Você está na página 1de 11

DESCARTE DE

RESIDUOS
• Residuos sólidos
• Residuos líquidos
• Residuos gasosos
• Residuos biológicos
Porque descartar corretamente?
• O descarte correto é necessário e fundamental aos dias de hoje.
• Primeiro pela sobrevivência do planeta, educação ambiental entre outras.
• O descarte inadequado de resíduos pode causar grande impacto
ambiental.
• Os resíduos podem ser classificados da seguinte forma :
• Solidos
• Liquídos
• Gasosos
• Biológicos
Residuos sólidos
• Resíduos sólidos são todos os materiais que resultam das atividades
humanas e que muitas vezes podem ser aproveitados tanto para
reciclagem como para sua reutilização. Os resíduos sólidos podem ser
classificados em lixo comum ou domiciliar, público e especiais.
• São considerados “especiais” os resíduos sólidos que precisam de
tratamento diferenciado e que podem causar males à saúde humana
e ao meio ambiente. São eles: lixo hospitalar, pilhas e baterias,
remédios vencidos, lixo radioativo, metais pesados
e resíduos industriais
Exemplos de descarte incorreto
Formas corretas de descarte
Residuos líquidos

• Resíduos líquidos são gerados em qualquer tipo de processo


produtivo já que a água é utilizada em uma ou várias etapas de todas
as atividades industriais. Algumas fábricas geram resíduos
líquidos químico-tóxicos com elementos perigosos, como ácidos,
metais pesados e óleos.
Exemplos de descarte incorreto
Formas corretas para descarte
Tratamento biológico aeróbio
• Diferente do tratamento anaeróbio que utiliza bactérias que não necessitam de oxigênio para sua
respiração, no tratamento biológico aeróbio os micro organismos degradam as substâncias orgânicas,
que são assimiladas como "alimento" e fonte de energia, mediante processos oxidativos.
 
• Nesse processo, o efluente precisa ser submetido a temperaturas específicas, estar com o pH e oxigênio
dissolvido (OD) controlado, além de  obedecer a relação da massa com os nutrientes de Demanda
Biológica de Oxigênio (DBO) que variam com a biota formada em cada estação.

• As bactérias responsáveis por este processo de eliminação da matéria orgânica são, em sua maioria,
heterótrofas aeróbias e facultativas e promovem a remoção da matéria orgânica com mais eficiência.

• Os sistemas aeróbios mais comuns são lagoas aeradas, filtros biológicos e os sistemas de lodos ativados
que propiciam a melhor eficiência em remoção de cargas.
Tratamento de Biológico anaeróbio
• Entre os sistemas de tratamento anaeróbio, existem as lagoas anaeróbias, os tanques
sépticos, os filtros anaeróbios e os reatores de alta taxa, capazes de receber maiores
quantidades de carga orgânica por unidade volumétrica, como os reatores UASB (Upflow
Anaerobic Sludge Blanket) ou RAFAs (Reatores Anaeróbios de Fluxo Ascendente).

• Dependendo do tipo de efluente a ser tratado, há risco de emissão de odores nesses


sistemas. Esse risco pode variar dependendo do tipo de efluente a ser tratado, do controle
operacional do sistema e características dos equipamentos utilizados.

• O processo anaeróbio converte parte da matéria orgânica em gás carbônico e metano, por
isso também é recomendada a existência de queimadores de gases, já que esse tipo de gás
contribui 21 vezes mais que o gás carbônico para poluir a camada de ozônio.
Residuos gasosos

Você também pode gostar