Você está na página 1de 28

são bases

libertam são iónicas,


o iãobases que têm
hidróxido porque
iónicas, na têm
dissociação.
na suaNoGRUPO
sua estrutura o ião
caso oI ião hidróxido,
hidróxido,
do hidróxido
estrutura deOH . Quando
sódio isso dissolvidas
OH −traduz-se
. Quando por: em água,
dissolvidas em água,
As bases
libertam fortes
ofortes mais
ião hidróxido conhecidas, como
por dissociação. o GRUPO
hidróxido de I
sódio, NaOH, e o hidróxido de potássio, KOH,
As
As baseslibertam o iãoconhecidas,
mais hidróxido por
como
NaOH o No
(s)
caso +dode
dissociação.
⟶ NaNo
hidróxido hidróxido
caso
(aq) +do
sódio,
OH −de sódio
hidróxido
NaOH,
(aq)−ee o
isso
ode traduz-se
sódio
hidróxido por:
issodetraduz-se
potássio, por:
KOH,
são bases iónicas, que têm na sua estrutura o ião hidróxido, OH −. Quando dissolvidas em KOH,
bases fortes mais conhecidas, como o hidróxido de sódio, NaOH, hidróxido de potássio, água,
As
são bases
bases fortes mais
iónicas, conhecidas,
que têm na como
sua
na NaOH o hidróxido
estrutura
(s) ⟶ Na o ião
+ de
(aq) sódio,
hidróxido,
+ OH
+ NaOH,
− OH −e
(aq) . o hidróxido
Quando
− de potássio,
dissolvidas em KOH,
água,
são basesolado,
Por outro
libertam iónicas,
ião que têm
as bases
hidróxido moleculares,
por dissociação.deNaOH
sua estrutura o(s)
quecaso
No ⟶
omelhor
ião
do Naexemplo
hidróxido(aq)de
hidróxido, +
OH OH
ésódio (aq)traduz-se
o−.amoníaco,
Quando
isso dissolvidas
NH3 , por: em água,
ionizam-se, ou
são bases
libertam
libertam o iónicas,
ião
olado,
ião que
hidróxido
hidróxido têm
por
por na sua estrutura
dissociação.
dissociação. No o
caso ião
do hidróxido,
hidróxido deOH .
sódioQuando
isso dissolvidas
traduz-se por: em água,
Por
seja,outro
Por
reagem comasalado,
outro bases
água asmoleculares,
bases
quando nela de No
são quecaso
moleculares,
dissolvidas.
do hidróxido
odemelhor
+queNo o exemplo
melhor
caso
deésódio
− exemplo
do amoníaco,
isso
o amoníaco,
é otraduz-se
NH3 , por:
amoníaco,
esta ionizaçãoionizam-se,
NHé ou
3 , ionizam-se, ou
traduzida
NaOH (s) ⟶ Na (aq) + OH (aq)
libertam o ião hidróxido por dissociação. No caso +do hidróxido−de sódio isso traduz-se por:
NaOH (s) ⟶ Na
Na+ (aq)No + OH − (aq)
seja,
por: reagem com a água
seja, reagem a águaNaOH
comquando nela são
quando (s) ⟶são
dissolvidas.
nela (aq)
dissolvidas.+ OHNo
caso do (aq)
amoníaco, esta ionização
caso do amoníaco, é traduzida
esta ionização é traduzida
Por outro lado, as bases moleculares, de que o melhor
+
NaOH (s) ⟶ Na (aq) + OH (aq) exemplo − é o amoníaco, NH 3 , ionizam-se, ou
Por
por: outro
Por outropor:lado, as bases moleculares, de que o melhor+ exemplo é o− amoníaco, NH3 , ionizam-se, ou
lado, as bases moleculares, de que o melhor exemplo é o amoníaco, NH 3 , ionizam-se, ou
seja,
Por reagem
outro com
lado, a água
asabases quando
NH nela
(aq)
moleculares,
3 são
+ H dissolvidas.
O (ℓ) ⇌
de2dissolvidas.
que o melhor NH No caso
(aq) do
+ amoníaco,
OH (aq) esta ionização
4 exemplo é o amoníaco, NH3 , ionizam-se, ou é traduzida
seja, reagem
seja, reagem com
com água quando
a água quando nela são
nela são dissolvidas. No
No caso do amoníaco,
+ caso do
amoníaco, esta ionização
ionização éé traduzida
NH (aq) + H O (ℓ) ⇌ NH (aq) + + OH − (aq) esta− traduzida
por:
A maioria dascom
bases moleculares,3 NH
isto são(aq)
2
é, das + H O
bases queNo(ℓ) 4 ⇌
secasoNH
ionizam (aq) + OH
em água, são (aq)
seja,
por: reagem a água quando nela 3 2
dissolvidas. 4
do amoníaco, estabases fracas,
ionização tal como
é traduzida
por:
A maioria das bases
A maioria
o amoníaco. dasmoleculares,
basesNH isto é, das
moleculares, istobases
é, dasquebasesse
+ ionizam
que+ seOH em− água,em
ionizam são bases
água, sãofracas,
basestal comotal como
fracas,
por: 3 (aq) + H2 O (ℓ) ⇌ NH4 (aq) (aq)
+
+ (aq) + OH −
o amoníaco. NH
NH 3 (aq)
(aq) +
+ H
H 2 O
O (ℓ)
(ℓ) ⇌
⇌ NH
NH 4 (aq) + OHcuja − (aq)
(aq)
Um dos oraros
amoníaco.
exemplos de bases
3 moleculares 2 fortes é a4 guanidina, fórmula molecular é CH5 N3 .
A maioria das bases moleculares, NH3 (aq) + H2 O (ℓ) ⇌ NH4 (aq) + OH (aq) são bases fracas, tal como
isto é, das bases que se
+ ionizam em − água,
A
Um maioria
dos Um
A maioria das
raros
das bases
exemplos
bases
dos moleculares,
de basesde
rarosmoleculares,
exemplos isto
isto é, das
é,
bases das
moleculares bases
fortes
bases
moleculares que
que seguanidina,
é fortes
ase ionizam
ionizam em
em água,
cuja são bases
fórmula
água,
é a guanidina, são
cujabases fracas,
molecular
fórmula fracas, tal
é tal como
CHcomo
molecular 5 N3é. CH5 N3 .
o
A amoníaco.
maioria das bases moleculares, isto é, das bases que se ionizam em água, são bases fracas, tal como
o
o amoníaco.
1. amoníaco.
(10p) Escreve a equação química que representa a ionização da guadinina em água.
Um
o dos raros exemplos de bases moleculares fortes é a guanidina, cuja fórmula molecular é CH5 N3 .
amoníaco.
Um
1. dos 1.
(10p)
Um dos raros
Escreveexemplos
(10p)
raros a equação
Escreve
exemplos de
de bases
a equação
bases moleculares
química fortes
que representa
química
moleculares que aéé ionização
aa guanidina,
representa
fortes cuja
da cuja fórmula
guadinina
a ionização
guanidina, molecular
emmolecular
da guadinina
fórmula água.em água.éé CH
CH55 N N33 ..
Um dos raros
2. (14p) Calculeexemplos
o pH dedeuma bases moleculares
solução aquosa fortes é a guanidina,
de guadinina, cuja fórmulaémolecular
cuja concentração 0,265 g dm é CH
−3 5 N3 .
.
1. (10p) Escreve a equação química que representa a ionização da guadinina em água.
2.
1. (14p)
(10p)2.Calcule
(14p)
Escreve oCalcule
a pH deouma
equação pH solução
de uma
química aquosa
solução
que de guadinina,
aquosa
representa a de cujada concentração
guadinina,
ionização cuja é 0,265
concentração
guadinina em água. é dm−3 .g dm−3.
g 0,265
1. Apresente
(10p) Escreve todasa equação
as etapas química que representa a ionização da guadinina em água.
de resolução.
1. (10p) Escreve
Apresente todasa equação
astodas
etapas química
de que representa a ionização da guadinina em água.
resolução.
2. (14p) Calcule o pH de uma soluçãode
3. (8p) Apresente
Podemos afirmar queasaetapas
guadinina resolução.
sofredeuma
aquosa guadinina, cuja concentração é 0,265 g dm−3 −3
.
2. (14p) Calcule o pH de uma solução aquosa de guadinina, cuja concentração
2. (14p) Calcule o pH de uma solução aquosa de guadinina, cuja concentração é 0,265 g dm . é 0,265 g dm −3 .

