OPERADOR/A ARMAZÉM

Formadora: Ana Paula André

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL

São todos os contactos entre pessoas. Nesse âmbito encontra-se um infindável número de variáveis como: pessoas, circunstâncias, espaços, locais, cultura, desenvolvimento tecnológico, educação e época

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL ‡ Relação estabelecida entre dois ou mais intervenientes num processo de comunicação. Só existe relação quando sabemos que vamos interagir com uma pessoa .

‡ Os outros alimentam a nossa auto-estima.QUAL A IMPORTÂNCIA DOS OUTROS NUMA RELAÇÃO? ‡ Associamo-nos aos outros para alcançarmos certos objectivos e satisfazer necessidades que. importantes. . fazemnos sentir bem. responsáveis pelo bem estar deles. sozinhos. fazem-nos companhia. divertemnos. não conseguiríamos realizar.

organograma .

‡ 1º NÍVEL ± DEFINIÇÃO DE ESTRATÉGIAS ‡ 2º NÍVEL ± RELAÇÃO ENTRE O 1º NÍVEL E O 3º NÍVEL ‡ 3º NÍVEL ± OPERACIONAL .EXECUTANTE .

PRINCIPAIS INTERLOCUTORES EMPRESA E DEPARTAMENTOS CLIENTES TRANSPORTADORES FORNECEDORES .

FACTORES PESSOAIS ‡ Auto estima e afiliação ‡ Motivação ‡ Realização pessoal e profissional .

.

‡Auto-estima: ‡autoconsideraçã o e autoconfiança e sentem-se mais competentes e produtivas. .

‡Baixa autoestima: ‡Relataram um sentimento de rejeição .

‡ Auto-afeição: diz respeito ao senso de autoconsideração da pessoa.2 componentes da auto-estima ‡ Auto suficiência: refere-se ao senso de poder de uma pessoa. ‡ ( Ellis e Taylor. 1986) . da eficiência ou da capacidade de executar bem uma tarefa.

Estudo sobre género Idade Auto-estima etnia .

PIRÂMIDE DE MASLOW .

um poeta deve escrever. A essa necessidade podemos dar o nome de auto-realização. ele deve ser. O que um homem pode ser. um artista deve pintar." ‡ Abraham Harold Maslow (1908 ± 1970) . caso pretendam deixar seu coração em paz.Teoria da hierarquia das necessidades ‡ "Um músico deve compor.

TEORIA DE MASLOW
‡ Segundo a Teoria de Maslow, as necessidades humanas podem ser agrupadas em cinco níveis: ‡ Necessidades fisiológicas ‡ Necessidades de segurança ‡ Necessidades sociais ‡ Necessidades de "status" ou de estima ‡ Necessidade de auto-realização

NECESSIDADES FISIOLÓGICAS
‡ São as necessidades mais básicas, mais físicas (água, comida, ar, sexo, etc.). Quando não temos estas necessidades satisfeitas ficamos mal, com desconforto, irritação, medo, doentes ‡ Estes sentimentos e emoções conduzemnos à acção na tentativa de diminuí-las ou aliviá-las rapidamente para estabelecer o nosso equilíbrio interno.

Necessidades de segurança
‡ No mundo conturbado em que vivemos procuramos fugir dos perigos, procuramos por abrigo, segurança, protecção, estabilidade e continuidade. A procura da religião, de uma crença deve ser colocada neste nível da hierarquia

o seu clube. . de ser aceite por outros. Todos estes agrupamentos fazem com que tenhamos a sensação de pertencer a um grupo. ‡ Nós queremos sentir-nos necessários a outras pessoas ou grupos de pessoas. O ser humano tem a necessidade de ser amado. Esse agrupamento de pessoas pode ser os colegas no seu local de trabalho. querido por outros.NECESSIDADES SOCIAIS ‡ O ser humano precisa amar e pertencer. a sua família.

Há dois tipos de estima:  auto-estima  hetero-estima. . obter aprovação e ganhar reconhecimento.Necessidades de "status" ou de estima ‡ O ser humano procura ser competente. alcançar objectivos.

é gostar e acreditar em si e dar valor a si próprio. .Necessidades de "status" ou de estima ‡ A auto-estima é derivada da capacidade e competência em ser a pessoa que se é. ‡ A hetero-estima é o reconhecimento e a atenção que se recebe das outras pessoas.

. a demonstração prática da realização permitida e alavancada pelo seu potencial único.Necessidade de auto-realização ‡ O ser humano procura a sua realização como pessoa. O ser humano pode procurar conhecimento. experiências estéticas e metafísicas.

