3 – Aumento da Criatividade:
Dominar processos internos que levam à
criatividade.
• Caminho 4 – Processo visionário:
Desenvolver uma visão e aprender a
identificar, agarrar e gerir oportunidades.

• Caminho 5 – Construir uma rede de
relações: Estabelecer relações que
possam servir de suporte ao
desenvolvimento e aprimoramento da
idéia do negócio e sustentação deste
último.

• Caminho 6 – Avaliação das condições para iniciar
o plano de negócios: O pré-empreendedor deve
analisar se reúne as condições necessárias
para elaborar seu Plano de Negócios. Estas
incluem tanto aspectos pessoais, como
motivação, disposição para enfrentar a
atividade empreendedora. Adequação da idéia
à personalidade, quanto aspectos relativos ao
negócio, como grau de conhecimento do setor,
de desenvolvimento da idéia, do produto, das
visões emergente e central. Enfim, ele precisa
verificar se está preparado para fazer o Plano
de Negócios.

• Caminho 7 – Concluir a elaboração do plano
de negócios: O Plano de Negócios é o
estudo de viabilidade da empresa e seu
planejamento nos mínimos detalhes.
• Caminho 8 – Capacitação para negociar e
apresentar uma idéia: A negociação é
entendida como a cooperação entre pessoas,
parceiros, ou empresas, para alcançar
objetivos de tal forma que todos saiam
ganhando. Negociar é uma atividade do dia-
a-dia do empreendedor.
Características do Empreendedor
segundo McClelland
• busca de oportunidades e iniciativa,
• persistência,
• comprometimento,
• exigência de qualidade e eficiência,
• correr riscos calculados,
• estabelecimento de metas,
• busca de informações,
• planejamento e monitoramento sistemático,
• persuasão e rede de contatos, e
• independência e autoconfiança.
Tipos de Empreendedor:
Segundo SEBRAE (2001)

• Empreendedor artesão: o indivíduo que é


essencialmente um técnico e escolhe (ou é
obrigado a isso) instalar um negócio independente
para praticar seu ofício.

• Empreendedor tecnológico: o indivíduo associado ao
desenvolvimento ou comercialização de um novo
produto ou um processo inovador e que monta uma
empresa para introduzir essas melhorias
tecnológicas para obter um lucro.
• Empreendedor oportunista: o indivíduo que
enfoca o crescimento e o ato de criar uma
nova atividade econômica e que monta,
compra e “faz crescer” empresas em
resposta a uma oportunidade observada.

• Empreendedor “estilo de vida”: o indivíduo
autônomo ou que começa um negócio por
causa da liberdade, independência ou
outros benefícios de seu “estilo de vida”
que esse tipo de empresa torna possíveis.

O que é ser Empreendedor?

 O empreendedor é uma
pessoa que transforma
sonhos em realidade.


Pinchot
Do sonho à realização...
SONHO

VISÃO

META
T E RCN OC

RÁ NI GA M
I
PLANEJAMENT
O
REALIZAÇÃ