Você está na página 1de 41

UFCD 0405 – Sistemas

tecnológicos do fluxo logístico


Duração: 50 h
Formador: Vasco Reis

1
Sistemas de identificação automática
 Sistemas de identificação biométrica;
 Sistemas de identificação por cartões inteligentes;
 Sistema de visão eletrónica;
 Sistema de reconhecimento de voz humana;
 Sistema de reconhecimento ótico de carateres (Optical Character
Recognition –OCR);
 Sistema de identificação por radiofrequência (Radio Frequency
Identification – RFID).

2
Sistema de identificação biométrica
Estes sistemas reconhecem certas caraterísticas fisiológicas, diferentes
de cada ser humano, por exemplo, impressões digitais, padrões de voz,
vasos sanguíneos na retina, etc. Estes sistemas são muito utilizados no
controlo de acesso a instalações ou zonas de segurança.

3
Sistemas de identificação por cartões
inteligentes
São sistemas que têm em geral, um formato idêntico aos cartões de
crédito e utilizam microchips que armazenam dados no seu sistema de
memória.

4
Sistemas de visão eletrónica
São adequados para identificação em ambiente de mudança. Trata-se
de uma tecnologia de reconhecimento ótico que utiliza câmaras de
vídeo ou células fotoelétricas ligadas a computadores, permitindo a
visão de objetos e a sua conversão para imagens, num formato que o
computador pode processar. São utilizados na inspeção em linhas de
produção e em robótica, com grande difusão nas industrias automóvel
e eletrónica.

5
Sistemas de reconhecimento de voz
Reconhecem e interpretam palavras, transformando-as em instruções
num formato compreensível pelo computador, podendo também imitir
palavras com voz sintetizada. São utilizados em atividades críticas em
laboratórios ou na manipulação e inspeção de materiais em que os
olhos e/ou as mãos dos operadores estejam ocupadas.

6
Sistema de reconhecimento ótico de carateres
(Optical Character Recognition –OCR)
Os OCR baseiam-se na leitura automática de carateres por um feixe de
luz e na sua descodificação para formato digital, analógico ou ASCII,
com utilização de algoritmos matemáticos.

7
(Radio Frequency Identification – RFID)
Os RFID identificam automaticamente objetos, animais, etc., utilizando
a tecnologia de radiofrequência. O RFID mais comum utiliza etiquetas
eletrónicas constituídas por um microchip (com um número que
identifica o objeto , pessoa, etc) e uma antena que comunica por ondas
de rádio com um leitor (fixo ou móvel) que regista a passagem do
objeto ou pessoa pela sua zona de leitura.

8
Sistemas de codificação
• UCC - Uniform Code Council);
• EAN - European Article Numbering;
• EAN.UCC (faz a identificação, localização e a unidade de despacho);
• GS1 – Globals Santards (sendo o mais recente faz a rastreabilidade e
sincronização na cadeia de abastecimento, designadamente o EPC).

9
Leitores de codificação
 PDA (Personal Digital Assistant): emite uma etiqueta SSCC (Serial
Shipping Container Code) que é colada na embalagem.

10
Exemplo da utilização dos sistemas de
codificação
A diversidade de situações em que se utiliza os sistemas de codificação é tão
grande, que não é difícil imaginar uma fábrica, em que os principais fluxos de
materiais e documentos possam ser identificados no decorrer das diversas
atividades e funções da logística interna e externa da fábrica:
 receção;
 arrumação;
 produção;
 controlo de qualidade;
 embalagem;
 expedição de mercadorias.
11
Exemplo da utilização dos sistemas de
codificação
Receção: o sistema de codificação impresso na embalagem da matéria-
prima/produto e na guia de remessa que acompanha, podem ser
identificados com um leitor portátil o qual, ligado por radiofrequência
ao sistema informático, regista automaticamente as entradas.

12
Exemplo da utilização dos sistemas de codificação
Arrumação: conjugando-se o sistema de codificação de localização e de
matérias-primas/produto, assegura-se a arrumação no local adequado
no armazém.

13
Exemplo da utilização dos sistemas de
codificação
Produção: o acompanhamento dos materiais ao longo da cadeia de
produção com base em leitores óticos, ligados em rede, o que garante a
atualização permanente dos stocks.

14
Exemplo da utilização dos sistemas de
codificação
Controlo de qualidade: à medida que terminam as operações de
produção, os produtos são enviados para o controlo final de qualidade:
artigos aceites ou rejeitados são controlados com os códigos
respetivos.

15
Exemplo da utilização dos sistemas de codificação
Embalagem: os produtos aceites pelo controlo de qualidade são
acondicionados em embalagens individuais ou em conjunto, códigos de
unidades de consumo ou de despacho.

16
Exemplo da utilização dos sistemas de codificação
Expedição de mercadorias: para satisfazer as encomendas dos clientes,
o consumidor informa os operadores sobre o que deve ser recolhido do
armazém e a sua localização, para o que pode utilizar-se um leitor
portátil programável com informação sobre as referências e
quantidades a expedir.

17
Código de barras/etiqueta inteligente

18
19
Rastreabilidade
A rastreabilidade é a capacidade para historiar, localizar e seguir o rasto
dos produtos em toda a cadeia de abastecimento, por forma controlar
melhor os riscos, em especial produtos alimentares e medicamentos. A
rastreabilidade supõe a aplicação de um padrão único de identificação
e comunicação entre todos os parceiros de negócio, utilizando o
sistema de codificação EAN.UCC e GS1.

20
21
Código eletrónico do produto

22
23
24
25
26
27
28
29
Código de barras Código EPC (Eletronic Product Code)
Os códigos de barras são lidos Os códigos EPC podem ser lidos ou escritos
Os códigos de barras têm de estar fixos para serem Os códigos de EPC podem ser lidos fixos ou em
lidos. movimento.
Os códigos de barras têm de estar à vista dos Os códigos EPC podem estar ocultos dos leitores.
leitores.
Os códigos de barras são lidos um a um. Podem ser lidos vários EPC quase ao mesmo tempo
(cerca de 40 códigos segundo).
A capacidade de criação de códigos de barras A capacidade de criação de EPC é muito mais
possível é limitada. elevada.
Os códigos de barras não podem ser aplicados em Os códigos EPC podem ser aplicados em objetos
objetos de pequenas dimensões. pequenos.
Os códigos de barras são de fácil contrafação (o Os códigos EPC são de difícil contrafação (e mesmo
mesmo código pode ser aplicado em qualquer sendo possível, é necessário um número único para
número de artigos). cada objeto).
Distância máxima dos leitores aos códigos de barras: A distância dos códigos EPC aos leitores é muito
cerca de 60 cm. variável: as etiquetas passivas mais comuns podem
ser lidas até uma distância de 6 m; algumas
etiquetas ativas podem ser lidas a cerca de 100 m.

30
EPC Global Network
Este sistema utiliza a tecnologia da RFID e a Internet, assegura a
comunicação, em tempo real, com a etiqueta afixada em objetos
individuais, de qualquer organização, à medida que se movimentam na
cadeia de abastecimento, em todo mundo. O EPC Global Network
funciona como uma extranet, à qual só terá acesso quem for
autorizado previamente.

31
Sistema EPC e as tecnologias de comunicação
móveis.
A eficiência da gestão dos fluxos de produtos na cadeia de
abastecimento pode ser melhorada com a utilização do sistema EPC em
conjugação com outras soluções, designadamente as tecnologias de
comunicações móveis:
 WAP (Wireless Application Protocol);
 WML (Wireless Markup Language);
 GPRS ( General Packet Radio Service);
 UMTS (Universal Mobile Telecommunication System).

32
Eletronic Data Interchange (EDI)
O EDI faz a transferência de mensagens formatadas segundo standards
ou normas previamente acordadas, inter-organizacionais e computador
a computador. Com este sistema as notas de encomenda, guias de
remessa, faturas, entre muitos outros documentos, são primeiro
convertidos em mensagens com um formato standard e depois
enviadas por meios eletrónicos para os parceiros.

33
Objetivo do EDI
O objetivo principal é eliminar a necessidade da introdução manual de
dados pelos sucessivos interlocutores e tornar as mensagens
compreensíveis, na medida em que são utilizadas mensagens
estruturadas e normalizadas.

34
Componentes do EDI
 Standard EDI;
 Software EDI:
. Comunicações EDI:
- Comunicações diretas;
- Comunicações indiretas;

35
Standard EDI
Corresponde a um formato de mensagens normalizado, obedecendo a
um conjunto de regras de criação de mensagens eletrónicas
estruturadas. Os standards principais são:
• ANSI ASC X12 (American National Standards Committee Accredited
Standards Committee X12);
• UNGTDI (United Nations Guidelines for Trade Data Interchange);
• UN/EDIFACT (United Nations Electronic Data Interchange for
Administration, Commerce and Transportation). Sendo o mais
recente, dispõe de centenas de mensagens, cobrindo áreas da banca,
comércio, transporte, alfândegas e de serviços.
36
Software EDI
Traduz os dados das aplicações de uma organização para um formato
estruturado, preparando-o para envio, sob a forma de uma mensagem,
por adequados meios de comunicação, para o destinatário (ou
inversamente), onde é convertida no formato da respetiva aplicação

37
Comunicações diretas
Podem realizar-se com base em várias soluções, em função do volume
de tráfego e da localização geográfica dos parceiros intervenientes no
processo, designadamente: linha comutada/dedicada; rede de
comutação de pacotes X.25; Rede Digital com Integração de Serviços
(RDIS).

38
Comunicações indiretas
Utilizam as redes de valor acrescentado. Por esta via, as comunicações
processam-se através dos Centros de Compensação (Clearing Center)
das Redes de Valor Acrescentado (Value Added Network – VAN), em
que cada utilizador está ligado a uma mailbox, de alguma forma
semelhante ao apartado do serviço de correios, para onde são dirigidas
todas as mensagens, recebidas ou enviadas. Os Clearing Center fazem a
receção e troca de mensagens entre os seus utilizadores. O acesso ao
mailbox é controlado por um sistema de assinaturas e passwords
devidamente codificadas.

39
Sistemas de posicionamento global (GPS)
O sistema de posicionamento global mais conhecido é o Global Position
System – GPS, que permite a localização de pessoas e bens em
qualquer lugar do mundo, 24 h por dia, embora tenha um custo
elevado. É um sistema de posicionamento via rádio que transmite
informação em coordenadas tridimensionais (latitude, longitude e
altitude), assim como a velocidade e o tempo.

40
Sistema de Posicionamento Global
GLONASS, EGNOS e GALILEO
Alguns Sistemas de Posicionamento Global idênticos ao GPS:
• GLONASS (Global Navigation Satellite System) de fabrico Russo;
• EGNOS (European Geostationary Navigation Overlay System);
• GALILEO (European Satellite Navigation System)

41

Você também pode gostar