Você está na página 1de 32

Cálculo Numérico

Resolução Numérica
de Equações

Profs.: Bruno Correia da N.


Queiroz
José Antão B. Moura
Ulrich Schiel
Maria Izabel C. Cabral

DSC/CCT/UFCG
Cálculo Numérico – Objetivo do 2

Módulo

 Estudar métodos numéricos para a resolução de


equações não lineares (achar a raiz de uma função
f(x), ou seja resolver f(x) = 0)
 Fundamentar a necessidade de uso de métodos
numéricos para a resolução de equações não lineares
 Discutir o arcabouço geral que norteia os métodos
numéricos para a resolução de equações não lineares
 Apresentar uma série de métodos destinados à resolução
de equações não lineares
3

Cálculo Numérico – Motivação


Príncipio da
Príncipio da
Necessidade de resolução Conservação
Conservação
de equações do tipo f(x) = 0 ● Momento
● Momento
● Energia
● Energia
F Circuitos ● Massa
● Massa
Estruturas
i E1 Reatores

R +
v = g(i)
E2 S
E -

+FV Em cada nó:


-FH +FH E - Ri – g(i) = 0 E S
∑ FH = 0
(Lei de Kirchhoff)
∑ FV = 0
-FV Em um dado intervalo:
∑massa = entradas - saídas
4

Cálculo Numérico – Motivação


Um número real ξ é um zero da função sdss

se .
ξ ou raiz da equação
f(x)
f(x) = 0 f(ξ ) = 0
 Zeros podem ser reais ou complexos.
complexos
 Este módulo trata de zeros reais de f(x) .
ordenadas

f(x)
das ordenadas

Zeros reais
Zeros reais representados
representados
sobre oo eixo
sobre eixo das
das abcissas
abcissas
Eixo das
Eixo

ξ 1 ξ 2
x

Eixo das
Eixo das abcissas
abcissas
5

Cálculo Numérico – Motivação


 Zeros reais podem ser positivos,
positivos nulos ou negativos.
negativos

Raiz negativa
negativa f(x) Raízes positivas
Raízes positivas
Raiz
f(x)
Raízes positivas
Raízes positivas

ξ 1 ξ 2 ξ 3 x

ξ ξ x f(x)
1 2 B
Raízes positivas
Raízes positivas
A Raiz negativa
Raiz negativa

ξ 1 ξ 2 ξ 3 x
Raiz nula
Raiz nula
C
6

Cálculo Numérico – Motivação

 ax2 + bx + c = 0 fórmulas explicitas para a


determinação das raízes em função de a, b e c.

x = -b ± √ b2 – 4ac
2a
 Polinômios de graus mais elevados e funções com maior grau de
complexidade

 Impossibilidade de determinação exata dos zeros


7

Cálculo Numérico – Métodos

FASE II
FASE
FASE II
FASE II
Localização ou
Localização ou
isolamento das
das
MÉTODOS Refinamento
Refinamento
isolamento
raízes
raízes

Melhoramento sucessivo
Determinação das aproximações iniciais
de intervalos até a obtenção de uma
que contêm as aproximação com uma
raízes precisão pré-fixada
8

Cálculo Numérico – Métodos

 FASE I: ISOLAMENTO DAS RAÍZES

 Realização de análises teórica e gráfica da


função de interesse
 Precisão das análises relevante para o sucesso
da fase posterior
9

Cálculo Numérico – Métodos

 TEOREMA 1:
Sendo f(x) contínua em um intervalo [a, b],b] se
f(a)f(b) < 0 então existe pelo menos um ponto x
= ξ entre a e b que é zero de f(x).
f(x)
10

Cálculo Numérico – Métodos

 ANÁLISE GRÁFICA:
f(x) f(x)

a a ξ x
ξ 1 2 ξ 3
b
ξ b x

f(x)

a ξ ξ b x
1 2
11

Cálculo Numérico – Métodos

 OBSERVAÇÃO:
Sob as hipóteses do TEOREMA 1, se f’(x) existir e
preservar sinal em (a,b),
a,b) então este intervalo conterá um
único zero.
zero
12