2. (A)
(14p)ionização
Apresente
Calcule ocompleta.
todas pHasde
etapas
uma de resolução.
solução aquosa de guadinina, cuja concentração é 0,265 g dm−3 .
Apresente todas as
Apresente todas etapas de
as etapas de resolução.
resolução.
(B) dissociação
Apresente todas completa.
as etapas de resolução.
(C) dissociação incompleta.
(D) ionização incompleta.
1. (10p)
igual a 1,8Escreva
× 10–7a, expressão da
4ሺ
a 25 ℃.N2AHhidrazina constanteH2 Ode
aqሻ+ sofre GRUPO
ሺℓbasicidade
ሻ ⇌ N2 Hem
ionização II5+ da hidrazina.
(aq)
água +deOH (aq)com: é um composto com fórmula molecular N H , que apresenta uma con
acordo
− A hidrazina
1. (10p) Escreva a expressão N H
2 da ሺ aq ሻ +
4 constante H O
2 deGRUPO
ሺℓ ሻ ⇌ N 2 II da hidrazina. (aq)
H
basicidade
1. (10p) Escreva a expressão da constante de basicidade5+ da hidrazina.
(aq) + OH
–7
2 4

A hidrazina é um compostoNcom 2 H4 ሺ 2O ሺ
aqሻ+ Hmolecular
fórmula ℓሻ⇌ N N22H
H45, que + OH− igual
(aq)apresenta umaaconstante
(aq) 1,8 × 10 de , abasicidade
25 ℃. A hidrazina sofre ionização em água de acordo com:
2.
1. (8p) Selecione
(10p)
A hidrazina Escreva aaexpressão
é um–7compostoopção que
com apresenta
da constante
fórmula umdepar conjugado
basicidade
molecular N2 H4 , daqueácido-base
apresentapara
hidrazina. umaesta reação.
constante de basicidade
1.
2. (10p)
igual a 1,8
(8p) Escreva
× 10 a,aexpressão
Selecione aopção
25 ℃.que da constante
A hidrazina
apresenta sofre
umdeionização
basicidade
par emdaágua
conjugado hidrazina.
de acordo
ácido-base paracom:
esta reação. N2 H4 ሺaqሻ+ H2 O ሺℓሻ ⇌ N2 H5+ (aq) + OH− (aq)
2. (8p)
igual Selecione
a 1,8 × 102–7 Ha,a4expressão
aopção
25 ℃.que apresenta
A hidrazina um ionização
sofre par conjugado
em água ácido-base
de acordopara esta reação.
com:
1. (A)
(10p)HEscreva
2 O/N da constante de basicidade+ da hidrazina.
2. (A)
(8p) H2 O/N
Selecione 2 H a4 opção Nque ሺaqሻ+ H2um
2 H4apresenta Oሺ ℓሻ ⇌
par N2 H5 (aq)
conjugado + OH− (aq)
ácido-base para esta reação.
2. (A)
(B) H
OH 2 O/N
− 2 H4
(8p) Selecione /H2 Oa opçãoNque ሺaqሻ+ H2um
2 H4apresenta Oሺ ℓሻ⇌
par N2 H5+ (aq)
conjugado + OH− 1.
ácido-base (aq)
para estaEscreva
(10p) reação.a expressão da constante de basicidade da hidrazina.

2. (B)
(A)
(8p)
(B)
(C)
OH
H − /H22H
2 O/N
Selecione
OH
N H /H
/N
Oa4 +opção que apresenta um par conjugado ácido-base para esta reação.
O expressão
1. (A)
(10p)HEscreva
2 O/N
2 4 2H2 2aH 45 da constante de basicidade da hidrazina.
+
1. (C)
(10p)
(B) N
OH H−
2 O/N
4 /N
Escreva
/H aH
2O 5 expressão
+ da constante de basicidade da hidrazina. 2. (8p) Selecione a opção que apresenta um par conjugado ácido-base para esta
(A)
(C)
(D)
(B) OHH
N
N H
H +
−4 /N
/N
2 5/H2 O
2 2H
2 2 H
H
2 44 5
+
2. (D)
(C)
(8p)
(B)
(D)
N
N
OH
N 2
2
H
H
Selecione
H−5
+
4
/N22H
/N
/H
/N O
H5+4opção que apresenta um par conjugado ácido-base para
a
H+ (A)esta
H2 reação.
O/N2 H4
2. (C) N22 H54 /N222H
(8p) Selecione a+54opção que apresenta um par conjugado ácido-base para esta reação.
3. (8p)
(A) O
(D) H22ião
N H +N2 H5 +
O/N /N H , em solução aquosa, (B) OH −/H2 O
(C) N H +/N
5
4 2H22H 4+54
(D) O
3. (8p) N
H22iãoH 5N/N H2H +,4 em solução aquosa,
3. (A)
(8p)
(A) O O/N
ião N 2H
2 H 5
5 , em solução
4
pois éaquosa,
(D) não
N2 H−sofre hidrólise uma base forte.
−+ 2 +
(B) OH 5
/H
/N2 O H
2 +4
(C) N 2 H 4 /N 2 H 5
3. (A)
(B)
(8p)
(A)
não
OH
O
não iãosofre
/H
N 2
sofre
2 HO hidrólise
5+
pois éaquosa,
, em solução
hidrólise pois é
uma base forte.
uma base forte.
forte.
3. (B)
(8p)
(C) O não
N2ião Hsofre
N2 H
4 /N 2H
hidrólise pois éaquosa,
5 5, em solução
+ um ácido (D) N2 H5+/N2 H4
+
3. (B)
(C)
(A)
(8p)
(B)
(C)
não
N
não
O
não Hsofre
2ião
sofre
4 /N
sofre
+ N
sofre 2H
H hidrólise
hidrólise
hidrólise
2 5
+5
, empois
hidrólise
pois
pois
solução
pois
é um
ééaquosa,
é
um
uma
um
ácido
ácido
base forte.
ácido
fraco.
forte.
forte.
(A) N
(D) não H
2 5 sofre
/N hidrólise
H
2 4 pois é uma base forte.
(C) sofre +hidrólise pois é um ácido fraco.
(D)
(B)
(A)
(C) N
não
não 2 Hsofre
sofre /N2 hidrólise
sofre H4 pois pois
hidrólise
5 hidrólise pois
é um ééácido
um
uma ácido
base
fraco.forte.
forte. 3. (8p) O ião N2 H5+, em solução aquosa,
(D)
(B) sofre
não sofre hidrólise pois pois
hidrólise é uma base
é um fraca.
ácido forte.
3. (D)
(C)
(8p)
(B)
(D)
sofre
sofre
O
não
sofre
hidrólise
hidrólise
iãosofre
hidrólise
5
+
, empois
N2 Hhidrólise pois éé uma
solução
pois pois
é um
uma é
base fraco.
ácido
aquosa,
um
base
fraca.
ácido forte.
fraca. (A) não sofre hidrólise pois é uma base forte.
(C) sofre hidrólise+ pois
3. (8p) O ião N2 H5 , em solução aquosa, é um ácido fraco.
4. (8p)
(D)
(A) Considerando
sofre
não hidrólise
sofre que
pois
hidrólise aé espécie
pois uma é base
uma H4 ሺ
Nbase
2fraca. aqሻ é uma base mais fraca do(B)quenão
forte. a espécie
sofre OH− (aq),
hidrólise pois é um ácido forte.
(C) sofre hidrólise pois éé um ácido fraco. −
4. (D)
(8p)
(A) sofre hidrólise
Considerando pois
que a uma
espécie baseN fraca.
H ሺaqሻ é uma base mais fraca do que a espécie OH (aq),
(8p) não
4. então sofre hidrólise
Considerando que pois
a espécie é umaNbase
2 4
2 H4 ሺ
forte.
aqሻ é uma base mais fraca do que a espécie OH (aq), −
(B) não sofre hidrólise pois
(D) sofre hidrólise pois é uma base fraca.
então é um ácido forte. (C) sofre hidrólise pois é um ácido fraco.
então
4. (8p)
(B) aConsiderando
(A) não sofre N
espécie H4que
hidrólise
2
aሻespécie
ሺaqpois N
é umiões
aceita 2H
ácido ሺaqሻ émaior
H4+forte.
com uma facilidade
base maisdo fraca
que do
a que a espécie
espécie OH − OH−
(aq). −
(aq),
4. (8p) Considerando que a espécie N H ሺaq ሻ é uma base mais fraca do que a espécie OH (aq),
(C)
(A)
então
sofre
a espécie hidrólise
N2 H−4poisሺaqéሻaceita
um ácido H++ com maior facilidade do que a(D)
iõesfraco.
2 4+ sofreOH
espécie hidrólise

− (aq). pois é uma base fraca.
(C)
(8p) asofre
4. (A)
(B) hidrólise
espécie
aConsiderando
espécie N
OH ሺaqሻ
pois
2 H4que
(aq) aéaceita
um ácido
aceita Nfraco.
iões
iões H4 com
com émaior facilidade do queado
aespécie
espécie OH + (aq). −
então espécie 2HH ሺaqሻmaiorumafacilidade
base mais do que
fraca que a N 2 H5 (aq).
espécie OH (aq),
(D)
(B) sofre
aa espéciehidrólise
OH − pois
(aq) é uma base fraca.
++ +
(A)
então
(D)
(B) espécie
sofre
a N
hidrólise
espécie OH 2H− ሺaqéሻaceita
−4pois
(aq) aceita
uma
aceita
iões
base
iões
HH+ com
iões+fraca.
H commaior
com maiorfacilidade
maior facilidadedo
facilidade doque
do que
que4.
aaespécie
a espécie
espécie
(8p)
NOH
N 2+H
H

Considerando
(aq).
+ (aq).
5 (aq).que a espécie N2 H4 ሺaqሻ é uma base mais fraca do que a
(C)
(A) a espécie OH (aq) doa iões H com
+ maior facilidade
N2 H4 ሺaqሻaceita iões H com maior facilidade do que a espécie2 OHdo que a espécie N H25 (aq).

5 (aq).
(C)
(B) aa espécie
espécie OH
OH


− (aq)
(aq) doa
aceita iões H+
iões +H com
++ maior facilidade do que a espécie
com maior facilidade do que a então
espécieN2NH25++H (aq).
+
− (aq).
(A)
4. (C)
(8p)
(D) a espécie
Considerando N
OH
(B) a espécie OH (aq) cede 2 H

− ሺ
que
4 aqሻ
(aq) a aceita
doa iões
espécie
aceitaiões iões
H
N H
+com
iõesH2H 4com
+ com
ሺ maior
aqሻ é
commaiormaior
uma facilidade
facilidade
base
maiorfacilidade
facilidadedo do
mais do
que que
a
fraca
doque a
do espécie
espécie
que
queaaespécie Na OH
H
espécie
+5
espécieN2NH5H+(aq). (aq).
(aq). OH− (aq),
(aq).
22 55 −
GRUPO A tabela seguinte mostra valores de produto iónico da água para diferentes
GRUPO III
III
𝑻 (℃) 𝑲𝐰
A
1. tabela seguinte
(8p) Os dados da mostra
tabelavalores de produto
permitem concluiriónico
que ada água para diferentes
autoionização da água étemperaturas.
uma reação
A
1. (8p) Os dados da tabela permitem concluir que a autoionização da água étemperaturas.
tabela seguinte mostra valores de produto iónico da água para diferentes uma reação 25 1,0 × 10−14
1. (8p) Os dados da tabela permitem concluir que a autoionização da água é uma reação
1. (8p)
(A) Os dados
pouco da tabela
extensa permitem concluir que a autoionização da água é uma reação
e endotérmica.
(A) pouco extensa e endotérmica. 50 5,5 × 10−14
(A) pouco extensa e endotérmica.
(B) pouco extensa e exotérmica.
(A) endotérmica.
(B) pouco extensa e exotérmica. 100 51,3 × 10−14
(B) pouco extensa e exotérmica.
(C) pouco
(B) muito extensa
extensa ee endotérmica.
exotérmica.
(C) muito extensa e endotérmica.
(C) muito extensa e endotérmica.
(D) muito extensa e endotérmica.
(C) exotérmica.
(D) muito extensa e exotérmica.
(D) muito extensa e exotérmica.
(D) muito extensa e exotérmica.
2. (14p) Uma solução tem pH igual a 6,7 a 50 ℃.
2. (14p) Uma solução tem pH igual a 6,7 a 50 ℃.
2. (14p) Uma solução tem pH igual a 6,7 a 50 ℃.
2. (14p) Uma
Conclua, solução tem
justificando, sepH igual a 6,7
a referida a 50 é℃.
solução ácida, básica ou neutra.
Conclua, justificando, se a referida solução é ácida, básica ou neutra.
Conclua, justificando, se a referida solução é ácida, básica ou neutra.
Conclua, justificando, se a referida solução é ácida, básica ou neutra.
3. (8p) Seleccione a opção que completa a frases corretamente.
3. (8p) Seleccione a opção que completa a frases corretamente.
3. (8p) Seleccione a opção que completa a frases corretamente.
3. (8p) Seleccione
Quando a opçãoaumenta,
a temperatura que completa
o pHadafrases
águacorretamente.
pura ____ e a seu caráter neutro ____.
Quando a temperatura aumenta, o pH da água pura ____ e a seu caráter neutro ____.
Quando a temperatura aumenta, o pH da água pura ____ e a seu caráter neutro ____.
Quando a temperatura
(A) aumenta … altera-se aumenta, o pH da água pura ____ e a seu caráter neutro ____.
(A) aumenta … altera-se
(A) aumenta … altera-se
(B) aumenta
(A) diminui ……mantém-se
altera-se
(B) diminui … mantém-se
(B) diminui … mantém-se
(C) diminui … mantém-se
(B) altera-se
(C) diminui … altera-se
(C) diminui … altera-se
(D) diminui
(C) aumenta……altera-se
mantém-se
(D) aumenta … mantém-se
(D) aumenta … mantém-se
(D) aumenta … mantém-se
4. (12p) Mostre que a água é uma espécie anfotérica, recorrendo a pares conjugados ácido-base.
4. (12p) Mostre que a água é uma espécie anfotérica, recorrendo a pares conjugados ácido-base.
4. (12p) Mostre que a água é uma espécie anfotérica, recorrendo a pares conjugados ácido-base.
4. (12p) Mostre que a água é uma espécie anfotérica, recorrendo a pares conjugados ácido-base.
A
GRUPO IV
Osdissolução
óxidos de de óxidos deNO
nitrogénio, nitrogénio
x , são gasesem água origina,
poluentes
GRUPO entre outros,
emitidos, o ácido pelos
IV por exemplo, nitroso, HNO2automóveis.
veículos . A ionização
dodissolução
A
Os ácido nitroso
óxidos de de em água
óxidos
nitrogénio, pode
deNO ser traduzida
nitrogénio
x , são gases água por:
em poluentes
origina, entre outros,
emitidos, o ácido pelos
por exemplo, nitroso, HNO2automóveis.
veículos . A ionização
Osdissolução
do
A óxidos dede
nitrogénio,
ácido nitroso deNO
em água
óxidos x , são
pode gases
seraq
nitrogénio poluentes
traduzida por: emitidos, por exemplo, pelos veículos
HNO2 .automóveis.
HNO 2ሺ ሻem
+Hágua
2O ሺ
origina,
ℓሻ ⇌ NO entre
− ሺ outros, o ácido
+
2 aqሻ+ H3 O (aq)
nitroso, A ionização
A dissolução
do de óxidos
ácido nitroso de nitrogénio
em água pode ser em água por:
origina, entre outros, o ácido nitroso, HNO2 . A ionização
HNO 2ሺ aqtraduzida
ሻ+ H2 O ሺ ℓሻ ⇌ NO− 2 ሺ aqሻ+ H3 O+ (aq)
do ácido nitroso em água pode ser traduzida por:
1. (14p) Calcule a constante
HNOde 2ሺ
acidez
aqሻ+ do ácido
H2 O ሺℓሻ⇌ nitroso,
NO− 2 ሺ
sabendo
aqሻ+ H3que uma solução de concentração
O+ (aq)
1. 0,010 mol dma−3constante
(14p) Calcule desteHNO
ácido,
de2ሺ ሻ+℃,
aaq25
acidez H2tem
do O ሺℓpH
ácido NO−
ሻnitroso,
⇌igual 2a ሺ
2,70.
sabendo O+ (aq)
aqሻ+ H3que uma solução de concentração
1. 0,010
(14p) Calcule
Apresente dma−3
mol todas deste
constante
as etapas ácido,
de a 25 ℃,
deacidez dotem
resolução. pHnitroso,
ácido igual a 2,70.
sabendo que uma solução de concentração
1. (14p) Calcule
0,010 dma−3constante
mol todas deste de acidez
ácido, dotem
a 25 ℃, ácido
pHnitroso, sabendo que uma solução de concentração
igual a 2,70.
Apresente as etapas de resolução.
0,010 mol dm−−3 deste ácido, a 25 ℃, tem pH igual a 2,70.
2. (8p) O ião NO
Apresente 2 ሺ
todas as ሻ
aq hidroliza-se
etapas em água originando
de resolução.
2. Apresente
(8p) todas
− ሺas etapas de resolução.
(A) ONOião
−ሺ
2
NO
aq 2 +aqሻ
ሻ OHhidroliza-se

(aq) em água originando
−ሺ
2. (8p)
(A) O
NOião
−ሺ NO
aq 2 +aqሻ
ሻ OHhidroliza-se
− +
(aq) em água originando
(B) HNO 22ሺ aqሻ+
−ሺ H O (aq)
2. (8p) O ião
−ሺ 2
NO aqሻ3− hidroliza-se em água originando
(A)
(B) NO 2 2ሺ aqሻ+ OH
ሻ+ H O−(aq)
+
(C) HNO
HNO 2
−ሺ ሻ ሺaq
aqሻ+ OH − (aq)
3 (aq)
(A) NO2 aq + OH (aq)
(B) HNO − 22ሺሺሺaqሻ+
ሻ H 3O −+ (aq)
(C) HNO aq +
(D) NO2 aqሻ+ H3 O +(aq)OH + (aq)
ሺ ሻ
(B) HNO2 aq + H3 O− (aq)
(C) HNO − 2ሺሺ aqሻ+HOH + (aq)
3. (D)
(8p) NO 2 aqሻ+
A adição 3 O − (aq)
de algumas gotas de HCℓ (aq) concentrado a uma solução aquosa de ácido nitroso
(C) HNO ሺ ሻ
− 2ሺ aq + OH+ (aq)
(D) NO2 aqሻ+
em equilíbrio H3 O a(aq)
favorece reação _____ e aumenta a _____ da solução.
−ሺ ሻ +
(D) NO2 aq + H3 O (aq)
(A) direta … acidez
(B) direta … basicidade
(C) inversa … basicidade
(D) inversa … acidez
4. (8p) A dissolução de óxidos de nitrogénio em água é responsável

(A) pela desflorestação.


(B) pelo fenómeno das chuvas ácidas.
(C) pelo aumento do efeito de estufa.
(D) pela destruição da camada de ozono.

5. (8p) Qual o nome do dispositivo que equipa os veículos automóveis com a finalidade de converter
os óxidos de nitrogénio em gases não poluentes?
GRUPO
GRUPOVV
UmUmgrupo de de
grupo alunos realizou
alunos uma
realizou titulação
uma potenciométrica
titulação de de
potenciométrica 15,00 mLmL
15,00 de de
uma solução
uma aquosa
solução de de
aquosa
ácido clorídrico,
ácido HCℓ
clorídrico, (aq),
HCℓ comcom
(aq), uma umasolução-padrão de de
solução-padrão hidróxido de de
hidróxido sódio, NaOH
sódio, (aq),
NaOH de de
(aq),
−3 −3
concentração 0,0500
concentração molmol
0,0500 dmdm . Obtiveram a seguinte
. Obtiveram curva
a seguinte de titulação:
curva de titulação:

1. 1.
(8p)(8p)
O aparelho de medição
O aparelho emem
de medição queque
se encontra a solução
se encontra titulante
a solução chama-se
titulante chama-se
(A)(A)
bureta e contém
bureta a solução
e contém de de
a solução NaOH (aq).
NaOH (aq).
(B) (B)
bureta e contém
bureta a solução
e contém de de
a solução HCℓ (aq).
HCℓ (aq).
(C) (C)pipeta e contém
pipeta a solução
e contém de de
a solução NaOH (aq).
NaOH (aq).
(D)(D) pipeta e contém
pipeta a solução
e contém de de
a solução HCℓ (aq).
HCℓ (aq).
2. (8p)
(D) Selecione
(A) HCℓ
NaOH ሺaqሻ+
(aq)a equação
H2 O
⟶ + química
Na(ℓ) ⟶ HCℓ
(aq) + OHque
− traduz
(aq)H2 Oa reação
ሺaqሻ+ 2
(ℓ) de neutralização que ocorre.
2. (8p)
(C)
(B) Selecione a equação química que
NaCℓ traduz a reação
(aq)++HCℓO
H2 O (ℓ) de neutralização que ocorre.
(D) NaOH
NaOH (aq)
(aq)
ሺaq ሻ++
+⟶ HCℓNa +(aq) ⟶ NaH
(aq) + OH − (aq)
(aq)
ሺaq(aq)
ሻ+ H+2 O
(aq)
(A)
(B) HCℓ
NaOH (aq) H2HCℓ O (ℓ) ⟶⟶
(aq) HCℓNaH (ℓ) (aq)
HCℓO
(A) HCℓ ሺaqሻ+ H O +
(ℓ) ⟶ HCℓ ሺ −
aqሻ+ H
3. (D)
(C) NaOH (aq) +⟶
(8p) A solução obtida HCℓNa (aq)
(aq) ⟶ + OH
NaCℓ
2 no ponto de equivalência(aq)
(aq) 2 (ℓ)
+O H 2 O (ℓ)
desta titulação será
(B)
(C) NaOH (aq) + HCℓ (aq) ⟶ NaH NaCℓ(aq)(aq)++HCℓO (aq)
H2 O (ℓ)
3. (8p)
(B)
(D) A solução
NaOH (aq)obtida
+⟶HCℓ no+(aq)
Na ponto
(aq)⟶ +de equivalência
NaH
OH − (aq) + HCℓO desta titulação será
(aq)
(A) ácida.
3. (C)
(D) NaOH
(8p) A (aq)
solução +⟶HCℓ
obtida no+(aq)
Na (aq)⟶
ponto NaCℓ
+de
OH − (aq)
(aq) + Hdesta
equivalência 2 O (ℓ)titulação será
(A) ácida.
(C) NaOH (aq) + HCℓ (aq) ⟶ NaCℓ (aq) + H2 O (ℓ)
(B) básica. + −
3. (D)
(8p)
(A) NaOH
A (aq)
solução
ácida. ⟶ Na
obtida (aq) +de
no+ ponto OH (aq)
equivalência desta titulação será
3. (B)
(D)
(8p) básica.
NaOH (aq) ⟶ Na (aq) + OH −
(aq)
(C) A solução obtida no ponto de equivalência desta titulação será
alcalina.
(B)
(A)
(C) básica.
ácida.
alcalina.
3. (8p)
(D) A
(A) solução obtida no ponto de equivalência desta titulação será
ácida.
neutra.
3. (8p)
(C)
(B) A solução
alcalina.
básica. obtida no ponto de equivalência desta titulação será
(D)
(A) neutra.
(B) ácida.
básica.
4. (A)
(D)
(C) ácida.da curva de titulação permite determinar o volume de hidróxido de sódio no ponto de
neutra.
alcalina.
A análise
(C) básica.
(B) alcalina.
4. A análise da curva
equivalência
(B)
(D) básica.
neutra. e, a partir de titulação permite determinar
dele, a concentração do ácidoo clorídrico.
volume de hidróxido de sódio no ponto de
4. (C)
(D) alcalina.
neutra.
A análise da curva
equivalência e, a partir de titulação permite determinar
dele, a concentração do ácidoo clorídrico.
volume de hidróxido de sódio no ponto de
(C) alcalina.
4.1 (8p) O volume
equivalência
(D)análise
neutra. e, a partir de titulante no ponto de equivalência
dele, a concentração é
do ácidoo clorídrico.
4. A da curva de titulação permite determinar volume de hidróxido de sódio no ponto de
4. 4.1
(D) (8p)
(A) O davolume
neutra.
A análise 10,0 cm3 .de
curva de titulação
titulante permite
no pontodeterminar
de equivalência é de hidróxido de sódio no ponto de
o volume
equivalência e, a partir
3 dele, a concentração do ácido clorídrico.
4.1 (A)
(8p) 10,0
O
equivalência
(B) 7,0 e,
cmcm
volume
a . de titulante
3partir
. no ponto de equivalência
dele, a concentração é
do ácidoo clorídrico.
4. A análise da curva3 de titulação permite determinar volume de hidróxido de sódio no ponto de
4. A (A)
análise
(B) 10,0 cm
davolume
7,0 3 .de titulação permite determinar o volume de hidróxido de sódio no ponto de
curva
cm .3 . de titulante no ponto de equivalência é
4.1 (8p)
(C) O 12,0
equivalência e,cm
a3partir dele, a concentração do ácido clorídrico.
4.1 (8p)
(B)
(C) O volume
7,0
equivalência cma partir
e, . 3 de titulante no ponto de equivalência
dele, a concentração é
do ácido clorídrico.
(D) 12,0
(A) 13,0 cm
10,0 cm33 ..
(A)
(C) 10,0
12,0 cm
cm33
.
4.1 (8p)
(D) O
(B) volume
13,0
7,0 cmcm .3 .. de titulante no ponto de equivalência é
4.1 (8p) O volume3 3 de titulante no ponto de equivalência é
4.2 (B)
(14p)
(A)
(D)
(C)
7,0
10,0cm
Calcule
13,0
12,0 cm
cm
cm
.33 ..a concentração de cloreto de sódio na solução que se obtém no ponto de
3 ..
4.2 (A)
(14p) 10,0
equivalência
(C)
(B) 12,0
7,0 cm
cm
Calcule
cm33 .a concentração
.3desta titulação. de cloreto de sódio na solução que se obtém no ponto de
(D)
(14p) 13,0
(B) 7,0 cm3 .
cm .33desta
4.2 equivalência
Calcule titulação. de cloreto de sódio na solução que se obtém no ponto de
(D)
Comece
(C) 13,0 cm
12,0por ..a concentração
cmcalcular a quantidade de matéria de hidróxido de sódio consumido até ao ponto
equivalência
(C) 12,0 cm desta
3 . titulação.
4.2 Comece
(14p) por
cmcalcular
Calcule
de equivalência.
(D) 13,0 a quantidade
3 a concentração
. de matéria
de cloreto de hidróxido
de sódio de sódio
na solução que consumido até ponto
se obtém no ao ponto
de
4.2 (14p)
Comece Calcule
(D)equivalência.
13,0por
equivalência 3 a concentração de cloreto de sódio na solução que se obtém no ponto de
cmcalcular
.
desta a quantidade de matéria de hidróxido de sódio consumido até ao ponto
titulação.
de
Apresente todas as
equivalência desta titulação. etapas de resolução.
GRUPO I
1. CH5 N3 ሺaqሻ+ H2 O ሺℓሻ ⟶ CH6 N3+ (aq) + OH− (aq) ------------------------------------------ 10 pontos
[em vez de CH6 N3+ também é aceitável HCH5 N3+ ou CH5 N3 H+]
2. ------------------------------------------------------------------------------------------------------- (8 + 6) 14 pontos
Etapas de resolução:
A) Cálculo da concentração da solução de guadinina:
𝑀(CH5 N3 ) = 59,09 g/mol;
m 0,265
𝑛ሺCH5 N3 ሻ = ⇒𝑛= ⇔ 𝑛 = 4,48 × 10−3 mol;
M 59,09
𝑐ሺCH5 N3 ሻ = 4,48 × 10−3 mol/dm3
B) Cálculo do pH:
𝑐ሺOH −ሻ = 𝑐 ሺCH5 N3 ሻ = 4,48 × 10−3 mol/dm3 ;
ሾOH −ሿ× ሾH3 O+ሿ= 1,00 × 10−14 ⇒ ሾH3 O+ሿ= 2,23 × 10−12 mol/dm3 ;
pH = 11,7
3. (A) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
GRUPO II
[N 2 H + −
5 ] × [OH ]
1. 𝐾b = -------------------------------------------------------------------------------------- 10 pontos
[N 2 H 4 ]

2. (D) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos


3. (C) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
4. (B) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

GRUPO III
1. (A) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
2. --------------------------------------------------------------------------------------------------- (4 + 5 + 5) 14 pontos
Tópicos de resposta:
A) A concentração de H3 O+ na referida solução é 2,00 × 10−7 mol dm−3 .
B) A concentração de OH − na mesma solução, a 50 ℃, é 2,75 × 10−7 mol dm−3 .
C) Como a concentração de ሾOH −ሿ> [H3 O+ ], conclui-se que a solução é básica.

3. (B) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos


4. ------------------------------------------------------------------------------------------------------- (6 + 6) 12 pontos
4. -------------------------------------------------------------------------------------------------------
Tópicos de resposta: (6 + 6) 12 pontos
Tópicos
A) H3 O+de
/Hresposta:
2O
A) H + /H−O
H32 O
O/OH 2

B) H
No2 O/OH
primeiro caso a água atua como base e no segundo caso atua como ácido.
B) No primeiro caso a água atua como base e no segundo caso atua como ácido.
GRUPO IV
1.
GRUPO IV
-------------------------------------------------------------------------------------------------------- (8 + 6) 14 pontos
1. --------------------------------------------------------------------------------------------------------
Etapas de resolução: (8 + 6) 14 pontos
Etapas de resolução:
A) Cálculo das concentrações no equilíbrio:
A) Cálculo
ሾH3 O+ሿdas concentrações
= 10 −pH
⇒ ሾH3 O+no
ሿ=equilíbrio:
2,00 × 10−3 mol dm−3 ;
ሾH3 O−+ሿሿ
ሾNO 2 ==ሾH
10O−pH
3 ⇒ ሾNO
+ሿ⇒ ሾ −+
H3 O ሿሿ
2==2,00
2,00××10 10 −3
−3 moldm
mol dm −3
−3
;;
−ሿ ሾ + ሾNO−

ሾNO
HNO2 2ሿ 3 O ሿ−
== H0,010 ⇒2,00 2×ሿ10
= −3
2,00 10−32 mol
⇔×ሾHNO dm−3×; 10−3
ሿ= 8,00 mol dm−3
B) ሾHNO2 ሿda
Cálculo = constante
0,010 − 2,00 × 10−3 ⇔ ሾHNO2 ሿ= 8,00 × 10−3
de equilíbrio: mol dm−3
B) Cálculo [Hda constante
+ −de equilíbrio:
(2,00 × 10−3 )2
3 O ] × [NO2 ]
𝐾a = + −
⇒ 𝐾a = −3
−3 2
⇔ 𝐾a = 5,0 × 10−4
[H3 O[HNO ] 2]
] × 2[NO 8,00 ×
(2,00 × 10
10 )
𝐾a = ⇒ 𝐾a = −3
⇔ 𝐾a = 5,0 × 10−4
2. [HNO2 ] 8,00 × 10
(C) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
2.
3. (C)
(D) --------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8
8 pontos
pontos
3.
4. (D) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8
(B) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
pontos
4.
5. (B) --------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Catalisador [ou conversor catalítico]. ----------------------------------------------------------------- 8 8 pontos
pontos
GRUPO V
1. (A) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
2. (C) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
3. (D) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
4.1 (C) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos
4.2 ------------------------------------------------------------------------------------------------------- (6 + 8) 14 pontos
Etapas de resolução:
A) Cálculo da quantidade de matéria gasta até ao ponto de equivalência:
𝑛ሺNaOHሻ = 𝑐 × 𝑉 ⇒ 𝑛ሺNaOHሻ = 0,0500 × 12,0 × 10−3 ⇔ 𝑛ሺNaOHሻ= 6,00 × 10−4 mol dm−3
B) Cálculo da concentração de cloreto de sódio na solução.
𝑛ሺNaOHሻ = 𝑛(NaCℓ) ⇒ 𝑛(NaCℓ) = 6,00 × 10−4 mol dm−3
𝑉final = 12,0 + 15,0 = 27,0 mL ⇒ 𝑉final = 27,0 × 10−3 dm3
𝑛 6,00 × 10−4
𝑐ሺNaCℓሻ = ⇒ 𝑐(NaCℓ) = −3
⇔ 𝑐(NaCℓ) = 2,22 × 10−2 mol dm−3
𝑉 27,0 × 10
GRUPO II

1. O I2 pode ser obtido a partir da reação do cloro, Cℓ2, com uma solução de iodeto de sódio, NaI, de
acordo com a seguinte equação química:

Cℓ2 (g) + 2 I− (aq) → 2 Cℓ− (aq) + I2 (s)

1.1 (8p) Nesta reação há transferência de


(A) eletrões do Cℓ2 para o I−.
(B) eletrões do I− para o Cℓ2.
(C) protões do Cℓ2 para o I−.
(D) protões do I− para o Cℓ2.

1.2 (8p) Qual é a espécie química que atua como redutor?

1.3 (12p) Escreva a semirreação de oxidação e a semirreação de redução.

5ºTeste.11ºano.Química - 2018 12
1.1 (B) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

1.2 I− ou [ião] iodeto. --------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

1.3 --------------------------------------------------------------------------------------------------------(6 + 6) 12 pontos


Semirreação de oxidação: 2 I− → I2 + 2 e−

Semirreação de redução: Cℓ2 + 2 e− → 2 Cℓ−


2. O ácido perclórico, HCℓO4, (M = 100,46 g/mol) é um ácido forte. É também um ácido oxidante, o
que significa que é capaz de oxidar metais como o cobre e a prata, que não são oxidados pelo
ião H+. Nesse caso, é o anião proveniente do ácido que atua como oxidante.

2.1 (8p) Indique o número de oxidação do cloro em HCℓO4.

2.2 (8p) Na reação entre o ácido perclórico e o cobre,


(A) CℓO−
4 reduz-se.

(B) CℓO−
4 oxida-se.

(C) H+ reduz-se.
(D) H+ oxida-se.

2.3 (8p) Os metais cobre e prata têm


(A) forte poder oxidante.
(B) forte poder redutor.
(C) fraco poder oxidante.
(D) fraco poder redutor.

2.4 (12p) Calcule o pH de uma solução aquosa ácido perclórico cuja concentração em massa é
2,4 g dm–3.
Apresente todas as etapas de resolução.
5ºTeste.11ºano.Química - 2018 14
2.1 +7 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.2 (A) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.3 (D) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.4 --------------------------------------------------------------------------------------------------- (6 + 3 + 3) 12 pontos


Etapas de resolução:

A) Cálculo da concentração de HCℓO4:


[HCℓO4] = 2,4 / 100,46 = 2,4 × 10−2 mol/dm3
B) Explicação e justificação da concentração de H3O+:
Como o ácido é forte, então [HCℓO4] = [H3O+] = 2,4 × 10−2 mol/dm3.
C) Cálculo do pH:
pH = −log[H3O+] = −log(2,4 × 10−2) = 1,6
Grupo III
Para estabelecer uma série eletroquímica, introduziu-se uma fita de magnésio num tubo de ensaio
contendo ácido cloridríco, HCℓ (aq). Simultaneamente procedeu-se de igual modo com outros
metais. Os resultados obtidos estão ilustrados na Figura 2.

Figura 2

1. (8p) O controlo de variáveis para que as conclusões da atividade realizada sejam válidas inclui,
para os quatro ensaios, a utilização de…

(A) soluções de ácido clorídrico de igual concentração.


(B) soluções de ácido clorídrico de concentrações diferentes.
(C) fitas de magnésio, zinco, cobre e ferro de igual massa.
(D) fitas de magnésio, zinco, cobre e ferro de massas diferentes.
2. (8p) Observando a Figura 2, ordene os quatro metais por ordem crescente de poder redutor.

3. (8p) Três dos catiões metálicos dispostos por ordem decrescente de poder oxidante são:

(A) Cu2+, Zn2+, Fe3+


(B) Fe3+, Zn2+, Cu2+
(C) Cu2+, Fe3+, Zn2+
(D) Zn2+, Fe3+, Cu2+

4. (12p) Com base na variação dos números de oxidação, interprete a corrosão do magnésio como o
resultado de um processo de oxidação-redução. Comece por escrever a equação química que
traduz a reação entre o magnésio e o ácido cloridríco, incluindo os estados físicos.

5. (8p) Na reação entre o magnésio e o ácido cloridríco ocorre transferência de…

(A) eletrões do magnésio para o ácido clorídrico.


(B) protões do magnésio para o ácido clorídrico.
(C) eletrões do ácido clorídrico para o magnésio.
(D) protões do ácido clorídrico para o magnésio.
GRUPO III
1. (A) soluções de ácido clorídrico de igual concentração. ------------------------------------------- 8 pontos

2. Cu, Fe, Zn, Mg ------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

3. (C) Cu2+, Fe3+, Zn2+--------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

4. ---------------------------------------------------------------------------------------------------- (4 + 4 + 4) 12 pontos
Elementos de resposta:
A) Mg (s) + 2 H+ (aq)  Mg2+ (aq) + H2 (g) OU
Mg (s) + 2 HCℓ (aq)  MgCℓ2 (aq) + H2 (g)
B) A corrosão do magnésio, Mg, corresponde à sua oxidação a Mg2+, ou seja, ao aumento do
número de oxidação do elemento magnésio, de 0 em Mg para +2 em Mg2+.
C) Simultaneamente ocorre a redução de H+ a H2, ou seja, diminuição do número de oxidação do
elemento hidrogénio, H, de +1 em H+ para 0 em H2.

5. (A) eletrões do magnésio para o ácido clorídrico. --------------------------------------------------- 8 pontos


GRUPO II

1. O I2 pode ser obtido a partir da reação do cloro, Cℓ2, com uma solução de iodeto de sódio, NaI, de
acordo com a seguinte equação química:

Cℓ2 (g) + 2 I− (aq) → 2 Cℓ− (aq) + I2 (s)

1.1 (8p) Nesta reação há transferência de


(A) eletrões do Cℓ2 para o I−.
(B) eletrões do I− para o Cℓ2.
(C) protões do Cℓ2 para o I−.
(D) protões do I− para o Cℓ2.

1.2 (8p) Qual é a espécie química que atua como redutor?

1.3 (12p) Escreva a semirreação de oxidação e a semirreação de redução.

5ºTeste.11ºano.Química - 2018 19
1.1 (B) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

1.2 I− ou [ião] iodeto. --------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

1.3 --------------------------------------------------------------------------------------------------------(6 + 6) 12 pontos


Semirreação de oxidação: 2 I− → I2 + 2 e−

Semirreação de redução: Cℓ2 + 2 e− → 2 Cℓ−


2. O ácido perclórico, HCℓO4, (M = 100,46 g/mol) é um ácido forte. É também um ácido oxidante, o
que significa que é capaz de oxidar metais como o cobre e a prata, que não são oxidados pelo
ião H+. Nesse caso, é o anião proveniente do ácido que atua como oxidante.

2.1 (8p) Indique o número de oxidação do cloro em HCℓO4.

2.2 (8p) Na reação entre o ácido perclórico e o cobre,


(A) CℓO−
4 reduz-se.

(B) CℓO−
4 oxida-se.

(C) H+ reduz-se.
(D) H+ oxida-se.

2.3 (8p) Os metais cobre e prata têm


(A) forte poder oxidante.
(B) forte poder redutor.
(C) fraco poder oxidante.
(D) fraco poder redutor.

2.4 (12p) Calcule o pH de uma solução aquosa ácido perclórico cuja concentração em massa é
2,4 g dm–3.
Apresente todas as etapas de resolução.
5ºTeste.11ºano.Química - 2018 21
2.1 +7 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.2 (A) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.3 (D) ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8 pontos

2.4 --------------------------------------------------------------------------------------------------- (6 + 3 + 3) 12 pontos


Etapas de resolução:

A) Cálculo da concentração de HCℓO4:


[HCℓO4] = 2,4 / 100,46 = 2,4 × 10−2 mol/dm3
B) Explicação e justificação da concentração de H3O+:
Como o ácido é forte, então [HCℓO4] = [H3O+] = 2,4 × 10−2 mol/dm3.
C) Cálculo do pH:
pH = −log[H3O+] = −log(2,4 × 10−2) = 1,6
G RUPO VI
E m dois gobelés A e B , contendo cada um igual volum e de um a solução aquosa de sulfato de cobre,
C uS O 4 , m ergulhou-se um a placa de zinco e um a placa de prata, respetivam ente, tal com o é
evidenciado na figura seguinte.

A o fim de algum tem po verificou -se que a solução contida no gobelé A es tava m enos azulada e na
placa m etálica de zinco tinha -se depositado um sólido. P or outro lado, no gobelé B não se verificou
nenhum a alteração.

1. E screva a equação quím ica que traduz a reação que ocorre no gobelé A e as respetivas
sem iequações de redução e oxidação.

2. Indique a variação do núm ero de oxidação do cobre, na referida reação.

3. O átom o de zinco, ao _______ dois eletrões ao cobre, atua com o agente _______.
(C) … ceder … redutor
(D) … captar … oxidante

4. O rdene, por ordem crescente de poder redutor, os m etais cobre (C u), zinco (Zn) e prata (A g).

3
5. Q uando a placa de zinco é colocada noutro gobelé com 200 cm de um a solução aquosa de ácido clorídrico
3
0,200 m ol dm - , além da corrosão da placa de zinco verifica -se a form ação de bolhas gasosas à superfície da
placa.
5.1. D eterm ine o valor m áxim o da m assa de zinco que é possível corroer, adm itindo que a reação é com pleta.
5.2. A que se deve a form ação de bolhas gasosa s na superfície da placa?
G rupo VI

1. Zn(s) + C u 2+ (aq)  Z n 2+ (aq) + C u(s)


Sem iequação de oxidação:
Zn(s)  Zn 2+ (aq) + 2 e 
Sem iequação de redução:
C u 2+ (aq) + 2 e   C u(s)

2. n.o.(C u) = 0 – (+ 2) = – 2

3. O pção (C )

4. A g < C u < Zn

5.1. n(H + ) = n(HCℓ)


𝑛
cHCℓ = 𝑉  n(HCℓ) = 0,200  200  10-3 = 0,0400 mol

Z n(s) + 2 H + (aq)  Z n 2+ (aq) + H 2 (g)


𝑛(H + ) 0,0400
n(Zn) = = = 0,0200 mol
2 2
M (Zn) = 65,41 g m ol - 1
m = n M  m (Zn) = 0,0200  65,41 = 1,31 g

5.2. A s bolhas gasosas correspondem à libertação de H 2 (g).


Eu e a Química 11 26
Eu e a Química 11 27
Eu e a Química 11 28

Você também pode gostar