NÚCLEO CELULAR

DESCOBERTA: 
Robert Brown ² 1823  Núcleo: componente fundamental da célula  ´Núcleoµ: vem do grego nux, que significa semente

Brown imaginou que o núcleo fosse a semente da célula, por analogia aos frutos.

COMPONENTES: 
Cromossomos ² DNA celular  Envelope nuclear ² duas membranas  Poros nucleares ² comunicação entre o núcleo e o

citoplasma  Transporte - seletivo e de mão-dupla 
Nucléolo ² RNA r

HOMEM: braços curtos dos cromossomos 13, 14, 15, 21 e 22

COMPONENTES: 
Carioteca - Membrana dupla, lipoprotéica, interrompida por

poros. 
Cariolinfa - Massa semilíquida que preenche o núcleo.  Cromatina - Filamentos formados por DNA e proteínas, forma os

cromossomos durante a divisão celular. 
Nucléolo - Corpúsculo constituído por RNA ribossômico e

proteínas; presente no núcleo interfásico. 
Núcleo Interfásico - Período de síntese de RNA e duplicação do

DNA.

ENVOLTÓRIO NUCLEOLAR: 
Carioteca ou Cariomembrana  Do grego karyon, núcleo e theke, invólucro, caixa  Delimita todo o nucleossomo  Bolsa achatada : 2 membranas lipoprotéicas  Espaço inter-membranas: cavidade perinuclear

ENVOLTÓRIO NUCLEOLAR

CARIOTECA

Circunscreve o material genético da célula e mantém contato com o citoplasma através de numerosos poros, que dão passagem a macromoléculas

CARIOTECA

CARIOTECA 
´Desmontagemµ : Divisão celular  Fragmentação da bolsa achatada (lamina

nuclear*) bolsas menores desorganização

afastamento 

Final da mitose: flashback com reconstituição da

membrana
* Rede de proteínas que sustenta a carioteca

CARIOTECA: POROS 
Determinadas substâncias entram e saem do núcleo  Válvula: abre-se para dar passagem a determinadas moléculas

e fecha-se em seguida. 
Controla a entrada e a saída de substâncias

CARIOTECA

CARIOLINFA: 
Preenche o nucleossomo  Líquido claro, homogêneo  Proteínas globulares e água  pH entre 6,7 e 7,8,  Sinonímias: cariolinfa,carioplasma, nucleoplasma ou suco nuclear.  Onde mantêm suspensos os elementos figurados nucleares.

CROMATINA: 
Do grego chromatos  Conjunto de fios  Fios: cromossomos

CROMATINA : 
Longos filamentos (não grânulos)  Espiralamento : mitose ² condiciona ²

surgimento dos cromossomos 
Constituição: proteínas simples (histonas) +

ácidos nucléicos (DNA) 
Nucleoproteínas: proteínas simples + ácidos nucléicos

TIPOS DE CROMATINA: 
Heterocromatina (do grego heteros, diferente): se

refere à cromatina mais densamente enrolada. 

Eucromatina (do grego eu, verdadeiro): se refere à

cromatina de consistência mais frouxa.

TIPOS DE CROMATINA

CROMATINA SEXUAL: 
1949: Bertram e Barr  Corpúsculo pequeno: núcleo das células de fêmeas ² muitas

espécies (humana) 
Cariomembrana  Não existia no núcleo das células de machos

CROMATINA SEXUAL: 
´ Cromatina Sexualµ  Caracterizar o sexo genético (ex: hermafrodita)  Sinonímia: Corpúsculo de Barr  As células femininas possuem cromatina sexual, as

masculinas, não.