Cálculo Numérico – Métodos

 ANÁLISE GRÁFICA:

f(x) f(x)

a b
ξ b x a ξ x

f’(x) > 0, ∀ x ∈ [a,b] f’(x) < 0, ∀ x ∈ [a,b]


13

Cálculo Numérico – Métodos

 Forma de isolamento das raízes de uma função


de interesse a partir de resultados anteriores:

 Tabulação da função para vários valores da


variável independente; e

 Análise das mudanças de sinal da função e do


sinal da derivada nos intervalos em que houve
alteração no sinal da função.
14

Cálculo Numérico – Métodos

Exemplo 1: f(x) = x3 – 9x +3

x-∞ -100 -10 -5 -3 -1 0 1 2 3 4 5


f(x) - - - - + + + - - + + +


f(x) é contínua para ∀ x ∈ R.
 I1 = [-5, -3]
Cada
Cada um
um dos
dos
 I2 = [0, 1]
intervalos
intervalos contém
contém
 I3 = [2, 3] pelo
p elo menos
menos um
um zero
zero..
15

Cálculo Numérico – Métodos


Exemplo 2: f(x) = √ x – 5e-x
x 0 1 2 3 ...
f(x) - - + + ...

 f(x) admite pelo menos um zero no intervalo [1,


2] o zero é único?
Análise do sinal de f’(x)

 f’(x) =1/(2√ x )+ 5e-x > 0, ∀x > 0

f(x) admite
f(x) admite um
um único
único zero
zero em em todo
todo seu
seu domínio
domínio de
de definição,
definição,
localizado no
localizado no intervalo
intervalo [[1
1,, 2
2]] ..
16

Cálculo Numérico – Métodos


 OBSERVAÇÃO:
Se f(a)f(b) > 0,
0 então se pode ter diversas situações no intervalo [a, b].
b]

f(x) f(x)

f(x) a ξ b x
a b x

a ξ ξ x
1 2
b
17

Cálculo Numérico – Métodos

I II
Construção
Construção do
do Obtenção da
Obtenção da equação
equação
ANÁLISE equivalente g(x)
equivalente g(x) =
= h(x)
h(x)
gráfico de
gráfico de f(x)
f(x)
GRÁFICA aa partir
partir da
da equação
equação
f(x) =
f(x) =00
Localização
Localização das
das
abcissas dos
abcissas dos pontos
pontos III Construção dos
Construção dos gráficos
gráficos
nos quais
quais aa curva
curva de g(x)
de g(x) ee h(x)
h(x) no
no mesmo
mesmo
nos Uso de
Uso de programas
programas
intercepta oo eixo
eixo ox
ox sistema cartesiano
sistema cartesiano
intercepta para
para traçado
traçado de
de
gráficos de
gráficos de funções
funções
Localização dos
Localização dos pontos
pontos xx
nos quais
nos quais g(x)
g(x) ee h(x)
h(x) sese
interceptam
interceptam
f(ξξ )) =
((f( 0 ⇔
= 0 ⇔ g( g(ξξ )) ==
h(ξξ )) ))
h(
18

Cálculo Numérico – Introdução


 Estudo detalhado do comportamento de uma função
a partir do esboço de seu gráfico
 Domínio da função
 Pontos de descontinuidade
 Intervalos de crescimento e decrescimento
 Pontos de máximo e mínimo
 Concavidade
 Pontos de inflexão
 Assíntotas da função

(Vide LEITHOLD, L. O Cálculo com Geometria Analítica)


19

Cálculo Numérico – Métodos


Exemplo 3: f(x) = x3 – 9x +3 ( Uso do métodoI )
f(x)
 f’(x) = 3x - 9
2

 f’(x) = 0 <=> x = +-√ 3

x f(x)
-4 -25
-3 3
-√3 13,3923
-1 11 -4ξ 1 -3 -2 -1
ξ 2
1 2ξ 3 3 4 x
0 3
1 -5
 ξ 1∈ (-4, -3)
√3 -7,3923
 ξ 2 ∈ (0, 1)
2 -7
 ξ 3 ∈ (2, 3)
3 3
20
Cálculo Numérico – Métodos
MATLAB: ezplot('x^3-9*x+3',[-4,4])
x^3-9*x+3