‡ Não ser específico ou oportuno ao fazer um elogio. . independente do desempenho individual. ‡ Tratar os colaboradores de maneira indigna.FACTORES ORGANIZACIONAIS ‡ O que desmotiva os trabalhadores de uma empresa? ‡ Oferecer recompensas a todos. ‡ Usar ameaças ou coação para que o trabalho seja realizado.

FORÇAS DE MUDANÇA INTERNAS E EXTERNAS .

COMPETÊNCIAS ORGANIZACIONAS ‡ Dimensão Humana ‡ Dimensão Técnica ‡ Dimensão Conceitual .

necessárias à melhoria da qualidade de vida e do trabalho.DIMENSÃO HUMANA ‡ É a capacidade e o discernimento para trabalhar com e por meio de pessoas. . ‡ Esta permite estabelecer um ambiente de relacionamento propício às mudanças. incluindo o conhecimento do processo de motivação e a aplicação eficaz da liderança.

tornando a organização mais efectiva (eficiente e eficaz). técnicas. ‡ Esta capacidade permite estabelecer novos processos de trabalho.DIMENSÃO TÉCNICA ‡ É a capacidade de aplicar conhecimentos. . métodos e equipamentos necessários a execução de tarefas específicas.

.DIMENSÃO CONCEITUAL ‡ É a capacidade de compreender a complexidade da organização como um todo e as suas relações com o meio externo. metas e necessidades imediatas de cada grupo da organização. ‡ Esta capacidade permite agir de acordo com os objectivos globais da organização e não em função de objectivos.

Capacidade de resolução de conflitos e de situações geradoras de ansiedade É necessário que os interlocutores conheçam os diferentes tipos de comportamentos para se entenderem e saberem como agir . Recolher contributos das entidades envolvidas.FACTORES RELACIONAIS ‡ Para que haja Rigor/objectividade. Eficácia e assertividade. cooperar e acompanhar. Capacidade de partilhar. Empatia e disponibilidade.

Tipos de comportamentos ‡ Passivo ‡ Manipulador ‡ Agressivo ‡ Assertivo .

Passivo  Evita o confronto. mesmo às custas de si próprio Espera que as pessoas compreendam o que ele deseja  Muito preocupado com a opinião dos outros a seu respeito  Culpa-se de tudo  Evita a abordagem directa .

Passivo  Justifica-se excessivamente  Solicita a provação  Cede facilmente  Gera simpatias  Faz com que as pessoas se sintam culpadas em pedir-lhe algo  Expressão corporal: Voz hesitante Mínimo contacto visual Quieto Discurso confuso Atitude defensiva Postura encolhida Mexendo as mãos. inquieto .

.

suspira de impaciência ‡ Postura fechada .Manipulador  Comportamento misto ± passividade e agressividade  Ansioso por acertar contas sem correr riscos de confronto  Pessoas que querem afirmar-se sem terem poder para tanto  Expressão corporal: ‡ Mínimo contacto visual. olha mais para a frente do que para o chão ‡ Lacónico. ³olha de lado´.

usa expressões com: ³ não posso acreditar no que ‡ estou a ver/ ouvir´  Dá respostas indirectas  Faz alusões sarcásticas  Tem um humor variável e irritante  Faz acerto de contas indirectamente .Manipulador ‡ Exasperado.

.

escárnio e crítica destrutiva para ganhar .Agressivo  Crítica as pessoas  Nunca crítica o seu comportamento  Interrompe com frequência  Autoritário  Gera conflitos facilmente  Usa o sarcasmo.

mesmo à custa dos outros  Muito preocupado com os seus desejos e vontades  Deita imediatamente as culpas nos outros  Expressão corporal: ‡ Máximo contacto visual ‡ Voz alta ± ³Grita´ ‡ Postura evasiva ‡ Aperta os dedos e aponta ± ³dedo como uma espada´ .Agressivo  Ansioso por vencer.

.

soluções  Vai direito ao assunto sem ser áspero  Insiste na procura do seu objectivo . mas ao mesmo tempo capaz de aceitar que os outros também tenham os seus  Ouve bastante procura entender  Trata as pessoas com respeito  Aceita acordos.Assertivo  Vontade de defender os seus direitos.

neutro. mas firme ‡ Postura comedida e segura ‡ Expressão corporal de acordo com as palavras .Assertivo  Expressão corporal : ‡ Contacto visual suficiente para dar a entender que se está a ser sincero ‡ Tom de voz moderado.

