Você está na página 1de 17

Aulas 17/02 e 18/02

DIVISÃO DIDÁTICA DO ESTUDO DA CIÊNCIA


ECONÔMICA
 Podemos dizer que o início da História da Economia nasceu na
Antiga Grécia, onde Platão e Aristóteles descreveram 2
problemas com comércio e riqueza da época. Assim como na
Idade Média onde as idéias predominantes eram da Igreja
Católica que esta condenava o comércio. Porém nessa época
entre os séculos XV e XVIII a idéia do mercantilismo se
fortaleceu, e no século XVIII, alguns fisiocratas da França
chegaram a formular um modelo econômico.
 Mas podemos dizer oficialmente, que o nascimento oficial da
economia como ciência, como teoria desvinculada a política e 3
filosófico, se deu no ano de 1776.
Quando o economista e filósofo, Adam Smith, publicou sua obra
chamada “Uma investigação sobre a natureza e as causas da
riqueza das nações”, do inglês “An Inquiry into the Nature and
Causes of Wealth of Nation”
4
 Partes dos escritos de Smith foram desenvolvidas mais tarde
por economistas do século XIX, tais como David Ricardo e
Thomas Robert Malthus, mas tive maior destaque com Jonh
Stuart. Todos estes anteriores aceitaram uma lei sobre os
mercados do economista Jean Baptiste Say, chamada de Lei
de Say.
 Nesta lei, Say sustentou e afirmou a lei da oferta e da
demanda.
 Também como oposição dessas teorias, surgiu também as
teorias econômicas socialistas, desenvolvidas principalmente
por Karl Marx.
Duas concepções
Concepção Organicista Concepção Mecanicista

A Economia se comporta como um A Economia se comporta como determinadas leis


órgão vivo. da Física

Termos: circulação, fluxo Termos: estática, dinâmica, aceleração,


velocidade
6
Durante a história mundial dois pontos foram
discutidos e são colocados em pauta até hoje , são
eles: o mecaniscismo e o orgânicismo.
Mecanicismo: prioriza o indivíduo em relação à
sociedade . Seu grande objetivo é vedar o arbítrio
do Estado e dar garantias individuais.
Organicismo: prioriza a sociedade em detrimento
do indivíduo. Seu objetivo é garantir o bem comum.
No atual sistema brasileiro é percebido uma mescla
dessas 2 correntes, o que é plausível , pois  um
acaba freiando o outro e assim as garantias tanto
socias quanto individuais são garantidas.
Terceira concepção

Com o passar do tempo:


Concepção Humanística

A Economia repousa sobre os atos humanos, objetivando a satisfação das


necessidades humanas (Ciência Social).
Autonomia e Inter-relação
Economia, Matemática e Estatística
A Economia faz uso da lógica matemática e das
probabilidades estatísticas (amostragem, séries temporais).
Muitas relações do comportamento econômico podem ser
expressas através de funções matemáticas (formulação de
teorias e modelos econômicos).
Econometria -> A estratégia de se estimar as relações
econômicas, matematicamente formu-
ladas, a partir da minimização dos
desvios aleatórios.
Análise Positiva – Análise Normativa
Declarações Positivas = Os economistas tentam descrever
(Descritivas) o mundo como ele é.
Ex.: Uma redução na taxa de crescimento da quantidade de
moeda reduziria a Taxa de Inflação.
(Cientistas econômicos)
Declarações Normativas = Os economistas prescrevem
(Prescritivas) como o mundo deveria ser.
Ex.: O Banco Central deveria reduzir a quantidade de moeda
emitida. (Envolve: Valores, ética, religião, política,etc.)
(Formuladores de políticas)
Análise Positiva e Análise Normativa: dois economistas
Maria João
Como fala "A legislação salarial causa "O governo deveria aumentar o salário
desemprego" mínimo"
Como um cientista: afirmação a Como um consultor de políticas:
Tipo de respeito de como o nundo declaração a respeito de como gostaria
declaração
funciona de mudar o mundo.

O que Declaração positiva (descritiva), Declaração normativa (prescritiva), isto


implica isto é, como as coisas são é, como as coisas deveriam ser.
O que
implica Fatos Fatos e valores

Confirmar ou refutar afirmações Não pode ser julgada unicamente com


Como positivas examinando evidências, base em dados, não é apenas uma
Ex: analisando dados sobre questão da ciência, envolve, também,
julgar variações no salário mínimo e no nossa visão de ética, religião e filosofia
desemprego ao longo do tempo política.
Divisão do estudo econômico

DIVISÕES DA ECONOMIA
 Economia descritiva
 Teoria econômica
- Microeconomia
- Macroeconomia
 Economia Aplicada

 Desenvolvimento Econômico
 Economia Internacional
Divisão do estudo econômico
 Economia Descritiva: estuda fatos
particularizados, sem lançar mão da análise
teórica. Ela utiliza, basicamente, dados
empíricos e análise comparativa.
 Teoria Econômica: analisa, de forma,
simplificada, o funcionamento de um sistema
econômico, utilizando um conjunto de
suposições e hipóteses acerca do mundo real,
procurando obter as leis que o regulam. Ela
divide-se em microeconomia e macroeconomia.
Divisão do estudo econômico

 Economia Aplicada: utiliza a estrutura geral de análise


fornecida pela Teoria Econômica, para explicar as causas e
o sentido das ocorrências relatadas pela Economia
Descritiva.
Divisão do estudo econômico
Teoria Econômica
Microeconomia – é o ramo da Teoria Econômica que
estuda o funcionamento do mercado de um determinado
produto ou grupo de produtos, ou seja, o comportamento
dos compradores (consumidores) e vendedores (produ-
tores) de tais bens.
– Estuda o comportamento de consumidores e produtores
e o mercado no qual interagem. Preocupa-se com a deter-
minação dos preços e quantidades em mercados específicos.
Ex.: Evolução dos preços internacionais do café brasileiro.
O nível de vendas no varejo, numa capital.
Divisão do estudo econômico
Teoria Econômica

Macroeconomia – é o ramo da Teoria Econômica que


estuda o funcionamento da economia como um todo,
procurando identificar e medir as variáveis ( agregadas )
que determinam o volume da produção total
( crescimento econômico ), o nível de emprego e o nível
geral de preços (Inflação) do sistema econômico, bem
como a inserção do mesmo na economia mundial.
Divisão do estudo econômico
Desenvolvimento Econômico – estuda modelos de desen-
volvimento que levem à elevação do padrão de vida (bem-
estar) da coletividade. Questões estruturais, de longo prazo
(crescimento da renda per capita, distribuição de renda,
evolução tecnológica).
Economia Internacional – estuda as relações de troca entre
países (transações de bens e serviços e transações monetá-
rias). Trata-se da determinação da taxa de câmbio, do co-
mércio exterior e das relações financeiras internacionais.
RESUMINDO 17

ESQUEMA PRÁTICO

Você também pode gostar