30

20

10

-10

-20

-4 -3 -2 -1 0 1 2 3 4
x
21

Cálculo Numérico – Métodos


Exemplo 3: f(x) = x3 – 9x +3 ( Uso do Método II )
y
 g(x) = x3 h(x)
g(x)
 h(x) = 9x -3

-4ξ 1 -3 2 ξ 33
ξ
-2 -1
2
1 4 x

 ξ 1 ∈ (-4, -3)
 ξ 2 ∈ (0, 1)
 ξ 3 ∈ (2, 3)
22

Cálculo Numérico – Métodos


MATLAB
9*x-3

30

20

10

-10

-20

-30

-40

-4 -3 -2 -1 0 1 2 3 4
x
23

Cálculo Numérico – Métodos


Exemplo 4: f(x) = √ x – 5e-x ( Uso do Processo II )
h(x) y

 √ x – 5e-x = 0 <=> √ x = 5e-x


 g(x) = √ x
 h(x) = 5e-x

g(x)

 ξ ∈ (1, 2)
1ξ 2 3 4 5 6 x
24

MATLAB
5*exp(-x)

5
4.5
4
3.5
3
2.5
2
1.5
1
0.5
0
0 1 2 3 4 5
x
25

Cálculo Numérico – Métodos


Exemplo 5: f(x) = x logx – 1 ( Uso do Processo II )
y

 xlog(x) – 1 = 0  log(x) = 1/x h(x)


 g(x) = log(x)
 h(x) = 1/x

g(x)

1 2ξ 3 4 5 6 x

 ξ ∈ (2, 3)
26

MATLAB
1/x

2.5

1.5

0.5

0 1 2 3 4 5
x
27

Cálculo Numérico – Métodos

 FASE II: REFINAMENTO


 Aplicação de métodos numéricos destinados ao
refinamento de raízes
 Diferenciação dos métodos  Modo de
refinamento
 Método iterativo  caracterizado por seqüência
de instruções executáveis passo a passo,
algumas das quais repetidas em ciclos
(iterações)
iterações
28

Cálculo Numérico – Métodos


Início Diagrama de Fluxo da
Fase de Refinamento a
Dados iniciais
partir de Métodos Iterativos
Cálculos iniciais

k=1

Cálculo da nova
aproximação

Cálculos Aproximação
intermediários S Cálculos
suficientemente Término
finais
próxima da raiz
k=k+1 exata ?

N
29

Cálculo Numérico – Métodos

 CRITÉRIOS DE PARADA

 Teste: xk suficientemente próximo da raiz exata?

 Como verificar tal questionamento?


 Interpretações para raiz aproximada

x é raiz aproximada com precisão ε se:
i. |x - ξ | < ε
Como proceder
Como proceder se
se
ou
não se
não conhece ξξ ??
se conhece
ii. |f( x )| < ε
30

Cálculo Numérico – Métodos

 Redução do intervalo que contém a raiz a cada


iteração
 Obtenção de um intervalo [a,b] tal que:
ξ ∈ [a,b]
e |x - ξ | < ε , ∀ x ∈ [a,b]
b – a < ε f(x)

∀x
∀ x ∈ a,,b
[[a b]] pode
pode a
ξ b x
ser tomado
ser como x
tomado como x
b – a<
ε
31

Cálculo Numérico – Métodos

||xx -- ξξ || <
< εε Nem
Nem sempre
sempre éé
possível
possível satisfazer
satisfazer
|f(xx)|
|f( < εε
)| < ambos os
ambos os critérios
critérios

Métodos
Métodos numéricos
numéricos são
são
desenvolvidos de
desenvolvidos de modo
modo aa
satisfazer pelo
satisfazer pelo menos
menos um
um dos
dos
critérios
critérios
32

Cálculo Numérico – Métodos


PROGRAMAS
PROGRAMAS
COMPUTACIONAI
COMPUTACIONAI
S
S

Teste de
Teste de Estipulação do
Estipulação do número
número
Parada
Parada máximo de
máximo de iterações
iterações

Prevenção contra
Prevenção contra loopings
loopings
erros do
 erros
 do programa
programa
inadequação do
 inadequação
 do método
método ao
ao problema
problema