CROMATINA SEXUAL: 
Cromossomo X inativado  Inativado: no período embrionário  Bem observado: intérfase

³REPOSITÓRIO DE MATERIAL GENÉTICO´

NUCLÉOLOS: 

Estruturas esféricas e densas Não membranosas, ou seja, não delimitadas por membrana De aspecto esponjoso ao ME Visualizados: na fase em que a célula eucariótica não está em divisão ² intérfase Rico em RNAr    

NUCLÉOLOS

NUCLÉOLOS: 

Filamentos de cromatina ² cromonemas (rede) Tipos: i. Falsos nucléolos: cariossomos ² rico em DNA ii. Verdadeiros nucléolos: plasmossomos ² rico em RNAr 

RNAr 
Ácido nucléico produzido a partir do DNA das

regiões específicas da cromatina 
Se constituirá um dos principais componentes

dos ribossomos presentes no citoplasma.

CROMOSSOMOS: 

Formados por espiralização ou condensação dos filamentos de cromatina: os cromonemas Cromômeros: regiões mais espiralizadas Intercromômeros: regiões menos espiralizadas.  

CROMOSSOMOS: 

Centrômero: é a constituição primária que divide o cromossomo em braços. Satélite (região organizadora do núcleo): é a porção terminal do cromossomo, separada por constrição secundária. Braços Cromossômicos:partes de um cromossomo separadas pelo centrômero  

CONSTRIÇÃO: 

Constrição primária: estrangulamento na espessura do cromossomo ao nível do centrômero 

Constrição secundária: qualquer outro estrangulamento do corpo do cromossomo que não ao nível do centrômero

CROMOSSOMOS

CROMOSSOMOS

CLASSIFICAÇÃO: 

metacêntrico: possuem o centrômero no meio, formando dois braços de mesmo tamanho; submetacêntricos: possuem o centrômero um pouco deslocado da região mediana, formando dois braços de tamanhos desiguais; acrocêntricos: possuem o centrômero bem próximo a uma das extremidades, formando um braço grande e outro muito pequeno; telocêntricos: possuem o centrômero em um das extremidades, tendo apenas um braço.   

ALTERAÇÕES CROMOSSÔMICAS

Numéricas ou Estruturais

ALTERAÇÕES NUMÉRICAS: 

Euploidias - Multiplicação de todo o genoma; são poliploidias, principalmente triploidias (3n) e tetraploidias (4n). 

Aneuploidias - Perda ou acréscimo de um ou alguns cromossomos; são principalmente monossomias (2n -1) e trissomias (2n + 1). Exemplos: Síndrome de Turner (monossomia), Síndromes de Down e Klinefelter (trissomia).

ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS: 

Deficiência - Perda de um pedaço de cromossomo Duplicação - Repetição de um pedaço de cromossomo Inversão - Seqüência invertida em parte de cromossomo Translocação - Troca de pedaços entre cromossomos não homólogos   

CROMOSSOMOS E GENES: 
Cada núcleo tem dois conjuntos de cromossomos, que formam pares de

homólogos. 
Esses organismos são diplóides (2n) e formam células reprodutoras ou

gametas haplóides (n), com apenas um conjunto de cromossomos. 
Genoma é o conjunto haplóide de cromossomos.  Cariótipo é a técnica de identificação dos cromossomos de um genoma.

CROMOSSOMOS E GENES:
Gene: seqüência de nucleotídeos do DNA Pode ser transcrita em uma versão de RNA e, conseqüentemente, traduzida em uma proteína.  

PROJETO GENOMA

PROJETO GENOMA: 

Mapeamento do genoma humano Identificação de todos os nucleotídeos Mundo Genes que codificam as proteínas do corpo humano e também aquelas seqüências de DNA que não são genes   

PROJETO GENOMA 

1990 Departamento de Energia dos Estados Unidos e dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, com prazo previsto de 15 anos. 1° esboço: 26 de Junho de 2000, dois anos antes do previsto.  

PROJETO GENOMA

Em 14 de Abril de 2003, um comunicado de imprensa conjunto anunciou que o projeto foi concluído com sucesso, com o seqüenciamento de 99% do genoma humano, com uma precisão de 99,99%.

PROJETO GENOMA: CONCLUSÃO
2003 Estimou-se que todos os genes (em torno de 25.000) haviam sido seqüenciados.  

Fim !!!!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful