Você está na página 1de 20

COLÉGIO ACADÉMICO PRESTÍGIO

Aula 05-Textos Multiusos:


Texto expositivo-argumentativo
Data: 13/08/21

Disciplina: Português / 10ª Classe


Unidade Temática: Textos Multiusos
Docente: Luís Domingos Chinai

Luís Domingos Chinai 1


Tópicos
1. Introdução
2. Conceito de textos Multiusos
2.1.Texto expositivo-argumentativo
2.1. Exposição e argumentação
2.2.Conceito de texto expositivo-argumentativo
2.3.Estrutura do texto expositivo-argumentativo
2.4.Objectivo do texto expositivo-argumentativo
2.5.Características discursivas
2.6.Características linguísticas
Luís D. Chinai 2
1.Introdução
Das várias tipologias textuais que existem, nós
encontramos também os textos multiusos, e
deste, também encontramos vários outros
subgéneros de textos multiusos. Dentre eles, o
texto Expositivo-argumentativo.

3
2.Conceito de textos multiusos
• Os textos multiusos são textos de utilidade
múltipla, ou seja, são textos usados para
diferentes fins. São exemplos os textos
informativos (jornal, reportagem, crónica);
textos expositivos (explicativos e
argumentativos).

Luís Chinai 4
TEXTO

EXPOSITIVO-ARGUMENTATIVO

Luís Chinai 5
2.1.Exposição e Argumentação

• 1. Exposição é uma composição oral ou


escrito, que não tenha como finalidade
principal a descrição, mas apenas apresentação
do assunto, ideia, opinião.
• 2.Argumentação é uma forma de discurso que
consiste em apresentar argumentos a favor do
assunto, ideia ponto de vista que se pretende
defender.

Luís Chinai 6
2.2.Conceito de Textos Expositivo-argumentativo

• É um texto ou uma composição escrita, que


consiste em apresentar o assunto/ideia (Expôr),
e apresentar argumentos convincentes a favor
da tese, assunto, ideia.
• O texto argumentativo visa, pois, convencer
um interlocutor, obter aprovação, justificar ou
refutar pontos de vista.

7
2.3.Estrutura do texto expositivo-argumentativo

 Introdução (1º parágrafo): expõe o ponto de vista, a


ideia a defender, a ideia principal ou tese. Pode
também apresentar de forma resumida os argumentos.
 Desenvovimento (Parágrafos seguintes):
fundamentam ou desenvolvem a ideia principal
através de argumentos convincentes e verdadeiros,
com exemplos claros, factos, citações, depoimentos e
pode-se fornecer contra-argumentos para evitar
interpretação duvidosa.
 Conclusão (Parágrafo final): encadeado com o
primeiro, com a ideia chave da opinião.
8
2.4.Objectivo do texto expositivo-
argumentativo
Objectivo: defender um ponto de vista
apresentando dados e observações de modo a
convencer, persuadir ou influenciar o
interlocutor. Daí a necessidade de se apresentar
um texto bem construído, com raciocínio
coerente e convincente, baseado em argumentos
adequados.

Luís Chinai 9
2.5.Linguagem do texto expositivo-
argumentativo
Linguagem: impessoal e objectiva
Como tal, além de procurar encadear as ideias de
forma lógica e clara, é fundamental utilizar uma
linguagem correcta e cuidada, assim como um
vocabulário variado e adequado e recursos
expressivos que tornem o discurso mais
persuasivo.

10
2.6.Tipos de argumentos
 Argumentos a favor da tese;
 Co-argumentos
Os argumentos que sustentam a ideia principal
podem ser de vários tipos, sendo de destacar os
seguintes: comparação de dados, pesquisas,
causas, depoimentos…. Em todo o caso, devem
evitar-se argumentos pouco explícitos ou
pormenores desnecessários.

11
2.6.1.Contrução de argumentos
• Como construir argumentos: ordem crescente
de importância; exemplificação; autoridade
(citações); relações causa-efeito; provérbios e
sabedoria popular; história e tradição; por
comparação; saber universal; factuais; provas
concretas dados estatísticos; raciocínio lógico
Texto com registo linguístico adequado ao
destinatário.

12
2.7.Características discursivas

• 1. Enunciados de exposição: que contêm


informações subsequentes (sucessivas) que visam
informar o receptor (destinatário/leitor/ouvinte).
• 2. Enunciados de explicação: que visam
explicitar (clarificar e explicar) a
informação veiculada (transmitida/ que passa).
• 3. Articuladores do discurso: são todos os
elementos de ligação (conectores/conectivos,
como as conjunções, as locuções, as preposições).
Luís Chinai 13
2.8.Características linguísticas

 Emprego de frases declarativas e interrogativas


(nunca imperativas);
 Uso de verbos no presente genérico;
 Presença de verbos declarativos (afirmar,
considerar, alegar, declarar, garantir, afiançar,
defender …);
 Recurso a verbos indicadores da relação causa
efeito (causar, motivar, originar, provocar,
ocasionar, gerar…)
Luís Chinai 14
Cont.
 Uso de marcadores e conectores discursivos;
 Recurso a pronomes para evitar repetição do
nome;
 Vocabulário variado e preciso, dai o recurso a
sinónimos, antónimos hiperónimos e
hipónimos.

15
Espaço de interacção

• Apresente duvidas, acréscimos e/ou


sugestões

Luís Domingos Chinai 16


EXERCÍCIOS
Responda no chat, directamente para o professor
1. Qual é a essência dos textos expositivos-
argumentativo?
3. Quais são as características discursivas?
3. Fale de duas características linguísticas.

Luís Chinai 17
TRABALHO

Emcontre as instruções do trabalho no texto de


apoio.

18
Tema para próxima aula

VERBOS COM PARTICÍPIO PASSADO


REGULAR E IRREGULAR

19
Fim da aula
e
Obrigado pela atenção dispensada

Luís Domingos Chinai 20

Você também pode gostar