Você está na página 1de 32

ROLAMENTOS

MANCAL
 O mancal pode ser definido como suporte ou guia
em que se apóia o eixo.
 No ponto de contato entre a superfície do eixo e a
superfície do mancal, ocorre atrito.
 Dependendo da solicitação de esforços, os
mancais podem ser de deslizamento ou de
rolamento.
MANCAIS DE DESLIZAMENTO
 São constituídos de uma bucha fixada num suporte.
 As buchas envolvem os eixos, permitindo-lhes uma
melhor rotação e são de materiais macios, como o bronze
e ligas de metais leves.
 São usados em máquinas pesadas ou em equipamentos
de baixa rotação.
MANCAIS DE ROLAMENTO OU
ROLAMENTOS
 Maior velocidade e menos atrito
Classificação

 Elemento Rolante: Rolamentos de esferas,


rolamentos de rolos ou de agulhas.

 Tipo: Rolamentos Radiais e Rolamentos Axiais.


 Carga Suportada:

 Radiais - não suportam cargas axiais e


impedem o deslocamento no sentido
transversal ao eixo.

 Axiais - não podem ser submetidos a cargas


radiais e impedem o deslocamento no sentido
axial.

 Mistas - suportam tanto carga radial como axial


e impedem o deslocamento tanto no sentido
transversal quanto no axial.
TIPOS DE ROLAMENTOS
ROLAMENTO RÍGIDO DE ESFERAS

 É um rolamento do tipo radial e com alto grau de


contato entre as pistas dos anéis e as esferas que
suporta altas cargas axiais.
ROLAMENTO AUTOCOMPENSADOR DE
ESFERAS
 Possui duas carreiras de esferas, tendo no anel
interno pistas diferentes para cada carreira. O anel
externo tem uma única pista de forma esférica .
Esta característica permite que o eixo tenha um
deslocamento angular em relação a caixa.
ROLAMENTO DE ESFERAS DE CONTATO
ANGULAR
 Este rolamento é radial, porém as pistas dos anéis
externo e interno são deslocadas em sentidos
opostos. A linha de contato é inclinada. Suporta
carga axial maior, mas num único sentido.Obs.: se
a carga mudar de sentido deve-se usar dois
rolamentos em sentidos opostos.
ROLAMENTO DE ROLOS CILÍNDRICOS

 Suporta cargas radiais elevadas . Tem diferentes


construções especificadas por letras: N, NU, NJ,
NJ+HJ, NUP.
 As pistas dos anéis são cilíndricas tendo flanges.
ROLAMENTO AUTOCOMPENSADOR DE
ROLOS
 Possui duas carreiras de rolos, guiados por anel
interno com pistas distintas para cada carreira. O
anel externo tem carreira esférica.
 Sua capacidade de suportar cargas axiais e radiais
é usada para aplicações ferroviárias.
ROLAMENTO DE ROLOS CÔNICOS

 É um rolamento de contato angular cuja linha de


ação sobre o rolo é inclinada suportando esforços
combinados axiais e radiais. É aplicado aos pares e
muito usado na indústria automobilística e de
equipamentos.
ROLAMENTO AXIAL DE ESFERAS

 As esferas são unidas pelo porta esferas e


percorrem pistas pouco profundas nas duas placas.
 São específicos para cargas axiais.
ROLAMENTO AXIAL
AUTOCOMPENSADOR DE ROLOS
 Os rolos são abaulados, apoiados em pistas
esféricas.
 Também suportam cargas radiais

 Usados para aplicações pesadas: pontes móveis,


guindastes, turbinas e geradores de energia
elétrica.
Características dos Rolamentos

D: diâmetro externo;
d: diâmetro interno;
R: raio de arredondamento;
L: largura.

 Para cada diâmetro são definidas três


séries de rolamentos: leve, média
pesada.
DADOS GERAIS SOBRE ROLAMENTOS

 Dimensão:
TOLERÂNCIAS DE FORMA E POSIÇÃO
FOLGAS

 AXIAL

 RADIAL
MANUTENÇÃO E LUBRIFICAÇÃO DE
ROLAMENTOS
LUBRIFICAÇÃO

 PREVENIR DESGASTES;

 EVITAR CONTATO METÁLICO DIRETO ENTRE


ELEMENTOS ROLANTES;

 VEDAÇÃO;

 REMOÇÃO DE CALOR.
LUBRIFICAÇÃO - GRAXA
PROPRIEDADES :

 VISCOSIDADE DO ÓLEO BASE;

 CONSISTÊNCIA;

 FAIXA DE TEMPERATURA;

 PROPRIEDADES INIBIDORAS DE CORROSÃO;

 RESISTÊNCIA DE PELICULA LUBRIFICANTE;


 CAPACIDADE DE CARGA;

 MISCIBILIDADE.
LUBRIFICAÇÃO COM GRAXA

VANTAGENS:

 FACILIDADE DE TRANSPORTE E
ARMAZENAMENTO;

 MENOR RISCO DE VAZAMENTO;

 RETIDA MAIS FACILMENTE NO ROLAMENTO;

 VEDAR CONTRA CONTAMINANTES;

 VEDAR CONTRA UMIDADE OU ÁGUA;


LUBRIFICAÇÃO COM GRAXA
DESVANTAGENS:

 LIMITES DE ROTAÇÕES INFERIORES AOS


ÓLEOS;

 EM EXCESSO CAUSARÁ RÁPIDO AUMENTO DE


TEMPERATURA;

 PARA RELUBRIFICAR,DEVE-SE RETIRAR A


GRAXA USADA;
LUBRIFICAÇÃO COM ÓLEO
VANTAGENS:

 ROTAÇÕES MAIORES DOS QUE DA GRAXA;

 DIVERSOS MÉTODOS DE LUBRIFICAÇÃO;

 QUANDO EM CIRCULAÇÃO,REFRIGERA O
ROLAMENTO;

 FÁCIL TROCA(BUJÃO DE DRENO E DE


RELUBRIFICAÇÃO).
LUBRIFICAÇÃO COM ÓLEO

DESVANTAGENS:

OPOSTOS AS VANTAGENS DA GRAXA.


LUBRIFICAÇÃO
COM ÓLEO
RELUBRIFICAÇÃO

REALIZAR NO PERÍODO EM QUE A

LUBRIFICAÇÃO DO ROLAMENTO É AINDA

SATISFATÓRIA.
RELUBRIFICAÇÃO

PERÍODO:

 TIPO DE ROLAMENTO;

 VELOCIDADE;

 TEMPERATURA;

 TIPO DE GRAXA;

 ESPAÇO AO REDOR DO ROLAMENTO;

 MEIO AMBIENTE.
INSPEÇÃO VISUAL

PERIODICAMENTE VERIFICAR:

 LIMPEZA DOS ROLAMENTOS;

 CONDIÇÃO DO ROLAMENTO;

 TEMPERATURA;

 QUANTIDADE E QUALIDADE DO LUBRIFICANTE;

 CORROSÃO.
INSPEÇÃO

ANUALMENTE VERIFICAR:

 CONDIÇÃO DO ROLAMENTO;

 ALINHAMENTO;

 TEMPERATURA;

 QUANTIDADE E QUALIDADE DO LUBRIFICANTE;

 CORROSÃO.

Você também pode gostar