.

Comportamento Assertivo ‡ Muito valorizado ‡ Cria situações Ganhar ² Ganhar ‡ Valoriza os outros ‡ Sabe o que quer ‡ Desenvolve a auto estima ‡ Necessário auto confiança ‡ Muito importante no trabalho de equipa/grupo .

Ser Assertivo ‡ Defende as suas ideias/posições ‡ Sabe ouvir ‡ Sabe lidar com a critica ‡ Respeita os outros ‡ É confiante ‡ Tem opiniões ‡ É frontal ‡ Sabe o que quer em cada momento .

Como lidar com os outros Cumprimento franco e respeitoso Olhar nos olhos (olhar na cara) Ser cordial Usar um tom de voz adequado Ter uma atitude positiva Falar de forma clara e ajustada Saber ouvir .

.O saber falar é o dom de muitos. O saber calar é o dom de poucos. O saber escutar é a generosidade de muitos poucos.

.

Saber falar« .

Saber ouvir .

Fundamental: ‡ A atitude ‡ A motivação ‡ O Ser mais que o ter ‡ Respeitar o outro .

. pelo menos.Comunicação Oral e Escrita ‡ Até meados do século XV a comunicação escrita. panfletos e livros. entre outros) . já era uma prática social bem estabelecida de há. ‡ O objectivo maior da comunicação escrita (a sua finalidade) é dizer algo que se julga importante a um interlocutor (numa carta) ou a muitos (em panfletos e livros. através de cartas. dois mil anos.

tudo o resto é livre. .Esta carta.Tipos de comunicação escrita ‡ Carta pessoal . ‡ A sua característica mais importante é a informação: é necessário que o remetente consiga ser entendido. bilhete ou recado é trocada entre parentes e amigos. Local e data. saudação e assinatura são elementos obrigatórios para garantia das identificações necessárias.

Trata -se de carta com objectivo claro e. misturando assuntos.É a que é trocada entre pessoas amigas. O remetente deve estar atento. portanto. . assunto único. mas sem grande intimidade. ao menos teoricamente. para não ultrapassar esse objectivo.‡ ‡ Carta social . principalmente para apresentar felicitações ou pêsames e fazer convites e comunicados.

‡ ‡ Telegrama ± É empregue para envio de mensagens curtas de maneira rápida. o aspecto pessoal é secundário e prevalece a clareza. .Neste tipo de texto. de fácil leitura e de precisão das ideias. a lógica. Redacção Técnica . a concisão.

‡ Não use rimas e palavras de difícil entendimento. troque-a por sinónimos. ‡ Procure não repetir a mesma palavra. ‡ Não use frases e parágrafos muito extensos. ‡ Evite abreviações. . planifique.Para escrever bem ‡ Saiba o que quer dizer antes de começar. ‡ Seja directo. claro e simples e não fuja do tema proposto.

evite os passivos. escreva como falaria.‡ Prefira palavras curtas e familiares. . evite o impessoal. ‡ Coloque pessoas nas suas frases. ‡ Prefira verbos activos. ‡ Use estilo coloquial.

O tratamento do assunto dependo do objectivo de você deseja alcançar. Não há assunto que não possa ser abordado de diversas maneiras e sobre o qual não se possa escrever uma série de prós e contras. é necessário preparar uma lista de pensamentos. opiniões. e determinado o objectivo. exemplos e números .Escolhido a assunto. argumentos.Organizar ideias ‡ ‡ Escolha do assunto . lembretes. citações. comparações. ‡ ‡ Lista de ideias . uma relação de todas as ideias a serem incluídas que tenham relação com o assunto: factos.

Com o esquema. seguindo uma ordem cronológica ou de prioridade. gerando uma composiçao .‡ Plano .A redacção do esboço é muito importante para registar. colocando±as na sequência lógica.O primeiro passo é extrair da lista as ideias que parecem mais importantes. ‡ ‡ Esboço . é possível reorganizar as ideias. sem a obrigatoriedade do texto final. a fluência de ideias que podem se perder com a organização imediata. e depois fixar-se naquelas que deseja aprofundar.

escrevendo-as sem pensar no texto como um todo. acreditamos que a palavra não expressa suficientemente o que ela quer dizer.Redigir ‡ A maior dificuldade está em transformar as ideias em texto utilizando palavras correctas no momento certo. Muitas vezes. . Isso acontece porque antes de iniciar a escrita não organizamos as ideias. e o texto acaba reunindo uma fileira de palavras com mesmo sentido ou que não se relacionam entre si.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful