Você está na página 1de 15

Calvário

Galátas 2. 20

Único mediador entre Deus e os homens.

Ver versículos anteriores deste capítulo.

Lembra o sacrifício de Jesus Cristo.


• Paulo adverte aos Galátas que a Salvação é dada pela graça, isto é,
pela fé em Jesus Cristo e no seu sacrifício. A lei a ninguém salva. Os
esforços humanos não são capazes de redimi-lo. Ninguém cumpriu a
Lei, somente Jesus Cristo.
• A única maneira de alcançarmos a Salvação é crendo em Jesus Cristo
e na sua obra.

• Jo 3. 18: “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado,
porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”.
A corrupção humana
• Romanos 3. 23: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”.

• Romanos 3. 10: “Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer” (Segue: Rm 3. 11-19).

Nem o homem que porventura considere-se correto é justo (Pensamentos no telão).

- Toda a criação obedece a Deus, glorifica a Deus, o seu criador. Louva e o adora. Salmos 148

E o homem? (Rebelou-se contra Deus. Não o glorifica como Deus).

Romanos 1. 20, 21: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria
divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram
criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;
Porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos
em seus próprios raciocínios, obscurecendo lhes o coração insensato”.
- Situação do homem sem Deus: miserável. Comparado ao charco de
lodo
• Salmos 40. 2a: “Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal
de lama”;

• Romanos 1. 24-27 (Por que Deus os entregou a toda sorte de


iniquidade e depravação).
A ira de Deus
O pecado provoca a ira de Deus
Romanos 1. 18: “Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que
detêm a verdade em injustiça”.

A ira de Deus anula a sua bondade ou o seu amor? De forma alguma. Não podemos esquecer que Deus é justo.
Ele ama tanta a justiça que abomina o pecado. (Severidade de Deus: Romanos 11. 22).

Justo: ser retilíneo, ser reto, retidão. Aprovar o que é bom em detrimento do que é mal. Condenar o ímpio e
justificar o justo. A imparcialidade do juízo divino.

Porque Ele ira-se? Ele é justo. Por causa da justiça, Ele fica indignado com o pecado. Ele é Santo.

Romanos 3. 5,6: “Mas, se a nossa injustiça traz a lume a justiça de Deus, que diremos? Porventura, será Deus
injusto por aplicar a sua ira? (Falo como homem.) Certo que não. Do contrário, como julgará Deus o mundo?”
• Salmos 90. 7-9: “Pois somos consumidos pela tua ira e pelo teu furor,
conturbados. Diante de ti puseste as nossas iniquidades e, sob a luz
do teu rosto, os nossos pecados ocultos. Pois todos os nossos dias se
passam na tua ira; acabam-se os nossos anos como um breve
pensamento”.

• Colossenses 3. 5,6: “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena:


prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza,
que é a idolatria; por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os
filhos da desobediência].
Pecado gera condenação
• Pela justiça de Deus, ele não tolera o pecado. O pecado é digno de
morte, de condenação eterna.

• Romanos 6. 23a: “Porque o salário do pecado é a morte”.

• Ezequiel 18. 20a: “ A alma que pecar, essa morrerá”.

• Veja as consequências do pecado da nação de Israel: Jeremias


Como desviar a ira de Deus?
- A única maneira de aplacar (desviar) a ira de Deus é por meio da
morte, derramamento de sangue de inocente.

- Como o povo de Israel desviava a ira de Deus? Eles realizavam


sacrifícios todos os anos.
• Êxodo 30. 10: “Uma vez no ano, Arão fará expiação sobre os chifres
do altar com o sangue da oferta pelo pecado; uma vez no ano, fará
expiação sobre ele, pelas vossas gerações; santíssimo é ao Senhor”.
• Êxodo 25. 17a: “Farás também um propiciatório de ouro puro”.
- O lugar mais importante e solene do Tabernáculo era onde acontecia
a propiciação. Sangue se oferecia a Deus para sua ira se afastar do
povo. O sangue era derramado exatamente sobre a tampa da arca,
chamada “propiciatório”.

- O sacrifício de animais somente cobria pecados, não era perfeito.


Deveria ser realizado todos os anos. Hebreus 10. 1-4.
O amor de Deus
• Nisto demonstra-se o amor de Deus. O sangue inocente do seu próprio filho foi
derramado pela propiciação dos nossos pecados.
I Jo 4. 10: “Nisto consiste o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu
Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele”.
João 3. 16

• O sangue de Jesus foi o preço pago a Deus para remissão, redenção (pagamento
de uma dívida). Qual dívida? A morte eterna causada pelo pecado.

• Jesus levou sobre si os nossos pecados. Os nossos pecados foram imputados sobre
ele.
Perfeição do sacrifício de Cristo
• O sacrifício de Jesus é perfeito. Remiu o pecado de toda humanidade:
passados, presentes e futuros.

• Hebreus 9. 11-14
• João 1. 36

• Promoveu reconciliação do homem com Deus (paz com Deus).


II Co 5. 18-19
Justificação pela Fé
- Entenda: Nós nos tornamos justos pela fé, não pela nossa “justiça”, pelo cumprimento da lei (de
fato, não cumprimos).

• Romanos 3. 20: “visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que
pela lei vem o pleno conhecimento do pecado”.

• Efésios 2. 8: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós; e dom de Deus”.

- A justificação não é apenas perdão dos pecados. A justificação nos considera justos (declarado
justo), como se nunca houvéssemos pecado.

Romanos 3. 24-26.
• Justificação significa mudança de posição espiritual diante de Deus
Graça
• Graça é um favor. Deus lhe fez um favor. Mostrou a sua bondade e seu
amor. É um favor imerecido.

• Você não merecia Salvação. Você merecia condenação.

• Tito 2. 11 “Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo


salvação a todos os homens”.
• Efésios 1. 7
• Efésios 2. 5

Você também pode gostar