Você está na página 1de 15

O Obreiro Aprovado

“Procura apresentar-te a Deus, aprovado,


como obreiro que não tem do que se
envergonhar, que maneja bem a palavra da
verdade” (II Tm 2:15).
A melhor definição de uma pessoa curada é uma pessoa aprovada.
Antes de “...como obreiro”

• Procura apresentar-te a Deus


Fala das nossas motivações. Agradar a Deus ou impressionar os homens? O que
realmente está nos motivando a fazer o que estamos fazendo?

• Aprovado
Qual a principal coisa que temos que fazer para sermos aprovados diante de Deus?
Resposta: A PROVA
• Nossas motivações mais íntimas, nossa fé e perseverança,
nossas convicções e sentimentos, nosso conhecimento, nosso
chamado e ministério serão provados mediante toda sorte
circunstâncias especificamente contrárias. Deus nunca é
superficial banalizando nossas falhas de caráter e as
distorções que ainda temos na nossa personalidade.
• Deus não edifica sobre um alicerce que não seja confiável.
Para ser confiável precisa ser provado.Deus não deseja que
sejamos vítimas da nossa própria obra, destruídos pelas
nossas realizações.
Derrota:
Vida cíclica de reprovações

A lei da prova:
Cada vez que não
passamos numa prova,
obrigatoriamente,
teremos que repetí-la.
O “efeito parafuso”:
O processo de aprofundamento da dor

A espiral da
reprovação:
cada reprovação
aprofunda a raiz
da dor residual

d or
Trauma
Trauma é o resultado de feridas e reprovações
concentradas no mesmo ponto

Vergonha: define emocionalmente a profundidade da ferida

d or
O trauma ativa um processo de
fragilização baseado em:

1 2
m
MILINDROSIDADE RETRAIMENTO
i

i3
VULNERABILIDADE
Por baixo de toda atitude de vício, amargura e agressividade existe
uma dor residual de intensidade proporcional.
Uma provação de Deus objetiva
principalmente:

• Nos expor
Libertando-nos da hipocrisia (falsa reputação) e orgulho, gerando
humildade, transparência e coerência: “como obreiro que não tem do que
se envergonhar”.

Deus vai tratar com as nossas vergonhas. Onde tem vergonha existe culpa,
medo e dor. Este tipo de vergonha é sintoma de pecados, traumas e
maldições não resolvidos.
• Testar as nossas reações instantâneas
Gerar proatividade e domínio próprio naquelas áreas em que somos vulneráveis.
Capacidade de amortecer choques.
Fechar as brechas de descontrole na nossa personalidade.

• Testar a nossa disposição de obediência (a


longo prazo).
Gerar perseverança e caráter. Perseverança é a matéria-prima do caráter.
Quando você se apresenta
aprovado diante de Deus, Deus
apresenta você aprovado diante
dos homens.
• Fala-se demais sobre prosperar e de menos
sobre perseverar. Não existe prosperidade
sem aprovação e não existe aprovação sem
perseverança.
• Uma pessoa continuamente reprovada vai cair
na estagnação, no desânimo, no sono
espiritual. Por isto, constitui-se um suicídio
espiritual quando nós tentamos ignorar certas
derrotas e passamos a fugir das provas de
Deus.
• A Bíblia ensina um princípio que rege uma
atitude de medo e prevenção: “O temor do
ímpio virá sobre ele.” (Pv 10:24)

• O medo abre uma brecha no mundo espiritual


para sermos atacados, ou seja, onde temos
medo, seremos atacados.
• Deus vai começar o seu tratamento conosco
naquelas áreas onde predomina uma
prevenção exagerada, ele vai esta indo na
raiz dos nossos problemas.

• Deus quer destruir nossas prevenções. Só a


partir daí seremos pessoas realmente livres.
EX: Coren
• Só manejaremos bem a Palavra da Verdade,
se esta mesma Palavra tiver transformado as
nossas vidas. Quando ministramos uma
palavra que nos transformou, esta palavra,
com certeza vai transformar outros, pois esta
é a Palavra da Verdade.

Você também pode gostar